1. Spirit Fanfics >
  2. Predestinadas - Clexa >
  3. Predestinados(as)

História Predestinadas - Clexa - Capítulo 32


Escrita por:


Notas do Autor


E vamos de penúltimo cap !!

O próximo ainda não comecei a escrever, masssss vou tentar como falei antes terminar essa semana...

Boa leitura =)

Adios

Capítulo 32 - Predestinados(as)


Fanfic / Fanfiction Predestinadas - Clexa - Capítulo 32 - Predestinados(as)

"Cause all of me      Porque tudo de mim
Loves all of you        Ama tudo de você
Love your curves and all your edges     Amo as suas curvas e seus contornos
All your perfect imperfections"    Todas as suas imperfeições perfeitas
John Legend

 

POV Lexa

 

Nunca imaginei que uma obra dessa magnitude pudesse ser feita tão depressa, em três meses tudo já esta pronto. Hoje é o dia da inauguração é meu coração esta a mil com tudo.

O nome que Clarke sugeriu foi realmente ótimo, tem tudo a ver com nossa trajetória até aqui e acredito que de muitos jovens que nasceram com  poderes e isso tem algum significado.

Minha mãe participou ativamente na obra , usando todas suas técnicas e seu trabalho, colocando cada detalhe incrível ali. Nós visitamos algumas vezes pra ver o andamento, mas não vimos ainda o final de tudo, então já é de se imaginar como estou.

Depois de duas horas com as meninas no carro finalmente estamos virando a rua e indo ao destino do instituto. Aperto a mão de Clarke, ela está dirigindo com seu ray-ban típico e minha irmã e Raven no banco de trás.

— Preparada para fazer o discurso para a multidão Lexinha? — Raven estava me irritando o caminho inteiro, dizendo sobre meu discurso.

Por ser filha de Xavier, Mística me pediu para falar para os primeiros jovens e crianças que vão ficar aqui.

— Não enche Raven, minha mulher vai arrasar ! — Clarke disse sorrindo e retribui mandando um beijo e revirando os olhos para Raven.

Chegamos ao imenso portão de entrada, já de cara contemplei ali um detalhe arquitetônico de minha mãe, Indra arrasando como sempre. O mesmo se abriu e seguimos o caminho. Escutei Raven murmurar um “uau” impressionada com tudo, acredito que todas estavam assim.

No final do extenso corredor repleto de arvores ao redor e de muito verde estava a mansão, ou melhor aquilo parecia um castelo. Era dividido em pelo menos três complexos e não tinha ninguém por ali, já que todos estavam na parte de trás, nos aguardando.

Finalmente Clarke estacionou o carro e nos preparamos para descer. Fiquei alguns minutos me sentindo nostálgica por ter lembranças do antigo instituto e de meu pai. Espero que você esteja orgulhoso, onde quer que esteja. 

— Vamos passar pela parte de dentro da mansão, Mistica já avisou que eles estão no fundo e que fica melhor falar com todos pelo segundo andar — Falei avisando as meninas e entrelacei minha mão com a de Clarke finalmente adentrando.

E uau, eu não tinha palavras pra descrever o quanto aquilo era extraordinário. Uma mistura de tons de cores entre bege escuro e claro enfeitavam o primeiro cômodo e a enorme sala. Os moveis são harmônicos e dão um ar de se sentir em casa. Um enorme lustre me chamou atenção por não parecer tão moderno e isso deixou a grande entrada com um ar requintado.

Por ter convivido com minha mãe e ver inúmeros projetos que ela trabalhou , consigo ver o coração de Indra aqui dentro. O detalhe do carpete de madeira, o grande e moderno relógio de parede, janelas em formato trapezoidal e outras mais simples são vistas por onde andamos.

— Lexa isso ficou lindo, temos que agradecer Indra depois, minha sogra arrasou  — Concordei com Clarke e continuamos rapidamente a tour, não podia demorar muito então  infelizmente tivemos que passar rápido por ali.

Nos dirigimos ao segundo andar e encontramos o tal quarto que Mística falou. Ele é o maior da casa e tem uma sacada digna do seu tamanho. É ali que vou conseguir falar com todos que estão lá em baixo. Caminhamos até ela e quando  olhei não acreditei, pensei que não teria tanta gente assim, tem uma multidão ali e até um microfone improvisado esta aqui. Isso deve ter sido obra de Bonnie.

Depois de passar pela casa parece que o nervosismo se esvaiu e agora estou em êxtase, deve ter no mínimo umas 100 pessoas ali em baixo. Levo meus dedos ate o microfone verifico se está ligado e  dou uma batidinha chamando a atenção das pessoas.

Passei os olhos pelas pessoas ali e pude ver nossos amigos e minha mãe perto deles, era ate engraçado ela rodeada de pessoas com poderes e estar tão calma, já que no dia do almoço ela insistiu em dizer que estávamos com algum tipo de alucinógeno em mente. A lembrar daquele dia me fez olhar novamente para meu dedo anelar e vislumbrar o anel que estou usando, e relembrar o quanto foi incrível aquele dia e escrever nossa trajetória ate aqui.

Respirei fundo e antes de começar escutei os pensamentos de Clarke me incentivando e dizendo que me ama.

— Estou muito feliz de receber todos vocês aqui, não imaginava que teria tanta gente e isso me deixa mais contente ainda. Por vocês acreditarem em algo que meu pai começou e que por tantos anos deu certo, até que um dia isso foi interrompido mas não foi perdido e nós somos provas disso, meu pai deu a vida por esse lugar e por nós então nada mais justo que retribuir e reconstruir algo que ele acreditava — Fiz uma pausa e rapidamente continuei — É com muito orgulho que inauguramos hoje o instituto Predestinados, não é só uma escola pra jovens e crianças e sim um lugar pra vocês chamarem de lar. O mundo já não é mais como antes e agora não temos mais  ninguém nos perseguindo ou nos usando como experimento, hoje somos livres , como meu pai me falou um dia a vida é mais do que apenas sobreviver e é isso que estamos oferecendo pra vocês hoje. Tenho que agradecer meus amigos e minha família, sem eles nada disso seria possível não chegaríamos ate aqui. Passamos por muita coisa, mas hoje posso dizer com certeza que vivemos momentos de paz então por isso quero dar boas vindas e no mais aproveitam a festa de inauguração! — Falei animada.

Ouço aplausos e vejo minha mãe chorando, a Indra não chora que assim vou acabar deixando a pose que estou sustentando daqui de cima.

Sinto Clarke me abraçando de lado e logo sinto as duas loucas se jogando entre nós.

* * * * *

— Esse dom de discursar já estava no seu sangue mesmo hein Woods.

Vejo Bonnie ao lado de Enzo, tenho que concordar com ela, parece que nasci com isso já enraizado mesmo. Coisas dos meus pais de sangue.

— Obrigada Bonnie, aproveitem a festa e obrigada por tudo aqui, ficou incrível.

— Não precisa agraceder é incrível o que estão fazendo por todos eles.

Ela fala e fico olhando aquelas pessoas confraternizando e conversando sobre seus poderes e trocando palavras de vivencia.

Me despeço dos dois e falo com algumas pessoas. Conheci jovens com dons incríveis, como super velocidade – ate mesmo mais rápido que os vampiros isso vai ser bom para implicar com Raven – uma jovem que consegue controlar o tempo, entre outros.

O dia no instituto passou tão rápido e foi tão agradável que a noite chegou e ao menos notamos. Passei a maioria do tempo explicando como ia ser o funcionamento do instituto para os jovens e crianças, teremos alojamentos separados por idades e vamos observar de perto o desenvolvimento de seus poderes, claro com os professores específicos nos ajudando em tudo.

Como ainda estamos na faculdade não vou conseguir ficar o tempo todo aqui, então vamos intercalar nossas visitas e ficar ao máximo no final de semana aqui.

E sobre a nossa “incrível mala do tempo” ainda não decidimos  se vamos usa-la ou quando ... isso ainda vai ser um assunto para outro momento.

— Nossa gente meus pés estão me matando — Raven reclamou se jogando em uma poltrona do apartamento.

— A por favor Rae  você pode muito bem ficar de pé durante semanas e nem sentir nada , eu que estou aqui morrendo e preciso de massagem urgentemente — Minha irmã falou mais dramática ainda pulando no cole de Raven que gargalhou.

— Ai amor as vezes eu esqueço que sou tão poderosa assim, bem que você gosta dessa minha resistência ne — A vampirinha falou fazendo cocegas e beijando digamos que mais ousada minha irmã.

— Olha não sou obrigada a ver vocês quase transando ai na minha poltrona não hein — Falei já irritada, era minha poltrona favorita.

— Ah Lexinha você já tem umas cinquenta poltronas naquela mansão e eu sei que vocês tem uma casa ali perto, então isso tudo aqui agora me pertence.

As vezes quero jogar Raven na parede. Poderia fazer isso agora com meus poderes, mas minha irmã iria sofrer uma queda nada agradável.

Revirei os olhos e fui procurar Clarke pela cozinha. Minha loira estava preparando pizza pra gente fazer uma noite das garotas aqui no meu apartamento, não tão meu agora.

A abracei por trás cheirando seus sedosos cabelos loiros.

— Oi amor estava pensando em algo aqui sobre nosso casamento — Minha loira falou animada.

A ainda não tínhamos uma data certa, mas já estávamos fazendo planos sobre tudo.

— O que estava pensando vida — Perguntei e tive que me afastar já que ela foi colocar a pizza no forno e fiquei sentada na bancada, vendo-a desfilar pela cozinha. Gostosa.

— Eu não quero esperar tanto sabe, nós já temos onde morar e daqui a pouco terminamos a faculdade e vamos conseguir um tempo maior pra se dedicar ao instituto, então o que proponho e que a gente se case ainda esse ano o que me diz?

— Mas isso nos da só três meses ... — Falei repassando em mente tudo que teríamos que ver do casamento.

— Tem alguém que conhece muita gente pela cidade se é que você me entende e ficou feliz em nos ajudar com isso, diria que feliz ate demais. Até  Bonnie ficou surpresa com isso ! — Falou rindo e não aguentei e fui dar um beijo naqueles lábios.

— Então se é assim você vai ser minha em três meses, esteja preparada me esperando no altar Griffin !

 

∞  ∞  ∞  ∞  ∞ 

 

3 meses depois

 

Pov Lexa

 

Estar nervosa no dia do seu casamento é completamente normal, mas eu não estou somente assim. Eu estou surtando no quarto e estou literalmente quase matando uma pessoa. Quem é essa pessoa? Ninguém menos ninguém mais que RAVEN, uma das madrinhas do casamento.

Simplesmente essa maldita vampira teve a incrível ideia de transformar minha irmã, isso mesmo MINHA IRMA em sanguessuga dois dias antes do nosso grande dia ! Agora imagina como está minha mente, se Octavia atacar alguém aqui no casamento vai ser um desastre total.

E o pior foi a justificativa da mesma, dizendo que foi culpa de Octavia que “jogou baixo” fazendo greve de sexo por dois meses ate ela ser “obrigada” a transforma-la. Se ela não fosse a melhor amiga da minha loira e namorada de O. eu juro que iria joga-la por alguns metros, tipo da janela do apartamento.

— Raven. Eu. Vou. Matar. Você ! — Falei o mais ameaçadora possível e pela primeira vez vejo Raven me olhar amedrontada.

— Lexa sua irmã esta bem, ontem nos alimentamos não vai acontecer nada eu prometo — Neguei com a cabeça levantando com o vestido e todo o traje do casamento já em meu corpo. Estou com Raven sozinha em um dos quartos da casa de praia de minha mãe.

— Você não poderia esperar três dias pra fazer isso Raven !! — Gritei mais estressada ainda.

Queria avançar no pescoço dela, ate parece que tenho instintos assassinos.

Vejo a porta se abrindo com tudo e minha mãe entrando.

— Que gritaria é essa Alexandra?! – Fala me repreendendo — Assim vai acabar com sua maquiagem minha filha.

— Mãe a Raven ela... — Fui interrompida.

— Não interessa minha filha, você vai respirar e se acalmar agora. Hoje é o dia do seu casamento então faz o que estou mandando.

Indra usando esse tom é impossível não obedecer. Vejo Raven saindo dali rapidinho e me deixando com minha mãe para fazer os toques finais e finalmente caminhar ao encontro dela. Minha Clarke.

— Filha nunca vi um casamento tão lindo assim , aquele homem conhece mesmo pessoas, alias adorei conversar com ele. Um cavalheiro além de muito charmoso — Indra falou suspirando — Seu pai ficou ate com ciúmes. — Fingiu se abanar agora.

— Mamãe por favor menos.

O homem que minha mãe falava era alguém que minha loira comentou que queria ajudar no nosso casamento. E essa pessoa ou sei lá o que ele é, era Lúcifer. Isso mesmo quem planejou a maioria do nosso casamento foi Lúcifer e a prima de Clarke.

Claro que não contei pra mamãe sobre ele ser realmente o Lúcifer, já foi difícil pra ele saber sobre poderes e vampiros e outros seres... Imagina saber que realmente Lúcifer estava aqui no nosso casamento e que ele era o homem que ela falava admirada. É melhor nem pensar no que podia acontecer.

— Mamãe como ela está? — Perguntei olhando mamãe do espelho que arrumava alguns fios teimosos do meu cabelo. Eu lá quero saber do Lúcifer quando tenho Clarke Griffin me esperando no altar? Exatamente não mesmo.

— Ah filha ela esta tão linda e com uma luz, eu estou muito feliz por vocês ! — La vai Indra Woods começar a chorar.

— Oh mamãe não chora assim vou acabar fazendo o mesmo e estragar tudo — Falei a abraçando apertada sentindo o caloroso dos braços da mulher que me criou.

— Chega chega chega, seu pai está esperando pra te guiar vamos logo antes que eu me derrame mais aqui — Concordei com ela e fomos ao encontro do meu pai.

Outro este que chorou também quando me viu vestida.

O dia estava perfeito, ainda bem já que casamento era na praia ao ar livre.  Lúcifer não inventou que era o cara que ia nos casar, ele deixou essa missão com seu irmão. Um negro muito bonito e simpático, que parecia mais sensato que ele.

Caminhamos para o local da praia, foi quando comecei a ver toda a decoração e minha surpresa foi enorme com aquilo tudo. Tudo era puro requinte e parecia algo de cinema de tão surreal.

Uma composição harmônica desde o corredor repleto de flores brancas , as cadeiras, até o pequeno altar adornado de madeira, com um arco em forma retangular rodeado de mais flores. A decoração era um misto de azul marinho, com branco. Coqueiros naturais enfeitavam o ambiente. Ao fundo não muito distante estava aquele mar maravilhoso de Los Angeles, a brisa tocando minha pele e meu coração errando batidas quando fitei Clarke.

Ela estava linda, maravilhosa , perfeita.

Seu vestido branco na parte de cima tinha um generoso decote, dando destaque aos seus avantajados seios. Ate metade de sua cintura ele tinha detalhes em transparência deixando aquele traje ainda mais belo. Na parte de baixo uma fenda lateral do lado direito, acompanhando toda a extensão de sua perna ate um pouco mais da metade da coxa. Ela parece uma sereia, se elas fossem reais eu diria que Clarke é uma nesse momento, que nem precisa de um canto pra me levar onde quiser, vou ficar feliz de ser arrebatada por ela.

Assim como eu ela esta descalça, nem tem porque vestir um salto nesse momento. Eu quero sentir meus pés nesse chão e sentir as pequeninas areias me tocando. Só agora reparei em Amenadiel* no altar com ela. O irmão de Lúcifer sustenta um belo terno impecável  com o paletó bege e camisa branca. Essa família é puro charme.

Escuto a introdução da musica no piano iniciar e agora toda a atenção é voltada a mim. Seguro firme no braço de papai e me sinto flutuando dando os primeiros passos. Na parte localizada estão os músicos e uma cantora que fez os convidados ficarem eufóricos. Imagina no seu casamento a música introdutória ser cantada pela Rihanna, exatamente ela. Lúcifer conseguiu esse feito e pelo que fiquei sabendo não foi difícil já que eles se conheciam muito bem e ela ficou surpresa quando soube que seria o nosso casamento.

As primeiras palavras de All Of Me são proferidas pela voz daquela musa e estou agora na metade do caminho para chegar ao lado de Clarke.

Já vejo alguns convidados chorando - como minha irmã e Raven segurando as lagrimas se fazendo de difícil - Clarke tem um brilho como nunca vi antes, e ela me manda uma piscadela quando chego ao altar.

“Cause I give you all of me

And you give me all of you”

 

‘Porque eu te dou tudo de mim

E você me dá tudo de você’

 

O último verso foi cantado e agora estamos uma de frente para a outra.

— Pelo poder que me foi concedido já que sou um anjo — Amenadiel engrossou a voz  falando e todo mundo riu, pena que alguns não sabem que é verdade — Então como estava falando eu fico feliz de realizar o casamento e a união dessas duas almas predestinadas.

Ele falou mais algumas coisas sobre união e casamento.

Agora Clarke Griffin, você aceita Alexandra Woods como sua esposa e todo aquele bla bla bla — Todo mundo riu novamente. Esse casamento já esta sendo épico.

Eu estava com dor no maxilar de tanto sorrir fitando Clarke.

— Sim eu aceito — Minha loira falou animada.

— E você Alexandra, aceita Clarke como sua esposa ? — Indagou o anjo.

— É claro que eu aceito! — Praticamente gritei. Me julguem.

Trocamos as alianças e eu me segurei para não agarrar Clarke antes da hora.

— Então eu as declaro casadas, agora sim podem se beijar — Finalmente.

O momento mais feliz de minha vida estava acontecendo. Sabe quando  seu coração batedescontroladamente, quando você tem olhos somente em uma direção, quando seus pensamentos se perdem e tudo que você consegue enxergar, sentir, tocar , olhar , amar é algo ou alguém... sim estou vivendo isso. E o meu momento é ela, meus sentidos são dela, minha vida e minha alma é completamente de Clarke Griffin. Até no fim do mundo eu a amaria. E tenho certeza dessa reciprocidade.

Quando nossos lábios e nossas línguas se encontram naquele beijo carregado de emoção partilhamos tudo que sentimos. Eu queria morar naquele beijo, viver naquele momento pra sempre.

Nos separamos porque é necessário, temos convidados e uma festa para curtir, para depois ter um longo e divino momento só nosso.

 

∞ ∞ ∞ ∞ ∞

— Meninas nunca vi um casamento como esse antes ficou tudo perfeito — Magnos falou animado enquanto bebia uma taça de champanhe, acompanhado de seu namorado Alec Lightwood um lindo jovem. 

Já estávamos no “salão” montado ali perto da praia. Mais uma peripécia de Lúcifer com Bonnie, dessa vez com toques de Indra e Abby. O bar improvisado ficou incrível e um mini palco para os cantores também. Rihanna ficou um pouco mais e cantou outras musicas, mas tinha um compromisso e infelizmente teve que ir embora.

Agradecemos o elogio do feiticeiro e resolvemos sentar um pouco. Estava trocando um beijo com Clarke quando vejo Raven com minha irmã ocupando cadeiras ao nosso lado.

— Gente até  agora não acredito que a Rihanna estava mesmo aqui isso foi tão  foda. Monty e Bellamy pediram tantos autógrafos para a coitada que quase os soquei — Isso foi minha irmã falando.

— Coisas de Lúcifer — Minha loira falou rindo — Aliás Octavia a imortalidade lhe caiu bem você está  ainda mais linda.

Clarke estava me irritando quando contei sobre meu surto com Raven. Ao contrário  de mim ela disse que confiava plenamente na amiga.

— Eu ainda quero te matar Raven — Falei, mas no fundo não estava mais brava.

Ficamos mais um tempo ali trocando conversas, o grupo de nossos amigos – tanto os que tem poderes e nossos amigos da faculdade se juntaram a nós na pista de dança – e outro momento cômico foi quando Bellamy resolveu convidar Maze sim aquela mulher que era outro demônio para dançar.

Eu pensei que ela ia dar um fora nele, mas por incrível que pareça a mesma aceitou e agora eles estão se esfregando na pista. Argh nojentos.

— Hum parece que alguém vai se dar bem hoje — Lúcifer chegou ao nosso lado requebrando na pista e vi de longe mamãe olhando enquanto meu pai estava distraído.

— Só espero que ele sobreviva depois disso — Brinquei e homem demoníaco caiu na gargalhada.

— Ela está de bom humor, mas vai cansar seu amigo como nunca antes pode ter certeza — Fiz uma careta pra não pensar em suas palavras.

O restante da festa transcorreu bem, ficamos até a madrugada até não aguentar mais ali.

∞  ∞  ∞  ∞ ∞

Dormimos na casa de praia e agora estamos terminando de arrumar tudo para nossa viagem.  O primeiro local da nossa viagem será Quintana Roo e depois vamos para outro extremo curtir a neve em St. Anton.

Fechamos tudo nos despedimos de quem conseguiu acordar e já estamos a caminho do aeroporto.

— Nós conseguimos amor, não tem nada que impeça nossa felicidade agora — Clarke falou enquanto eu fazia um carinho em seus cabelos, ela  estava deitada em meu ombro.

— Conseguimos vida, eu estou tão feliz. Nunca senti algo assim antes, estou exatamente onde eu quero estar.

 


Notas Finais


* Amenadiel e Maze , personagens da serie Lúcifer.

"estou tão feliz. Nunca senti isso antes. Estou exatamente onde queria estar... " Filme = Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças.

Fiquem bem e fiquem em casa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...