1. Spirit Fanfics >
  2. Prazerosa Vingança - Imagine Hyunjin. >
  3. Eu quero que você me dê prazer.

História Prazerosa Vingança - Imagine Hyunjin. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


OIOIOIOIOIOIOIOI TURU BAUM?

Eu não tenho estrutura pros comentários de vocês mano kkkkkkkk
Não é possível que saia tanta teoria dessa mente de vocês, é cada ideia que eu fico rindo igual uma leza.

Queria informar que agora eu sou casada com uma das minhas leitoras, me respeitem, eu tenho até uma filha já. Alias, QUERIDA, CHEGUEI.

U.U

Olha eu aqui de novo com um capitulo da fic que vocês mais esperavam , UHU.
A Mika aqui ficou presa dentro do elevador por uma boas horas, então eu resolvi atualizar logo pq já tinha gente morrendo e eu não quero ficar com esse peso na consciência, então vamos logo ao cap que é.

SE PERSISTIR OS SINTOMAS O MEDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Capítulo 3 - Eu quero que você me dê prazer.


Fanfic / Fanfiction Prazerosa Vingança - Imagine Hyunjin. - Capítulo 3 - Eu quero que você me dê prazer.

- Que bom que chegamos a um acordo – eles se levantou sendo acompanhado pela ocidental – Que horas será a reunião?

- Amanhã, fale com Mina e peça para ela lhe informar o horário.

- Então já vou indo – ela o acompanhou até a porta.

- Parece que não vamos parar de nos encontrar não é mesmo? – ele sorriu e ela retribuiu o sorriso confirmando com a cabeça – Bom, nos vemos amanhã – ele estendeu a mão e ela a dela, um beijo foi depositado na costa da mão da moça.

Ele se foi e ela voltou a trabalhar, dessa vez sem ninguém para a interromper.

[...]

- Boa noite Mina – ela disse assim que sua secretária saiu de sua sala depois que seu turno havia acabado.

- Tchau S/n – ela fechou a porta e assim a Ye ficou sozinha, já estava cansada e queria ir para casa, comer algo, conversar com a cozinheira de sua casa e quem sabe até tentar relaxar por algum tempo em sua banheira de hidromassagem.

- Quer saber – ela se levantou guardando suas coisas – Eu vou pra casa – pegou sua bolsa e saiu daquela sala.

Ela andava pelos corredores vazios e até agradecia por não ter ninguém ali, ela não estava com paciência para cumprimentar seus funcionários.

Ela desceu de elevador até o estacionamento e em poucos segundos já estava no local onde já não tinha tantos carros. Entrou no seu e deu partida para sua casa, não sabia ao certo para iria, para casa ou para o seu apartamento?  Queria comer algo feito por sua cozinheira favorita então decidiu ir para sua casa.

A música calma a deixava mais relaxada, queria logo chegar em casa e descansar, seu dia hoje havia sido estressante e nada melhor que comer e depois aproveitar sua hidromassagem.

Em poucos minutos ela já estava em frente a mansão que ganhou de seu pai quando terminou o ensino médio. O guarda que ficava ali sorriu ao ver que sua chefe estava em casa depois de um tempo.

- Tudo bom com a senhora? – ela a cumprimentou quando ela saiu do luxuoso carro.

- Não me precisa me tratar assim senhor Wang – ela sorriu para ela – E eu estou bem, obrigada por perguntar e o senhor?

- Eu estou bem, só estava preocupado com você, não vinha para casa a uma semana.

- Ah sim, eu tive que resolver umas coisas de relacionamento – ela se lembrou o porque de ter ficado no apartamento – Onde está Samanta?

- Ela deve estar na cozinha, também ficou aqui durante essa semana que você não esteve.

- Oh sim – ela travou o carro – Já vou entrando, preciso descansar, sugiro que o senhor faça o mesmo.

- Sim – ele confirmou e então ela entrou em sua casa.

Sentiu seus músculos relaxarem ao sentar no sofá confortável, fechou os olhos por um segundo, mas logo abriu ao ouvir o grito de Samanta.

- Eu não acredito que você voltou – ela pulou em cima da brasileira.

- Ya! Saia de cima de mim, eu sou morta de cansada – riu.

Samanta não era uma senhora, era apenas uma jovem de vinte e sete anos, governanta da casa de S/n e cozinheira. Por terem muitas coisas em comum acabaram se tornando amigas.

- E aí? Terminou com ele? – perguntou olhando para sua amiga.

S/n bufou, mas confirmou – Sim – ela sorriu ao lembrar do Hwang.

- Que sorriso é esse no seu rosto senhorita Ye? – a americana olhou para a Ye – Hum, sinto cheiro de homem no meio – riu sendo acompanhada da mais nova.

- Eu conheci o noivo dela – mordeu os lábios.

- Me conta tudo safada – deu um tapa do braço de sua dongsaeng – Vocês transaram? – perguntou curiosa e a brasileira a repreendeu envergonha pela pergunta totalmente invasiva. – Aí para de enrolação, me conta logo, ele é bom de cama? Ele é bonito?

- Ele é ótimo, muito bom de cama – lembrou-se – Ele é bonito, pena que eu não quero saber de homem agora.

- Se você não quiser eu quero – se levantou empolgada.

Ela era assim, agitada e mandona, quem as visse acharia uma falta de respeito uma empregada tratar sua chefe dessa forma, mas elas tinham uma boa amizade.

- Como foi o dia? – parou um pouco – Não! Pera, vamos comer, aí você me conta tudo, depois você vai tomar um banho – pegou o braço da amiga a puxando até a cozinha.

- Samanta? – a chamou baixinho e a loira a olhou – Você acha que eu sou uma péssima pessoa?

- Por que a pergunta? – perguntou preocupada, sua amiga parecia meio chorosa e não queria a ver assim.

- Eu só... não entendo o que eu fiz para Minho – ela olhou para o lado assim que se sentou – Eu fiz muita coisa por ele e mesmo assim ele procurou outra – sentiu sua garganta arder.

- Ei! – S/n a olhou – Minho é um vagabundo, que não merece a mulher incrível que você, ela não sabe valorizar as maravilhas da terra e por isso procurou um lixo para deitar-se, ele tinha tudo com você e mesmo assim escolheu ser um babaca, então não chore por alguém que não merece suas lágrimas – dizia tudo rapidamente – Você é mais do que imagina, você consegue tudo por que você é Ye S/n, a mulher que deu a volta por cima e que hoje é a brasileira mais rica da Coréia e uma das mulheres mais ricas e lindas do mundo, então se eu fosse você, eu limparia essas lágrimas que querem cair, ergueria a cabeça e tomaria um banho em das banheira maravilhosas que tem nessa casa. Você não precisa se colocar para baixo ou chorar a noite por um cara, tem vários aos seus pés, que fariam tudo para querer pelo menos um olhar seu e se um não te deu o certo valor, os outros com certeza escalaram até a lua pelo seu amor.

- Obrigada unnie – sorriu para a mais velha.

- Obrigada nada, agora trata de comer essa comida que eu fiz antes de você chegar – ela colocou as coisas em cima da mesa e assim elas passaram longos minutos conversando e planejando as coisas.

Conversaram sobre tirar férias, sobre moda, homens, mulheres e vários outros assuntos, uns eram até banais.

S/n se sentia bem ao lado da amiga que não tinha nem como agradecer tal sensação.

- S/n, mas me diz uma coisa – ela disse bebericando mais um pouco do vinho tinto – Qual a chance desse Hwang te procurar para mais alguma coisa senão sexo?

- Acho que quase zero – ela virou a bebida sentindo o álcool descer rasgando sua garganta – Ele também deve querer distancia de mulheres por um tempo, deve estar bem machucado, ele estava noivo dela, tem noção?

- Aí – ela riu sendo acompanhada pela amiga, estavam bêbadas – Se fosse eu, iria querer você na minha todos os dias, olha essa bunda, qual homem não gosta disso?

- Acho que vou subir, tenho que tomar banho – ela se levantou cambaleando um pouco por conta da bebida.

- Vou dormir também – se direcionou para a outra escada indo direto para o seu quarto.

- S/n pelo amor – o segurança apareceu ali segurando sua chefe a ajudando a subir a escada para que ela não caísse.

- Senhor Wang – ela olhou para o mais velho e começou a rir – Se alguém vier me procurar diga que estou tomando banho e que é para me esperar em meu escritório.

S/n estava preocupada com seus pais, por isso pediu para avisar que ela estaria a tomar banho, caso eles aparecessem saberia que a filha estava bem.

- Pode deixar, já são oito da noite, não acho que alguém virá.

A mulher não respondeu, só voltou a caminhar para seu quarto, quem não saberia os cômodos da casa? Tinha uma placa em cada um mostrando o que cada cômodo era, ninguém se perderia ali.

Ela nem ao menos colocou suas roupas no sexto de roupa suja, só tirou suas vestes e foi jogando pelo quarto deixando um caminho até o banheiro do cômodo.

Ela ligou a torneira para encher a banheira, deixou a água morna e entrou sentindo seus músculos relaxarem no mesmo instante.

Se acomodou ali, e relaxou por minutos, deixou suas preocupações para outra hora e apenas pensou nela mesmo. Queria relaxar assim bastante tempo, talvez Samanta estivesse certa, ela precisava de férias.

Mas como nem tudo é perfeito.

Ouviu o som da porta do banheiro abrindo e olhou assustada para o local.

Respirou fundo quando ele passou pela porta com um sorriso no rosto.

- Como descobriu meu endereço? – perguntou voltando a relaxar em sua banheira.

- Do mesmo jeito que você descobriu o meu – ela o olhou e viu que ele estava começando a tirar a roupa.

- O que pretende Hyunjin?

- Eu quero o que você não me deu hoje pela manhã – começou a desabotoar sua camisa social branca, mas parou assim que viu a mulher se levantar e ir até o mesmo.

- E o que seria senhor Hwang? – começou a desabotoar o resto dos botões para então ter a visão do tronco desnudo e bem trabalhado do homem.

- Quero que você me dê prazer S/n – ele puxou a brasileira pela cintura fazendo o corpo molhado dela tocar ao seu.

- E como eu faria isso Hyunjin? – o olhou bem nos olhos querendo que ele fosse mais direto.

O Hwang não conseguia achar palavras leves para se direcionar com a Ye, ela estava nua em sua frente e a única coisa que ele conseguia pensar era nos gemidos que ela soltaria essa noite.

O corpo dela o atraia como ima, ela a achava linda, e ter a visão dela nua em sua frente só o deixava ainda mais excitado.

- Como você faria isso? – a olhou e chegou perto de seu ouvido sussurrando – Deixando-me foder você.


Notas Finais


Hyunjin seu boca suja.
E ai? Acreditam que eu não faço a menor ideia do que vai acontecer no cap que vem? Minina, perdi a memoria geral olha... HEHE

Não me matem, agora estou deficiente da memoria MUAHAHAHAHA.

Ate cap que vem meninas hehe.

Experimento - Imagine Hyunjin: https://www.spiritfanfiction.com/historia/experimento--imagine-hyunjin-19625534

Atlântida - Imagine Jungkook: https://www.spiritfanfiction.com/historia/atlantida--imagine-jungkook-19547227

Meu perfil: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/g-dragon18

Kisus3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...