História Predestinados - Kim Taehyung - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Kim Taehyung
Visualizações 7
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabs, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Chung-hee

— Estou em casa! — Falei trocando meu tênis e entrei na cozinha vendo a minha mãe lavando a louça.

— Chegou cedo, filha. — Minha mãe me olhou. — Como foi lá?

— Ah normal... Um garoto deu uma bolada na minha cara. — Dei de ombros abrindo a geladeira e pegando uma maçã.

— Você e sua sorte com esportes. — Ela riu. — Tome um banho e se troque para jantar, seu pai já vai descer do escritório.

— Ne... — Olhei para ela. — Sabia que há dormitórios lá na escola? Eu tenho um, mas não sei se quero dormir lá.

— Por que não? Assim você se adapta mais aos seus novos colegas. — Ela sorriu. 

— É, pode ser. — Dei de ombros. — Vou fazer uma mala para levar então.

— Não demore, a janta já está quase pronta!

Subi correndo as escadas e entrei no meu quarto, e tranquei logo a porta suspirando. Estou morrendo de cansaço... Joguei a minha mochila na cama e fui direto para o banheiro já me despindo, logo entrei embaixo dá água fria acordando imediatamente. Depois de alguns minutos saí com a toalha sobre o corpo, e coloquei meu pijama preto. Como eu tinha que fazer a mala para amanhã abri meu guarda roupa e joguei várias e várias roupas em cima da cama, e rapidamente arrumei tudo dentro da mala.

— Se faltar roupa eu pego mais depois... — Estava fechando a mala quando ouvi um barulho de notificação no meu celular.

Vi que tinha sete notificações do Facebook, e sem entender nada coloquei a senha no celular e abri o meu Facebook.

Solicitação de amizades:

Kim Taehyung

Jungkook

Jimin

Yoongi

Jin

J-hope 

Nam-joon 

— Aish... Sério isso? — Revirei os olhos. — Por que não, né?

Aceitei todas as setes e coloquei o meu celular em cima da minha cama, e saí do quarto indo para a cozinha. Quando cheguei meu pai já estava lá conversando com a minha mãe.

— Anyoung, appa. 

— Anyoung, Chung. — Ele veio até mim e me abraçou. — Como foi seu primeiro dia, filha?

— Cansativo e dolorido.

Ele olhou para a minha mãe sem entender e a mesma fez movimentos com a boca falando "bolada". Na mesma hora ele riu mas tampou a boca quando viu que eu estava olhando para ele. Todos os três sentaram na mesa e começaram a comer a famosa macarronada com pasta de feijão que minha mãe fez.

— Querido, Chung vai dormir nos dormitórios do colégio a partir de hoje. 

— Não sabia que tinha dormitórios lá... — Ele me olhou e eu só dei de ombros. — Já fez a mala?

— Ne... — Continuei comendo enquanto eles perguntavam sobre meu dia.

Estava calmamente comendo meu macarrão até que a minha mãe vira pra mim e pergunta uma coisa que fez eu me engasgar.

— Umma! — Olhei para ela. — Por que está perguntando isso?

— Não posso saber se você achou algum garoto bonito? — Ela arqueou uma sobrancelha e meu pai olhou para ela.

— Por que quer saber isso, querida? 

— Ah por favor, nossa filha já está com 16 anos e nunca teve um namorado! — Ela bufou e comeu mais de seu macarrão.

— Isso não quer dizer que eu precise ter agora... 

Por incrível que pareça a imagem daquele grupo de sete garoto vieram a minha mente, principalmente o rosto do V... AISH!

— Então, Chung. Há algum garoto bonito lá? — Minha mãe chegou mais perto para ouvir a minha resposta.

— AISH! — Levantei em um pulo e peguei a minha tigela colocando dentro da pia. — Boa noite para vocês, pra mim já chega de perguntas!

Subi correndo as escadas e entrei no quarto trancando a porta imediatamente. Aquela mulher é maluca... Fui até a minha cama pegando o meu celular e me jogando na mesma, abri o whatsapp e vi que tinha mensagem da minha amiga do Brasil.

Layla; Como está sendo ai, Chung? Divertido? Na sua escola tem algum coreano bonito? Me dê notícias! Beijos!

A minha amiga é igual a minha mãe, meu Deus...

Chung-hee; Está sendo legal, lembra que já vim aqui quando era menor? Não mudou nada que eu me lembre. E não há nenhum garoto não, aish. Parece a minha mãe! Estou com saudades :( beijos!

Desliguei o celular e suspirei olhando para o teto. O que resta agora é dormir mesmo...

[...]

Acordei novamente às 6 dá manhã mas dessa vez me arrumei mais rápido, e em pouco tempo já tinha chego a escola. Já que eu estava com uma mala bem pesada em mãos, fui direto ao meu dormitório e quando abri fiquei surpresa. Parecida meu quarto só que com duas beliches e não era rosa igual ao meu papel de parede. Deixei a minha mala no lado da primeira beliche, e fiquei andando pelo quarto vendo tudo o possível. Depois de um tempo arrumei as minhas roupas no guarda roupa e guardei a minha mala logo saindo do quarto. Logo que eu saí a porta em frente a minha abriu, e eu dei de cara com uma menina baixa.

— Oh... Anyoung haseyo. — Ela abaixou a cabeça rapidamente.

— Anyoung haseyo. — Fiz a mesma coisa e a olhei. — É seu quarto? Acho que somos vizinhas.

— Sim, é o meu. — Ela deu um sorriso tímido? — Você é a novata, certo?

— Sim, sou Chung-hee. E você?

— Eun Bong Hee. — Ela me olhou finalmente e vi que era bem bonita e fofa. — Tem aula de que agora, Chung-hee?

— Ahn... — Olhei no meu horário e vi que era artes. — Artes e pode me chamar de Chung.

— Ok, me chame de Eun Bong ou Bong Bong. Como preferir! — Ela deu de ombros. — Tenho artes agora também, vamos juntas?

Começamos a andar juntas pelos corredores até encontramos a sala, e quando entramos ainda estava vazia. Me sentei ao lado da Eun Bong, e começamos a conversar coisas aleatórias. Enquanto conversávamos meu olhar se direcionou para porta, e vi os setes meninos entrando. Não sei porque continuei encarando, mas quando o Taehyung me viu começou a andar na minha direção.

— Anyoung haseyo, Chung! — Ele se encostou na minha mesa me olhando.

— Anyoung haseyo... — Cerrei os olhos olhando para ele.

— Sabe, quero te recompensar pela bolada de ontem. Que tal ficar comigo e com o pessoal no intervalo?

— Como isso seria "recompensar"? — Cruzei os braços. — E eu já aceitei as desculpas.

— Eu sei, eu sei. Mas mesmo assim eu quero. — Ele sorriu sem mostrar os dentes. — Bom, me encontre no intervalo.

Ele desencostou da minha mesa e saiu, mas antes de ir embora se virou novamente.

— Você pode ir também. — Ele se direcionou a Eun Bong. — Acho que ela vai se sentir estranha no meio de sete garotos...

Ele piscou para mim e voltou para seus amigos, e os mesmos estavam com a cara de supresos.

— Aish... Que garoto estranho. — Olhei para a Eun Bong que me encarava com um sorriso de lado. — O que foi?

— Acho que ele está afim de você, nunca o vi convidando outra dessa escola para sentar no grupo deles.

— Grande coisa... Nem sei o que essas garotas vêem neles... 

— Ah cá entre nós, todos são extremamente bonitos. Mas o que me chama mais atenção ali é o Yoongi, ou como todos chamam, Suga. — Ela olhou para ele do outro lado e ruborizou.

— Então quer dizer que você gosta dele? — Sorri de lado para ela.

— Ne... Mas ele nunca iria se interessar por mim. — Ela suspirou.

— Vamos ver... — Me indiretei na mesa e ela me olhou assustada.

— Chung, o que você quer dizer com isso?

— Você verá... — Sorri para ela.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...