História Precious (Jikook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Fluffy, Jeongguk Alfa, Jikook, Jikook Abo, Jimin Ômega, Jimin!bottom, Omega!jimin
Visualizações 103
Palavras 622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi gente!! mto obrigado a quem vai ler isso aq...
essa é uma introduçãozinha bem pequena, basicamente só o jimin. sempre quis ler um clichê abo do meu jeitinho e nunca achava, enfim, espero q vcs gostem tbem. ❤️

Capítulo 1 - Prologue.


Aos três anos Jimin assistia na televisão completamente encantado uma graciosa bailarina dançando. Durante meses o pequeno ômega não falava (balbuciava, melhor dizendo) de outra coisa. Dava giro e tentava piruetas, apoiando-se na ponta dos pés minúsculos. Seu papai alfa descabelou-se de preocupação, colocou carpete macio por toda a casa para amaciar as quedas do filho. Mas nem todas as quedas e machucadinhos fariam o pequenino parar de dançar, afinal ele tinha seus papais para dar beijinho nos dodóis.

 

Aos quatro anos, Jimin pediu para fazer aulas de balé como as que sua amiga Lisa fazia. O menino sonhava com tutus cor-de-rosa e sapatilhas com lacinho. Os pais não puderam resistir. A mãe se deliciava arrumando o pequeno, colocando presilhas bonitas nos cabelos loirinhos e vestindo-o como uma boneca preciosa.

 

Aos seis, Jimin já era o melhor de sua classe de balé. Enchia seus papais de orgulho, sempre recebendo papéis de destaque nas pequenas apresentações da turma infantil. O ômega atraía a atenção de todo o público, sendo uma estrelinha brilhante. Recebia aplausos altos, aos quais reagia de forma envergonhada fazendo uma reverência. Seria sempre o gatinho tímido do papai.

 

Aos oito, pequenos alfas faziam fila para entregarem ao ômega flores compradas pelos pais. Jimin dava risadinhas e aceitava as flores, colocando todas em vasos pela casa, mas elas não demoravam a murchar (muito provavelmente pelo olhar amargo que seu pai dava às pobrezinhas). Mesmo que não durassem muito, Jimin as adorava por se sentir querido pelos outros.

 

Aos dez, Jimin era pequeno para a média, ainda sendo pego no colo pelos pais de vez em quando — ele não gostava muito, já era um menino grande. Já não era o único gatinho da casa: ganhou de presente um gato de pelo amarelado, tão manhoso quanto ele e deu o nome de Mochi. O felino seguia o ômega para todo lado, extremamente carinhoso apesar de ser arisco com os demais moradores da casa dos Park.

 

Aos doze, o corpo de Jimin começou a mudar. Ele não gostou. Seu corpo afinou em alguns lugares, como em sua cintura, mas ele começou a engordar um pouco e teve que começar uma rotina rigorosa de cuidados com a pele. As vezes tinha dores no ventre e na cabeça, as quais odiava pois precisava faltar no balé. Sua mamãe disse que era normal, que era apenas seu corpinho se preparando para quando ele fosse adulto e tivesse filhotinhos.

 

Aos quatorze o cheiro de Jimin ficava cada vez mais forte. Por onde o pequeno ômega passava, cabeças se viravam na direção do corpinho que emanava o cheirinho inebriante de baunilha. Seu pai não deixava-o sair sozinho de jeito nenhum, o levando da escola pra casa e de casa para o estúdio de balé. O ômega continuava sendo destaque, sempre encantando todos na plateia com sua graciosidade ao dançar. Recebia convites de alfas de sua idade para ir ao cinema, mas nunca aceitou nenhum. Ria delicado e corava, mas dispensava-os educadamente. Não sabia como se comportar perto de alfas bonitos!

 

Aos quinze, Jimin estava mais bonito do que nunca. Brilhava. Era a mais linda bailarina. Seu sorriso de dentes brancos e ligeiramente tortos hipnotizava, os olhinhos cor de mel quando se fechavam no meio de uma gargalhada tiravam o ar de qualquer um. Continuava baixinho e delicado demais, sendo paparicado pelos amigos por conta disso, mas gostava. Ia bem nos estudos e era um ótimo filho para seus pais. Um ômega perfeito na aparência, de tronco estreito e coxas chamativas.

 

Foi aos quinze que Jimin conheceu Jeon Jeongguk, um alfa três anos mais velho e com as mãos e braços fortes cheios de desenhos e que lhe seguravam como se ele fosse a coisa mais preciosa do mundo inteiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...