História POSEIDON- jeon jungkook - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 30
Palavras 1.776
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meus amores....

Desculpem a demora do capítulo.

Enfim, vim aqui avisar que a partir desse capítulo as coisas vão esquentar entre jeon, s\n e jin.


Bjs...se não vou falar tudo.🌚❤

Capítulo 6 - Ele está diferente!


Fanfic / Fanfiction POSEIDON- jeon jungkook - Capítulo 6 - Ele está diferente!


        ~autora on~



Protegidos por uma cúpula d'água formados pelos poderes combinados dos generais marinas, o exército marchava em direção ao território dos sereianos, cruzando suas águas perigosas e cheias de mistérios. Hoseok ia a frente liderando a tropa, seguido de perto por Tae, que estava preparado pra intervir estrategicamente caso algum de sua espécie aparecesse.

Mas algo perturbava a mente do belo Tritão. Embora tenha sido obrigado a seguir com a tropa sem que pudesse investigar o que uma sereia fazia no castelo, nada lhe tirava da cabeça que aquela energia vinha do quarto que Poseidon destinara a cópia de Heiya. E se isso fosse verdade,tinha medo que a tragédia se repetisse.

E se qualquer mulher fizesse com que novamente seu amigo caísse em desespero e desgraça? Ele precisava impedir...muitas vidas inocentes já haviam se perdido por causa do encanto de uma sereia. E por mais que detestasse matar alguém de sua espécie, se livraria de s\n se fosse necessário.

Melhor matar uma do que milhares...

General k: está quieto meu amigo.-disse vindo a frente e pondo a mão no ombro de Tae.

General T: Apenas atento, estamos entrando em águas perigosas e eu nao gosto desse silêncio...

General S: movimento acima.

General H: Mantenham a formação.- os homens continuaram a caminhar, o pelotão se movia em formato de flecha.

     (castelo Marina)

                ~autora off~

    

                ~s\n on~

Eu admirava Atônita minha cauda que reluzia alterando entre tons de azul e alarnjado. Passava minhas mãos pelas escamas brilhantes sentindo a textura áspera entre os dedos, mas de súbito lembrei-me que estava há muito tempo no banheiro e que o jungkook podia retornar a qualquer momento.

S\n: E agora? Como desliga?!- me perguntei passando freneticamente a toalha pela cauda tenhando secá-la, escuto a maçaneta da porta do quarto ser girada e entrei em pânico.- Merda, merda, MERDA!

Poseidon: S\n, cadê você?!

S\n: No banheiro.- ele forçou a maçaneta que por sorte estava trancada, começei a esfregar a toalha por minha cauda com mais rapidez e força, minhas escamas começavam a arder e meus olhos lacrimejavam.

Poseidon: Por que trancou?

S\n: Como assim por que tranquei? Acha que vou usar o banheiro de porta aberta?!- ele finalmente parou de forçar a porta e eu suspiro de alívio.- Já vou sair, só me dê um minuto.

Logo notei que as escamas da minha cintura haviam começado a serem substituídas por pele novamente e que quanto mais se acalmava mais rápido as partes com pele reapareciam. Passei então a enxugar minhas pernas com mais calma e relaxadamente, sem pensar muito que o homem que me esperava do lado de fora poderia me matar se descobrisse minha verdadeira identidade.

Depois de alguns minutos finalmente meus pés reapareceram,me enrrolei na toalha e sai do banheiro. Jungkook me encarou com uma cara de estranheza.

S\n: O que foi?

Poseidon: Por que demorou tanto?

S\n: estava tomando banho, não posso?- ele deu de ombros, percebi que seus olhos me estudaram e eu corei, percebo o porquê de seus olhares em mim, estava apenas com a toalha cobrindo meu corpo.- Desculpe...- cruzei rapidamente o quarto e fui pegar minhas roupas, ele veio até mim e abriu o armário.

Poseidon: Não vista essas coisas, aqui tem roupas pra você.- disse meio envergonhado, eu o olhei desconfiada.

S\n: Não são dela, são?- perguntei e ele negou com a cabeça.

Poseidon: São novas.-respirou fundo- s\n, me desculpe, por tê-la assustado hoje mais cedo...

Sem falar nada passei por perto dele e examinei as roupas pegando algo simples para vestir, agarrei um vestido azul-claro de tecido leve, cujo comprimento batia um pouco acima do joelho.

                      ~s\n off~

                   ~jungkook on~

Observei a escolha dela e pensei comigo mesmo o quanto aquele simples gesto a diferenciava de Heiya, que, com certeza, escolheria um preto justo e bem decotado.

S\n: Vou me trocar.- ela saiu novamente em direção ao banheiro.

                    ~jeon jungkook off~

                    ~s\n on~

Chegando ao banheiro me encostei na porta e coloquei a mão no peito, meu coração estava disparando, ele estava diferente. Mais calmo, amável. O que estava acontecendo?

Logo retornei ao quarto e o olhar dele tornou-me a percorrer-me.

Poseidon: Azul lhe cai bem...realça seus olhos.

S\n: Obrigada...- falei corada.

Poseidon: O que foi isso na sua perna?- segui o olhar dele até minha coxa esquerda, uma mancha avermelhada se pronunciava no local onde mais cedo eu esfreguei com a toalha tentando fazer a cauda sumir.

Ele caminhou até mim e se abaixou passando o dedo indicador por minha perna causando arrepios em meu corpo.

Poseidon: Um dos meus irmãos...?

S\n: Não, nenhum deles me machucou, não se preocupe. - respondi tentando raciocinar como ele me tocando daquela forma.

Poseidon: Por que está machucada?

S\n: Devo ter batido em algum lugar...

Poseidon: Tenha mais cuidado.- disse se levantando.

S\n: Terei.- falei tentando recuperar os sentidos.

                  ~s\n off~

               ~jimin on~

( Olimpo)

Athena: O que foi sereiano? Está inquieto hoje?

Eu andava de um lado para o outro no enorme quarto branco onde a deusa da sabedoria me mantinha.

Jimin: Quando vai ser o tal conselho?- ela ergueu uma sobrancelha me analisando.

Athena: Ah... Aconteceu não foi? E você? Está preocupado porque não está lá com ela. -baguncei meus cabelos e praguejei, será que era realmente impossivel esconder algo dela? Athena se sentou e bateu na cama para que eu sentasse ao seu lado. - Vem cá peixinho.

Jimin: Pare de me chamar assim, não sou um animal de estimação!

Athena: Uiii ! Vocês sereianos são tão ariscos...- mordeu a unha do dedão com cara de diversão.

Eu me matinha onde estava, encarando-a.

Jimin: fale o que quer, escuto perfeitamente a distância!- ela deu de ombros.

Athena: Vocês sereianos precisam de instrutores quando se transformam não é? Como eles chamam...? Um guia?- ela Cruzou as pernas enquanto formava seu raciocínio.- Geralmente são pessoas experientes e de algum posto elevado... Mas, como vocês são de uma descendência que está sendo caçada, principalmente a sua linhagem...

Estretei os olhos pra ela, Athena se levantou  de súbito e Cruzou o espaço que nos separava, os saltos finos estalando contra o mármore Branco. Ela levantou o meu queixo a sua frente me fazendo encará-la contra a minha vontade.

Athena: Você é o guia da sua irmã, por isso está tão agitado! Devia estar lá quando ela se transformasse para orientá-la não é, peixinho?- virei o rosto me livrando da mão dela.- Mas eu estou curiosa...- mordeu novamente a ponta da unha do dedão.- O que acontece sem o guia dela lá?

Jimin: Athena, por favor, ela precisa de mim...me deixa descer e pelo menos falar uns minutos com ela.

Athena: falar com ela?

Jimin: Prometo que vou ser rápido, Poseidon nem vai notar que eu estive lá... Eu só preciso acalmá-la, minha irmã tem que saber que eu estou bem, você não entende a ligação entre um guia e seu pupilo...

Athena: Me explique.- suspirei irritado.- Não adianta se estressar peixinho, se quer me convencer a deixá-lo vê-la, primeiro mate minha sede de conhecimento.- ela sentou novamente esperando pelas explicações que desejava.

Jimin: Quando os sereianos nascem, há uma ligação imediata com seus guias, como um fio tecido pelas moiras que não pode ser cortado. É muito raro quando um guia é parente, mais raro ainda se esse guia for irmão, mas quando esse é o caso, a ligação é de extrema dependência. Se minha irmã ficar muito tempo longe de mim, ela pode enlouquecer.

Athena: Enlouquecer?

Jimin: sem o guia por perto um recém-formado pode passar por dificuldades e até morrer por não conseguir se virar, mas se o guia for um guia fraterno, é questão de tempo para o recém-formado se tornar uma sereia ou Tritão negro. Eu não estou brincando Athena, se eu não acalmar minha irmã, aquele castelo vai virar um grande aquário de sangue.

Eu sei que vocês deuses são excêntricos e tudo, mas a razão que troxeram minha irmã foi para tentar parar a matança não foi? Há um propósito nobre afinal de contas, então não vão querer outra desgraça, ou vão? Você acha realmente prudente esperar até o conselho?

Athena: Pelo que Hades e Afrodite contaram sobre sua irmã o sangue sereiano dela é bem forte como o seu, ela enfrenta eles sem medo algum, está sempre irritada e os responde a todo momento.

Jimin: quem? A s\n?!

Athena: ela não era assim antes?

Jimin: Se ela está tão irritada assim a coisa está pior do que eu imaginava, se o sangue sereiano dela suprimir o humano sem eu estar por perto ela vai surtar Athena, minha irmã vai morrer, mas vai levar muita gente com ela. Por favor, deixe-me salvá-la! - supliquei e ela suspirou.

Athena: Eu vou dar um jeito, espere aqui.- disse desaparecendo em seguida.

                                   ~jimin off~

                                      ~s\n on~

(Castelo Marina)

S\n: Poseidon?- ele voltou a me encarar- Há alguma necessidade de você me manter trancada? Para onde eu iria? Sou uma mera humana, com tanta água ao meu redor não tem como eu sair daqui...

Poseidon: O castelo é perigoso, estou tentando mantê-la segura.

S\n: Eu me sinto sufocada.- ele suspirou.

Poseidon: Promete não andar fora dos lugares que eu permitir?- eu assenti com a cabeça e ele caminhou até mim e colocou a mão em meu rosto, eu não pude deixar de fechar os olhos ao sentir o toque da mão dele espalhar um leve formigamento por minha pele.- Eu não tinha motivos para me enfurecer com você daquela maneira quando finalmente percebi que não era ela...você tentou me dizer várias vezes e eu a ignorei...

S\n: Ela deve ter sido muito importante para você.- as palavras me machucavam, estranhamente,pensar nele com a Heiya me machucava e muito.

Poseidon: O engraçado, é que quando você está aqui eu quase não sinto toda essa importância...- disse se aproximando dos meus lábios, as palavras que eu falei foram morrendo num sussurro de um beijo.

O braço musculoso dele prendeu minha cintura enquanto ele aprofundava com sentimentos a junção dos meus lábios. A mão esquerda dele subiu pela nuca acariciando meus cabelos num gesto suave e lento,descendo e subindo sem pressa.

Athena: Desculpa interromper o lindo filme de amor.-jungkook me soltou relutante, com um grunhido irritado.

Poseidon: O que quer aqui Athena?!

Athena: Posso pegar sua humana emprestada?

Poseidon: Como é?!

Athena: É rapidinho...-faz beiço- Sabe como eu adoro humanos e não vejo um há séculos! Quando Zeus disse que Hades tinha te dado uma de presente eu fiquei muito empolgada.

Poseidon: Ela não é um brinquedo Athena...

Athena: Aish...Eu não vou quebrá-la, trago de volta hoje mesmo, ok? Obrigada, vamos!- ela simplesmente agarrou meu braço e desapareceu.

                               ~s\n off~

          

                              ~autora on~

Poseidon não se irritou tanto quanto deveria porque ainda estava anestesiado pelo beijo de s\n. Ela tinha um efeito calmante sobre ele e de todos os deuses do Olimpo,Athena era alguém em quem sempre tivera confiança. Certamente ele se magoaria muito ao descobrir que ela também participara da grande teia de mentiras que o enredara por todos aqueles séculos.

S\n: Mas que porra! Vocês acham que eu sou um saco de batatas?!

Jimin: eu senti sua falta,senhorita saco de batatas.

S\n: chimchim!!!

Continua ....

                           


Notas Finais


Gostaram?

As coisas vão disfrutar hein?🌚🌚❤🙈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...