História Precoce ( Versão Sasusaku ) - Capítulo 5


Escrita por:

Visualizações 110
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Sasuke


Sasuke Uchiha

 

Sakura e eu andávamos pelas ruas do bairro em silêncio depois da discussão na lanchonete.

 

Pra ser sincero, amo o silêncio, mas.... não o dela. Então decido quebrar esse silêncio todo de uma vez.

 

— Hmm.... muito obrigada por isso. — murmuro baixo sem olhar pra ela.

 

— Não precisa agradecer, Sasuke-kun! 

 

Ai eu amo quando ela me chama assim. Droga!

 

— Além do mais, eles me irritam. — olhei pra ela que sorri dando de ombros.

 

— Hm.

 

— Ah não! Não comece com esse tipo de conversa sem resposta! Você fez um pedido lá , não é? E presumo que não ou pagou.....— assenti concordando, e afundei minhas mãos no bolso da calça. — Quer ir pra minha casa e a gente come besteira por lá? Ai depois, minha casa é perto da sua....

 

Não tem ninguém em casa e ter a companhia dessa irritante e suas deliciosas comidas agora me parece um ótimo passatempo.

 

— Vamos pra sua casa.

 

E o sorriso aberto dela mostrando seus dentes brancos perfeitinhos ganhou ainda mais meu dia, me fazendo esquecer completamente dos babacas universitórios.

 

Aliás, quem são eles mesmo?

 

[....]

 

Chegamos na casa dos Haruno em poucos minutos, e logo na entrada sou barrado pelo gordo do gato dela que nomemos ser o Chidori, porque ele era rápido como um raio na hora da comida, e isso fica bem claro ao olhar pro tamanho da barriga do bicho.

 

— CHEGUEI MÃE!

 

— OI FILHA, OI SASUKE!

 

Por acaso já comentei o quanto os Haruno’s são escandalosos? Se não havia comentado antes, vocês acabaram de ter uma prova verídica dessa minha afirmação.

 

— Boa tarde sra. Mebuki! — comprimento a mãe de Sakura assim que ela aparece no meu campo de visão secando com o pano de prato, um prato.

 

— Aposto que vieram pra comer... — sorriu de canto e quase senti-me corar por ter sido basicamente descoberto afinal. — Sakura, a comida ta guardada no forno, pode pegar pra mim e servir o Uchiha?

 

— Hai, Okaasan!

 

Segui Sakura e mesmo com os protestos dela, a ajudei com as comidas e então almoçamos juntos na mesa enquanto conversávamos sobre coisas banais da escola e do nosso cotidiano — e as vezes a sra. Haruno entrava de repente na nossa conversa —.

 

Foi muito bom almoçar com a Sakura e a Mebuki por perto, mas — infelizmente — tinha que chegar logo em casa pra arrumar tudo antes dos meus pais chegarem e ainda fazer os deveres de cada e me aprontar psicologicamente pra amanhã saber quem será a minha dupla pro trabalho de física-químia.

 

— Eh.... então, Sasuke-kun....quem você acha que vai cair de dupla com você?

 

Sakura, por acaso você aprendeu a ler mentes enquanto assisti aqueles filmes de heróis da Marvel ou DC — sei lá — e não me contou?

 

Devo ter arregalado os olhos pela surpresa disso, porque consigo ver muito mais coisa....

 

— Ainda não pensei nisso, Sakura. — respondo depois de um tempo e encaro a rua, aonde nela se passava agora mesmo um carro prata.

 

— Ok! Qualquer coisa, eu....p-posso fazer com você. S-Sabe....a Hina disse que queria fazer com o Naruto.....então se der errado na divisão dos grupos você...vo-você....

 

— Podemos ser uma dupla, Sakura. De qualquer maneira, tudo depende da professora de química. — dou de ombros olhando pelo canto do olho pra ela.

 

— C-Certo. — ela estava corada, e quando ela fica assim.....fica mais fofa ainda. Nani? — Bom.....o-obrigada pela companhia.

 

— Nada. Eu que agradeço. Sem você, estaria comendo miojo no sofá sozinho assistindo algum filme brega e idiota na Tv. — digo e ela ri.

 

E como é bom ouvir essa risada! 

 

Eu deveria trair sua confiança e gravar escondido, ela rindo?

 

— Vou indo pra casa. Obrigada por tudo Sakura. — dei um rápido beijo na sua testa — ela é nanica perto de mim — e eu com toda certeza devo ter corado, então por isso mesmo me virei com extrema rapidez pra frente, para evitar que ela me veja vermelho e sai em rumo pra casa novamente, com a mochila nas costas.

 

Aliás, to carregando tijolos por acado?


Notas Finais


Espero que tenham goxtado :)
Já me adianto a dizer que terei que viajar durante um tempinho então sem atualizações, até lá — sexta — eu vou postando o max que posso ok? — menos amanhã tbm porque eu tenho vestibu pra fz —.
Kisses da Uchiha <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...