História POSSESSÃO - IMAGINE KIM TAEHYUNG - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


boa leitura💕

Capítulo 4 - Troca de Pessoas.


Fanfic / Fanfiction POSSESSÃO - IMAGINE KIM TAEHYUNG - Capítulo 4 - Troca de Pessoas.

POSSESSÃO – CAPÍTULO 04.

Abro lentamente meus olhos e uma preguiça me atinge em cheio me impedindo de desligar o despertador, que toca espantosamente alto. Por um impulso, me sento na cama e estico o braço em direção ao celular que exclamava um estrondoso ruído do alarme, dando um fim em toda essa barulhada.

Deixando ser dominada pela moleza, permito que meu corpo repouse na cama de novo suspirando fundo e relaxando. Para evitar um cochilo, começo a pensar o que tenho que fazer hoje... Arrumar a casa... A festa da Universidade... – a festa da Universidade! Céus, eu esqueci completamente disso. – Levanto da cama em um pulo. – eu prometi que iria a essa festa tosca e nem tenho uma roupa decente para ir... vou ter de arrumar alguma coisa para poder ir e eu não tenho muitas escolhas e as que tenho não estão muito apresentaveis... depois eu resolvo isso, eu tenho uma casa inteirinha para dar uma grande faxina. –

Vou para o banheiro e encaro a deprimente realidade que presencio nesse momento, meu cabelo todo aos ares, remela nos olhos, rosto inchado e o hálito insuportávelmente fedorento. Para dá um fim a essa cena, início prendendo o cabelo em um rabo-de-cavalo meio estranho e faço a higiene na boca, depois disso lavo o rosto retirando a secreção meio amarelada e eventualmente como sempre realizo, passo um protetor-solar hidratante na face.

Saio do banheiro e vou em direção ao pequeno móvel branco para pegar o pente de cabelo. Enquanto penteio os fios de cabelo, me retiro do quarto indo para a cozinha, sendo guiada na intuição se falar com minha Mãe, desejando-lhe um bom dia.

– Bom dia, Mãe! Como você está? –

Mãe: Bom dia, minha filha. Como dormiu?

– Dormi bem, apesar de esta com muita preguiça... – Dou um olhar alegre a mesma.

Mãe: Novidade. Mais novidade seria se você acordasse atrasada. 

– Mãe, menos, bem menos. –

Mãe: Bem menos você penteando o cabelo na cozinha. 

– Mas eu já acabei. –

Mãe: Jura? A segundos atrás você estava desembaraçando ou sei lá o que o seu cabelo.

Reviro os olhos terminando o rabo-de-cavalo e brevemente enrolando os fios presos depois da xuxa em um coque bem puxado. 

– Tá bom, Mãe, tá bom. –

Mãe: Sabe que está errada e fica assim. 

– Você não ia sair? Quer dizer, vai? –

Mãe: Está me expulsando do apartamento?

– De jeito algum, eu só perguntei. –

Mãe: Está querendo que eu vá logo, eu te conheço, Joeun, você não me engana.

– Quem está dizendo isso é você... – Lhe fito desafiadoramente.

Mãe: Muito sonsa você, Joeun, vai eu tenho coisa mais importante para fazer.

– Está levando tudo? Tem certeza de que eu não vá? –

Mãe: Não precisa, meu bem.

– Está bem, vou chamar o transporte privado, ok? – 

Mãe: Ok. – Concorda.

Volto para meu quarto, com a intenção de chamar o transporte privado para a minha velha e após ter feito isso, leio a mensagem de Woori.

"Não esquece de hoje, hein ;)"

"Pode deixar, não vou :)))))))" 

"Já escolheu sua roupa?" 

"Ainda não e vou arrumar a casa primeiro, depois nós conversarmos."


"Tá bom, até mais tarde."

"Até."

(...)

Apesar de estar pingando de suor, eu tinha a plena consciência de que a casa está completamente arrumada e exala um cheiro de doce de pinho. Tendo a satisfação da casa limpinha e aromatizada, dou um grande suspiro olhando ao redor. – eu realmente fiz isso. – Acabando com a admiração, observo o relógio na parede e me surpreendo com o horário.

Antes de ir tomar um banho que tanto necessito, faço a janta só para minha Mãe comer então faço pouca comida porque eu não vou me alimentar, já que vou consumir bebidas. Tomo um grande copo de água para me hidratar, enquanto a comida ferve e cozinha no fogão e olho as minhas redes sociais para o que de novo, ruim ou bom está acontecendo e depois disso, ligo a televisão da sala a minha frente, no telejornal.

Alguns minutos depois ouço três toques na porta do meu apartamento e alguém chamando pelo meu nome. Eu reconheço a voz e ela é do Huang... – oras, quem ia vir era a Woori, não ele. o que será que aconteceu? do mesmo jeito ele é bem-vindo.

Caminho em direção a porta e olho pelo visor (olho mágico) para conferir se é o Huang mesmo e vejo que não estou errada. Quando ia eu vou destrancar a porta, percebo que a chave não esta na fechadura e então pronuncio as seguintes palavras antes de ir procurar a chave: "Espere um pouco, vou procurar a chave!" e em troca eu recebo um "Ok."

Depois de ficar quase 5 minutos procurando a bendita chave, abro a porta e reparo que Yudi também está. Os dois estão incrivelmente bem-compostos com suas roupas, acessórios e cabelos de formas diferentes. Eles realmente estão levando esse noite a sério!

– Até que enfim estão decentes para algo. – Lhes dou um olhar irônico.

Yudi: Pena que não posso dizer o mesmo que você.

Antes que eu responda Yudi, dou espaço para eles entrarem e os mesmos fazem isso e vão diretamente no sofá, se sentando de formas despojadas. – não posso julgar pois eu faço o mesmo. –

– Para a sua informação eu estava arrumando o apartamento, diferente de você, seu desocupado. –

Huang: Eu acho que... – Ele não consegue terminar sua frase pelo interrompimento de Yudi.

Yudi: Vai estressar outro, sua insuportável.

– Foi você que começou, meu querido amigo. –

Huang: Joeun...

Yudi: Eu comecei? Tem certeza disso?

– Tenho! –

Huang: Joeun! Você está fazendo alguma comida? – Ele chama a minha atenção lembrando da comida da minha Mãe no fogo.

– Céus... A culpa é do Yudi que fica me atentando. – Corro para a cozinha para a comida.

Yudi: Ah, pronto! Tudo é culpa minha agora?

– É! – Respondo implicante.

Yudi: Vai se ferrar, garota. Eu estou sem tolerância hoje.

Huang: Quando você está? – Indaga Huang rindo.

Yudi: Vão se f*#$&! os dois, que queime a comida e você engasgue. – Joga suas pragas na gente.

– Sinto lhe informar, mas a comida não queimou. – Dito sob o riso de Huang.

Yudi: Me deixa em paz, zero paciência com vocês. – Braveja.

– Continue aí espumando que eu vou tomar meu banho. –

Yudi: Você vai ver a espuma daqui a pouco, tá Joeun!

– Puff, tenta outra, seu aloprado. –

Ouço ele rosnar, então corro para o meu quarto antes que ele fale alguma coisa indo tomar meu banho.


Notas Finais


siga: @bearjisoo

Dessa vez eu voltei mais rápido, não?

Espero que tenham gostado e se puderem comentem o que acharam, façam! E críticas construtivas* são sempre bem-vindas!
Até a próxima💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...