1. Spirit Fanfics >
  2. Potions and second chances! >
  3. O despertar do Prince

História Potions and second chances! - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Mione,Mione...

Capítulo 31 - O despertar do Prince


Fanfic / Fanfiction Potions and second chances! - Capítulo 31 - O despertar do Prince

Fenrir buscou por um lugar para escapar mas foi em vão, quando piscou estava preso a uma cadeira com uma mordaça em sua boca impedindo que falasse algo, braços e pernas presos, além de sua garganta, a cadeira era de prata e as correntes queimavam, Septimos estava a sua frente sentado confortavelmente em uma poltrona confortável e tomava whisky, Klaus estava atrás dele com um sorrisinho que ele gostaria de arrancar da cara do maldito.

- Eu acho que ele está com raiva! - Klaus apontou rindo enquanto o lobo se contorcia tentando se soltar, rosnando para demonstrar sua raiva.

- Que pena, eu preparei a surpresa com tanto carinho, Clark... - Ao ouvir um sibilo de uma cobra Fenrir procurou pela serpente que entrava pela casa escura através das vigas de madeira, ficando cara a cara com o lobo que ficou de imediato apavorado pelo tamanho da serpente. - Não se preocupe, Klaus é verdade que Lobisomens tem uma recuperação muito boa? Quer dizer eles quebram todos os ossos e tem uma recuperação ótima disso...

- Tem sim... o que planeja fazer? - Ao notar o olhar macabro do outro riu negando com a cabeça baixa escondendo seu sorriso predatório de Fenrir. - Septimos você não presta!

- Eu sei que não... Fenrir, eu sou um cara bonzinho, então aí vai a sua primeira opção, que tal me falar a localização da casa do Tom, e aí eu busco meu neto e você sai vivo e não acaba virando papá de Clark e Klaus? - Perguntou com um sorrisinho meigo que era totalmente contraditório com seu olhar psicótico em cima do lobo, o sorriso logo se fechou mostrando um rosto sério ao não receber a resposta que queria. - Clark, quebre ele!

A cobra afirmou antes de enrolar Fenrir e cumprimir seu corpo apertando o lobo nele, os ossos do alpha quebraram de forma abrupta e o grito retumbou na floresta, Clark que se afastou como ordenado e Septmos resolveu brincar com a mente de Greyback enquanto o mesmo estava desacordado, seria fácil obter a informação da onde encontrar Severus, ele só precisaria ver as últimas memórias daquele resto de cachorro, se abaixou e sorriu vitorioso, Klaus poderia fazer oque quisesse depois que ele conseguisse a memória, tentou localizar nos pensamentos de Greyback, porém a memória que ele conseguiu ouvir as vozes de Adam e Tom se misturarem estava bloqueado, permitindo apenas que ele pudesse escutar oque falavam, seu corpo gelou e ele saiu raivoso da mente de Greyback, só poderia saber onde Severus estava caso o lobo contasse, maldito Tom.

Agarrou Greyback e o prendeu na parede, com os pés, mãos e garganta presas a correntes, acordou o lobo num piscar de olhos e arrumou seus ossos os concertando e colocando no lugar enquanto esgotava o núcleo mágico de Fenrir o deixando meio humano oque aumentaria ainda mais sua dor, o líder da alcateia sentiu sua magia sendo extraída de seu corpo sem poder fazer nada, formando uma bola roxa de tamanho mediano que ficou sobre a mão de Septimos.

- Vixi não vai prestar, sabe eu vou andar por aí, tirar a água do joelho, comer um pouco, quer batatinha? - Perguntou a Septimos enquanto olhava com pena para Fenrir.

- Quero, também traz uma coca cola e um big Mc! - Pediu e Klaus concordou saindo da sala, parando por alguns segundos no batente da porta.

- Hey Lobinho, o Septimos tem essa carinha, mas o policial legal sou eu, então você tá em maus lençóis, se eu fosse você, eu contaria até o tamanho do local. - Aconselhou e olhou para a serpente que ainda não tinha feito a digestão completa e ainda havia sinais dos corpos que ela havia devorado. - Na boa é nojento!

A serpente o olhou e mais do que rapidamente ele já não estava mais lá, resolveu passar na casa de Septimos para saber oque estava acontecendo e encontrou a casa em completo silêncio, parecia que estavam de luto, pelo que Septimos disse, não havia possibilidade de Adam estar morto, então ele não entendia o porquê daquelas crianças estarem tão chatas, comprou alguns tipos de comida e deixou para que eles comessem e foi comprar algo para ele e Septimos, enquanto comprava carne pensou no que estava acontecendo naquela cabana abandonada, ao recordar da magia envolta de Septimos ele decidiu que não era bom pensar naquilo, ele geralmente matava rapidamente os seus inimigos impondo respeito, mas Septimos não, não quando ele queria algo e não conseguia a informação que queria, riu disso, era irônico, Septimos odiava o pai dele e todas as atrocidades que Arthur era capaz, mas agora ele era a mesma coisa se não pior, e pelo mesmo motivo, família.

- Deu 12,75£ - O atendente falou e Klaus deu o dinheiro não se importando em continuar a falar, voltando aos seus pensamentos.

- Septimos, meu velho amigo, você chegaria tão longe como seu pai? - Questionou ao vento que levou suas palavras, então ele mesmo resolveu se responder. - Já está lá, esses Princes...

Tobias estava desolado, jogado em seu tapete sem o mínimo ânimo para fazer qualquer coisa, Carol estava esgotada, não sabia mais oque fazer para conseguir que Tobias saísse daquele estado, a campainha tocou e ela foi atender encontrando uma cabeleira gigantesca, cacheada e castanha, olhou para o lado e havia um menino de trajes típicos da escola que ela reconheceu como Durmstrang, olhou para ambos sem entender e o búlgaro surpreendentemente começou a falar.

- Olá, eu ser o amiga de Adam, essa é meu namorada Hermione! - Apresentou e Tobias só escutou a parte do "Amiga" e " Adam", se levantou rápido do tapete colocando sua camisa que estava uma tragédia pela quantidade de suco de uva que derramou nela. - Nós estarmos aqui para ajudar, Hermione ser muito inteligente, pode ajudar nisso, nos temos plano.

- Oi trava língua! - Tobias cumprimentou atropelando Carol e balançando a mão de Viktor com ânimo. - Plano? Qual seu plano? Podem entrar por favor, Hermione ainda não gosto de você e acho que você também não gosta de mim, mas podemos nos unir pra achar o Adam, então, qual o plano?

- Acordarmos um Prince! - Respondeu a Grifinória simplista e Tobias olhou para ela como se fosse louca. 

- Não! - Negou se lembrando do que Luna contou a ele sobre o pai de Septimos, definitivamente ruim, nada bom, nada bom mesmo. - Não, definitivamente não, é um plano muito ruim. 

- Não é, escuta meu namorada por favor, Senhorr, ela sabe o que está falando, ficamo junto com professoras, alunas e também todos que se importam com Adam, isso incluí aurores e o próprio diretor de Hogwarrts! - Pediu segurando a mão de Tobias em súplica, o ruivo procurou o olhar da noiva pedindo por ajuda e ela se sentou ao lado do mesmo desfazendo o coque e colocando a cabeça no ombro de Tobias. 

- Se eles têm alguma ideia do que fazer eu acho melhor ouvirmos, eles são bruxos amor, estamos de mãos atadas quanto a esse desaparecimento. - Falou cansada e coçou a temporã tentando se manter acordada, Tobias beijou os cabelos castanhos da modelo e pediu que Hermione continuasse o plano. 

- Dumbledore disse que seria muito bom se um amaldiçoado estivesse atrás de Adam, todos os professores e aurores concordaram, mas ele revelou que pode ser perigoso caso a gente acorde o Prince errado, ele falou um em específico que não devíamos acordar nem se Septimos e Adam estivessem morrendo. - O pensamento de perder o neto congelou Tobias o fazendo ficar ainda mais branco do que era enquanto em seus olhos azuis se enchiam de lágrimas, afastou as mesmas e continuou a prestar atenção repetindo como um mantra que seu neto estava muito bem. - Viktor e eu estudamos todos os possíveis Prince que poderíamos acordar para ajudar e encontrar Adam, entre eles está o primeiro Prince, Octavios, ele era imperador na antiga Roma, seria uma boa opção, então temos Lewis, Lory a mãe do Septimos, então também há Septimos I, e duas avó e bisavó que seriam uma boa ideia. 

- Luna nos falou da história da família Prince, nos deu o diário do meu filho, Hermione entendo que suas intenções são boas mas a família Prince não é algo que eu desejo ver nesse mundo, e pelo bem do meu neto, juro pela alma do meu filho que ele também não quer... os Prince são demônios Hermione, eles matam, gostam disso, acreditam que a melhor forma de você ser forte é sacrificando, matando, se divertem com coisas macabras, não, Septimos logo vai aparecer e vai nos trazer alguma informação... Luna também disse que você é a aluna mais inteligente de toda a Hogwarts, pode me ajudar a criar algo para sei lá? Localizar ele sem ter que recorrer a nenhum amaldiçoado? - Tobias não sabia quem era quem e duvidava seriamente que Hermione iria saber quem era Octavios e quem era Arthur, não iria arriscar. - Ainda mais que não sabemos quem é o pai do Septimos! 

- Ele tem razão Hermione, nossa plano tem muitas falhas. - Apontou Viktor pensando em algo para ajudar. - Vamos voltar para Hogwarrts e trazer outra Plano, senhor Snape, eu prometo a você, vai trazer seu neto de novo! - Prometeu olhando nos olhos de Tobias enquanto apertava a mão do ruivo que sorriu simpático aceitando a oferta. 

- Obrigado! - Agradeceu para ambos. - Obrigado por tudo. 

- Está tudo bem, vamos indo então Viktor, acho que na sessão restrita deve ter algo sobre feitiços de localizações. - Tobias agradeceu achando um pouco suspeito ela desistir tão facilmente de algo mas falaria de suas desconfianças mais tarde. - Obrigada por nos ouvir. 

- De nada querida, se ver Harry, Draco, Ron, Luna e a Sunshine por favor, venham pra cá novamente, tomar um chá, vai ser bom pra gente conversar um pouco, não guardar tudo que estamos sentindo pra nós mesmos. - Carol ofereceu abraçando os dois jovens e os levando para a lareira deixando eles um pouco assustados. - Tobias conseguiu convencer o ministério a instalar a lareira mágica de vocês, então podem usar pra voltar a Hogwarts, cabe no máximo 4 pessoas então vocês irem juntos não tem problema. - Falou entregando o pó de Flú para os dois que agradeceram. - Até logo queridos. 

Ao sairem pela lareira e deixarem a mansão Snape, Carol se virou para o noivo que já tinha ligado a TV trouxa para saber se passava algo no jornal sobre Adam, mas só descobriu que algumas pessoas relataram ouvir coisas durante a noite e que numa cidadezinha pacata na costa de Weymouth, Dorset, foram encontrados corpos sem corações numa floresta, pareciam ter sido arrancados por uma mão, Tobias desligou o noticiário assustado e olhou para a modelo que estava comendo pipoca ao lado dele e oferecendo suco de maçã. 

- Isso foi o Septimos? -  O ruivo se perguntou assustado agarrando a mão de Carol e a levantando fazendo a pipoca se espalhar no chão. - Vamos ver como as crianças estão! 

- Tobias Louis, quando a gente voltar, você vai limpar essa casa, me entendeu? Eu limpei ela ontem, a nossa diarista só vem semana que vem, e você vai limpar isso aqui sozinho! - Gritou fechando a porta atrás de si enquanto Tobias afirmava várias vezes já do portão. - Beijo! 

- Tá carente né? - Questionou e ganhou um tapa. - Carente e agressiva, mulher ruim! - Puxou Carol para um beijo rápido e começou a subir a rua, daria 30 minutos até chegarem no castelo Prince.

Hermione estava revoltada, como Tobias não estava nem mesmo cogitando acordar um Prince era a única coisa que eles tinham e ele estava negando, se lembrou da infância de Severus e amaldiçoou o trouxa, ele nem devia estar se importando de verdade, se estivesse não iria negar tão veemente algo que traria Adam para eles, trouxas egoístas, enquanto andava sorriu para si mesma, se ele não queria encontrar Adam ela queria, e sabia como, então ela iria sim fazer isso, Luna Lovegood estava passando comendo pastelitos com um chapéu de serpente na cabeça e seus óculos extravagantes e exóticos e viu que Hermione estava parada olhando para o além, decidiu se aproximar para conversar com a mesma, ela estava com saudade de Adam, a maioria estava, Hogwarts parecia ter perdido um pouco de sua magia, se aproximou querendo saber se ela era todos se sentiam como ela, ou ela só estava assim porque Severus havia se tornado um pedaço de si. 

- Olá Hermione! - Se aproximou com seu jeitinho meigo e amigável a convidando para uma conversa, Hermione sorriu querendo sair o mais rápido dali, precisava de alguém para ir com ela a casa de Septimos, sabia aonde estavam os caixões. - Está sentindo falta de Adam? Eu estou, acredito que seja porque ele era o único que não me olhava como se eu fosse... estranha... mas também sinto falta dele me abraçando e demonstrando afeto... onde você e Viktor estavam? Os professores estavam falando em adiar o torneio por mais algumas semanas, a segunda prova não pode ser feita sem um dos campeões. 

- Isso seria uma excelente ideia... - A grifinoria concordou com os professores começando a caminhar, sendo seguida pela Corvinal que achou o comportamento de Hermione estranho. - Você disse que quer encontrar Adam, você aceitaria ir comigo a casa de Septimos? Tem uma coisa lá que pode nos trazer ele rapidamente. 

Os olhos de Luna brilharam atrás dos óculos e ela balançou a cabeça várias vezes, não sabia oque era, mas os Prince eram conhecidos não só pela maldição, mas por serem exímios criadores de feitiços, e Hermione era a melhor nisso então que mal haveria de ter, aceitou ir com a Grifinória e saíram rapidamente de Hogwarts, mas foram paradas por um grito que chamou a atenção das duas, ao se virarem deram de cara com Amos e Cedrico correndo para elas. 

- Aonde as duas mocinhas pensam que vão? - O funcionário do departamento criaturas mágicas perguntou arrumando os óculos e Cedrico olhou para Luna sorrindo enquanto roubava um broche de Adam e colocava no peito. 

- Nós estamos indo para a... - Antes que Luna terminasse a frase Hermione a interrompeu. 

- Hosgmeade, estamos indo a Hosgmeade, vamos ir no três vassouras, sempre tem gente com muita informação lá, esperamos que algum deles tenham notícias sobre Adam. - Hermione explicou e Amos aceitou isso, afirmando várias vezes tentando captar algum sinal de mentira nas duas meninas, Luna era fácil de ler, Hermione nem tanto, é uma pena que Amos era melhor com animais do que com pessoas. 

- Muito bem, vou esperar por notícias sim, Cedrico está responsável pela busca de Adam aqui em Hogwarts, ele é um menino muito bom com tudo, foi o primeiro a se oferecer para buscar Snape, tenho muito orgulho dele... - Afirmou e olhou para as duas meninas. - Cedrico ira com vocês, por segurança, com Septimos descontrolado não sabemos oque pode acontecer com vocês caso cruzem o caminho dele. 

Deu as costas depois de abraçar o filho, o lufa-lufa ainda olhava desconfiado para Luna e Hermione, sabia que haviam mentido para o pai, mas isso significava que Hermione ou Luna tinham algo em mente para procurar por Adam, que não envolvia testemunho de coisas que ele já sabia sobre o sequestro, Hermione começou a bufar enquanto tentava pensar em algo para ir para a casa de Septimos com Luna, sem Cedrico. 

- O que tem em mente? Percebi que mentiu lá atrás, então não tem porque ir para Hosgmeade se era realmente outro lugar que pretendem ir, escute-me, eu realmente acho melhor nos irmos para o local que estava planejando ir antes de papai e eu interceptarmos vocês. - Luna concordou denunciando a verdade enquanto Hermione gemia por dentro por ter sido descoberta. - Pra onde estamos indo? 

- Eu e Luna, vamos para a casa de Septimos, você pode ir pra casa do cara... - Cedrico riu e negou. 

- Sei mais feitiços que você, eu estou procurando Adam, ele é meu amigo também, não vou deixar vocês irem sozinhas, vamos os três, o que vai procurar lá? - Questionou enquanto pegava a mochila de Luna e arrumava em seu braço. 

- Ora, claro que Hermione vai tentar algum feitiço, os Prince tem tantos segredos... - Luna apontou com um sorriso de orelha a orelha, adorava enigmas e a da família mais poderosa era a que mais a deixava intrigada. 

- Oh é, verdade! - O lufano respondeu pensante. - Eles devem ter vários, mas vai ser magia negra, com certeza, mas se é pra salvar um amigo, estamos juntos nessa. 

Hermione pensou em falar oque realmente faria, mas Cedrico não iria apoia-la, Luna talvez fizesse mas não era certeza, o castelo era enorme teria como despista-los facilmente nela, checou se em sua bolsa havia sangue de animais suficiente, e agradeceu por ter encontrado alguns animais mortos deixados por Septimos para trás, ainda havia sangue, guardou o sangue e olhou para Cedrico e Luna bufando, e se odiando por ter eles consigo. 

Tobias estava decidido a fazer Luna, Harry e Draco comerem algo, ele estava sofrendo, mas não comer iria dar mais problemas a eles.

- Então, vocês querem ir matar a saudade do Adam assistindo um jogo do Manchester no estádio? - Ofereceu e os olhos de Luna brilharam enquanto ela olhava a insígnia do time falado no peito da camisa gigantesca de Adam. - Vamos crianças, o Adam iria querer ver a gente se divertindo, podemos fazer isso, por ele, aposto que quando chegarmos o Septimos já vai estar aqui ele, vamos, ficar assim não vai trazer ele de volta.

- Ir pro estádio também não. - Draco respondeu abalado sem olhar para Tobias.

- Harry, o que eles estão falando? - Jack perguntou no ombro do único ofidioglota presente.

- Para irmos nos divertir, acho que Tobias está pensando que estamos muito vulneráveis mentalmente aqui, não está longe da verdade, ontem peguei Draco e Luna chorando rios no quarto do Adam, eles têm que ter uma distração, concordo com o senhor Snape. - Harry explicou avaliativo sobre a situação que estava em pauta. - Então que tal apenas irmos fazer um passeio, não precisamos ir no estádio e comemorar algo, só sair daqui um pouco...

- Harry teve uma ótima ideia, então crianças, vamos? Vou falar uma coisa pra vocês, eu fiquei sabendo dona Luna que você faz uma moqueca incrível, que tal ir com a gente e você mostra o seus dotes culinários hereditários e eu mostro pra você o meu incrível, super delicioso, pão com ovo e bacon? - Tobias perguntou com tom cômico fazendo Draco sorrir assim como Luna, a castanha concordou se levantando e pegando Jack no colo, beijando a serpente com cuidado.- Vamos visitar a casa do seu vovô filho? - Perguntou a argentina para a serpente que aceitou prontamente fazendo um carinho com a cabeça na bochecha da menina. - Draco precisamos sair um pouco, eles têm razão, eu também preciso falar com meus pais e saber se alguém tem notícias, ficar sofrendo não vai nos ajudar a encontrar algo que possa ser útil, quem sabe andando um pouco, tirando nossa mente um pouco do Théo a gente encontre alguma maneira racional que não envolva acordar malucos e usá-los achando que não vai ter um preço? - Tobias se encolheu querendo não falar para Luna sobre Hermione e Viktor e o assunto que teve com ambos os alunos, não sabia qual seria a reação da sonserina mas com certeza ela iria montar guarda.

- Tudo bem, então vamos? - Perguntou já abrindo a porta para que todos fossem para sua casa. - Quem vai cuidar da casa do Septimos? Acho bom a gente deixar luz acesa, que dai ladrão não entra né? 

- Não se preocupe, Septimos tem elfos domésticos! - Ron respondeu sorrindo. 

- E serpentes, aquela Taipan do interior é terrível! - Carol falou apavorada escondendo-se atrás de Tobias que sorriu pela noiva. - Tá rindo do que? Você derrubou suco e pipoca no meu tapete, você vai limpar a casa sozinho! 

- Carol! - Choramingou enquanto os adolescentes riam do casal. 

- Não vem de Carol não, vai limpar sim, ou o sofá te espera! - Não era um destino ruim, o sofá era até confortável, pensou consigo. - E tem mais, minha mãe tá vindo semana que vem, se você não limpar aquela casa vou dizer a ela que ela não vai precisar pagar o hotel, que pode dormir la em casa. 

- Eu acho que a piscina também tá precisando de uma geral né? - Aceitou mais do que rapidamente fazendo todos rirem, se virou piscando para Harry que riu mais ainda quando Carol acertou o ruivo com a bolsa. - O que você tem nessa porra de Bolsa? 

- Tobias Louis Snape... as minhas maquiagens... - Rosnou olhando para dentro da bolsa enquanto o homem ficava pálido. - Ah tranquilo, vamos logo pra casa... A gente vai conversar lá. 

Enquanto os alunos de Hogwarts riam da expressão derrotada de Tobias, esse resmungava e choramingava pela rua até chegarem em casa, Luna cuidava de Jack e conversava ativamente com todos para saber se alguem tinha alguma ideia para começar a procurar, se perguntou porque Septimos e Klaus saíram de madrugada de forma tão repentina, será que Septimos tinha algum suspeito e foi procurar por isso? Se era isso então mais tarde ela teria as respostas que ansiava. 

Hermione entrou sorrateiramente na casa, passou pelo serpentario de Septimos e ficou feliz em não encontrar Clark, Meduza era uma boa menina e não iria matar ela, tinha certeza disso, Cedrico e Luna estavam achando estranho o percurso que estavam fazendo, até que eles chegaram ao quarto de caixões de Septimos, Hermione abriu todos os caixões e ficou chocada ao encontrar tantas pessoas jovens, era para todos serem velhos, mas só havia um, então aquele deveria ser Octavios, pegou a bolsa de sangue e se aproximou do caixão. 

- Hermione, não devíamos estar aqui! - Luna afirmou olhando com medo para todos os caixões. - Vamos embora, aqui embaixo não é bom, as coisas daqui são ruins, se eles estão descansando deixe eles aí, vamos embora por favor! 

- Se acordamos apenas um deles vai ser o suficiente, só precisamos de um deles e teremos Adam conosco. - Respondeu e arrancou a estaca de madeira do peito do homem preso a todo tipo de coisa no caixão. 

- HERMIONE NÃO! - Cedrico e Luna gritaram quando a Grifinória colocou um pouco de sangue na boca do Prince. 

A temperatura do cômodo mudou drasticamente se tornando fria, as luzes começaram a falhar, Meduza foi rápida indo até lá e ficou em alerta quando viu Hermione debruçada no caixão, os vidros se quebraram e olhos castanhos se abriram, se tornando vermelhos, Hermione sorriu pelo plano enquanto Meduza tentava afastar todos os adolescentes do lugar, não era bom, os dois rubis pararam nos olhos âmbar enquanto era alimentado, magia, rosnou, bruxos nojentos, pegavam a magia de sua família e ainda tinham coragem de subjugar sua família... 

Agarrou o pescoço de Hermione fazendo a castanha começar a sufocar rapidamente por tamanha força, Cedrico ficou apavorado e pegou a varinha de forma atrapalhada, enquanto oque um dia foi um velho homem drenava o sangue da bolsa mas desejava o de Hermione e em uma velocidade alarmante se tornava um homem jovem de no máximo trinta anos.

- SOLTE ELA, EXPULSO! - O Prince sorriu ao receber o feitiço saindo do caixão após as correntes que o prendiam já estarem totalmente desintegradas.

- Insolente, vem na minha casa, toma minha magia, e ainda tem a petulância e ousadia, de me dizer oque devo fazer? A menininha queria me acordar... ela sabia que tinha um preço, a questão é, quem vai pagar? - O sorriso psicótico deixou Cedrico em pânico colocando Luna atrás de si.

- Saia daqui Luna, rápido! - Luna tinha pego a varinha para tentar proteger a si e aos amigos. - Solte Hermione, é a última vez que eu peço!

- Vai fazer oque se eu não soltar, me matar? Oooh, humanos, vocês nunca aprendem o seu lugar mesmo, deixe-me mostrar, eu vou soltar a dama, isso porque eu vou matar elas depois que esfolar você... se bem que eu sou um cavaleiro, seria justo se como de acordo com a minha etiqueta, as damas fossem as primeiras! - Contou sua intenção com um sorriso lambendo o pescoço de Hermione deixando as presas crescerem, Cedrico lançou um feitiço forte ao mesmo tempo que Meduza se jogou contra o Prince mordendo seu pulso depositando o máximo de veneno que conseguia para ver se conseguia ao menos atordoa-lo para que a crianças estivessem chance de fuga, o Prince jogou Hermione em cima do lufano, a grifinória já estava roxa buscando por ar. - Meduza? Que feio! - Deu um peteleco na mesma fazendo com que a serpente fosse jogada longe e caisse em cacos de vidro espalhados no chão, não desistindo e sendo perseverante Meduza se colocou entre os estudantes e o Prince. - Saia da frente, eu vou tomar oque pertence a mim!

- Deixe os filhotes em paz Arthur!


Notas Finais


É Mione... tua intensão era boa, mas deu ruim né...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...