1. Spirit Fanfics >
  2. Possible Romance - KaiSoo >
  3. Capítulo Oito

História Possible Romance - KaiSoo - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo Oito


[04/30/1941] 

[06:50PM] 

[Reino de Fogo] 

Castelo Kim  

Kim Jongin 

O início da noite com Taemin estava indo tão bem que era quase impossível não lembrar dos cheiros em certo lugares do Palácio mais cedo.  

Embora eu tivesse a certeza de que minha própria mente estava a me pregar uma peça, o cheiro do meu alfa era tão presente que me fazia querer correr pelo Palácio até encontrá-lo. Seria tudo em vão. Era igual ao cheio do KyungSoo. Parecia que ele tinha andado ali a tão pouco tempo que foi impossível não me lembrar dele enquanto eu estive com Taemin, mesmo que só por algumas poucas vezes. Eu nem deveria estar pensando nisso, já que é coisa da minha cabeça boba, mas parece tão presente e, mais forte? 

Entrei na sala de jantar acompanhado por Taemin e Yixing, sentindo o cheiro do alfa mais intenso, balancei a cabeça afastando esses pensamentos. E levantei a cabeça para cumprimentar meus pais, mas vi JunMyeon em um dos cantos da sala. 

O que está acontecendo?  

– Cheguei. – Falei incerto me aproximando dá mesa vendo que tinha mais alguém ali. Seu cabelo era igual ao do Príncipe Do.  

Devo estar realmente louco.  

Dei a volta na mesa indo para meu lugar e tive a certeza de que era ele quem estava sentado na mesa.  

Quando ele tinha chegado? Por que ninguém tinha me avisado?  

– Guarda Lay. – Chamei baixo olhando o prato raso vazio a minha frente.  

– Sim, príncipe? – Yixing se aproximou, mas não próximo o suficiente para que eu falasse com o mesmo sem que os outros alfas da sala escutasse.  

– Quando ele chegou? – Falei mais para dentro que para fora, com a boca praticamente encostada ao ouvido esquerdo do maior. 

– As dez horas de hoje, alteza. Você estava na casa do Duque Park, com Baekhyun. – Yixing comentou da mesma forma que eu havia feito anteriormente. 

– E por que não me avisou? - Questionei-lhe indignado. 

– Teremos essa conversa outra hora. A comida já se aproxima... – Yixing “finalizou" a conversa se afastando. Bufei em frustração.  

– Algum problema querido? – Ouvi meu omma me perguntar.  

– Não omma, nenhum problema.  

Eu tô doido, ou nervoso? 

 

[09:30PM] 

– Por que estou indo pra cama mais cedo? – Jongin perguntou a Lay que o acompanhava até o quarto.  

– Seu horário todo foi mudado hoje. – Começou a explicar. – A partir de amanhã terá de acordar às 08:00, tomar seu café da manhã meia hora depois e a aula de história vem logo em seguida, mas as aulas são somente na segunda e na terça... Você perdeu a de hoje. – Falou simples.  

– Não gostei. – Murmurou. – Isso vai ser trabalhoso...  

– Sabe muito bem como dar um fim à isso tudo. – Lay falou. – Amanhã eu venho te acordar no horário, boa noite. 

– Boa noite. – Falou abrindo a porta do quarto adentrando o ambiente escuro. – OH ZHANG! - Gritei dentro do quarto, segundo depois ouvi a porta ser aberta com força, mesmo sem estar trancada. 

– O que? - Perguntou vendo o quarto em ordem.  

– Esqueceu-se de me dizer porque não me avisou da chegada do Do mais cedo... - Jongin viu o alfa rolar os olhos respirando fundo em seguida e riu. 

– Eu não queria te deixar todo eufórico, você estava se divertindo tanto quando ele chegou que achei melhor você descobrir por conta própria.  

– Eufórico? Eu? 

– Sei bem o que você ia fazer, e se na hora em que o senhor Lee fosse vê-lo vocês dois estivessem juntos, não ia ser algo ‘legal’. Se bem que todos jantam juntos então deve ser estranho de todo jeito... 

– Hum, entendi.  

 

[05/01/1941] 

[08:02AM]

 

– A quem pertence o meu dia hoje? – Foi a primeira pergunta que Kai fez ao guarda assim que acordou de vez.  

– Ao Lee. – Yixing respondeu tedioso observando o príncipe com os cabelos apontando para todos os lados.  

– Então meu café de hoje é na cama. – Sorriu. O alfa certamente lhe traria algo para comer assim como da primeira e das outras vezes.  

– É sim, vá se banhar. – Lay incentivou o menor a se levantar.  

Kai se sentou na cama levantando-se em seguida seguindo na direção do banheiro.  

– Está feliz por ter JunMyeon Hyung aqui? – Perguntou saindo do banheiro enrolado no roupão entrando no closet.  

– Estou sim. – Yixing comentou sentado na mesa que o ômega usava para escrever.  

– Eu preciso de um criado novo. Yixing, vem aqui e abotoa esse troço. 

– Esse troço se chama manta. E me surpreende que depois de anos não saiba passar um botão pela abertura.  

– Shiu! Essas aberturas são muito pequenas pra minha paciência.  

 

[06:59PM] 

– Peço perdão pelo atraso vossa alteza. – Taemin falou se curvando respeitosamente enquanto Kai andava até seu lugar na mesa.  

– Não tem problema. Então Do, Pode continuar a falar. – Jimin pediu recebendo um aceno positivo do príncipe de gelo. 

– Bom... ele é branco e tem a Iris natural cinza. Na neve tem que ser bem atento.  

– Mas em relação a percepção? – Jeongguk questionou.  

– Continua tendo que ser bem atento, o ar denso na neve faz o cheiro, que já é quase nulo, se camuflar por inteiro.  

– Todos tem isso? – Jongin virou o rosto na direção do Rei Jeongguk vendo-o questionar o príncipe novamente.  

– Nah, - negou com a cabeça. – Só eu e meu omma.  

JongIn observava a conversa dos reis com o príncipe fluir naturalmente durante todo o jantar. Oque de certa forma o incomodou. Seu Appa nunca tinha lhe dado essa atenção e agora ele se mostrava bastante entretido com o Do. Não deveria estar incomodado, afinal seu alfa ganhava a confiança do rei, não tinha nada que ser incômodo. 

Ao final das sobremesa, o Kim observou todos se retirarem da mesa, inclusive Taemin.  

– Algum problema Kai? – A voz do alfa soou longe. – Jongin? Ei!  

Yixing gritou por último finalmente atraindo a atenção do mais novo.  

– Hã? O que foi?  

– Todos já saíram...  

– Claro, vamos para o quarto.  

Yixing estranhou o comportamento do outro, porém nada disse, apenas o acompanhou para os aposentos do mesmo.  

– Por que isso? – O alfa perguntou assim que entrou no quarto do menor.  

– Eu só vim trocar os sapatos, acho que ganhei uma bolha no dedo.  

– Você já viu o lobo do príncipe? 

– Não, mas deve ser belo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...