História Precisamos Conversar - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Voltron: O Defensor Lendário
Personagens Allura, Hunk, Keith, Lance, Personagens Originais, Pidge Gunderson, Takashi "Shiro" Shirogane
Tags Sheith
Visualizações 17
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Peço desculpas pela demora,e como presente aqui estão três capítulos para vocês!!!
bejinhos,nos vemos lá em baixo
boa leitura!!

Capítulo 3 - Ainda não


Fanfic / Fanfiction Precisamos Conversar - Capítulo 3 - Ainda não


Keith nem percebera quando adormeceu,mas sentia-se confortável onde estava,era quente e aconchegante,mas lembrou que já teve a mesma sensação quando estava abraçando Mark sem camisa,e a noite fez o mesmo com Shiro.O mais novo estava abraçado pelo mais velho,ficou tão envergonhado que quase o empurrou,mas com cuidado conseguiu sair.Chegando na cozinha,o café estava pronto,após um tempo shiro acordou e saiu do quarto,ele já estava arrumado para o trabalho.
— Você não vai comer Shiro? — perguntou Mark colocando ovos mexidos nos pratos — eu fiz ovos. —
— Parece uma delicia,mas eu estou atrasado,mas obrigado. — saiu correndo e se despediu dos garotos.
— Ele trabalha tão cedo. — disse Keith ainda sonolento — deve ser difícil ser dono de uma empresa.
— Então é bom ir se acostumando. — o amigo lhe olhou confuso — vocês vão casar,então vai acordar cedo com ele também. — começou a rir,a cara de Keith ficou seria.
— Eu já disse.... — se levantou da cadeira e saiu correndo atrás do outro — para com isso!!!! — os dois corriam pela casa como crianças,até Keith tropeçar e cair em cima de Mark,os dois ficaram de frente um para o outro,o mais velho estava sem camisa e o mais novo ficou vermelho — ele nem me disse o que queria quando me chamou ontem,o que será? — disse levantando.
Quando acabaram de comer,se arrumaram e foram para a floricultura,nesse dia tinha bastante gente do lado de fora esperando,então quando abriram a loja o trabalho estava dobrado,foram para o balcão e atenderam todos.Quando o volume de clientes diminuiu,Keith percebeu um pedido de entrega,então pegou o carro e foi até o destino,rosas brancas e lírios,pelo endereço,parecia ser uma casa grande,pois se localizava no bairro de mansões da cidade.Quando chegou,viu uma mansão bem moderna,e de repente ouviu uma voz,era o sistema de reconhecimento da casa.
— Eu vim entregar as flores que pediu. — escutou o portão abrindo,e entrou com o carro.Era um lugar bem grande,com flores bonitas,tudo parecia ser bem caro.
— Bom dia Keith. — o garoto ouviu uma voz,uma mulher,e quando ela chegou perto ele a reconheceu.
— Pidge? É você mesmo? — estava impressionado o quanto a amiga estava diferente.
— Sim,nada como um cabelo grande e um salto para mudar sua vida. — ela ainda era a mesma só com adereços a mais,ele deu uma risada — pode entrar. — diz ela entrando na casa.
Era realmente uma bela casa,e bem grande,mas a parte mais legal é a tecnologia que tem,é a cara dela fazer isso tudo.
— E aí,me conta as novidades,faz tempo que não o vejo. — diz ela se sentando no sofá,que aliás,era bem grande e macio.
— Na verdade,não tenho muito o que falar,eu tenho uma floricultura,moro com um amigo e só. — Keith ficou confuso,sua vida não era grande novidade para ninguém,parecia que a informação que ela queria ele ainda não tinha.
— Tudo bem,mas o Shiro falou com você né? — perguntou ela mais curiosa ainda.
— Eu não sei do que você esta falando. — ele não fazia ideia do que ela falava.
— Tá,vem eu te mostro a casa. — ela levantou e o puxou para conhecer a nova casa dela.
Após de conhecer toda a estrutura,ele se despediu e foi embora,achou um pouco incomum a atitude da amiga,mas tudo bem,já fazia um tempo que não conversavam,mas agora é hora de voltar ao trabalho.Enquanto isso na empresa,Adam e Shiro conversavam sobre casamento,quer dizer,Adam falava sobre casar e Shiro estava com a cabeça em outro lugar até Allura chegar na sala.
— Um casamento na praia seria maravilhoso,então por que não voltamos a nos falar,ou casar... — alguém entrou na sala,era Allura.
— Shiro,preciso falar com você. — os dois saíram da sala como se Adam nem existisse,foram até o restaurante de hunk e pediram comida.
— Houve alguma coisa? — perguntou ele preocupado.
— Houve,você não falou com o Keith. — respondeu ela meio nervosa — você precisa falar com ele,pois ele não vai esperar pra sempre. — disse bebendo um suco.
— Olha,é complicado falar agora,eu não...— falou sendo interrompido.
— Não o que,não pode dizer ao Adam que não gosta dele e desde que voltou só tem olhos pro Keith? — falou quase pegando ele pela gola da camisa,e quando percebeu voltou ao normal — Shiro,você não pode continuar,vamos fazer o seguinte,iremos marcar um cinema e você vai falar com ele o que sente,entendeu? — perguntou apontado para ele.
— Sim,entendido. — agora eles podem comer,Hunk apenas observara a conversa dos dois,dando risadas atrás do balcão.
Na floricultura estava tudo bem,Mark cuidou de tudo e agora estava vazio,Keith chegou e se sentou numa cadeira,estava esgotado de tantas flores que entregou.Percebeu que havia mais alguém ali,era Lance que veio falar com o garoto.
— Lance,o que você faz aqui? — perguntou enquanto lance se sentava.
— Eu vim saber como está,e também se quer ir ao cinema hoje à noite,os dois estão convidados. — Mark e Keith se entreolharam,o mais novo ficou feliz em saber que todos os antigos companheiros vão se reunir novamente e o mais velho vai conhecer todo mundo.
— Tudo bem nós vamos. — respondeu e o amigo comemorou — como vai a Allura,ela veio junto? — Keith lembrou de sua “comandante”.
— Sim,ela está conhecendo o trabalho do Shiro. —
— Você me disse que tinha uma filha,ela veio? — perguntou atiçando curiosidade no amigo também.
— Verdade,qual o nome dela? — Keith sabia que Lace e Allura tiveram uma filha,mas nunca soubera seu nome.
— O nome dela é Stella,e ela não veio,ficou com minha família. — disse se levantando — bom,eu vou nessa,vejo vocês as sete no shopping. — saiu da loja ao encontro de Allura no café.
— Eaí como foi,eles aceitaram? — perguntou ansiosa.
— Sim,eu espero que o senhor faça o seu papel desta vez. — falou olhando para shiro que estava rindo.
— Eu vou tentar,mas não é fácil dizer isso,eu ainda tenho um..... — falava um pouco triste.
— Relacionamento,já sabemos disso,mas você não o ama,você mesmo me disse. — assim que ela terminou Pidge chegou.
Todos estavam se reunindo para que
Shiro tomasse logo sua decisão.
O tempo passou,já era noite,Keith se arrumava e Mark acabara de sair do banho,ele foi para o quarto mas não fechou porta,quando o garoto passou pelo corredor,viu o mais velho nu.Keith não ligou que ele estivesse sem roupas,a final ele também tem o direito,o que lhe incomodará de verdade é o fato dele não se envergonhar com a cena,estava gostando e tendo muitos pensamentos,então saiu dali o mais rápido passível,é impossível não dizer que Mark não tinha um belo corpo.
Os dois estavam prontos,entraram no carro e foram até o shopping.Quando chegaram,avistaram todos na entrada esperando,Keith estacionou e foi cumprimentar Allura.
— Allura!!quanto tempo. — disse indo abraçá-la — que saudade. — estava muito feliz em ver todos.
— E o seu amigo,não vai apresentar? — perguntou Pidge.
— Ah!verdade. — pegou-o pelo braço e levou para perto dos amigos — gente,esse daqui é o Mark,nos conhecemos tem um ano,espero que gostem dele. — assim que foi apresentado,todos lhe receberam de braços abertos.
Assim que entraram,foram direto para o cinema,já estava na hora do filme,todos concordaram de assistir um de terror,o combinado era que Keith e Shiro se sentassem juntos,todos sentaram nos lugares e o filme começou,no início era só uma tenebrosa história,até chegar as cenas de susto,toda vez Keith quase caia em cima de Shiro,mas sempre agarrava seu braço apertando-o,estava com muito medo,de repente ele olhou para homem um pouco assustado.
— Você não tá com medo? — perguntou ele abraçado ao braço do outro.
— Na verdade,não. — riu bem baixinho da expressão do outro — pode me apertar,eu estou aqui pra você. — disse lhe olhando nos olhos e o deixando corado.
Voltaram a atenção ao filme,após uma hora e meia o filme acabou,todos comentavam sobre o filme,Keith não gostou da ideia,preferia romances a terror,já estava tarde e já era hora de ir embora,todos se despediam e quando Keith foi falar com Shiro,lhe deu um abraço e um beijo na bochecha.Quando chegou em casa,o mais novo foi tomar banho e de repente começou um temporal,a chuva caía forte com raios e trovões,o garoto saiu do banheiro e foi para o quarto,estava com medo,saiu do quarto e chamou o amigo que estava deitado no sofá.
— Mark. — disse Keith tentando chamar sua atenção.
— o que houve,você está bem? — perguntou preocupado.
— Na verdade eu queria saber se.... — hesitava em falar,mas precisava — você pode dormir comigo hoje? — perguntou e tomou um susto com o barulho do trovão.
— Claro,eu posso. — disse observando a expressão de medo do mais novo — Vou terminar de resolver algumas coisas e já vou. — o outro mais novo entrou no quarto e ele continuou a mexer no telefone.
[Mark]
“Eu ainda não posso ir embora,desculpa.”
[Roselia]
“Tudo bem,eu vou te esperar,não tenha pressa.”
Desligou o telefone e foi para o quarto do amigo,ele estava deitado na cama e olhando para o teto.Parecia não ter mais medo,mas estava apreensivo,então Mark se deitou na cama e olhou para o amigo.
— Eu me lembrei de quando eu fiquei preso no abismo,eu fiquei lá por muito tempo. — disse se virando para Mark,que como sempre estava sem camisa — foi uma das vezes das quais eu tive medo,eu não queria morrer,mas eu tinha pessoas que me amavam comigo. — colocou a mão no rosto de Mark — principalmente Shiro,ele nunca desistiu de mim e agora eu não vou desistir dele,mas talvez,ainda não estejamos prontos. — ele olhava nos olhos claros de Mark,tocando seu rosto,então adormeceu nos braços do mais velho.Antes do amigo entrar no quarto,Keith escrevera no telefone.
“Às vezes a chave para progredir é reconhecer como dar o primeiro passo. Então você começa a sua jornada. Você espera pelo melhor. E você fica com isso, todos os dias. Mesmo que esteja cansado, mesmo que queira desistir, você não desiste. Porque você é um pioneiro. Mas ninguém falou que seria fácil.”
 


Notas Finais


Eai pessoal,gostaram?
sexta que vem tem mais!!
Beijinhos <3<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...