História Pra você dar nome ! Xiuchen - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Chanyeol, Chenmin, Exo, Jongdae, Kyungsoo, Lay, Mark, Minseok, Xiuchen, Xiumin
Visualizações 43
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Seinen, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fé no Pai que agora vai kk

Amo vocês.

Capítulo 8 - 07


Fanfic / Fanfiction Pra você dar nome ! Xiuchen - Capítulo 8 - 07

xxx

A claridade que emanava da janela incomodou meus olhos, passei as mãos no rosto esfregando minha cara inchada e bocejei. Fazia um calor absurdo naquele quarto, - Quarto ? — lembro de ter adormecido na sala, - será que a noite passada foi apenas um sonho ? — me espreguicei na cama e bocejei mais uma vez. Sai do quarto meio mal humorado, sempre acordava de mal humor, dei poucos passos em direção a sala e vi Jongdae escorado na sacada do apartamento fumando e  observando o transito.

— Bom dia Jongdae. 

— Boa tarde Minseok ! - O maior sorriu e me olhou por cima dos ombros.

— Tarde ? - Olhei confuso e observei a sombra que fazia em meu apartamento. Pela posição do sol sabia que ja havia passado e muito do meio dia. — Que horas são ?

O loiro sacou o celular de seu bolso e debloquiou a tela — 15h17pm.

— Que ? - perguntei assustado. — Não é possível que seja tudo isso. Por que não me acordou mais cedo ?  

— Não tinha necessidade de você acordar cedo, você precisava descansar. Além do mais você fica tão lindo quando está dormindo, fiquei com peninha de te acordar - sorriu soprado — E também acho que você não acordaria, estava em um sono tão pesado que nem se  mexeu quando eu te levei pro quarto.

— Eh ... eh ... - colo a mão atrás da nuca — Não precisava me levar pro quarto. -virei o rosto e corei envergonhado. — Mesmo assim, Obrigado. - me aproximei da sacada ficando ao seu lado, senti a leve brisa da tarde sopra em meu rosto  e suspirei. — Jongdae ..  - o loiro me olhou e deu um trago no cigarro.

— Oi Min ...

— Por que esta fumando uma cenoura ? - o olhei confuso enquanto ele gargalhou alto -

— Estou tentando parar de fumar - sorriu mas logo o desfez - É um hábito horrível e essa foi uma das alternativas que encontrei que podem me ajudar a parar. Também estou usado adesivos de nicotina - ele me mostra o adesivo em seu braço e da o último trago em sua cenoura seguido de uma mordida, afinal um cozinheiro nunca desperdiça comida. — Quer um pedaço ?

— Não, não estou com fome - recuso tentando ser gentil, mas sou pego na mentira ao ouvir  o barulho de meu estomago roncar -

- O mais velho riu — Vejo que seu estomago não esta de acordo com você . Faz seu ritual de higiêne, enquanto eu preparo algo pra você comer.

 Agradeci, e fui ao banheiro. Liguei o chuveiro e me despi enquanto a água amornava. Suspirei e estralei o pescoço, entrei debaixo do chuveiro e fechei os olhos inclinando a cabeça pra frente, deixei que a água morna caísse livremente sobre meus meus ombros relaxando meus músculos e tirando todo peso que havia neles. Me  sentia tão bem, eu estava mesmo precisando descansar, há tempos não dormia bem assim, pra falar a verdade há tempos eu não dormia. Se o Chen não tivesse vindo aqui eu provavelmente - corrijo meu pensamento - eu certamente não estaria assim. - sorri largo e sinto meu coração palpitar. 

— Acho que estou apaixonado por ele - coloquei a mão na boca e balancei a cabeça em negação por ter deixado tal pensamento escapar.

 Continuei lavando os cabelos, porem vez ou outra me pegava sorrindo de novo. Terminei de tomar banho e sai dali com uma toalha envolta da cintura e a outra secando os cabelos.
           Enquanto isso Jongdae continuava na cozinha finalizando os pratos pro almoço. O maior levantou os olhos em um reflexo rápido e  corou violentamente ao ver a pele exposta do menor, que em resposta pegou a toalha de seus cabelos se cobriu. Xiumin havia esquecido que o outro estava ali, agradeceu por não ter saído do banheiro pelado e foi correndo para seu quarto. Jongdae levantou os olhos novamente e  virou espiou por cima do ombro, e riu da situação. Continuou a preparar a mesa e esperou o menor se trocar.

— Aqui seu carregador . - O mais novo saiu do quarto já vestido e entregou o objeto ao loiro enquanto ligava  seu celular. — Obrigado hyung - sorriu - 

— De nada, espero que agora que aprendeu a usar, mantenha seu celular sempre carregado - retribuiu o sorriso - 

 

Os dois almoçaram ali, sem conversar muito, vez o outra o silencio era interrompido pelo barulho do celular do moreno que não parava de tocar. 

— Não vai atender ? 

— Não, e o meu padrasto - olhou pra tela do celular e bloqueou ignorando a ligação.

— Atende Minseok, ele deve estar preocupado com você.

— Se ele se preocupasse comigo ... aff, esquece.

— O que ? ...  Se você não atender eu atendo. - falou de boca cheia -

— Jongdae isso não é da sua conta. - o celular tocar novamente -

— Ele só quer saber como você esta -  o loiro pegou o celular rapidamente e  atendeu a ligação -  

 

Alô.

— Chen me da esse celular - o maior se afasta do outro, enquanto Xiumin tenta tirar o celular de suas mãos - 

Minseok ?

Não não aqui é o Jongdae, só um momento vou passar pra ele

..........

alô ?

Oi ?

 

— Desligou ? A ligação deve ter caido - deu de ombros e olhou para o menor que estava emputecido 

— Quem te deu o direito de se meter na minha vida ?

—  Minseok, não seja assim, foi só uma ligação.

—  Você não deveria ter feito isso - cerrou os punhos no tecido da calça -

 — Minseok ! -Não seja tão sensível, ele só estava preocupado com você Saeng. - o loiro tocou no ombro do menor tentando acalma-lo.

— Você não sabe de nada Chen - alterou o tom de voz -  Eu não te dei o direito te se meter na minha vida. Porque atendeu ?

—  Por que esta tão bravo por eu ter atendido , heim ? - Chen segura nos braços do menor e o olha confuso -

— O motivo de eu não querer atender é porque quero ficar em paz, quero ficar sozinho. Eu não quero e nem preciso da preocupação de ninguém. Agora vai embora Chen.


Notas Finais


Desculpem os erros meu pc ta bem lixo ainda T^T
Trouxe esse capitulinho só pra me recompor depois do baque
espero que tenham gostado. Prometo que o proximo sera melhor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...