História Preciso de você - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Tragedia
Visualizações 38
Palavras 741
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Nunca fiz algo assim, principalmente desse casal, espero que tenha ficado bom.
Apreciem e até a próxima, estrelinhas. ☄

Capítulo 1 - Capítulo Único


- Não devíamos estar aqui!

Enquanto ele se borrava de medo, ela apenas ria, um riso tão gostoso que contagiava quem ouvisse.

- Para de rir, você me irrita!

Ela parou um instante quase colidindo com ele, no trajeto. Ela o olhou divertida e expressou com a voz animada.

- Você me ama, que eu sei!

Ele fez uma careta, tanto pelo sol forte em seu rosto quanto pela prepotência dela em externar algo que um dia lhe fora tão íntimo e secreto. Lhe restou apenas suspirar.

- Só não mata a gente.

Ela o olhou divertida mais uma vez, a satisfação estampada em seu grande sorriso.

- Eu não vou fazer isso.

Escalaram mais algumas pedras debaixo do sol e com o sabor salgado do vento grudando em seus corpos. Enfim, chegaram ao destino.

Sakura olhou adiante, satisfeita, enquanto esperava Sasuke que vinha logo atrás.

- Esse lugar... - ele estava boquiaberto com tamanha beleza perante seus olhos. Tão deslumbrado estava que lhe faltaram as palavras.

- Lindo? Incrível? Sublime? - ela não precisava observar o seu rosto para saber o quando Sasuke se encontrava maravilhado. - Sempre quis que viesse aqui.

Ele a olhou, supreso.

- Por que?

Então, permitiu-se mirá-lo por alguns instantes. E depois o chão.

- Sabe essa sensação?

Ele ficou esperando pela resposta, enquanto ela desviava mais uma vez o olhar para o horizonte.

- É isso que eu sinto toda vez que estou com você. É algo nostálgico, intenso, libertador, desafiador. Toda vez que olho para baixo tenho a vontade de me jogar, sem medo. Porque é natural.

- Você é louca, isso sim!

Com as mãos cruzadas atrás das costas, apertou-as. Já esperava por isso, no fundo. Deu um riso triste.

- É isso que pensa?

Então, percebeu que o momento era sério, ela estava se declarando pra ele, de uma forma diferente, como nunca fizera antes. Dessa vez não tinha lágrimas, o coração dela não palpitava e o seu sorriso era mais libertador do que um dia imaginara ela expressando. Sakura era livre, e não precisava do amor dele para ser, mas optava por tê-lo.

- Sempre achei você fora do normal. - ela arqueou uma sobrancelha. Dessa vez ele não a olhava. - Inteligente mais do que qualquer garota que conheci, destemida, cheia de sonhos, mas que se comportava como alguém diferente do que deveria ser. Quero dizer, você é mais do que eu acreditava que fosse. E não precisa de ninguém pra ser o que quer ser. Nem mesmo de mim.

- É claro que preciso de você!

Sua voz se alterou um pouco.

- Não, não precisa. Você me quer ao seu lado, por opção e não por necessidade. E odiaria se fosse por um motivo como esse. Eu te amo porque você não precisa de mim e mesmo assim ainda me deseja como alguém para construir uma vida.

Segundos se passaram, o vento batia forte contra seus ouvidos, o cabelo de ambos eram jogados para trás com o rumo da ventania.

O horizonte praiano reluzia ao pôr do sol, imponente, belo e agitado.

Sakura usava um biquíni dar cor marsala, mesma cor do seu short. Ninguém os via ou sabia que estavam ali. Nenhum dos dois nem mesmo imaginavam o que aconteceria no fim daquela tarde.

Deram as mãos, cúmplices, cheios de vida e amor, como dois jovens apaixonados devem ser.

Então, algo aconteceu e tudo ficou escuro.
Quando Sasuke acordou, flashes se passavam, Sakura numa maca, completamente pálida e ensanguentada.

Ele se debatia e perguntava o que estava acontecendo aos policiais, que o seguravam.

Várias pessoas os cercavam, entre eles bombeiros, enfermeiros da ambulância e pessoas aleatórias.

Não mais estavam no penhasco, mas na parte de baixo, na praia.

Seus olhos repletos de lágrimas mesclavam com o seu rosto em confusão. Não conseguia ouvir sua voz, tudo se passava com numa cena de filme.

E mais uma vez tudo se apagou, sem forças seu corpo sucumbiu.

Dias depois, tudo havia sido explicado. Levaram Sakura, destroços de um avião levaram Sakura. Algo atravessou o seu peito, algo pontudo de um avião que havia explodido a pouca distância dos dois, no penhasco.

Sua cabeça ainda doía, não somente porque algo também atingiu sua cabeça, algo não fatal. Mas, também, porque chorara por dias seguidos. 

Levaram Sakura, e um enorme vazio ficou em seu peito.

Era verdade, ela não precisava dele, porém...

Ele necessitava dela para continuar lúcido...

... vivo. 


Notas Finais


Deixem um comentário e me façam feliz. :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...