1. Spirit Fanfics >
  2. Possessivo - Imagine Yang Jeongin >
  3. Você precisa confiar em mim, Jeongin!!

História Possessivo - Imagine Yang Jeongin - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Meu celular quebrou, mas já estou com outro e estou de volta!!💜

~ Boa leitura!!✨

Capítulo 13 - Você precisa confiar em mim, Jeongin!!


Fanfic / Fanfiction Possessivo - Imagine Yang Jeongin - Capítulo 13 - Você precisa confiar em mim, Jeongin!!

S/N On

Jeongin já estava vestido para trabalhar e então eu fui desabotoando sua blusa. Ele hesitou de início;

— Não dá agora amor, eu realmente preciso ir hoje!! Estamos com problemas em algumas empresas do país.

— Como assim??

Jeongin se sentou na cama comigo ainda no colo, dizendo;

— Quando o Hyunjin veio em Seoul, eu dooei 4% da empresa pra ele, e ele está prejudicando os 4% de propósito pra me prejudicar!! Ele não precisa de dinheiro!!

— Mas... Não tem como rastrear ele?? Saber onde ele está?? — Respondi confusa, tentando ajudar.

— Não tem como rastrear o IP que ele está usando. Até agora sabemos que as ações estão vindo de um notebook, mas os advogados não conseguiram localizar o IP...

— Como se não existisse?

— Tipo isso!! Bom, agora preciso ir!!

Ele deposita um selar em minha testa, se vira e sai pela porta.

(...)

Bom, eu boba nem nada, aproveitei essa situação pra sair de casa sem precisar ficar bajulando o Jeongin... Até porque ele não podia me impedir!!

Esperei ele sair de casa, fiquei observando ele escondida pelas cortinas da sacada até ver seu carro sair!!

Eu rapidamente, comecei a me arrumar, peguei uma bolsa pra colocar alguns documentos e peguei o cartão que o Jeongin guarda na gaveta em caso de emergência. Tinham mais ou menos uma quantia de 7.000$, apenas pra não sair sem dinheiro de casa. Como somos casados, acho que ele não se incomodaria, eu realmente não gosto de pegar nada assim sem pedir. Então deixei um papelzinho escrito que foi em quem peguei, ele poderia pensar que foi um dos seus empregados e culpa-los injustamente.

Já estava quase pronto, apenas coloquei um vans e um casaco. Saindo dali sem mesmo tomar café, já fui em direção a porta!! Finalmente, um pouco de liberdade!!

Por mais que eu amasse passar a maior parte do meu tempo com o Jeongin, eu sentia falta da liberdade!! Às vezes eu me sentia um pouco desconfortável perto dele, mas agora não!!

Bom, fui até o ponto de ônibus ali próximo de casa esperando o bendito ônibus que vai até o shopping passar.

Depois de alguns minutos o ônibus finalmente passou, eu subi e estava um pouco lotado, então tive que ficar de pé. Isso é normal pra mim, por conta de sempre andar de ônibus com a Dona Margareth. Mas eu imaginei como seria sair um dia com o Jeongin pra ele viver a minha realidade kkjk.

(...)

Chegando na estação próxima do shopping, eu desci do ônibus e fui em direção do mesmo. Não sei porque mas tive uma leve impressão de ter visto algum rosto familiar, acelerei os passos, pensando que poderia ser o Hyunjin.

Chegando no shopping, fui passando por umas lojas, até que vi uma loja de operadora de celular. E muito curiosa resolvi entrar, nada poderia me impedir naquele momento.

Passando pelas mesas onde os celulares em amostras eram expostos, eu fui vendo um por um, enquanto passeava por ali e até que um me chamou a atenção. Era um lançamento, celular com uma tela relativamente grande, 128gb de memória... Enfim, o celular atendia todas as minhas necessidades!! Um atendente da loja veio em minha direção, percebendo que eu gostei do celular e me perguntou o que eu achava.

Então eu respondi:

— Gostei desse, quero levar!!

— Esse é o iPhone 11 Max, o novo lançamento da Apple... Blá blá blá!! — Explicava o atendente. Enquanto eu só queria pegar e ir embora.

— Okay, vamos para o caixa?? — Respondi ao atendente um pouco impaciente.

O mesmo entendeu e me levou até o caixa.

— A senhora já tem um plano de chip do celular?? — A senhora do caixa me perguntou.

— Não...

Gostaria de fazer antes do pagamento??

—Claro!! — Respondi a ela, super interessada.

(...)

Depois de todo o processo, finalmente estava com o meu celular novinho na mão, gastei quase todo o dinheiro do Jeongin, agora estava com menos de 3000$ reais. Fui em direção a um restaurante de sushi, até que percebo uma pequena movimentação em frente a uma cafeteria, parecia acontecer uma entrevista. Eu que já estava interessada em qualquer emprego que me aparecesse, não perdi essa oportunidade e entrei naquela pequena fila, tinham umas 4 meninas na minha frente e apenas uma atrás.

(...)

Bom, a entrevista aconteceu. No início fiquei preocupa de não conseguir por conta de não estar cadastrada para a entrevista, mas parecia que não precisava estar cadastrada, então eu meio que fiquei mais confiante e acho que fui bem. A senhora que me entrevistou disse que me ligaria no dia seguinte revelando meu resultado. Como eu já havia preenchido uma ficha antes de me apresentar, ela já tinha alguns dos meus dados pessoais. Então eu agradeci e sai daquele local, estava realmente ansiosa pra saber o resultado.

Então fui até o meu tão amado restaurante de sushi, comia ali enquanto mexia no celular. O tempo passou tão rápido, faltavam quase algumas horas pro Jeongin chegar em casa, ele poderia chegar mais cedo hoje. 

Então me apressei até a saída do shopping e me deparo com uma tremenda chuva. Eu esperei mais ou menos uns 20 minutos até a chuva passar, mas parecia que só iria piorar, não poderia esperar mais e fui correndo em direção do ponto. Quando eu coloquei meu pé na chuva, prestes a me molhar, eu senti uma cobertura por cima de mim. Eu olho pra cima e era um guarda chuva, quando eu olho pra trás, era o Minho. Um dos melhores amigos do Jeongin, fiquei espantada porque lembrei que ele era o rosto familiar que eu tinha visto antes de entrar no shopping.

— O que você está fazendo aqui?? — Perguntei para o mesmo.

— Eu quem te pergunto?? O Jeongin sabe disso?? — Minho me respondeu indignado.

— Não exatamente...

— Relaxa, eu não vou contar pra ele!! E respondendo a sua pergunta, eu sou CEO desse shopping e estou no meu horário de almoço... E você?? Está fazendo o que aqui sozinha??

— Eu só vim dar uma volta no shopping... Mas agora preciso ir embora logo, está quase na hora do Jeongin chegar e com essa chuva parece que vai ter trânsito.

— E o ônibus que passa no ponto perto da sua casa passa a cada 30 minutos e acabou de sair!!

Eu me viro rapidamente desapontada.

— Não acredita que isso está acontecendo comigo!!

— Quer uma carona, S/N??

— Iria me ajudar muito!! — Respondi rapidamente.

Minho me olhou sapeca, desviando seu olhar para o guarda chuva e depois me olhando de novo.

— Que cara é essa, Minho??

— Se você quer uma carona... Vai ter que me alcançar primeiro!!

Ele saiu correndo até o estacionamento do shopping e eu sem reação apenas fui atrás brigando com ele.

— MINHO, EU NÃO POSSO CHEGAR EM CASA TODA MOLHADA!! VOLTA AQUI!

— Vem pegar o guarda-chuva então, s/n!!

Saimos correndo na chuva, enquanto eu me segurava em sua blusa. Chegamos até o carro e eu estava toda encharcada e morrendo de cansaço de tanto correr.

— Eu nunca mais vou correr em toda a minha vida, Minho!! Nunca mais me faça correr de novo!! Isso não é pra mim!!

— ksksksjsjks!! Entra no carro bobona!!

— Você tá me devendo um lanche!!

— Então quer dizer que vamos nos ver mais vezes, s/n??

Entrei no carro e ele entrou logo em seguida.

— Sim, Minho!! Parece que sim, se tudo der certo!!

— "Tudo der certo??" Como assim??

— Eu fiz uma entrevista de emprego em uma cafeteria hoje!! Não conta nada pro Jeongin ainda, hein?? Por favor!!

— S/N?? Acho que você não me conhece mesmo!! Eu nunca conto nenhum segredo dos meus amigos pra ninguém, seus segredos morrem comigo!! Espero que realmente consiga!!

— A única parte difícil vai ser convencer o Jeongin!!

— Realmente, S/N!! É difícil esconder alguma coisa do Jeongin!!

— Realmente...

Minho deu partida no carro e fomos o mais rápido possível!!

Eu acabei encostando a cabeça no vidro do carro e tirei um leve cochilo durante o caminho.

(...)

Quando acordei estava em cima da cama, com roupas secas e uma toalha amarrada na cabeça. Lembrei do que aconteceu e fiquei mal por não poder me despedir e nem agradecer o Minho, por ter me ajudado!!

Até que pego meu celular pra ver algumas notificações e me deparo com uma mensagem no aplicativo de conversas.


Número desconhecido

– Oi, S/N!! Aqui é o Minho, você acabou dormindo no carro então eu te levei até sua cama, expliquei toda a história pra Dona Margareth e ela disse que iria te ajudar!! Bom, obrigada por ter me divertido um pouco antes de voltar ao trabalho, rs!!

Boa sorte com o novo emprego, estou torcendo pra que ele seja seu!!

Abraços do seu amigo, Minho!!



Eu ri meio boba com a forma que ele escreveu e o respondi.


Obrigada por ter me ajudado, Minho!! Gostaria de te retribuir o favor qualquer dia!!


E ele me respondeu:


Me pague um lanche com o seu primeiro salário!! rs.


Okay!! Eu prometo!! Kjsjksks


Até que depois de um tempo mexendo no celular, o Jeongin apareceu no quarto.

— Oi amor, tá bem??

— Oi Jeon, como foi lá??

Ele me olha rapidamente e vai para o banheiro e volta em seguida.

— Você comprou um celular??

— Sim!! Senta aqui rapidinho pra gente conversar!!

Ele veio meio confuso e sentou de frente pra mim, com suas pernas em volta do meu corpo.

— Fala..

— Então, hoje eu saí de casa e fui pro shopping!! Comprei esse celular com o cartão de emergência que estava guardado na gaveta.

— O QUE VOCÊ FEZ S/N??

— Quando eu conseguir o emprego lá na cafeteria, eu vou te devolver o dinheiro!!

— Eu tô cagando pro dinheiro!! Não acredito que você saiu sem a minha permissão!! E EMPREGO NA CAFETERIA???

— Eu estou te contando pessoalmente e agora, pra depois você não descobrir por outra pessoa!!

— Foi só isso, S/N?? Por favor, diz que sim!!

Ele tampava seu rosto com as mãos, enquanto mexia nos cabelos inquieto.

— Se você deixar eu terminar de falar, eu agradeço!! — Disse em um tom de estresse.

— Fala, vai!!!

— Eu fui pro shopping, comprei esse celular, depois eu estava indo em direção a um restaurante de sushi. Até que percebi uma pequena movimentação em uma cafeteria famosa. Percebi que estava rolando uma entrevista de emprego e me candidatei!! Depois disso fui até o restaurante de sushi, comi e fui em direção ao ponto de ônibus...

Ele me interrompe indignado.

— Vai com calma, que eu ainda tô tentando similar a parte que você saiu de casa sem me consultar e ainda por cima, FEZ UMA ENTREVISTA DE EMPREGO SEM O MEU CONSENTIMENTO!! E PRA PIORAR ANDOU DE TRANSPORTE PÚBLICO!!

— Sim!! E falando nisso, a gente tinha que sair um dia juntos. Pra você ver como é a vida fora da sua caixinha!! — E como eu estava dizendo, eu encontrei o Minho na hora que eu estava saindo do shopping. E como estava chovendo, eu acabei pegando uma carona com ele!! Eu acabei dormindo no carro e quando acordei estava deitada aqui na cama.

Ele se levanta irritado olhando pra mim.

— O que foi, Jeongin??

— O Minho é o melhor amigo do Hyunjin!!! E se ele tivesse te sequestrado enquanto você dormia? O que seria de mim??

— Ele não é o Hyunjin, ele é seu amigo também!! — Disse tentando acalma-lo.

— Não quero mais que você fale com o Minho!!!

— Desculpa, Jeongin!! Mas você não vai mandar nas minhas amizades!!

— Eu não quero saber!! Você não vai ter amizade com ele!!

— Você não vai me impedir de fazer as coisas!!

Ele coloca suas pantufas e vai em direção a porta. E antes mesmo de passar pela porta, ele me disse algo que me deixou preocupada, porém não me amedrontou!!

— Quer saber?? Espero que você quebre a cara sozinha e aprenda!! Faça o que quiser, mas não venha chorar pra mim depois!!

— Jeongin, aonde cê vai??

Ele sai do quarto batendo a porta com tudo. Eu fiquei chateada por ter brigado com ele. Porém ele precisa aprender que não é meu dono, não vou mais deixar ele mandar em mim, nem que a gente precise brigar o tempo todo!!

Voltei a mexer no celular, estava chorando um pouco por conta da briga. Não gosto de ficar brigada com o Jeongin.

Mando uma mensagem para o Minho.

*~Mensagem~*

~ Oi, obrigada pela carona!! :))

~ Oii, não foi nada!! Você está bem??

~ Na verdade, não!! Está ocupado?

~ Estou livre. O que houve??

~ Briguei com o Jeongin. Vamos sair??

~ Claro, passo aí agora?? Quer falar sobre??

~ No caminho te explico. Passa daqui 5 minutos!!

~ Okay!! :))

Levantei da cama colocando um conjunto de moletom da Adidas e um Vans. Penteio meus cabelos e só passo um blush.


Ouço meu celular tocar e corro para atender.

~ Alô, Minho??

~ Oi, tô aqui embaixo. Vou entrar, okay?

~ Okay, me espera na sala. Vou conversar com o Jeongin e aí podemos ir. Tchau!!

~Tchau!!!


(...)

Coloquei o celular no bolso e fui pro quarto de hóspedes pra ver se o Jeongin estava lá, e não estava. Achei estranho e fui descendo para cozinha. Chegando lá, vi o Jeongin jogado no balcão com uma garrafa de whisky e um copo na mão.

— É sério isso?? Eu tô saindo, mais tarde eu volto!!

Ele sequer me respondeu, só levantou a cabeça com os olhos vermelhos e se levantou em minha direção.

— Nem adianta me impedir!!

— Não vou te impedir de fazer mais nada!! Só tenta chegar cedo e não faça nenhuma besteira!! Qualquer coisa me liga...

— Tá, tchau!!

— Te amo, S/N!!

Apenas me viro e encontro o Minho sentado no sofá mexendo no celular, até perceber minha presença.

— Eaí?? Vamos? Cadê o Jeongin??— Disse o mesmo olhando pra mim.

— Claro!! Então, o Jeongin já começou a beber antes e não vai vir!!

— Ah, entendi. Pra onde você quer ir, S/N??

— Pra um bar ou balada qualquer!! Só quero beber até esquecer meu próprio nome!!

Ele riu de lado do meu jeito debochado de falar.

Fomos em direção da porta, saindo de casa enquanto me virava pra fechar a porta, tive a visão do Jeongin no patente da porta da cozinha que tinha a visão da porta de entrada da casa. Ele estava encostando na porta, com o copo na mão e com a cabeça tombada pro lado me olhando, com a expressão mais triste do mundo.

Saio dali com o coração apertado, mas eu preciso fazer isso!! Preciso que o Jeongin confie em mim e não me cobre tanto!! Isso é necessário para podermos ter uma relação de verdade, com amor mútuo!! Confiança é literalmente TUDO em um qualquer relacionamento!!

Me seguro no braço do Minho, indo em direção ao carro do mesmo.

— Eu percebi o que você quer fazer com o Jeongin!! Ele está amadurecendo muito desde que você chegou nessa casa, s/n!! Ele realmente te ama!! Nunca agiu assim e nunca mudou por ninguém... Bom, até você chegar!!

— Eu preciso fazer isso!! Por mais que me doe saber que ele vai se acabar de tanto beber e quebrar a casa inteira!! Ele precisa desse baque pra me entender!! — Respondi ao Minho.

Entramos no carro e seguimos em direção a estrada.

— Bom S/N, independente da sua decisão, eu vou te apoiar e te orientar!! É isso que os bons amigos fazem, né!?

— Acho que sim!! Ksksk Obrigada mesmo Minho, tudo o que eu precisava era de um amigo como você!!


Notas Finais


Gente, por hoje é só!!

Espero que tenham gostado!!
💜🌈✨

NÃO SE ESQUEÇAM DE DAREM MUITO AMOR PRA MINHA NOVA FIC DO JUNGKOOK, PFVR??😞💜💜
👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻

https://www.spiritfanfiction.com/historia/amor-proibido--imagine-jeon-jungkook-17737795


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...