História POSEIDON- jeon jungkook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Aventura, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 34
Palavras 1.826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente preciso que me falem o que estão achando da fic e o que acharam do Capítulo de hoje.❤

Capítulo 4 - A farsa acabou!


Fanfic / Fanfiction POSEIDON- jeon jungkook - Capítulo 4 - A farsa acabou!

                       ~s\n on~

Desfrutava da sensação da língua quente e doce deslizando pela minha, as mãos dele desciam pela minha cintura apertando-a e explorando o meu corpo com urgência. Minha cabeça girava, o cheiro dele estava me entorpecendo, impedindo-me de pensar com coerência.

Meus braços estavam ao redor do pescoço dele e não oferecia nenhuma resistência ao corpo masculino que se apertava contra minhas formas. Seus lábios deixaram os meus, que senti um súbito vazio e o encarei confusa.

Poseidon- oitocentos anos...-ele passou as mãos pelos cabelos, frustado. Pisquei algumas vezes sem entender,ele riu e em seguida urrou de ódio.

Poseidon- passei oitocentos anos esperando e meu irmão me traz uma farsa!- não ousava encará-lo, sua voz reserberava pela caverna de forma assutadora, sua ferocidade impondo-se mil vezes ao seu tamanho.

S\n- eu não...-ele me olhou com ódio e isso me feriu.

Poseidon- Quanto Hades está te pagando? Você se deita com ele também?-meus olhos faiscaram de raiva e naquele momento me esqueci de que eu estava em frente a um deus que poderia me destruir em segundos.

S\n- eu te disse desde que eu cheguei aqui que não era a maldita mulher de quem estava falando,mas você simplesmente parecia não querer entender, agora, porque de repente descobriu que está errado vai dizer que sou uma qualquer?! IMBECIL!-grito de volta, levanto-me do chão e sacudo a poeira das roupas.

Passei por ele feito um furacão em direção a única saída que conseguia distinguir, mesmo sem saber muito bem para onde estava indo. Logo fui interpelada por Afrodite, que viu toda a discussão do Olimpo e desceu imediatamente.

Afrodite- docinho, você não tem amor a vida não é mesmo?- disse encostando no corredor pedregoso, bufei e exibi minha melhor carranca ao deus do amor.

S\n- ele já sabe que não sou ela, posso ir pra casa agora?!

Afrodite- hummmmm, não. Foi só uma pequena mudança no plano original, isso muda em nadinha o fato de que ele sente atração por você...- encarei o homem de um metro e oitenta com um olhar matador,a pequena e delicada mão na cintura e o cenho franzido demonstravam minha raiva.

Afrodite- não seja dramática amor, ele só insinuou...-dei dois passos em direção a ele na ponta dos pés para encará-lo.

S\n- Ele disse que eu estava dormindo com Hades enquanto tentava seduzi-lo, de onde venho isso é ser chamada de puta!-bufei e ele deu meia risada.

Afrodite- vou provar minha teoria docinho....aí vem ele.

S\n- o que??-perguntei confusa, aquele homem alto e lindo segurou meu rosto colando seus lábios nos meus. Não ofereci resistência, quem ofereceria quando se está sob o encanto do próprio afrodite? Era um beijo suave e sem muitos volteios, seus lábios se demoraram nos meus, apenas o necessário para que pudessemos ser vistos pelo irritadiço deus dos mares.

                      ~s\n off~

                   ~ jeon jungkook on~

Fui atrás dela, como pode sair da minha frente sem que eu desse minha última palavra? eu sou um deus.

Poseidon- Afrodite!!!!-berrei fazendo com que toda as estruturas subaquáticas estremecesse,o que ele estava fazendo? Fiquei irado o vendo beijar minha garota.

S\n despertou assustada do transe e se afastou bem a tempo enquanto meu enorme tridente surgia entre minhas mãos, que brilhavam em tom azul luminescente.

Girei o tridente nas mãos e disparei uma massa de energia azul em direção a afrodite quase acertando-o na cabeça, mas que depressa o deus do amor desviou com graciosidade e elegância.

Afrodite- o que foi criança? Está incomodado porque eu beijei a moça?- urrei mais uma vez, estava muito descontrolado.- achei que só se importava com a tal Heiya, sabe...aquela garota ali é muito bonita e eu estou tanto tempo solitário,preciso de uma deusa só minha...-ele continuava me provocando enquanto desviava dos meus  golpes.

                  ~jeon jungkook off~

  

                   ~hoseok on~

Hoseok- o que está acontecendo aqui?-perguntei a garota que presenciava ao show de raios azuis luminescentes, assutada.

Parecia que ela não lembrava de ter me visto, e logo eu usava uma mascara(foto da capa) que deixava minha aparência feroz, cada vez ela tinha mais medo daquele lugar,suspirei.

Hoseok- ah...Afrodite...como eu não adivinhei?! Melhor voltar para seu quarto, senhorita Heiya.

Afrodite fez um elaborado movimento corporal e antes que percebece-mos estava ao lado de s\n segurando-a pela cintura.

Afrodite- você vem comigo benzinho-disse beijando-a no rosto e desaparecendo com ela do local.

Poseidon disparou um raio contra eles,mas eles se foram antes de serem atingidos e o raio quase acertou em mim, suspirei buscando por paciência.

Poseidon- aquele desgraçado!

Hoseok- acalme-se senhor, a garota disse que não é Heiya, isso e verdade?- poseidon passou a mão pelos cabelos e lançou um olhar de advertência para mim, que claramente ignorei.- se esse é o caso por que se importa com ela?

Poseidon- traga-a de volta!

Hoseok- e como eu faria isso? Não faço a mínima ideia de para onde Afrodite possa tê-la levado- disse calmamente.

Poseidon- Não me interessa general H, apenas faça.-disse entre os dentes

Hoseok- sim senhor.

                        ~hoseok off~

                       ~autora on~

(Em algum lugar sob mares desconhecido)

Heiya levantou-se da cama sem se preocupar em cobrir o corpo. Tinha muito orgulho de suas curvas para deixar exibi-las, seu amante de longa data observava seu movimentos atento.

Ele-o que foi amor, está inquieta?

Heiya- parece que a hora de voltar aos mares da Grécia se aproxima...-disse sentando-se na penteadeira e escovando os longos cabelos (cor do seu cabelo) com calma.

Ele- por que diz isso? Está tão bem aqui por oitocentos anos...-recostou-se na cama cruzando os braços atrás da nuca. O peitoral moreno bem esculpido brilhava sob a luz perolada do abajur.

Heiya- o encanto está cedendo.

Ele- o seu encanto sobre poseidon? Impossivel!

Heiya- Não é possível, além da minha morte, há outras coisas que pode destruir o encanto.

Ele- o que é?

Heiya- se ele se apaixonar de verdade por outra mulher.-seu amante riu. Ele se levantou, e foi até ela,sedutoramente deslizou os longos cabeços (vou por uma cor aqui,vocês imaginam com a cor do de vocês) loiros da mulher para o lado e começou a beijá-la no pescoço e clavícula.

Ele- amor, você acha mesmo que Poseidon tendo você na cabeça conseguiria se apaixonar?-mordiscou-a na orelha, ela soltou um gemido baixo.

Heiya- Eu consigo sentir o encanto perdendo a força, nunca esteve tão fraco quanto agora...-disse arqueando o corpo quando a mão dele encaixou-se entre suas pernas.

Ele-acho que não deveria se preocupar com isso minha sereia, não agora...-sussurrou enquanto intensificava os movimentos.

      (Casa de Hades)

Perséfone(mulher de Hades)- amor o cérberus está com fome...-disse entrando na sala dando de cara com Afrodite que brotava do nada- quer me matar do coração?!- berrou deixando cair o castiçal que segurava.

Afrodite- Perséfone amor, você já esta morta.-disse beijando-a na testa.- onde está seu marido?

Hades- amor por que você está grit...ah...é você Afrodite?-balançou a cabeça.

Afrodite- woa...que recepção calorosa!

Perséfone- não é caloroso o suficiente pra você aqui, podemos dar um jeito...-disse abrindo uma porta que dava diretamente para lagos de fogo onde as almas eram torturadas.

Afrodite-ahhhh, fecha esse troço! Cheiro de alma queimada me enjoa.-ela deu de ombros fechando a porta.

Hades- o que quer aqui?

Afrodite-precisamos de ideias...-suspirou.

Hades-precisamos? No plural?

Afrodite-É...-afrodite tirou uma esfera de vidro do bolso e estilhaçou-a no chão da sala, uma fumaça lilás subiu do meio dos estilhaços e s\n se materializou completamente tonta, caindo sentada como uma fruta madura.

Perséfone- Heiya!-disse arregalando os olhos- como pôde trazer essa vadia para minha casa? Sabe que ela tentou levar meu marido pra cama!-disse puxando seu punhal de aço negro de dentro da cinta liga da coxa direita.

Afrodite- Não é a Heiya, é a s\n.-Hades suspirou.

Hades- Afrodite... O que você aprontou dessa vez- s\n os olhou meio tonta.

Perséfone- vou trazer chá de verbena antes que ela vomite no meu tapete persa...-saiu bufando.

Afrodite- eu beijei ela na frente de poseidon e...

Hades- mas que carvalhos!-Perséfone voltou com o chá e olhou pra Hades que abaixou a cabeça e mordeu o lábio inferior. Ele sabia que mais tarde estaria muito ferrado.

Perséfone-Me ajude a colocá-lo no sofá!- hades pronto se levantou.- você não! Não quero que você tocando no clone daquela mulherzinha...

Afrodite pegou s\n no colo e colocou-a no enorme sofá de veludo roxo que tomava um terço da gigantesca sala oval do castelo Hades.

Perséfone- beba isso querida, vai se sentir melhor.-ela disse enquanto ajudava s\n a ingerir o líquido, aos poucos a cor foi voltando ao rosto de s\n e ela foi recobrando os sentidos plenos.

Perséfone- quer dizer que poseidon já sabe que ela não é Heiya?- Hades fez que sim com a cabeça.

Hades- mas provocá-lo não estava nos planos e muito menos fugir com ela do castelo Marina, não é mesmo Afrodite?!

Perséfone- Mas por que raios você fez isso?!

Afrodite-Deu vontade!-retrucou, s\n estreitou os olhos encarando-o.

S\n- vocês acham que eu sou uma espécie de marionete?! Deu vontade?!- ela se levantou e plantou um tapa no rosto de afrodite pegando a todos de ssurpresa.

O estalo reverberou pela sala oval, Hades estava de boca aberta pela ousadia da menina e Perséfone estava vermelha por tentar segurar uma risada da cara de choque de afrodite.

Afrodite- você ousou me bater?!

S\n- você ousou me beijar!

Perséfone- gosto dela amor, podemos ficar com ela?- disse apoiando o peso no ombro do marido.

Hades- s\n, você precisa se acalmar, ele é um deus sabe...

S\n- Que se foda! Vocês não podem ficar me jogando de um lado pro outro como bem etendem, eu quero ir embora, quero meu irmão e minha vida de volta!-berrou em resposta.

Hades- seu irmão está conosco.-s\n olhou em volta e um arrepio percorreu-lhe a espinha.

Perséfone- não aqui, no Olimpo com Zeus.

Afrodite- se nos ajudar, terá sua vida de volta.-ela suspirou e se sentou passando as mãos pelos longos cabelos loiros.

Perséfone- fique aqui até poseidon se acalmar um pouco...-disse sentando-se ao lado dela e lhe oferecendo mais um pouco de chá.

Hades- Em breve será o conselho s\n e poderá ver seu irmão e fazer suas reclamações direto a Zeus, pelo que vejo você não teme a nenhum de nós, então não será problema para você expor seus termos a ele.

Afrodite- foi indelicado da minha parte beijá-la daquela forma...perdão.

Perséfone o olhou incrédula e dessa vez não conteve a risada.

Afrodite- o que é?!-bufou, Perséfone olhou-o de cima a baixo e o grande deus do amor, esplêndido,magnífico, belo em todos sentidos, acima de tantas criaturas pedindo perdão a uma sereiana.

Perséfone- nada não....

(Enquanto isso no castelo Marina)

Não era ela... A decepção deveria ser maior, mas a raiva ainda tomava mais espaço do que a decepção.

Se aquela não era Heiya, por que ainda se incomodava com o fato de Afrodite tê-la levado? Por que vê-lo beijando o enfureceu tanto? Era outra mulher... Aquilo não fazia sentido.

Hades já havia jogado tantas quanto possível em sua cama, mas nenhuma o enganara, agora aquela maldita humana conseguira lhe entorpecer a ponto de sentí-la sua, mesmo sabendo que era uma impostora.

Será que finalmente os séculos de solidão haviam começado a afetá-lo? Mas seu irmão mais velho pagaria por isso...trazer alguém parecido com Heiya,reavivando crueldade de sua parte.

E se era para brincar de ser cruel, ele também brincaria, sabia jogar muito bem e Hades estava a par disso .

(???)- o que está remoendo aí irmãozinho?

Zeus-precisando de ajuda no Olimpo?

Poseidon- se o Olimpo me ajudar a destruir Afrodite e Hades,sim!

Afrodite- alguém está precisando claramente esfriar a cabeça!

Continua.....


Notas Finais


Pfv....digam o que acharam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...