História Power Rangers: Força Mutante - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção, Luta, Marvel, Mutantes, Power Rangers, Romance, X-men
Visualizações 9
Palavras 2.335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Verdade e Consequência


(Hannah narrando)

 Estava sentada encostada em umas almofadas perto da janela da cozinha que dava para o jardim. Estava olhando o lado de fora, enquanto tomava um copo de suco de maracujá, depois da irritação de mais cedo eu só queria um pouco de sossego, e claro não dar de cara com Caleb. 

 - Amiiiiga! - Hannah entrou animada com um chapéu divertido na cabeça, junto com Alyssa que estava com um livro nas mãos.

- Que animação, como foi o shopping? - perguntei, as olhando, enquanto elas se sentavam na mesa.

- Bem, eu me enfiei dentro da livraria enquanto ela e o Evan ficavam gritando na loja de jogos, fora isso até que foi legal. - Alyssa disse revirando os olhos e rindo em seguida.

- Ai que chata! Só estávamos comemorando a chegada do jogo novo. - Holly disse balançando a cabeça animada, claro que eu estava rindo das duas. - Mas, me diz o que Johanne queria? - ela perguntou curiosa e eu parei de rir, voltando a atenção ao meu copo de suco. 

- Melhor não perguntar. - respondi de imediato.

- Ah porque? Ela não te apresentou o novato gostosão? - Holly insistiria mesmo naquela pergunta. Claro que sim. 

- Sim, me apresentou. - respondi tentando evitar aquele assunto.

- E aí? Vai me conta, estou curiosa. - revirei meus olhos mais uma vez. Ok, não escaparia dessa.

- Caleb Durand, vulgo tremendo idiota. Ele se acha, é metido demais. Insuportável eu diria. O que tem de bonito, tem de idiota. 

- O que aconteceu ? - foi a vez de Alyssa se desligar um pouco do seu livro e voltar a atenção a mim. 

- E aí meu povo lindo! - Evan disse animado e apenas os encarei, voltei a dar outro gole em meu suco. Meu sistema nervoso precisava de suco. - Esse aqui é o Caleb, ele vai dividir quarto comigo e com o Liam.  

- Oi Caleb. - Alyssa e Holly disseram em uníssono, enquanto eu tentava evitar qualquer tentativa de olhar para a cara dele.

- Oi meninas, oi Hannah, tudo bem com você? - Caleb perguntou me olhando cinicamente. Será que eu já poderia matá-lo, ou gritar no ouvido dele seria melhor? 

- Vocês já se conhecem? - Evan perguntou curioso e antes que eu pudesse responder, Caleb fez isso por mim.

- Sim, ela me largou sozinho pelo instituto. Aí tive que me virar para encontrar meu quarto e etc. - o encarei com uma raiva que talvez nem eu pudesse medir. Ele só podia estar de brincadeira comigo. Dizer que eu havia deixado ele sozinho no corredor? Ele só podia estar louco ou querendo me deixar louca. 

- Hannah, sério que você fez isso? - Evan perguntou surpreso, eu adorava o Evan mas, nessas horas queria afogá-lo junto de Caleb. Ou era muita inocência ou ele simplesmente precisava aumentar o nível de QI dele, com urgência. 

- Eu vou me recusar a responder, antes que eu cometa um ato que me faça ser expulsa do instituto. - respondi me levantando de onde estava sentada, coloquei o copo de suco em cima da mesa e ia caminhar até a porta, mas Caleb me barrou é claro. Ficou parado na minha frente, mantendo aquele sorrido idiota no rosto, parecia que ele adorava aquilo. - Deixa eu passar Caleb. - respondi por entre os dentes, céus ele estava me testando a paciência.

- Ei calma, não precisa ficar tão zangada, pode ficar aqui, eu não mordo, a menos que você queira. - o olhei tão irritada, que se pudesse furaria os olhos dele. Só a presença dele já era o suficiente para me tirar do sério, e isso porque havia o conhecido a poucas horas. 

- Caleb eu juro que se você não sair da minha frente agora, vai conhecer o poder que uma garota mutante pode ter, e te garanto que não vai gostar de testar isso. - respondi ríspida e ele deu um passo para o lado, levantando suas mãos para o alto, sorrindo ainda. 

- Desculpe, não queria te aborrecer, oh garota poderosa mutante. - dei uma última olhada nele e sai pisando torto. Dane-se a boa educação e a política de receber bem os alunos, ele era insuportável e pelo visto já havia arranjado um novo hobby: Me tirar do sério. 

(...)

- Posso entrar? - ouvi Holly perguntar. Estava deitada em meu quarto, com os fones de ouvido no mais alto possível. Fiz sinal com a cabeça e tirei um dos lados do fone. 

- Claro. - a olhei e a vi encostar a porta logo atrás de si. 

- Ta mais calma? - a ouvi perguntar e sorri, Holly era uma amiga e tanto e por mais que eu ainda estivesse fervilhando por dentro de ódio de Caleb ela não tinha culpa, aliás ninguém tinha a não ser ele. 

- Bem, se estar mais calma significa que eu ainda não cometi um homicídio doloso, com toda certeza eu estou. - respondi simpaticamente, fazendo Holly rir. 

- Eu sei que ele parece ser bem insuportável com você, mas, é pura implicância. É porque ele sabe que assim você perde a paciência e é isso o que ele quer. - ela falou e parei a música do meu Ipod, afinal seria uma longa conversa pelo visto. 

- Ele acabou de me conhecer, como pode querer implicar comigo pra me irritar, qual o prazer nisso? - Holly parecia pensar com a minha pergunta. Ficou por uns instantes em silêncio, parecia procurar uma resposta coerente. 

- Ah às vezes você foi a escolhida, porque foi a primeira pessoa que ele conheceu. Talvez se tivesse sido eu ou a Alyssa ele não faria isso. Na verdade, eu não sei. - ela disse por fim dando de ombros. Revirei meus olhos, rindo em seguida.

- Claro, porque não tem uma explicação óbvia para isso. Ele apenas é um insuportável, que quer encher a paciência. Arrogante e prepotente pode ser adicionado a lista dele também. Fora isso não existe uma explicação razoável para o comportamento dele. 

- Ah tudo bem, eu não vou querer entender muito bem sobre isso. Mas, escuta, vamos lá para o Jardim. - Holly fez uma cara de criança, com certeza iria aprontar alguma coisa. 

- O que vocês estão aprontando? - arqueei minha sobrancelha. 

- Nada, apenas estamos juntos, curtindo a presença uns dos outros, conhecendo os novos amigos e fazendo novas amizades. - revirei meus olhos mais uma vez, Holly poderia ser tão óbvia e cara de pau que não me surpreendia mais.

- Holly.. - vi ela dar um sorriso infantil, quando Holly fazia isso era porque estava realmente aprontando.

- Não estamos aprontando nada. Apenas aproveitamos que Johanne e Callum não estão e estamos fazendo uma competição de poderes no jardim, ta super saudável. Mas... 

- Mas...? - perguntei a encarando. 

- Mas, os meninos decidiram fazer uma competição de luta, apostando dinheiro. - ela me deu um sorriso amarelo e suspirei. Ai céus, que ótimo era só o que faltava, lutas e apostas dentro do instituto. Dei um pulo da cama, e sai correndo do quarto, indo em direção ao jardim, por sorte chegaria primeiro ali do que Johanne e Callum. 

(...)


Assim que cheguei no jardim, todos os alunos gritavam os nomes dos dois outros que estavam em um palco improvisado saindo na mão. 
- Isso é tremendamente idiota. - disse para Holly que estava logo atrás de mim.
- Eu concordo, deveria poder utilizar os poderes, afinal somos mutantes. A aposta ficaria mais interessante pelo menos. - Holly disse vibrante enquanto eu a olhava incrédula. 
- Sabe o que vai acontecer se Callum chegar e pegar isso aqui? Iremos fazer nossas apostas em quem será expulso primeiro, isso que vai acontecer. - falei irritada, Holly sabia que aquilo poderia não terminar bem, mas, não tinha o menor juízo para me ajudar a acabar com aquilo.
- Ah eles não vão descobrir, logo eles acabam com isso e tudo volta ao normal. - Holly disse tentando parecer positiva. Revirei meus olhos, e cruzei meus braços, voltando a encarar os dois alunos que pareciam mais dois animais. 
- AEEEE! - gritaram os demais, um dos alunos havia vencido aquela luta estúpida. Suspirei aliviada por um instante, talvez agora conseguiria parar aquela idiotice toda. - Pois, bem nosso próximo lutador é Caleb Durand - um dos alunos que apresentava aquela palhaçada toda e usava um chapéu para guardar o dinheiro das apostas. Faltava só as bebibas para aquilo virar um bar a céu aberto com um ringue de boxe improvisado. - Caleb, nosso mais novo garoto, quem você desafia? - o menino o perguntou e ele veio olhando pela multidão, pairando o olho em mim. Sério mesmo que ele faria isso? Vi o sorriso sacana no rosto dele, claro que ele faria aquilo. 
- Desafio a garota poderosa mutante, Hannah. - ele me olhava como um lobo vendo um carneiro, era uma analogia péssima para o momento foi a melhor coisa que eu conseguiria pensar. 
- Ei isso não vale. Desafiar uma garota? - Alyssa gritou lá do fundo. A olhei e voltei a prestar atenção em Caleb, que ainda me olhava com todo o cinismo possível que alguém poderia olhar. Ele queria mesmo era me irritar.
- Hannah Blanc foi desafiada por Caleb Durand! É minha gente um novato desafiando uma das alunas mais antigas do instituto. - o garoto que apresentava dizia. - Então Hannah vai aceitar o desafio? - ele peguntava fazendo todos me olharem. 
- E aí Hannah, vai topar o meu desafio ou não? - ele disse cruzando os braços na frente do corpo, o que o tornava sexy, por sinal, mas, não mudava o fato de continuar sendo Caleb Durand, um dos maiores idiotas que poderia existir.  
- Hannah você sabe que não precisa fazer isso, ele só ta querendo te provocar. - Holly falou ao meu lado e a olhei, concordando com a cabeça. 
- Então Hannah vai demorar muito tempo? To ficando cansado de esperar. - Caleb me provocava sem dó, e meu sangue fervia. Respirei fundo e fui andando em direção ao palco improvisado, subi no mesmo e parei de frente a Caleb que mantinha o sorriso com o canto dos lábios. 
- Bem pessoal pelo visto Hannah Blanc aceitou o desafio de Caleb Durand!  - garoto continuava a narrar tudo como se fosse um jogo de futebol. Tirei minha jaqueta e entreguei para Alyssa que já estava por perto. 
- Hannah, amiga, você não precisa fazer isso e sabe disso. - ela tentava me convencer, mas já era tarde. Eu só queria socar a cara de Caleb no asfalto se isso fosse possível e tirar esse sorriso idiota dele do rosto. 
- Eu pensei que não aceitaria meu desafio. Afinal uma garota, geralmente foge de lutas assim. - ele queria me tirar do meu eixo, mas, antes que pudesse fazer isso eu o atropelaria . Caleb poderia ter o poder que fosse, e eu nem sabia qual era, talvez fosse o de me tirar do sério, mas, eu era boa em luta, tinha uma das melhores habilidadedes do instituto e iria mostrar para ele agora com quem ele havia mexido.
- Porque não cala a boca e não começa logo? - falei irônica o que fez ele sorrir.
- Lembrando que não é permitido o uso de poderes, uma luta limpa, boa sorte meninos! Valendo! - o garoto gritou e podia ouvir os gritos dos alunos. Caleb começou a andar em círculos comigo, como se quisesse me encurralar. Ele veio dando o primeiro golpe o queme fez desviar e acertar um chuteem suas costelas, que por sorte lhe pegou me cheio, pelo menos para ficar sem ar por alguns segundos. O vi sorrir e logo Caleb me segurou pelos punhos, ele tinha muita força, por sinal era algo fora do normal, me virou em um mata leão me prendendo de um modo que seria díficil me soltar. Fui escorregando o corpo e ouvi Holly gritar: Golpe baixo! - Caleb afrouxou as mãos, parecia querer me deixar ganhar, e óbvio que eu queria esmurrá-lo e não que ele entregasse o jogo assim tão fácil. Fui para cima dele, lhe dando alguns golpes, que ele repeliu muito bem, ele era treinado também e era muito bom naquilo. Consegui lhe acertar uns dois golpes, porém escorreguei e acabei indo para o chão com força, caindo de costas e batendo a cabeça. Vi Caleb parar ofegante, e parecer me olhar preocupado, por um instante.
- Hannah, ta tudo bem? - notei ele abaixar perto de mim. E acenei com a cabeça positivamente, me sentando no chão. Minha cabeça doía um pouco, mas nada para me preocupar.   
- É parece que a luta acabou! Caleb Durand derrotou Hannah Blanc! - o apresentador gritou enquanto minha cabeça começava a doer pra valer. 
- Ok o show acabou pessoal. Vamos todo mundo vazando daqui e indo para os seus quartos. - Holly dizia após subir no palco. E ouvia a reclamação de alguns alunos, em especial o que estava apresentando a "grande atração".  
- Ei mas, estávamos ganhando uma grana. - ele resmungava saindo de cima do "ringue" sendo obrigado pela Holly.
- Se não quiser ganhar um hematoma no meio da sua cara, vaza daqui! Agora! - ela disse simpaticamente, com um sorriso debochado. Fechei meus olhos com força, minha cabeça, estava doendo mesmo. - Amiga, tá tudo bem? Consegue levantar? - Holly perguntou preocupada, apenas afirmei com a cabeça. 
- Deixa eu ajudo ela. - Ouvi a voz de Caleb ecoar e logo senti as mãos dele passarem por meu corpo e me pegar no colo. Ele estava louco? Só pode! Como ele ousava chegar perto de mim? Ok, eu não tinha cabeça para gritar ou para pensar, só queria que minha cabeça parasse de doer e logo, e não reclamaria por hora de Caleb Durand estar me pegando no colo. 
      (...)
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...