História Pq logo vc? - imagine Hyunjin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Hwang Hyun-jin, Personagens Originais
Tags Hyunjin, Stray Kids
Visualizações 551
Palavras 641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura
espero que gostem e não tentem matar o pai de (S/N) e nem eu

Capítulo 4 - Capitulo 4.


Fanfic / Fanfiction Pq logo vc? - imagine Hyunjin - Capítulo 4 - Capitulo 4.


POV (Felix)

(S/N) estava correndo atras de mim pra poder me bater, mais quando olho pra trás a mesma estava sentada no gramado do park, vou ate a mesma, tiro minha mochila das costas e me deito e a (S/N) faz a mesma coisa, nos conversamos um pouco, mas depois penso em cantar a musica que a mãe da (S/N) cantava pra podermos dormi a noite,pego na mão da dela e começo a cantar e a mesma me acompanha na musica, depois de um tempo não ouço mais a voz da (S/N) cantando, olho pra mesma e vejo que ela estava dormindo, fiquem acariciando seus cabelos enquanto dormia. Levanto e pego a mochila da mesma e coloco nas costa junto a minha, logo depois a pego no colo com cuidado pra não acorda-lá e a levo pra casa. ao chegar na casa de (S/N) abro a porta da frete(não me pergunte como pq também não sei) entro e a levo pro seu quarto e a deito na cama deposito um beijo em sua testa, deixo sua mochila ao lado da cama e saio do quarto fechando a porta e indo embora

 

[ ... ]

PVO (S/P)

Da jenela de meu quarto avisto de longe Felix carrengando (S/N) em seus braços, (S/N) parecia esta dormindo e quando ele chega em frente a porta de casa eu tenho certeza de que ela esta realmente dormindo, desso rapidamente e abro a porta pra eles e logo me escondo, assim que o mesmo ja tinha deixado (S/N) em seu quarto ele desse as escadas e vai diretamente pra fora de casa indo embora, subo para o quarto de (S/N) e a observo dormindo, me sento em uma poutrona com uma garrafa de cerveja em mãos e volto a toma-lá já tendo fechado a porta do quarto de (S/N) e estava com a chave em meu bouço, começo a beber a cerveja e a ficar olhando a mesma

 

[ ... ]

POV (S/N)

Abro meus olhos lentamente e reparo que estou em meu quarto e logo vem o Felix em minha mente e acabo soltando um sorriso bobo, me lembrando de hoje a tarde e de quando cantamos juntos, me levanto e me deparo com meu pai praticamente bebado, e o olho com um pouco de medo.

 

(S/P): dormiu bem querida (S/N)? - o mesmo se levanta jogando a garrafa de cerveja no canto da parede e a mesma querbra fazendo com que eu me assustasse e o mesmo começa a caminhar ate mim

 

sim appa... - começo a me afastar da beirada da cama lentamente - oq esta fazendo aqui appa?...

 

(S/P): não posso vim ver minha filhinha querida - o mesmo sobe em cima da cama - a filha que teve a osadia de matar a própria mãe - o mesmo sobe em cima de mim prendendo minhas pernas e braços, tento me solta mais o mesmo é mais forte que eu

 

appa pare com isso e me solte! - com lagrimais nos olhos

 

(S/P): pq  deveria? vc matou sua mãe, vc matou a mulher que eu amava!! - o mesmo usa mais força para me segurar me fazendo gemer de dor

 

APPA VC TA ME MACHUCANDO!! - começo a chorar e a gritar por ajuda - SOCORRO! - O mesmo me dá uma tapa no rosto com muita força e me joga para o chão

 

(S/P): PQ? Pq vc a matou, pq tinha que tila de mim - o mesmo começa a chuta minha barrida ceguencialmente 

 

EU NÃO A MATEI!! - de repente vejo que minha boca estava sangrando e meu rosto esta praticamente estava machucado, logo o mesmo para com os chutes e abre a porta do quarto e sai, nunca contei para meus irmãos e nem mesmo pro Felix, pq sei que se eles souberem so vai acabar em merda.

 

"Continua..."


Notas Finais


desculpa o capitulo bosta me perdoem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...