1. Spirit Fanfics >
  2. Portraits Of Past-JimKookie-400SeguidoresIncesto-Bissexual >
  3. 'The Grooms Mistake'

História Portraits Of Past-JimKookie-400SeguidoresIncesto-Bissexual - Capítulo 26


Escrita por: Park_Min_Hee_ e Min_Youra_

Notas do Autor


E EU VOLTEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIIIIIII

K
K
K
K
K


Gente, Amores do meu viver, como havia dito estamos na reta final desta FIC............

E ainda não sei o que vocês esperam, ninguém comentou para me falar o que esperam do nosso triângulo amoroso mais badalado...................

Assim fico sem rumo, Amores.....




Mas bora lá que as coisas estão esquentando por aqui



JÁ SABEM O QUE FAZER..........
ROLEM A PÁGINA EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE....................





B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
!!!!!!!!!

Capítulo 26 - 'The Grooms Mistake'


Fanfic / Fanfiction Portraits Of Past-JimKookie-400SeguidoresIncesto-Bissexual - Capítulo 26 - 'The Grooms Mistake'

‘The Groom’s Mistake’

 

 

 

 

-O Erro do Noivo-

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anteriormente em “Portraits Of Past”...

 

 

- Meu pai sempre dizia que colhemos o plantamos, então, nada mais justo do que Jimin e Jungkook colherem o que plantaram. – Falo olhando minha tia, que suspira enquanto seus olhos ficam marejados.

- E depois irá fugir como na primeira vez que tudo deu errado? – Pergunta segurando minhas mãos.

- Não desta vez, tia, ficarei bem aqui assistindo a tudo e também colhendo o que plantarei. – Me distancio dela e vou até a mesinha de centro, pego meu capacete e alcanço a porta.

 – Você amou o Jimin e tenho certeza que acabou por se entregar ao Jungkook não só de corpo. – Sua voz chega aos meus ouvidos e sinto meu coração ficar apertado.

- Como eu disse antes, não há mais sentimentos dentro de mim e provarei isso deixando Jeon Jungkook no altar com um sonoro “não”, por toda humilhação que ele e Jimin me infligiram!

Saio da pousada sentindo o peso do mundo nas costas, mas com a certeza que desta vez não me queimarei sozinha.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora...

 

 

 

 

 

 

Jungkook – P.O.V...

 

 

Vinte e cinco dias se passaram desde o dia que Min Hee aceitou o nosso casamento. Todas as noites eu e Jimin revezamos dormir na casa dela, é uma forma de monitorá-la, para termos certeza que não mudará de ideia e fugir de nós. Os convites do jantar do nosso noivado já estão prontos, ninguém sabe e não saberão até a noite do mesmo, onde contaremos a todos e eu colocarei o anel no dedo dela. Para todos os efeitos será apenas um jantar, então todo o cuidado é pouco.

Min Hee não quer enviar o convite ao paspalho do Jaejoong, mas isso eu não posso deixar passar, é uma excelente oportunidade de esfregar na cara dele que ela pertence a mim e ao Jimin. Sei que estarei comprando uma briga com ela, mas como eu disse não posso perder tal oportunidade.

- Namjoon já saiu para entregar os convites. – Jimin entra no meu quarto dizendo. – O que foi? Está estranho desde o momento que os convites chegaram. – Indaga me encarando.

- Não é nada, só estou ansioso com esse jantar, faltam apenas cinco dias para que todos saibam que ela será uma Jeon e nos pertencerá.

Jimin me olha de soslaio, ele me conhece muito bem e sabe que estou escondendo algo. Ele suspira virando de frente para mim, cruzando os braços na frente do peito e tombando a cabeça para o ombro esquerdo me indaga sério.

- O que você aprontou? – Arqueia as sobrancelhas esperando a minha resposta. Sorrio de lado e faço minha cara de garoto inocente.

- Mandei um convite para o meu irmão e a nossa irmãzinha. – Falo alargando ainda mais o meu sorriso.

Ele fecha os olhos, descruza os braços e coloca suas mãos fofinhas na cabeça, sua voz sai mais alta que o normal o que me assusta um pouco, me fazendo dar um passo para trás.

- Que Merda Você Tem Na Cabeça, Jeon? – O encaro sem saber o que falar, abro a minha boca umas quatro vezes para respondê-lo e só consigo desconversar para fugir do assunto.

- Odeio quando me chama assim! – Falo fazendo manha para que ele não fique nervoso.

- Não muda de assunto, Jungkook. – Ele solta a cabeça e vem até a mim. – Você cavou a sua própria cova. Qual o seu problema?

- JAEJOONG É O MEU PROBLEMA! – Grito sem pensar no que falo. – Ela queria esconder dele o nosso noivado e isso eu não admito.

Jimin se afasta e fica andando de um lado para o outro me deixando ainda mais agoniado.

- Min Hee só não queria confusão no jantar de noivado. – Vira e me encara com apreensão no olhar. – Custava fazer o que ela queria? CUSTAVA, JEON JUNGKOOK?

Seu grito me deixa apreensivo também e agora começo a ver que talvez, apenas talvez, não tenha sido uma boa ideia mandar o convite do jantar para o meu estimado irmão.

- Só quero que ele saiba que nunca mais a terá, que ela é nossa e nem ele e nem ninguém irá nos tirá-la. – Digo tentando amenizar a possível burrada que fiz.

- Por Deus e por seu filho Jesus Cristo, Jeon, Min Hee derrubará a casa sobre nossas cabeças! – Jimin fala e sai batendo a porta com toda a força que tem fazendo até a janela tremer.

 

 

 

 

 

 

 

 

Min Hee – P.O.V... (Cinco dias depois...)

 

 

Olho mais uma vez no espelho e me vejo com um vestido preto estilo tubinho, não muito justo e com gola canoa, todo feito de seda. Meu cabelo preso em um coque frouxo no alto da minha cabeça deixa meu pescoço nu. O colar de pérolas negras que foi da minha mãe completa o visual, juntamente com um brinco pequeno e uma maquiagem muito leve. Falta apenas o salto agulha preto de verniz.

- Está linda! – Minha tia fala aparecendo atrás de mim no espelho.

- Está divina e glamorosa! – Eun fala me entregando o meu par de sapatos.

- Quem vem te buscar? – Tia Sooki pergunta.

- Jimin. – Falo calçando o salto que tenho certeza que não o aguentarei até o final desse jantar.

- Então eu e a tia iremos na frente. – Eun fala pegando sua bolsa de mão toda dourada e piscando para mim.

- Aproveito para dar uma conferida no bufê. – Minha tia fala.

Minha tia me dá um abraço e ambas saem do quarto, em poucos minutos ouço o som do motor do carro da minha amiga e logo se distanciam. Olho mais uma vez para o espelho e me vejo ali pronta, lembro-me do perfume e corro até o banheiro e borrifo um pouco da fragrância floral adocicada. Saio pegando minha bolsa de mão e vou para o corredor. Desço as escadas e sento na poltrona que fica de frente a porta da sala. Fico quieta e em total silêncio prestando atenção nos barulhos do lado de fora da casa. A noite está tranquila e o som de grilos e cigarras fazem um dueto magnífico para quem aprecia morar em fazenda.

Os minutos passam até que ouço o barulho de um veículo do lado de fora. Uma porta bate, mas fico sentada esperando e quando a porta se abre vejo um lindo homem passar por ela. Jimin está vestido com um terno cinza escuro de três peças e uma gravata borboleta azul petróleo e uma caminha na cor azul céu. Seu cabelo agora preto deixa sua pele mais branca, seus lábios avermelhados destacam chamando a minha atenção.

- Como você está linda! – Fala me olhando com os olhos bem arregalados. Seu cheiro chega até ao meu nariz e provoca um arrepio involuntário no meu corpo.

- Você está lindo também, Jimin. – Ele vem até a mim e me concede sua mão.

- Se não tivéssemos o jantar de noivado, eu a levaria em meus braços para o seu quarto e a deitaria sobre sua cama, e a amaria até o sol nascer. – Jimin sempre foi um romântico inveterado, sempre me surpreendia com presentes, ou piqueniques na praia. Olho mais uma vez seu cabelo preto e sem me conter toco seus fios macios e sedosos.

- Está parecendo o meu ex-namorado. – Falo com um sorriso pequeno nos lábios.

- Ainda sou aquele adolescente apaixonado por você, meu anjo, isso nunca mudou. – Fala com a voz embargada e com os olhos marejados. Suspiro abaixando o meu olhar, não posso esquecer que tudo não passa de um plano, não posso me deixar levar pela brandura dele.

- Vamos ou nos atrasaremos. – Falo desviando dele e indo até a porta.

Saio de casa e sou seguida por ele, desço as escadas da varanda e caminho até a sua picape. Jimin vem rapidamente e abre a porta me dando passagem, entro e me acomodo no banco. Dando a volta ela entra, liga o veículo e o coloca em movimento. Uma música clássica, que não sei ao certo se é Mozart ou Beethoven, sai dos alto falantes. O percurso todo fomos em silêncio ouvindo as belas músicas, e quando passamos pela porteira da Fazenda Jeon vi o grande toldo todo iluminado e os convidados já sentados em seus lugares.

Jimin para a picape e desce, dando a volta ele vem e abre a porta para que eu desça. Me estendendo sua mão apoio-me nela e saio do veículo. Vamos caminhando para o local do jantar. Jungkook nos vê e vem ao nosso encontro, seus braços rodeiam o meu corpo em um abraço apertado e possessivo.

- Estava ansioso pela sua chegada, meu doce anjo. – Diz se afastando e segurando o meu rosto entre suas mãos.

- Não iria faltar ao meu próprio noivado. – Digo encarando seus olhos.

- Noivado? – Uma voz reverbera atrás de mim como se fosse um trovão, me causando um tremor no coração, indicando que uma tempestade cairá sobre mim.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jimin – P.O.V...

 

 

A voz chegou até ao meu cérebro e ativou um alerta de perigo. Olho para trás e vejo minha irmã e seu marido, o qual encara Min Hee com os olhos quase saltando das órbitas. Jungkook abre um sorriso e abraça nossa noiva olhando para Jaejoong com cinismo.

- Olá, como vão? – Kookie pergunta na maior cara de pau.

- Então, o jantar é o noivado de vocês, que maravilha! – Lisa fala com um sorriso enorme nos lábios. – Olha que notícia fabulosa, meu amor, nossos irmãos irão se casar, até que enfim.

Lisa praticamente se pendura no pescoço do marido, enquanto Jaejoong alterna seu olhar furioso entre Min Hee e Kookie, o que me causa um desconforto gigantesco.

- Que palhaçada é essa, Min Hee? – Jae pergunta falando com o maxilar travado.

- Por que estão aqui? – Ela indaga olhando para o irmão.

- Recebemos o convite para o jantar, foi o Namjoon quem o entregou. – Lisa fala como se fosse a coisa mais obvia do mundo.

No mesmo instante vejo minha amada se soltar dos braços de Jungkook e o fuzilar com os olhos. O mesmo apenas sorri de lado, enquanto observo todos ao mesmo tempo. Sem prever o que aconteceria meu cunhado pega o braço de Min Hee e o puxa fazendo-a virar para ele.

- SOLTA ELA SEU MERDA. – Kookie grita exaltado e eu tento me colocar entre os dois, o que não funciona.

- NÃO ESTOU FALANDO COM VOCÊ, SUE VERME. – Jaejoong grita também e eu ainda tento impedir uma merda sem tamanho no jantar do nosso noivado.

Olho rápido a nossa volta e alguns convidados estão prestando atenção em nós. Min Hee solta o braço que estava preso e se afasta um pouco da rodinha que fizemos.

- Foi você, não foi, Jungkook? – Ela o indaga o encarando.

- Eu o que, amor? – Pergunta com cinismo.

- Min Hee, por favor! – Peço me aproximando dela, mas sou empurrado por um Jaejoong enfurecido que me joga no chão e vai para cima de Jungkook.

- VEM SEU DESGRAÇADO, FAZ TEMPO QUE QUERO LHE QUEBRAR TODINHO! – Kookie grita já partindo para cima dele também.

E assim a pancadaria tem seu início, Min Hee tenta puxar Jungkook, mas ele consegue acertar um soco no olho direito do seu oponente. Jaejoong quase cai, mas se equilibra e parti para o ataque também. Ambos caem com o agarre na cintura que Jae dá no Jungkook, os dois rolam na terra, cada um tentando ficar por cima do outro. A gritaria começa, Lisa começa a gritar e a chorar e do nada só a ouço xingar a Min Hee.

- ISSO É TUDO SUA CULPA, SUA VADIA DOS INFERNOS. – Minha irmã mesmo grávida e com a barriga já proeminente tenta alcançar Min Hee que se afasta para evitar algo mais sério.

Minha noiva não fala nada, vejo Eun Bin e dona Sooki vindo para o meio da confusão, meu pai, Namjoon e alguns peões da fazenda se junta e tentam separar os dois valentões. Corro e me posiciono entre eles já que estão separados. Não sei como não vi ambos se acertando, mas Kookie está com a sobrancelha esquerda cortada, assim como o seu lábio inferior no canto direito.

- ME SOLTA QUE AINDA NÃO TERMINEI COM ESSE FILHO DE UMA PUTA! – Jungkook tenta se soltar das mãos do Namjoon e dos dois peões que o seguram.

- JUNGKOOK SE ACALMA, PELO AMOR DE DEU. – Grito chamando sua atenção, o que não consigo mesmo segurando o seu rosto. Olho para trás e vejo Jaejoong com nariz sangrando e os lábios inchados.

- PAREM OS DOIS COM ISSO! – Nosso pai grita e o que parecia impossível acontece, os dois se aquietam. – Namjoon leve Jungkook para dentro de casa, e você Jimin leve Min Hee, ela não está bem.

E com isso todos nós olhamos para a nossa noiva, Min Hee está abraçada com seu próprio corpo. Seus lábios tremem e seu olhar está perdido.

- Amor? – Kookie a chama, mas ela não responde e ele tenta ir até ela.

- NÃO SE APROXIME DELA. – Jaejoong grita ainda mais enfurecido, olho para ele e meu pai, juntamente com Eun e Sooki que tentam segura-lo.

E para o desespero de todos a briga retorna, Jaejoong se solta e vai para cima de Jungkook. Não consigo segurar aquele que amo e os dois voltam a rolar no chão, sem saber o que fazer olho em volta e vejo Min Hee correndo na direção da porteira e sumindo na escuridão. Sem pensar duas vezes corro para a minha picape, entro já dando a partida, bato a porta e saio a toda velocidade atrás dela. Não andei muito e já a vi correndo descalça pela estrada de terra, passo por ela e paro a picape mais a frente. Desço e vou até ela, a abraço não a deixando fugir.

- Calma, meu amor, estou aqui com você! – Digo com os lábios colados no lóbulo da sua orelha.

Sinto seu corpo todo tremer e ouço os soluços que escapam em meio ao choro. Acaricio suas costas e sua nuca, sua pele está fria e acredito que seja pela raiva e vergonha pelo que aconteceu. Aos poucos ela vai se acalmando e me deixa leva-la para o meu carro.

- Onde estão os seus sapatos, meu anjo? – Pergunto e ela só nega com a cabeça. – Tudo bem, vou te levar para sua casa e ficarei lá com você.

Fecho a porta e dou a volta, entro rápido e dou a partida e sigo para a fazenda Park, e em meu pensamento apenas peço a Deus que Min Hee não desista e fuja novamente.


Notas Finais


EIIIIIIITTTAAAAAAAAAAAAA

Que alguém perdeu a oportunidade de ficar quietinho minha gente.................


Quem concorda dá um grito aí.............................


K
K
K
K
K



Bom ficamos por aqui, amanhã tem mais.....




BEIJO NO QUEIXO E ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULO!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...