História Possível Simples - Namjin - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Crossover, Fluffy, Hot, Tragedia
Visualizações 125
Palavras 817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!

Hoje é aniversário do Jin! Dêem mto amor a ele!

Aproveitem o capítulo e desculpem os erro ortográficos 💙

Capítulo 21 - O Pedido de Namoro


Fanfic / Fanfiction Possível Simples - Namjin - Capítulo 21 - O Pedido de Namoro

POV'S SEOKJIN

Eu estava na minha casa, acordei umas cinco horas muito feliz porque tudo tinha reatado com Namjoon, o Jimin já tinha saído para faculdade, ele sai muito cedo porque a universidade onde ele estuda é longe e ele quer fazer de direito, e só tem essa universidade de direito aqui em Seul.


Eu estava assistindo TV, aproveitando o resto das férias porque amanhã já começava tudo de novo, eu abriria novamente.


Estava assistindo TV quando recebi uma mensagem de um número desconhecido.


[ Chat On ] 


- Vá para frente da sua casa.


- Quem é?


- Não interessa quem eu sou, vá agora para frente da sua casa


- Certo...


[ Chat Off ]


Estava com medo, mas fiz o que o número mandou.


Sai de casa, não tinha nada nem ninguém. Andei um pouco, fui até o jardim e nada.


- Aish... Deve ser um trote - quando estava voltando para dentro de casa senti algo me puxar para trás e botar a mão em minha boca e nariz, me fazendo inalar um cheiro forte até desmaiar.


3 HORAS DEPOIS....


Quando acordei olhei ao meu redor vi que estava dentro da minha casa, no sofá a porta estava aberta.


Quando me levantei para fechar a porta vi um papel com algo escrito no chão.


" Vá a cozinha e procure outro bilhete como este" 


Franzi o cenho sem entender nada. Mais obedeci.


Cheguei na cozinha e comecei a procurar o tal boa bilhete. Depois de tanto procurar eu o achei, estava dentro da minha panela favorita.


- Pra quê esconder um bilhete aqui?! - eu já estava começando a ficar com raiva desse brincadeira, só pode ser coisa dos meninos.


" Vá no jardim e procure um buquê de flores da cor do seu cabelo"


Eu não tenho flores roxas no meu jardim!


Eu fui até o jardim e achei o tal buquê, estava num banquinho que tinha lá.


Sorri bobo ao ver se flores, peguei e vi outro bilhete, o sorriso sumiu do meu rosto e eu revirei os olhos.


" Ache uma caixinha no seu quarto e tenha uma surpresa ao abrir"


Eu entrei em casa novamente, deixei o buquê em um vaso na cozinha e fui para o quarto procurar a tal caixinha.


Cheguei no quarto com raiva, odiava esse tipo de brincadeira!


Revirei o quarto todo e não achei a tal da caixinha. Na parede perto da minha escrivaninha tinha um outro bilhete.


" Procure com calma"


- Como assim procurar com calma...- parei de falar assim que vi algo perto da minha cama.


Era a caixinha, me abaixei para pegar e abri tinha outro bilhete. Para variar.


" Já olhou dentro do guarda roupa?"


Deixei a caixinha junto com o bilhete em cima do meu criando mudo perto da cama e fui em direção ao guarda roupa. 


Assim que eu abri vi um anel belíssimo pendurado no cordão, agora as coisas estava fazendo sentido. Peguei o amei e fechei o guarda roupa.


- Mais alguma dica? - perguntei a mim mesmo olhando ao redor do quarto, com o coração acelerado.


Eu olhei em cima da caixa do meu sapato predileto.


" Olhe debaixo da cama"


Eu estava ficando cada vez mais nervoso.


Fui em direção da cama e me abaixei, não tinha nada. Me levantei coçando a nuca, quando me virei de frente levei um pequeno susto e pus as mãos no meu peito.


- Namjoon! Que susto você me deu! - ele não falou nada, apenas se ajoelhou, pegou anel na minha mão e perguntou:


 - Kim Seokjin, você quer namorar comigo? Eu sei que eu vacilei com você, mas me arrependo amargamente disso. Eu estou completamente apaixonado por você... Então você aceita? - eu sorri e decidi dar o troco


- Assim, Kim Namjoon...- falei puxando minha mão de volta -  Você me magoou muito, sem contar nessa brincadeira que você fez! - falei cruzando os braços fingindo está irritado, o que funcionou


- Eu sei, mas eu estou apaixonado por você - ele se levantou


- Hm.... Vou pensar no seu caso... - fui em direção a porta e vi ele abaixar a cabeça.


Voltei correndo e abracei ele.


- É claro que eu aceito te namorar Namjoon! - falei rindo 


- Sério? - ele falou com os olhos brilhando


Assenti e ele pegou minha mão e colocou o anel.


- Agora você é meu Seokjin... - ele falou juntando nossas testas sorrindo 


- Sempre fui... - puxei ele para um beijo romântico, carinhoso e apaixonado.


Nos separamos por causa da falta de ar.


- Vamos assistir algo? - perguntei


- Sim, e já tenho um filme em mente - ele falou me puxando para fora do quarto indo para sala.


- Qual? - me sentei no sofá junto com ele


- Como eu era antes de você - nós dois nos olhamos o selamos nossos lábios.


Assistimos o filme trocando carícias fofas, esses foi o melhor pedido de namoro.


Notas Finais


Gostaram?

Desculpem os erros ortográficos e obrigada por ler 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...