1. Spirit Fanfics >
  2. Prazer, Ninguém. - Jikook >
  3. Capítulo sete - Pleasure, Nobody.

História Prazer, Ninguém. - Jikook - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Heeeelllowwwwwwwww
Capítulo protagonizado pelo nosso antagonista Jeonnnn
Pois ele terá uma pausinha na fic pois nós vamos focar em Jimin, já que ele é o protagonista hihi
Eu acho que em três ou quatros Capítulos nós teremos o nosso kookie de volta
Quando o Jungkook voltar...
Meu deus.
Já tô com medo kkkk
Bjuuu

Capítulo 9 - Capítulo sete - Pleasure, Nobody.


Fanfic / Fanfiction Prazer, Ninguém. - Jikook - Capítulo 9 - Capítulo sete - Pleasure, Nobody.

São Paulo, Brazil

Quarta-feira,15/06/18

22:00 PM

Jeon Jungkook

São exatamente dez horas da noite em São Paulo, a noite deixava uma das grandes metrópoles americanas mais linda. O trânsito estava um pouco lento, mas nada que chegue perto de um engarrafamento. Tinha luzes e animações em alguns prédios que deixava a cidade mais mágica.

Amanhã iria ser um dia longo de trabalho, então opto por ir pro meu apartamento daqui. Mesmo se eu quisesse sair e passear eu não iria conseguir. Essas doze horas no avião me deixou extremamente cansado. 

Eu não sou mais um garoto de vinte e dois anos que tem disposição para tudo.

 Gasto mais uma hora de carro até chegar no meu apartamento, no carro fiico admirando a cidade e a movimentação. São Paulo se transforma quando é a noite, realmente incrível.

Chego no meu apartamento obviamente exausto. Treze horas da minha vida em dois transportes é cansativo.

Eram pouco mais de dez horas da noite aqui em São Paulo. Resolvo tomar uma ducha, comer algo e deitar na minha cama para ter uma bela noite de sono.

Amanhã ia ser um longo dia...

x•x•x

- Calma caralho deixa eu me arrumar, porra. – já estava me estressando com o Hobi no meu pé para irmos a empresa.

- Olha aqui filho da puta na próxima vez que você me mandar um monte de mensagens as cinco da manhã dizendo que é para ir pra empresa e as sete horas você não estiver pronto, eu te mato!  – diz Hoseok.

Ele me ama tanto ao ponto de me matar.

- Oh caralho, você não sabe que eu preciso de tempo para me arrumar? – digo rindo, vendo a expressão furiosa do mais novo.

- Depois eu te mato. Agora dá para nós irmos por favor? – diz o mesmo suspirando.

Então, depois dessas declarações de amizade um ao outro, formos a empresa.

São Paulo estava ensolarada. Mas nada se compara ao calor que estava a Coreia do Sul. O sol reflexionava os prédios vidrados da cidade.

A Jeon's Brazil era uma das maiores edifícios do continente sul-americano, não era nada difícil saber aonde se localizava a empresa. 

Depois de meia hora chegamos a empresa. Com certeza todos que trabalhavam aqui já sabiam da minha vinda, por isso estão tão nervosos. Eles esqueceram que eu sou um humano igual a eles?

- Bom dia Senhor Jung. Bom dia Senhor Jeon. – A recepcionista olha para mim e abaixa o olhar, certamente com vergonha.

- Bom dia Sook. Temos algo para hoje? – pergunta Hobi.

- Sim. O senhor e o senhor Jeon tem três reuniões com os investidores, e duas com os possíveis compradores e tem que assinar alguns contratos.

- Okay. Aonde fica a minha sala? – pergunto para a tal da Sook.

- Fica no décimo nono andar, senhor.

Eu e Hobi formos para a minha sala. Como a empresa era toda vidrada, nós tínhamos uma ótima vista da grande São Paulo. Incrivelmente espertacular! 

Sento na minha cadeira, reparo que a minha mesa tinha mais de uma pilha de relatórios e contratos para assinar.

- Como você pode ver tem alguns relatórios que te oferece mais de cinco milhões de dólares pela Jeon's Brazil. Porém, eu acho que não é bom vender algo que você lutou anos para ter. Além do mais você vai faturar muito mais com a sua empresa brasileira. – diz Hoseok sentando no sofá que tinha na sala.

- Você tem toda a razão. Na reunião eu explico isso. Mas tem alguns contratos dos investidores, a contratação deles não era de quatro anos? – pergunto analisando os contratos.

- Sim, porém eles disseram que não vão poder está no Brasil no próximo ano, então eles decidiram assinar o contrato hoje.

Um silêncio confortável paira na sala. Porém, depois de alguns minutos o silêncio é quebrado por J-hope.

- Sabe o que eu lembrei agora? – o mesmo pergunta com um sorriso abobalhado olhando pro nada.

- E por acaso eu leio mentes para saber? ,– pergunto rindo.

– Tu tá aprendendo isso com o Yoongi, certeza. – Hobi fala revirando os olhos.

- Fala logo, o que você lembrou? – digo continuando a assinar os papéis.

- Quando nós se conhecemos. – a fala do mesmo fez que o meu sorriso abrisse abertamente. 

x•x•x

Busan, Coreia do Sul.

27/08/1998

Quinta-feira

Já era a hora do intervalo. As crianças estavam eufóricas correndo um lado pelo outro. Eu estava comendo meu lanche, meu biscoito de leite com água, eu não tinha dinheiro para comprar os deliciosos lanches que a cantina da escola vendia. Mas mesmo assim eu estava feliz por eu ter o que comer, tinha dias que eu passava fome.

Estava no banco do pátio quieto comendo meu biscoito. Quando não muito longe dali tinha uma pequena multidão de crianças estavam fazendo uma roda. Claro, como eu sou curioso eu fui ver o que estava acontecendo. Quando eu vi uns dos valentões da escola batendo em um menino. Aparentemente mais novo do que eu.

- Ei! Deixem ele! – fui até o centro, aonde estava os valentões e o menino. Ele estava todo roxo.

- Saí daí pobretão. Que tem nem dinheiro para comprar uma roupa boa, só usa esses tralhas que achou no lixo. É melhor você saí de não vai sobrar para você. – Chung-Hee volta a bater no menino.

Eu arrumei coragem onde não faço a mínima ideia e dei um soco em Chung-Hee e puxo o tal menino até os cantos mais escondidos da escola.

- Ei, você está bem? – pergunto ao menino que estava tremendo que estava olhando para baixo.

- Sim... Obrigado por me defender. – abro um sorriso – qual é o seu nome?

Agora o garoto estava olhando para mim.

- Prazer, meu nome é Jeon Jungkook. Mas se quiser pode me chamar apenas de Jungkook. E o seu?

- Jung Hoseok. Mas se quiser pode me chamar de Hobi ou de J-hope. – o J-hope com um pouco de dificuldade abre um sorriso.

Eu acho que é o começo de uma nova amizade...

x•x•x

- Eu ainda não sei aonde você criou coragem para dá um soco na cara do Chung-Hee. Aquele cara era o valentão da escola. – o mesma comenta rindo.

- Pra fala a verdade nem eu – Rio brincando com a caneta. 

- E hoje em dia é aquele álcoolitra do Chung-Hee que está nos nossos pés. – Hobi fala numa expressão maléfica.

- Nossa, que vingativo. – falo debochado fazendo o Jung rir.

– Mudando de assunto, e o novo secretário ? – Meu sorriso abre mais ainda ao lembrar de Jimin – está apaixonado? – Hoseok pergunta.

- É possível se apaixonar por volta de duas semanas? – pergunto ao Hoseok todo abobalhado.

- Claro que sim. Nossa, o Jeon Jungkook apaixonado... Essa é nova. 

- Cala a boca e vamos voltar a trabalhar. – falo mudando de assunto. Certeza que Hoseok vai me zuar até o último suspiro dele.

Mas sim, eu estou apaixonado pelo menino dos olhos castanhos. Ele é um anjo que caiu na minha vida. 

Ele é tão lindo. Aqueles lábios pequenos e cheios dão uma vontade imensa de saboreá-los. O seu corpo pequeno cheios de curvas me fazem louco.

Eu sei que ele é uma criança perto de mim. Mas porra, eu tenho culpa se aquele ser me faz querer proteger ele de tudo e de todos?

Caso alguém fazer mal ao meu anjo... Elas vão descobrir o caminho do inferno.

Em tão pouco tempo aquele ser angelical se tornou algo muito importante para mim. Alguém que eu me preocupo de verdade. Em quem ele possa confiar para contar os seus segredos, os seus sentimentos, os seus sonhos. Eu irei limpar as lágrimas de tristeza dele, eu irei apoiá-lo em tudo que ele precisar, eu irei ser o ombro em que ele irá se deitar para liberar as suas tristezas...

Sinto uma dor no peito enquanto eu pensava no meu anjinho...

Será que ele está bem?






Notas Finais


É issuu pexualllllll
Goxtaram?
O que está acontecendo com o Jimin??
Aí mdsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...