História Pra Sempre - Capítulo 56


Escrita por:

Visualizações 195
Palavras 7.936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey pessoal, tudo bem com vocês?

Está saindo mais um capítulo, espero MUITO que gostem! Acho que este pode ser considerado um dos melhores aqui da fic 😂

Eu não sei se vocês perceberam, mas eu sumi por alguns dias tipo UM SEMANA! Não teve nenhum motivo grave, apenas decidi aproveitar a minha ÚLTIMA semana de férias sem ter a preocupação de terminar um capítulo. Desculpem não ter avisado ♥

Passado isso, bora pro capítulo?

Boa leitura...📖

Capítulo 56 - Babys B3ars


Fanfic / Fanfiction Pra Sempre - Capítulo 56 - Babys B3ars

Você acorda na manhã de natal, corre para abrir a janela pra sentir o vento gelado batendo nas maçãs de seu rosto e esperando ver o que?

Neve! Óbvio

Mas ao abrir a janela a única coisa que você sente nas maçãs de seu rosto é o mormaço do verão brasileiro. E a única coisa que você vê é o sol invadindo cada canto da cidade

Aí você se dá conta das ilusões que os filmes americanos fizeram com a sua mente

Falando nisso, eu não sei se é só na minha família, mas nunca numa noite de natal nos sentamos na frente de uma lareira, tomando um bom e doce chocolate quente com marshmallows, cantando músicas natalinas para as crianças. Um ambiente familiar, calmo, sem barulho, sem gritaria, sem som! E quando se dá meia noite, todos se levantam civilizadamente para comer o peru que já estava na mesa, sem antes fazer uma oração agradecendo o alimento

A realidade é muito diferente disso!

É nesse dia que o churrasco na laje e o som em toda altura, rola solto junto com a uva passa em TUDO! É nesse dia que você usa a roupa nova que você pagou caro, só pra ficar sentada na sala. É nesse dia que o tio do pavê age fortemente e as tias perguntam dos namoradinhos e da faculdade que você não terminou. É nesse dia que quando se da meia noite, você abraça o primo que você tanto odeio.

A meia noite, todo mundo já está bêbado e as comidas frias postas em cima da mesa. Você faz o seu prato e arranja um lugar para se sentar. Seja na mesa, no sofá ou nos quartos

O clima natalino invade todos mundo a fora. Nesse momento percebemos que existe dois tipos de pessoas. Os mais pessimistas, dizendo ser uma data que estimula o consumismo. E o outro lado que vê a data como o único dia em que o conto de fadas se faz presente. Isso porque parece que no natal o mal não existe e o bem finalmente prevalece (nem que seja por alguns minutos)

Vai me dizer que você não passa o ano todo esperando o natal? Para ver aquela tia que tanto gosta, pra comer aquela comida deliciosa e aquele pedacinho de mal caminho...como se chama mesmo?...é chocotone?

Eu simplesmente não sei explicar o que essa data faz com a gente...é um momento puro e genuíno

É nesse dia também que você se senta no sofá, olha para a cara de cada um de sua família e agradece a Deus, ou qualquer outra entidade que você acredita, por estar nela

O natal das Quase Irmãs não seria diferente. Cada uma sabia o que tinha passado, cada uma comemorava algo especial

Jeh, pela primeira vez em três anos estava novamente no Brasil e comemorava junto com sua família

Mel, a espera dos gêmeos comemora o natal com a ansiedade e a imaginação de que no próximo, terá duas crianças correndo pela casa.

E Isa, bem...essa não tem algo específico a comemorar. Ela simplesmente estava feliz por estar viva e por estar ali!

POV MELISA

Eu e Teh acordamos cedo para dar banho nos cachorros

Pra que pagar uma fortuna no petshop, sendo que uma mangueira e shampoo já resolvem tudo?

-Enxagua ela direito Mel! -reclama Teh esfregando o Amendoim (cachorro)

-Eu to enxaguando! -falo jogando água na flor

-Não tá não! -fala ele -Tem sabão aqui -(aponta)

-Aonde? -pergunto olhando

Teh passa espuma em meu nariz. O olho nervosa e o jogo água

-Uma digna família de pote de margarina -fala Jeh aparecendo

-Flor! -grita Manu abraçando a cachorra toda molhada

-Meu Senhor Cristo! -fala Jeh levantando a mão a testa

POV JESSICA

Eu e Mel fizemos o almoço juntas, enquanto Manu e o Lucas jogavam alguma coisa no computador

Quando me aproximei vi que eram jogos de meninas. Daqueles que tem que colocar uma roupa bonita e fazer maquiagem e cabelo

-Eu nem sabia que existia ainda esse tipo de jogo -falo

-São os que eu mais gosto -fala Lucas

-Você quis dizer os que a MANU mais gosta né Teh? -pergunta Mel colocando os pratos na mesa

-Não, são os que EU mais gosto -responde Lucas -São muito legais! Dá pra vestir a menina de patricinha -(voz fina)- RoqueirAAAAA -(voz grosa)- Nerd -(voz do Bob esponja acompanhado de sua risada)

-Por que a voz do Bob esponja? -pergunto

-Eu não sei -fala Lucas

-Acho melhor você parar de jogar esses jogos! Tá afetando sua mente -fala Mel

(Risadas)

-Acho que se a Isa tivesse aqui, falaria que a mente do Lucas já está afetada -falo rindo

-Graças a Deus aquela bocó não tá aqui! -fala Lucas

-Bora almoçar Manu? -pergunta Mel

-Mamãe! -ela me chama cochichando ignorando totalmente a pergunta de Mel -Melancia

-Como é que é menina? -pergunto sem entender

-Melancia -repete ela

Eu, Mel e Lucas ficamos um olhando para o outro sem entender absolutamente NADA!

Manu sai de nossas vistas, indo até o banheiro e se sentando na privada, sozinha

-Aí meu Deus! Minha filha já é uma mocinha! -falo baixo para que ela não escute

-Esse negócio de mocinha não vem só com uns doze anos? -pergunta Lucas

(Silêncio)

-Esquece! Deixa pra lá -fala ele

Fiquei ainda por muito tempo sem entender o que melancia tinha haver com o fato de fazer xixi.

Até que durante o almoço, Manu nos explicou sobre sua brincadeirinha com a tia Isa e como bónus, nos contou sobre o seu dia

POV ISABELA

Deixei os meus pais em sua casa e estava voltando para o apê. Nós tínhamos dormido na casa dos meus tios, que ficava um pouco longe de onde morávamos

Estávamos no dia seguinte ao natal e ainda existi dentro de mim uma compaixão natalina -(risos)- não sei nem se isso existe, mas o fato é que hoje era um dia importante pra mim

Lu (antiga funcionária de Dona Desire), quem eu não via faz tempo, me convidou para ir tomar um café da tarde na casa dela. De primeiro momento eu estranhei, mas aceitei o convite

Vesti um short branco, um borry caramelo e fiz uma maquiagem bem simples e a que estava ao meu alcance

Peguei minha câmera de Daily e fui pra casa da Lu

POV MELISA

Depois do almoço eu, Teh e os gêmeos tínhamos consulta marcada com a doutora Masako

-Não tenho boas notícias -fala ela analisando os meus últimos exames

-É algo grave? -pergunta Teh medroso (dava pra perceber pela sua voz)

-Por favor doutora, eu não quero saber! Não vou aguentar! -falo também entrando em desespero

-Você vai precisar saber -fala a Masako -Como quase toda gravidez de gêmeos, a partir dos sete meses você vai precisar ficar de repouso

-Como assim repouso? Tipo parada que nem uma mula na cama? Por quanto tempo? -pergunto

-Tente ao máximo não se esforçar, não pegar NADA pesado, não ficar se agachando, não ficar por muito tempo em pé, não faça passeios longos, caminhada você está proibida! -responde a doutora -O certo mesmo era você ficar na cama parecendo uma mula -(risos)- Tente ir se deitar mais cedo e descansar ao máximo que puder

-Se ela não fizer isso, o que pode acontecer? -pergunta Teh

-O parto será antecipado -responde Masako -Não por mim e sim por eles...o encaixe já está perfeito para o nascimento, mas o tempo não chegou ainda...os gêmeos já nascem com peso muito a menos e se sairem antes da hora, eles correram sérios riscos

-Vou passar o dia inteiro na cama! -falo -Não quero que meus filhos nasçam prematuros

POV ISABELA

As ruas continuavam as mesmas esburacadas, com o povo nos bares olhando o meu carro desconhecido passar.

Fui até o final da rua e voltei duas vezes e não encontrei a casa

-Será que eu tô na rua certa? -pergunto pra mim mesma

Conferi o endereço e ele estava certo. Resolvi então ligar pra Lu que disse estar me esperando no portão

Passei novamente na rua e em frente à um sobrado de três andares vermelho e portão dourado, tinha uma moça de cabelos loiros

-Isa -grita ela acenando

Era Lu. Estacionei o carro e me aproximei dela

-Quanto tempo! -fala ela me abraçando

Meu Deus! Lu tinha mudado muito estava mais magra, sua pele parecia estar mais hidratada assim como os seus cabelos

-Eu quase não reconheci te reconheci -falo rindo -E também quase não reconheci a casa..Ta parecendo um palácio

-Isso não é nada! Você precisa ver por dentro! -fala Lu super empolgada, com um sorriso de orelha a orelha

Entramos em sua casa e logo o cheirinho de móveis novos invadiu minhas narinas

-No primeiro andar tem a cozinha e a sala. No segundo tem os quartos. E no terceiro é a área do churrasco -fala ela -CRIANÇAS VENHAM COMPRIMENTAR A ISA!

Uma renca de sete adolescentes desceram as escadas. Eles já estavam bem grandinhos para serem crianças

-Valentina tem oito anos, Enzo tem nove, Matheus tem dez... -Lu vai me apresentando cada um de seus filhos. Os meninos falavam "Eae" e as meninas acenavam com um sorriso simpático -Suelen tem onze, Maico tem treze, Ademir tem dezesseis e Jobson tem dezoito...

-Eu fiquei sem ar só de escutar você falando tudo isso -falo -Aja memória -(risos)

-Eu sou sua fã! -fala a menor me abraçando -Tira uma foto comigo por favor?

-Claro! -respondo pegando o celular

-Se ela vai ter uma foto eu também quero -fala Suelen vindo pra cima de mim com o celular em mãos

-Será que você pode descolar uns ingressos pro evento do YouTube? -pergunta Ademir

-Ela não vai dar nada pra você seu palhaço! -fala Jobson -Você pode me apresentar pra uma de suas amigas?

-Ei! Bora parar de encher a Isa! CHEGA! Vão cassar o que fazer! -grita Lu e as "crianças" sobem de volta as escadas -Eu preparei um café pra gente

Fomos até a sala de jantar onde tinha uma mesa farta com dois tipos de bolo (com ou sem cobertura), café, leite, suco, pães e outras coisas

-E pensar que a alguns anos atrás essa visão seria impossível -fala Lu me servindo uma fatia de bolo

-Eu penso a mesma coisa todo dia -falo rindo -Essa casa ficou muito bonita Lu

-Demorei muito tempo pra planeja-la como sempre imaginei -fala ela -Destruímos tudo e recomeçamos do zero

Bebo um gole de meu suco

-Eu sempre tive muita vergonha do meu barraco e ontem foi o primeiro natal que convidei toda a família pra vir pra cá -fala Lu -Tudo graças aos quadros da Dona Desire...e como ela não está mais aqui, eu tenho que te agradecer

-Não precisa! Você merecia isso, por todos os anos que teve ao lado dela -falo

-Dona Desire escolheu a pessoa certa para deixar tudo! Ela te amava muito Isa -fala ela segurando minhas mãos e sorrindo

-Eu sei -falo também sorrindo

-Ainda sobrou bastante dinheiro para a faculdade das minhas crianças -fala Lu

-Que bom! Agora elas poderão ter a oportunidade de escolher o que querem fazer da vida, sem depender da boa vontade do governo! -falo feliz

-Nem me fale! Ter um filho na faculdade é uma sensação maravilhosa -fala ela -Minha primogênita já está no terceiro ano de medicina

-O Jobson? -pergunto sem entender

-Não! -responde Lu -A Sheila! Ela só chega a noite

-Meu Deus Lu! Você não tinha TV não? -pergunto a fazendo rir

Como duas fatias do bolo de cenoura com cobertura de chocolate e ela ainda me forçou a provar os pães de queijo que tinha feito

-E o seu marido? -pergunto

-Aaaah aquele traste eu mandei ir pastar! -responde Lu dando um gole em seu suco -Ele tentou vir pra cima de mim tentando me bater, mas EU o bati com uma frigideira

(Risadas)

-Me separei dele e agora estou bela, rica e solta na pista -fala ela jogando os cabelos

-Meus parabéns -aperto sua mão -Lu, eu preciso ir

-Espero que você apareça mais vezes por aqui -fala ela se levantando para me acompanhar até a porta -Vamos combinar um churrasco

-Com certeza -falo rindo

POV JÉSSICA

Levei Hope e Manu para passar a tarde no parque Ibirapuera

Levamos alguns sanduíches e suco. Atravessamos aquela enorme e linda ponte

-Olha mamãe! Um peixe! -fala Manu apontando para a água

-"Joga um pãozinho pra ele, Manu" -fala Hope a dando um pedaço de pão

Manu taca o pedaço de pão inteiro na água, nos fazendo rir e os peixes brigarem

Nos sentamos na beira do lago, em uma pequena toalha de mesa, a qual tinha pegado de Mel sem ela ver

-"Isso é roubo" -fala Hope

-"Eu roubava ou a gente se sentava no barro e ficava parecendo que cagou nas calças" -falo o fazendo rir

Manu corri pela grama rala e verde

-"Ela parece feliz" -fala Hope a observando

-"Acho que o ar brasileiro faz bem pra ela" -falo também a observando

-"Você quer voltar a morar aqui?" -pergunta ele me encarando

-"Isso é uma proposta?" -pergunto

-"Só uma pesquisa de campo" -responde Hope me fazendo rir

-"Eu já me acostumei com a Coréia, acho que lá é um país bom para criar a Manu!" -falo -"Tenho medo do futuro dela aqui"

-"Até agora você só falou da Manu" -fala ele

-"Tenho saudades dos meus pais e das meninas, mas nada que a tecnologia não resolva" -falo rindo -"Quando nos reencontramos depois de anos parece que o amor aumenta"

(Risadas)

-Olha mamãe! Patinhos! -grita Manu

POV ISABELA

Música: "A Vida É Desafio" -Racionais

Isa: É necessário sempre acreditar que o sonho é possível. Que o céu é o limite e você, truta, é imbatível

Cantava fazendo gests como se fosse uma rapper -(risos)

Música: Que o tempo ruim vai passar, é só uma fase. E o sofrimento alimenta mais a sua coragem...

Isa: Hey pessoal! Tudo bem com vocês? MANO DO CÉU! Eu tô muito feliz de estar indo onde estou indo...isso ficou confuso eu sei -(gritos estéricos de felicidades)- Preciso me controlar pra não bater esse carro numa árvore

Já estava escurecendo quando estacionei o carro na frente da casa dos meus pais e subi o morro. Isso a alguns meses atrás seria extremamente perigoso

-Oi Isa! -grita uma velha da janela de uma casa no beco, ao me ver passar

-Olá tia Joene -aceno de volta

Ela nem era minha tia, era só o modo de falar -(risos)

Eu meio que estava um pouco conhecida na região, não só pelo que fazia no YouTube, mas pelo que eu andei fazendo por eles

-ISAAA! -grita um bando de criança correndo ao meu encontro

Isa: Opa! TUTU POM?

Criança: Você precisa ver um negócio -(me puxando pelo braço)

Isa: Olha só Felipe Neto! Sou mais amada pelas crianças do que você! -(risos)

Elas me puxaram pelo braço até chegar em um lugar cheio de barracas em volta, tipo uma quermesse fora de época (MUITO fora de época talvez). As barracas vendiam pastéis, churros, algodão doce, bebidas e tinha até algumas de jogos.

O pessoal todo da comunidade estava ali se divertindo e por onde eu passava os comprimentava

Quando falei que seria um dia importante, eu não está me referindo ao encontro com a Lu e sim a isso

Isa: Estamos presenciando meus senhores, a inauguração do ÚNICO campinho de futebol da região. Sim isso precisava de uma comemoração. Pobre ama festa e como uma boa pobre que sou, eu amo festas! -(risos)

Atravessando as barracas chegavamos a arquibancada "enorme" do campinho, feita com bancos de um acolchoado macio chamado concreto -(risos)

De longe, na parede enorme de uma casa na lateral do campinho, eu via uma um grafite bem colorido.

O campinho de futebol ganhou camadas de grama verde e grades novinhas

Isa: As grades é a coisa MAIS IMPORTANTE, para não voar a bola na casa da vizinha CHATA!

As crianças que ainda me acompanhavam riam

Na grama não estava tendo bola rolando e sim um pequeno palco sendo montado

Isa: Não da nem pra acreditar que esse é aquele campo seco do clipe de "Vai Pobreza"

Criança: Você já viu o muro?

Isa: Sim é muito...eu conheço esse rost...não!...NÃO!...aí meu Deus! SOU EU!!!

Elas dão risada

Meu rosto estava estampado naquela parede pra geral ver e eu simplesmente não sabia como agir

-Já que não temos jogadores de futebol, fizeram você -fala meu pai colocando a mão em um de meus ombros

Abraço ele e em seguida abraço minha mãe

Eai! Você entendeu alguma coisa do que está acontecendo aqui!?

Já que meus pais não queriam se mudar nem por um decreto deste lugar, desci então mudar o lugar!

"Você está louca?!! Isso é só perda de tempo"

Foi o que mais escutei

Tentei procurar o pessoal eleito para tomar conta daquele lugar, mas sempre tinha que marcar horário e em cima da hora eles cancelavam tudo! Se fôssemos esperar por eles, ficaríamos na merda pra sempre

Conversei com a Ana (mãe do Renê) para ver o que eu podia fazer e descobri que um simples abaixo assinado com mais de 250 assinaturas faziam uma grande mudança

Durante esses três anos foram idas e vindas nas subprefeituras e cartórios levando abaixo assinados e documentos. Não foi fácil porque qualquer mudança que eu propunha, eles colocavam grandes impossibilidades, pois tudo era para o lucro do povo e não deles

Mas depois de muito pelejar, eu e os moradores conseguimos aos poucos pequenas coisas.

As ruas foram devidamente asfaltas e tínhamos finalmente iluminação e esgoto encanados

Creches tinham sido construídas e mais linhas de ônibus estavam surgindo. Polícias circulavam com frequência principalmente a noite

A única coisa que a prefeitura fez, por livre e espontânea vontade, foi a demolição de grande parte dos barracos irregulares, construindo em cima deles prédios residências

Algumas pessoas não queriam sair de suas casas para morar em um apartamento. Tirei de meu próprio bolso o dinheiro para fazer os rebocos das casas, pinturas e até algumas modificação

Não envolvi a imprensa, patrocínio NADA DISSO! Só foi eu e o pessoal que morava ali

Nós pintamos algumas casas, limpamos alguns terrenos e descobrimos novos talentos, pois muitos meninos sabiam fazer uns grafites topster que alegravam o lugar

Sim, eu melhorei a região que os meus pais moram não sendo envolvida na política. Eu fiz a mudança naquele lugar e não existia pessoa MAIS FELIZ NO MUNDO do que eu!

Agora vocês entendem o motivo de tanta festa?

O pessoal todo da quebrada ficou sabendo quem eu realmente era, esquecendo aquela imagem de blogueirinha sem sal e egocêntrica que muitos tinham

-Gostou? -pergunta uma voz conhecida

Me viro pra ver quem era.

Um sorriso instantâneo vem ao meu rosto

-EU AMEI! -grito o abraçando

-Eu to sujo de tinta amor! -fala Júlio

-Não tem problema mano! -falo o abraçando ainda mais apertado

Ergo minha cabeça, seguro o seu rosto com minhas duas mãos e selo nossos lábios

-Eu que fiz tudo principalmente o desenho e a pintura! -fala ele apontando para o grafite

-Vai tomar no seu cu! -fala um moleque -Foi a gente que fez praticamente tudo!

-Mentira, eles só deram os retoques finais -cochicha Júlio em meu ouvido me fazendo rir

POV MELISA

O quartinho dos gêmeos já estava todo pronto, as toalinhas, conjunto de cama e roupinhas já tinham sido tudo lavados.

Pedi para Jeh passa-los enquanto eu ia dobrando e arrumando no guarda-roupa

-Eu já previ todo o futuro -fala Jeh -Manu vai namorar o seu filho...

-Acho que Manu vai ser um partidão pro meu filho -falo seria a fazendo rir -Mas, e a menina?

-Vai namorar com o filho da Is...Eita! -responde ela

-Isa não pode ter filhos, mas você pode -falo -Então, pode começar a ir planejando um menininho aí -(aliso sua barriga)

-Deus que me livre -fala Jeh -Pelo amor de Deus, Deus! Não escute o que essa doida fala

(Risadas)

-Pode ser uma menina também, vai saber -falo a fazendo rir -Isa daria uma ótima mãe

-Ela ia ser maravilhosa! -fala Jeh -Você não vê a amizade dela com a Manu!? Meu Deus! Manu a venera

-São duas crianças -falo rindo

POV ISABELA

Música: "Da Ponte Pra Cá" -Racionais

Racionais: A Lua Cheia clareia as ruas do Capão. Acima de nós só Deus, humilde, né, não?

-Puta que pariu! Eu sou fã desse cara, CARALHO! -grita Júlio

Os Racionais, grupo famoso os quais os integrantes eram todos do Capão, estava tocando naquele pequeno palco dentro do campinho

Júlio da plateia cantava junto, TODAS as músicas

Isa: Parece eu cantando as músicas da Xuxa quando pequena -(risos)

-Eae gata, tá afim de comer um churros? -pergunta Júlio passando a mão em minha cintura

-Claro meu chapa! -falo rindo -A gente é um casal muito estranho

-Não somos estranhos -fala ele -Só somos diferentes...pra caralho

(Risadas)

Fomos até a barraquinha de churros onde Júlio comprou um para mim

-Caramba mano! Veio com muito doce de leite -falo lambendo os dedos e o doce que continuava a cair

Nos sentamos nas arquibancadas já quase vazias. Já era quase meia noite e o pouco do pessoal que ainda se tinha por ali, estavam assistindo o show que estava quase acabando

Com a minha visão periférica, vi que Júlio comia o seu churros olhando fixamente para mim

-Orgulhosa? -pergunta ele

-Sim -respondo o olhando e sorrindo -Gosto de ver esse pessoal feliz

Júlio olhava de um jeito diferente para mim. Um jeito que só ele sabia. Um jeito que fazia meu corpo tremer sem ao menos ser tocado

-Por que você está me olhando tanto assim? -pergunto

-Porque eu tô MUITO orgulhoso de uma pessoa que transformou esse inferno no paraíso -responde ele -E que eu amo PRA CARALHO!

-Hum...quem será essa doidinha? -pergunto o fazendo rir

-Lembra de quando nos sentamos nos blocos de construção e cantamos com as crianças? -pergunta Júlio

-A gente já passou por tanta coisa e continuamos juntos -falo

-E vamos continuar pra sempre -fala ele -Não tem ninguém nesse mundo que mais me inspire do que você, Isa! Cê não sabe o quão bom é namorar com alguém que você se orgulha de ter ao lado

-Pode ter certeza que eu sei como é essa sensação -falo sorrindo para ele

-Que mentira do caralho! Não tem como alguém se orgulhar de mim! -fala Júlio um pouco nervoso olhando para o chão

-Claro que TEM! Quem te disse isso!? -pergunto colocando a mão em seu ombro -Júlio, você é maravilhoso! -(ele me olha incrédulo)- Olha só de onde você veio! A grande maioria dos seus amigos do tempo de escola estão mortos ou envolvidos com droga e olha só onde VOCÊ está HOJE! Você tem uma mansão, tem carro, tem comida, tem eu -(o faço sorrir)- Eu vejo muita bondade em você! Seu coração é lindo e é nele que eu me espelho

-Você conseguiu me convencer um pouquinho -fala ele rindo -Só não acreditei muito na parte em que você disse que eu a tenho

Ele me faz rir novamente. Pego o meu churros, ainda pela metade, e passo o doce em seu nariz

-ISA! -grita Júlio com sua feição nervosa

-Sua vida tá precisando de um pouco mais de doce -falo rindo

-Você vai arranjar um jeito de limpar isso -fala ele

-Sem problemas -digo lambendo se nariz

Júlio pega o churros de minha mão e lambuza sua boca

-Tá sujo aqui também -fala ele me fazendo rir

POV MELISA

Na manhã do dia seguinte eu e Jeh fomos acompanhar os bastidores do primeiro show da nova turnê do BTS aqui no Brasil

-"Eu gostaria muito de saber o que vocês pediram de comida, pro camarim" -falo

-"Caipirinha, óbvio" -responde Tae nos fazendo rir

-"Cuidado para não ficarem bêbados" -falo -"Ou melhor, façam um show bêbado e me convidem para assistir" -(risos)

-"Depois da virada do ano, os nossos dois últimos shows serão aqui em..." Sampa -diz Kook

-"Eu não sei se vou conseguir ir" -falo -"O médico pediu para eu ficar um pouco de repouso"

-"E o que você está fazendo aqui?" -pergunta V com voz de deboche

-"Nossa! Tá bom! Já tô indo embora!" -falo dando as costas

-"Estamos brincando" -fala V -"Só não queremos ser os culpados do nascimento precoce dos Babys b3ars"

-"Qual vai ser os nomes mesmo?" -pergunta Kim

-"A menina se chamará..."

POV JÉSSICA

Ligação on

Isa: Mano! CADÊ A MELISA!!? CADE VOCÊS!!? Tô esperando aqui faz mó cota, tio! A gente tem um monte de coisa pra fazer!!!

Jeh: Calma Isa! A gente já está indo!

Isa: É melhor vocês virem logo, se não...

Ligação off

A Isa se torna chata algumas vezes, tipo todas

-"Eu adorei os nomes" -fala Suga

-"Não esperava coisa diferente" -fala RM -"É muito a cara de vocês"

(Risadas)

-Bora Mel! Não quero ser morta pela Isa -a chamo

-Eita! A Isa! -fala Mel batendo na testa -Tinha me esquecido dela...vamos -(sai andando rápido)

-Ei! Ei! Ei! -grito -Acho melhor você não andar desse jeito! Isa pode esperar!

A van dos meninos nos levou até o condomínio e a casa da Mel. Quando abrimos a porta, não tinha ninguém na sala, nem no banheiro e muito menos nos quartos

-Será que ela resolveu eu ir embora? -pergunta Mel

-E levou a Manu como refém porque nenhuma das duas está aqui -falo

Assim que terminei de falar ouvimos alguns gritos acompanhados de risadas lá fora. Quando saimos vimos um quadriciclo amarelo vindo em nossa direção, em uma velocidade absurda. Reconheci Isa pelos cabelos que balançando e tinha algo pequeno na sua frente. Aperto meus olhos para ver se aquilo era realmente verdade. Manu, meu pedacinho do céu, estava naquele quadriciclo junto com a DOIDA da Isa sem capacete, joelheira ou qualquer outro tipo de proteção!

-Oi mamãe! -ela grita ao passar por nós

-ISA PELO AMOR DE DEUS! VOLTA AQUI! -grito

Isa faz um drift, fazendo com que o carrinho girasse em torna de si próprio e não satisfeito ainda pendeu pro lado e ficou pendurado em apenas duas rodas

Fechei meus olhos para não ver aquela cena e escuto os gritos de pavor da Manu, ou melhor, DAS DUAS!!!

-IUPIIIII -ouço elas gritarem e rirem dando sinal que ninguém tinha morrido

Abro meus olhos e vejo o quadriciclo vindo na nossa direção, ainda em alta velocidade

-Eu não ACREDITO que você estava com minha filha andando POR AÍ assim! -(pegando Manu no colo)

-Eu gostei mamãe -fala ela -Vamos denovo titia Isa

-CALA BOCA Manu! -grito -PUTA QUE PARIU ISA! Vocês podiam ter se machucado feito! Podiam ter MORRIDO!

-Calma Jéssica, a gente só estava brincando! -fala Isa bem calma descendo do quadriciclo

-Calma um caralho! Você precisa ter noção de que pode machucar a Manu! Você precisa ser ADULTA! -grito

-Então você quer dizer que eu não sou responsável? -pergunta ela

-Em grande parte sim! -respondo -Você faz com que a Manu corra riscos com coisas bem IMATURAS! Se você continuar assim, me desculpa, mas não vou poder deixar minha filha na mão de uma criança

-Tá bom chega de briga! -fala Mel entrando no meio de nós duas -Vamos entrar que parece que daqui a pouco vai chover

Todas nós entramos, Isa mantinha sua cara fechada, nervosa e aí mesmo tempo triste pelo que eu tinha acabado de falar

Pensei em ir conversar com ela, mas resolvi que a melhor coisa séria ela aceitar a realidade

-Sabia que você quase me matou de susto? -pergunta Mel

-Se tivesse trancada em casa não tinha passado por isso! -fala Isa com cara fechada -Não era você que deveria estar de repouso?

-Quem te falou isso? -pergunta Mel

-O seu querido Teh -responde ela com vozinha fofa e debochada -Onde é que vocês estavam?

-Nós fomos no bastidor...-eu ia falando quando Mel me deu uma cotovelada

-Fomos no Bastidor que é uma padaria que fica aqui perto -fala Mel

-E cadê os pães? -pergunta Isa desconfiada

-Comemos lá -respondo

POV ISABELA

-Não temos tempo pra papinho! -falo me levantando do sofá -Temos que passar as roupinhas dos beb...

-Eu e a Jeh já passamos -fala Mel se sentando no sofá

-Já guardaram? -pergunto

-Sim -responde Jeh

-Aposto que não dividiram as roupas conforme os mês -falo

-Pode crer que sim -responde Mel -Jeh me ajudou. Já que ela é mãe, sabia exatamente como arrumar as coisas de uma maneira prática

-Também falei pra elas alguns segredinhos do mundo materno -fala Jeh rindo junto com a Mel

-Miga eu amei a dica da pomada! -fala Mel -Vou pedir pro Teh comprar essa semana...

-Então, acho que não tem mais nada pra eu fazer -falo -Vou deixar vocês a sós pra conversarem sobre coisas de mães

Viro minhas costas e caminho pra porta. Hoje de fato o dia não estava pra mim

POV JÉSSICA

-Mamãe perdi meu paninho -fala Manu com sua voz de pré choro -EU QUERO MEU PANINHO! -(choro)

Manu começou a chorar e não tinha nada que a fizesse parar. Ela amava e tinha aquele paninho desde que nasceu

-Será que não caiu nos drifts? -pergunta Isa com a porta já aberta

-Você não sai daqui ATÉ ACHAR O PANINHO DELA! -falo nervosa ninando Manu, tentando fazer com que ela pare de chorar

-MEU PANINHOOOO! -gritava chorando Manu

-E também temos que sortear o amigo secreto -fala Mel -Você não pode ir embora daqui

Isa olha para todas nós e antes de tomar sua decisão, respira bem forte

-Vamos procurar o seu paninho Manu -fala Isa ainda com sua cara fechada a pegando no colo

POV ISABELA

O céu estava todo fechada. Parecia que o dilúvio iria acontecer ali

-Precisamos achar isso rápido Manu -falo segurando em sua mão

Eu e Manu fomos a pé procurar o tal paninho, pelas ruas que tínhamos passado que no caso tinham sido TODAS!

Em uma das ruas, próximo a entrada no condomínio, vinha alguém caminhando em nossa direção

-Oi titio Ji-min! -grita Manu correndo ao encontro do mesmo

-Aí merda! -falo pra mim mesma

Ji-min abraça, pega Manu no colo e caminha na minha direção

-"Quanto tempo Isa" -fala ele me comprimentando com um beijo na bochecha -"Você continua muito bonita"

-"Pois é, valeu" -falo

-"O que vocês estão fazendo?" -pergunta Ji-min

-"Titia Isa perdeu meu paninho em alguma rua do condomínio" -responde Manu

-"Eu ajudo a vocês a procurem" -fala ele me olhando

-"Não precisa!" -falo -"Nós podemos encontrar sozinhas"

-"Eu faço questão" -fala Ji-min -"A não ser que você tenha medo de ficar sozinha comigo?"

-"Não estamos sozinhos! Tem a Manu" -falo -"E também não tem porque eu estar com medo de ficar a sós com você"

Ele colocou Manu no chão e continuamos à nossa caminhada

Era desconfortável estar ao lado dele. Eu só conseguia pensar no que aconteceria se Júlio descobrisse esse momento

POV MELISA

-"Oi meninos! Tudo bem? Sejam bem vindos a minha humilde casa" -falo abraçando cada um deles

-"Humilde?" -pergunta Suga irônico

-"Tá faltando um" -falo fechando a porta -"Cadê o Ji-mim?"

-"Ele viu a Manu e foi atrás dela" -fala Kook se sentando no sofá

-"Mas a Manu estava com a Isa" -fala Jeh

Os meninos ficam com cara de paisagem, dando a entender que o interesse do Ji-min não era na Manu e sim na sua acompanhante

-"Eu não acredito que vocês deixaram isso acontecer!" -falo -"A Isa vai MATAR o Ji-min"

-Ninguém toca no meu neném Ji-mim -fala Jeh

-Será que eles tão se pegando? -pergunta Teh

-LUCAS!!! -o repreendo

-Se o Cocielo descobrir que os dois sairam juntos ele vai matar o Ji-mim -fala Jeh

A campanhia toca e Teh abre a porta

-Eae galera! Desculpem a demora! -fala Cocielo entrando e comprimentando cada um dos meninos com um toque de mão e nós com um beijo na bochecha -Tive que resolver uns negócios e também tinha trânsito no camin...que cara são essas?

Tínhamos chamado o Cocielo, pois iríamos fazer o sorteio do amigo secreto

-Cadê a Isa? -pergunta ele olhando para os lados

-Sair com Ji-min -responde Tae com um péssimo português

-Os dois? Sozinhos? Pra onde? -pergunta Cocielo um pouco nervoso

-Eles estão procurando o paninho da Manu por ai! -responde Jeh um pouco sem jeito

-Pode ficar calmo Cocielo, eles não estão sozinhos, estão com a Manu -falo

Cocielo sai correndo pela mesma porta que entrou

-Vou encomendar o caixão! -fala Teh

POV ISABELA

Ainda não tínhamos encontrado o pano que parece ter entrado no inferno. Manu corria na nossa frente e Ji-mim andava do meu lado

-"Você é o Júlio estão..."-ia pergunta ele

-"Bem! Estamos muito bem!" -respondo -"Amo muito ele é ele me ama"

-"Certeza?" -pergunta Ji-mim

-"Absoluta" -respondo o olhando seria

-"Acho que perdi minhas chances então" -fala ele cabisbaixo

-"Você nunca teve chance" -falo -"Ji-mim, pelo amor de Deus! Eu te trato mal, te ignoro, não te do bola e você continua colado no meu pé, MANO! Eu já falei que você não faz meu estilo! Dá pra você parar de dar em cima? Ji-min a gente nunca teve nada e nunca terá!

-"Você é muito bonita pra ele! Eu só consigo te imaginar do meu lado" -fala Ji-mim -"É difícil acreditar que você prefere um YouTuber com carreira incerta do que eu"

-"O youtuber de carreira incerta me faz MUITO feliz" -falo -"Um dia você vai encontrar uma pessoa que faça isso com você"

-Encontrei! Encontrei! -gritava Manu vindo saltitando pro nosso lado com o pano na mão

-"Ótimo! Bate aqui" -faço um toque de mão com ela -"Agora vamos embora"

-"Tem pretensão de terminar com o Cocielo?" -pergunta Ji-mim

-NÃO JIMIN!!! -falo nervosa -"Mesmo que eu termine com Júlio eu NÃO VOU FICAR COM VOCÊ!!! É o Júlio que me faz a mulher MAIS FELIZ do UNIVERSO! Ele é o AMOR DA MINHA VIDA, com que vou me casar daqui a alguns MESES!!!

-Daqui a alguns meses? -pergunta um voz calma e conhecida

Me viro e vejo que era ele

-Então quer dizer que você me chamou pra ver essa palhaçadinha aqui? É isso? -pergunta Júlio com sua afeição nervosa e mãos nas cinturas

-"Amigo, não aconteceu nada" -fala Ji-min

-Primeira mente eu não sou seu amigo! -fala Julio -Segundamente, VAI EMBORA daqui seu coreano SAFADO!!

Ji-min não se movia apesar dos fritos de ordem de Júlio

-Você não vai gostar nadinha do que vai ver aqui -fala Júlio em tom ameaçador agora me olhando com fúria

-"Testa" -fala Ji-mim de braços cruzados

Júlio se põem na minha frente e olho em meus olhos. Eu nunca tinha o visto assim. Eu nunca tinha o visto com tanta raiva. Os seus olhos arregalados me olhavam de uma forma que me dava medo. O mesmo medo que eu sentia minutos antes de Jorge me bater

-Júlio...-ia falando tremula de medo quando fui surpreendia por um beijo forte de Júlio

Um beijo totalmente sem sincronia e muito, muito molhado com direito até a um leve apertão na bunda

-Eu acho melhor irmos, Manu? -fala Ji-min pegando a mesma pela mão e saindo pisando forte, sem olhar pra trás

Quando Ji-mim se distanciou Júlio me largou

-Te beijei só pra espantar o urubu -fala Júlio sorrindo

-Eu pensei que você ia... -fui interrompida mais uma vez

-Te bater? Eu nunca faria isso! -fala ele me abraçando em seguida -A não ser em um determinado momento em que estamos nus em uma cama e...

-JÚLIO! -o do um leve tapa o fazendo rir

-Como assim daqui a a alguns meses? -pergunta ele todo sorridente

-Eu quero me casar com você logo! O mais rápido possível! AGORA -falo sorrindo

-Mentira!? Caralho! -grita Júlio todo sorridente me abraçando e me balançando no ar -Mas, e todos os seus planos e sonhos antes do casamento?

-Eu desisti de todos -falo e ele me põe no chão. Abaixo a cabeça e começo a andar

-Mas eram os seus sonhos -fala ele parando em minha frente

-Júlio, sabe quando é que eu vou conseguir dar a casa dos SONHOS aos meus pais e ser uma atriz conhecida em TODO o MUNDO? -pergunto e ele me olha pensativo -Quando o inferno congelar!

Júlio ri e eu continuo a andar

-Eu já cai na real! Nunca vou conseguir isso! É impossível!!! -falo

-Então, acho que chegou a MINHA hora de impor os MEUS planos! -fala Júlio parando novamente em minha frente -Eu tenho que comprar o tal sítio pra minha mãe e ME RECUSO a se casar com alguém que não é uma atriz internacional

-Então não será comigo que você vai se casar -falo séria -Júlio eu tô tirando as coisas pra ver se casamos mais rápido e você...

-Você só quer se casar comigo AGORA, porque todas as suas meninas já estão casadas, não é? -pergunta ele olhando em meus olhos

-Claro que não! Não! -falo rindo e andando -Óbvio que não! Que ideia doida -(risos)

-Isaaaa! -fala Júlio tentando me fazer mudar de ideia

-Talvez um pouco -falo brecando o andar -Eu sinto que estou vivendo num mundo totalmente diferente do delas! As meninas vivem conversam sobre a toalha molhada em cima da cama, do banheiro molhado, das cuecas, coisas que eu simplesmente não faço ideia do que seja!

-Não vou me casar com você por causa da pressão dos outros -fala Júlio parando em meu lado -Escuta Isa! -(ele segura em minhas mãos)- Eu quero que no dia do nosso casamento, quando estivermos em cima do altar com todas as atenções voltadas pra nós...eu quero que você esteja olhando em meus olhos e vendo tudo o que já passamos, tudo o que você sempre sonhou e realizou do meu lado eu quero que esteja feliz

-Eu vou estar! -falo calma em um tom baixo -Eu vou estar feliz porque vou estar me casando com você! Nada disso importa se eu tiver você na minha vida

O beijo macio, molhado e sincronizado de Júlio era maravilhoso. Minha mão em sua nuca pressionava ainda mais seus lábios contra os meus, a mesma coisa que suas mãos faziam em minha cintura. Júlio me largou quando percebeu minha respiração ofegante, já quase sem ar

-Te amo muito e quero te ver feliz... em Hollywood -fala ele me fazendo rir

Trovões soaram no céu e uma leve chuva começou a cair

-AI MEU DEUS! MINHA CHAPINHA! -grita Júlio me fazendo rir novamente

POV MELISA

-"Será que o Ji-mim está morto por essas horas?" -pergunta RM

Ji-mim abre a porta e entra com Manu nos braços. Sua afeição não era muito boa

-"Mamãe! Encontrei o paninho!" -fala Manu -"PAPAI" -(Estende os braços)

-"Cadê a Isa?" -pergunto -"O Cocielo te bateu?"

-"Vocês se pegaram?" -pergunta Teh que recebe uma cotovelada minha

Júlio e Isa entram abraçados e aparentemente muito felizes, pois riam como nunca. Ji-mim se jogou no sofá

-Eu pensei que você ia matar o Ji-mim! -falo

-Só porque os dois estavam conversando sozinhos? -pergunta Cocielo -Eu confio na minha namorada -(toque de mão com a Isa)

-"Vamos sortear esse negócio logo?" -pergunta Isa se sentando no sofá

Ligamos a TV para distrair um pouco, enquanto Jeh fazia os papeizinhos com os nomes. Em uma determinada reportagem estava passando um enorme mural com aparentemente a cara da Isa

-Olha só Isa! Se inspiraram na sua cara de anta! -falo rindo e recebendo uma almofada na cara

-Eu não acredito que eles chamaram a imprensa! -fala Isa um pouco nervosa -Eu pedi pra ficar só entre nós! Mas são uns Zé povinho mesmo viu!

POV ISABELA

Depois do sorteio do amigo secreto os dias pareciam passar bem lentamente, pelo menos deu tempo deu fazer o book gestante da Mel

Vai ser a primeira festa que eu faço no apê, então imaginem uma pessoa super ansiosa

-Essa roupa está boa? -pergunto me olhando em frente ao espelho

-Prefiro a lingerie que está por baixo -fala Júlio beijando meu pescoço

-Quem disse que tô usando? -pergunto me virando e cruzando os braços em seu pescoço

-Aí papai! -suspira Júlio me fazendo rir

Começamos a nos beijar e no beijo sua mão foi descendo e descendo...

(Campanhia toca)

-Depois terminamos isso -falo sorrindo e correndo para abrir a porta -BEM VINDOOOOS!

Os meninos do BTS, Mel, Teh, Jeh e Manu todos com um sorriso no rosto, me comprimentavam e entravam no apê

-"Seu apartamento é muito bonito, Isa" -fala Tae

-"Obrigado" -agradeço sorridente

Mel foi direto para o som colocar alguma coisa pra tocar. Eu esquentava alguns petiscos e Jeh distribuia as bebidas

-Isa, cê se lembra dessa música? -pergunta Mel a colocando -Cadê você que ninguém viu desapareceu do nada sumiu!

Jeh: Tá por aí tentando esquecer o cara safado que te fez sofrer -(dramatizando)

(Risadas)

Isa: Põe aquela roupa e um batom. Entra no carro amiga aumenta o som

Juntas: E BOTA UMA MODA BOA VAMOS CURTIR A NOITE, PATROA! Azarrar os Boys beijar na boca! Aproveitar a noite e ficar louca! Esquece ele e fica louca, louca, loucaaaa

Começamos a rir uma da cara da outra

-Coloca Tá tum tum -pede V

Mel colocou e ele começaram a sarrar no meio da minha sala

Cantávamos e dançávamos as músicas fossem elas tango, sertanejo, internacional, funk ou qualquer outra!

Mel não fazia nada disso, alegava ele estar com fortes dores e que precisava de descanso

Bebiamos cerveja, champanhe, tudo que vinhesse na frente (é claro que a grávida do role não tocou em nada)

Manu corria toda feliz pelo apê e brincava com o boneco Arthur

-Deixa eu colocar algo mais animado -fala Teh tomando o controle da mão de Mel

Música: Coisa linda charmosa Samara. Deixa eu bater na sua cara! Te chamar de safada! E fazer a amor, fazer amor, fazer amor

Júlio me puxou pra dançar um forró que nenhum de nós dois sabíamos, mas pelo menos tentávamos

POV MELISA

Minha barriga estava um pouco dura e dolorida por conta de alguns gases presos. Estava sentada no sofá vendo a diversão do pessoal, até que V, Kook e Suga se sentaram do meu lado e começaram a conversar comigo

-"Algumas horas depois que vocês foram embora dos bastidores, apareceu alguém que eu nunca imaginei encontrar" -fala Kook

-"Que dia foi isso?" -pergunta Isa se aproximando bebendo algo em seu copo

-Alguns dias depois do natal -respondo -Eu e Jeh fomos nos bastidores e...

-Depois da médica ter dito pra você ficar DE REPOUSO!? -pergunta ela seria e um pouco nervosa

-Não pira Isa -falo desafogada

-COMO ASSIM, NÃO PIRA!? -pergunta nervosa e gritando Isa -Você sabe os RISCOS que você CORREU???

-Eu quero que você pare com isso Isa, JÁ CHEGA! -falo nervosa me levantando -Eu já estou CHEIA de você ficar mandando em MIM! Eu quero aprender a fazer as coisas SOZINHA! Eu quero aprender a ser mãe! Eu quero errar!

-NÃO MELISA! Você NÃO PODE ERRAR!!! -grita ela ainda mais nervosa -Um erro pode causar sérias CONSEQUÊNCIAS!!!

-FODA-SE ISA! FODA-SE! -grito -Chega tá bom? CHEGA! -(respiração ofegante)- Você está me sufocando!!!

-Sufocando? -pergunta Isa debochando de minha cara

-É isso mesmo! Me sufocando! E sabe do que mais? -pergunto -Você está tentando fazer da MINHA gestação A SUA que NUNCA FOI CONCLUÍDA e NUNCA SERÁ!!!

O som abaixou bem na hora em que eu disse essa frase o que fez com que todos nós olhassem

Meus hormônios simplesmente explodiram

-Eu só queria te ajudar Mel! -fala Isa com lágrimas nos olhos me virando as costas

-Espera Isa! Eu não queria...-ia falando, mas ela bateu a porta em minha cara

-Eu vou atrás dela -fala Cocielo

POV JÚLIO

Encontrei Isa deitada na última e escondida espreguiçadeira na beira da piscina

-Você saiu do seu próprio apartamento -falo me sentando aos seus pés

-Eu só segui o ditado, os incomodados que se mudem -fala ela secando uma das lágrimas que ainda escorriam

-Quer conversar sobre isso? -pergunto alisando sua perna

-Quando eu descobri que a Mel tava gravida de gêmeos, isso doeu muito em mim, mas eu desci fazer com que a gravidez dela fosse boa, maravilhosa, inesquecível -fala ela se sentando -Eu queria que a Mel vivesse tudo aquilo que eu não pude viver. Eu queria que ela sentisse toda a felicidade que eu não senti e principalmente eu não queria que ela passasse pelo que eu passei

-Talvez você tenha se envolvido demais nisso -falo

-Eu sei -fala Isa -Mas quando fui ver, já estava enrolada até a tampa e não tinha como voltar a atrás

-Você acha que um dia vai conseguir superar tipo...tudo isso? -pergunto

-Vou e eu sinto que falta pouco pra isso acontecer -responde ela

-GENTE! GENTE! GENTE! PELO AMOR DE DEUS! A MEL! -Jéssica chega correndo e gritando

-O que tem ela? -pergunta Isa se levantando

-Os bebês -(respiração ofegante)- Os bebês vão nascer -responde Jéssica

POV JÉSSICA

Largamos toda a festa de ano novo pra trás e no carro da Isa fomos para o hospital

Mel ia deitada com as pernas em meu colo e cabeça no colo do Lucas. Isa ia dirigindo e Cocielo do seu lado. Os meninos nos seguiam com a van

-AI CARALHO! QUE DOR DO CARALHO!!! -gritava Mel

-ACELERA ISSO ISABELA! -grito

-EU TO TENTANDO! -grita Isa

-É melhor vocês se acalmarem -fala Cocielo

Logo que chegamos no hospital a doutora Masako chegou atrás, levando Mel numa cadeira de rodas e Teh de acompanhante

Nós, o restante, ficamos aguardando na sala de espera vazia e gelada

-"Que bela maneira de se terminar uma festa de ano novo" -fala Kook

-"Que belo dia pra nascer" -fala Suga

Isa se sentou um pouco distante de todos nós

-O que ela tem? -cochicho pra Cocielo

-Ela ainda está magoada com o que a Mel disse -responde ele -Mas ela vai ficar bem

O silêncio enorme se instalou na sala. Todos estávamos preocupados com a situação da Mel e dos gêmeos

-"A primeira mulher que teve gêmeos deve ter ficado doida" -falo tentando quebrar o gelo

-"Cleiton você gozou duas vezes?" -fala Júlio nos fazendo rir -"Ela deve ter olhado e digo: Pra que eu vou precisar de dois iguais?"

(Risadas)

Lucas aparece na sala com uma aparência não muito boa e bastante triste

-Tá tudo certo? -pergunto me levantando

-Mel quer falar com você, Isa -fala ele

Isa que estava quieta na cadeira, finalmente da sinal de vida e ainda com cara fechada se caminha para o quarto

POV ISABELA

Respirei fundo e abri a porta

Mel estava deitada na cama se contorcendo de dores, já com as entradas de soro ou qualquer outro medicamento de tirar a terrível que sentia.

Me aproximei dela

-Isa -(respiração forte)- Isa -(respiração forte)- Me desculpa -(gemido de dor)- Me desculpa por tudo que eu falei e...

-Tudo bem Mel não se preocupa com isso -falo

-Miga! -ela agarra com força o meu braço -Eles vão nascer prematuros -(respiração forte)- Se eles morrerem -(respiração forte)- E-e-eu não tenho capacidade para suportar isso!

-Mel, eles vão nascer fortes e saudáveis, sabe por que? -pergunto o mais calma possível segurando sua mão -Porque são meus sobrinhos

Ela ri

-Você sabe que gêmeos nascem prematuros e a grande maioria sobrevive -falo olhando em seus olhos para lhe passar segurança

-Eu não sei o que fazer! Eu tô com medo! Eu tô apavorada! -fala Mel

-Sabe sim! -falo -Nos preparamos...quer dizer, você se preparou pra esse momento. Vai dar tudo certo!

-Obrigado Isa -fala Mel com lágrimas nos olhos

-Nem vem que você não vai me fazer chorar -falo rindo -Vou pedir pro Lucas entrar

Saio do quarto

-O que ela queria? Ela tá bem? -pergunta Lucas que me aguardava na porta

-Ela está bem sim -falo sorrindo -Acho melhor você entrar os bebês daqui a pouco nascem

-E quando eles nascerem? O que eu faço!? -pergunta ele desesperado

-Você vai saber -falo dando tapinhas em suas costas

Todos já não estavam mais na sala de espera e sim na varanda

-O que vocês estão fazendo aqui? -pergunto

-Esperando a queima de fogos -responde Jeh

-Está tudo bem? -pergunta Júlio me abraçando

-Está sim -respondo o dando um beijo

POV MELISA

Do lado meu lado, Teh segurava minha mão

-No três você empurra o bebê pra fora -fala a doutora Masako -Um, dois, três VAI

Fechei meus olhos e juntei todas as forças que eu nem sabia que existia em mim

POV JÉSSICA

-Aí meu Deus! Eu já tô vendo! O ano novo tá chegando! -fala Isa pulando que'nem uma doida

-"CONTA REGRESSIVA" -grita Hope

Juntos: Dez, nove, oito, sete, seis...

POV MELISA

Doutora: Três, dois, um VAI!!!

Sentia a minha parte de baixo se abrindo e uma dor não muito confortável. Tudo se acalmou. Meu mundo simplesmente parou quando o choro do primeiro bebê suou na sala

POV JÉSSICA

-FELIZ ANO NOVO! -grito abraçando a Isa

.

.

.

-To grávida! -grita ela

(...)

-Pensei que você não queria uma pessoa irresponsável tomando conta da sua filha -falo

(...)

-OLÁ PESSOAL! TUDO BEM COM VOCÊS? ainda se lembram de nós?

Os fãs em uma loucura, invadem o palco


Notas Finais


O último que leu e não comentou, morreu 😂

🆘--> Fiquei sabendo que esse capítulo vai ter mais de 27 comentários

-ENTÃO É NATAAAAAL 🎅 Será que o de vocês é igual os dos filmes estrangeiros?
-Eita que parece que a Lu deu um UP na vida 😱 e ainda por cima d'eu uma coça no marido com uma FRIGIDEIRA 😂 (Os nomes Enzo e Valentina não podiam ficar de fora dessa fic rsrs)
-PERGUNTA IMPORTANTE: Tem como não se orgulhar da nossa querida fada Isa? MANO DO CÉU! A garota fez uma coisa que praticamente NINGUÉM FARIA e de quebra ganhou um mural! Que mulher 👏
-Cocibela definitivamente é um casal doido, MEU CHAPA! O que dizer da parte do churros?
-BTS/gringos e caipirinhas não da certo 😂
-E o mistério para o nome dos Babys continua
-Isa e seus drifts. Jeh e fase neurótica
-Ji-min aparecendo e insistindo em ter algo com a Isa (Só consigo te imaginar ao teu lado/ Youtuber de carreira incerta). E mais uma vez, Isa teve que jogar o papo reto
-Pensaram que o Julio bateria na Isa? ("Te beijei só pra espantar urubu")
-Isa quase desistindo seus planos podermos ter o tão sonhado casamento Cocibela!
-E essa festa de amo novo com direito a gringo sarrando, remember de Quase Irmãs cantando e Cocibela dançando OH SAMARA, OH SAMARA, OH SAMARA!
-Mel e Isa brigaram feio esfregando na cara da Isa algo PESADO! Damos desconto por causa dos hormônios?
-OMG! Os Babys Bear FINALMENTE nasceram 👶👶 ♥♥♥

🆒--> Siga o INSTAGRAM da fic @psempretudo
🆒--> Tá rolando posts lá no Pinterest também


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...