História Predestinados - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Personagens Originais
Tags Nono Yakushi, Romance No Mundo Ninja
Visualizações 5
Palavras 1.924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo 11 com muitas surpresas! Tem muito mais ainda^-^ Confira! ^-^

Capítulo 11 - Uma Tarde Nas Águas Termais


Fanfic / Fanfiction Predestinados - Capítulo 11 - Uma Tarde Nas Águas Termais

Chegamos as fontes termais, kabuto me entrega um dos ingressos vip, vamos na recepção onde uma senhora nos recebeu, ela olha os ingressos, pega uma chave e faz um sinal para nós a acompanhar, subimos as escadas de madeira, seguíamos pelo corredor extenso com muitas portas, ela para em uma porta com uma plaquinha com o número 3, destranca e fala:

 -Bom, este é o quarto de vcs, tem uma piscina de águas termais, sofá, geladeira com frutas, outras comidas, banheiro, área de yoga, se precisarem ou tiverem dúvidas liguem para mim do telefone do quarto, vcs ficam até a meia noite de hoje e tem mais 12 horas do dia seguinte que vcs podem usar quando quiser, vindo aqui e passando 12 horas ou menos, hai? Sorrimos e falei: 

-Hai! Obrigada! Ela entrega a chave pra mim e vai andando pelo corredor, acena, diz pra aproveitarmos bem. Entramos, tranquei a porta, kabuto olha tudo maravilhado assim como eu, corremos até a piscina que ficava logo na frente, o piso era de madeira polida assim como as paredes e o teto, luzes brancas suaves iluminavam a meia luz o ambiente da piscina que emergia uma nevoa levemente morna pra quem chegasse na borda, a piscina tinha 70 centímetros de profundidade era pequena, dava uns 2 metros de largura, era redonda, kabuto me olha tirando a bandana e fala:

 -Kayna-kun...qual será a temperatura da água? Eu falo mostrando o regulador de temperatura:

 -Aqui tem esse botão giratório que controla a temperatura da água, agora a temperatura está 32 graus, está morna e deliciosa. Ele deixa a mochila no sofá, tira uma toalha branca, põe nas costas em seguida tira as sandálias e fala:

 -Umm a água deve estar ótima kayna-kun! Eu já vou entrar...vc vem? Eu falo: 

-Eu vou sim, só...preciso ir no banheiro tirar essa roupa e pegar a toalha. Dou um sorriso, ele sem jeito tira a camisa fica só de bermuda, pendura a toalha próximo a piscina, entra na água que vai até seu pescoço, ele me olha e sorri falando:

 -Kayna-kun está muito gostosa a água...nossa bem morna! Eu falo: 

-Que bom! Vou me apressar! Eu me fecho dentro do banheiro tremendo de timidez, estava nervosa, eu ia ficar de biquini e se ele me olhar? Aii! Será que devo mesmo entrar naquela piscina? Um impulso me fez tirar a roupa, por um roupão de banho, saí do banheiro, eu tremia a cada paço ele me olhou e falou: 

-Vem kayna-kun! Está muito gostoso! Eu sorri, fui na geladeira, peguei algumas frutas e fui pra beirada, desamarrei o roupão, pendurei ao lado da toalha de kabuto, botei o pé na água a temperatura estava ótima, entrei ficando ainda de pé, passei a mão na água e falei:

 -Puxa kabuto-kun a água está ótima mesmo, vamos relaxar! Eu olho pra ele, fico vermelha quando vejo sua expressão facial, ele me olhava sem piscar, com os lábios entreabertos como se não acreditasse no que estava vendo, ele estava surpreso, surpreso até demais, me sento de frente pra ele, encosto as costas na beira da piscina, a água estava acima dos meus seios, olhei pra minha forma na água, meus seios estavam desenhando o biquíni. Olho kabuto, ele está muito vermelho nas maçãs do rosto e falo: 

-Kabuto-kun...tudo bem? Ele demora um pouco e gagueja: 

-H-hai! K-kayna-kun...estou gostando, m-muito! Eu pego um cacho de uvas verdes, tiro uma por uma, vou comendo devagar, ele umedece os lábios, não tirava os olhos de mim e aproximo uma uva de seus lábios ele come, eu falo:

-Kabuto-kun...gostou do meu biquíni? Eu sorri, ele ainda vermelho fala: 

-Eu nunca...tinha visto vc de biquíni...É muito linda! Eu ri, dividimos o cacho de uva e outras frutas, conversamos, até que ele me olha sexy e fala: 

-Kayna-kun...posso fazer uma massagem em vc? Eu fico muito vermelha, ele abre um sorriso ainda maior eu ri tímida e falei: 

-Pode sim, kabuto-kun. Eu me viro de costas pra ele, me debruço na beira da piscina, apoio a cabeça nas mãos, fiquei ansiosa por seu toque até que sinto seus dedos, suas mãos deslizavam por meus ombros e desciam pelas costas, até pararem em meus quadris, onde sobe para os ombros novamente, me surpreendi com sua respiração em meu ouvido esquerdo, ele fala baixinho:

 -Vc precisa ficar deitada, reta e deixar as costas livres pra eu massagear. Peguei meu roupão botei embaixo da cabeça, descansei a minha face e os braços ao redor da cabeça, me debruçando na borda. Ele tirou os óculos, me entregou-os e eu botei junto do meu rosto, ele começou a massagear meus ombros, depois o pescoço onde eu não conti um gemido de dor e de prazer, eu amava massagem, sua respiração fica profunda, dava pra sentir o vento em minhas costas e ele falou baixinho: 

-Estou fazendo muito forte? Eu confesso que eu estava sentindo meu corpo esquentar, queria muito mais que só aquela massagem e falo: 

-Não está forte, está...gostoso...eu gosto quando os músculos doem quando você os toca relaxando eles. Ele sorri sexy, virei a cabeça para olhar seu rosto, ele me olhou tão...devo dizer sexy! Além de muito atraente, seu sorriso tinha covinhas, seu rosto estava corado, suas franjas cinzas caiam em seus olhos, seu cabelo amarrado caía nas costas bem definidas, dava contraste à sua pele clara, macia e linda, ele sem óculos é ainda mais lindo e falo: 

-Onde aprendeu a fazer massagem? Ele ri de um jeito tão gostoso que meu rosto esquenta mais, ele diz: 

-Eu estava no corredor da ala 5, kakashi passou andando com orochimaro e me escondi atrás da porta do meu quarto, ouvi eles passarem e saí, quando olhei pro chão havia uma revista laranjada com um sinal de proibido na parte de trás da capa, na capa tava escrito: "Os amores de um ninja" Havia também o nome do escritor era Jiraya, o sennin lendário da folha, eu li só até a metade, era um personagem totalmente vaidoso que conquistava várias meninas da forma mais...na minha opinião suja, sabe, eu peguei só as partes boas da leitura, como essa massagem...entendi também algumas coisas sobre as mulheres. Minha boca estava aberta, eu estava perplexa, ele era tão tímido, agora parece tão...esperto, ele mudou, ele cresceu. Eu falo: 

-Ah...e...kabuto, vc ainda tem a resvista? Ele fala:

 -Não, naquele dia eu li atrás da porta do quarto onde ninguém podia me ver, a luz da janela ajudou, ouvi paços rápidos e joguei a revista de volta por que poderia ser o dono atrás dela, me escondi atrás da porta de novo e kakashi vem correndo com orochimaro, pega a resvista, os dois estavam falando que iam ter mais cuidado com essas revistas...e é isso kayna-kun. Eu fiquei perplexa, rimos muito dos dois, kabuto vira meu rosto de volta a posição, voltando a fazer massagem, depois de um tempo em silêncio ele fala: 

-Vc precisa relaxar ao meu toque...eu toco e vc retrai...relaxa...sente meu toque, tenta sentir se minha mão está quente ou fria assim pode relaxar. Eu consigo, ele dá vários apertões em minhas costas, logo termina a massagem, me viro de frente ainda deitada na borda, dou de cara com seu rosto bem pertinho do meu, suas mãos se apoiavam na borda da piscina, uma de cada lado do meu corpo, olhei em seus olhos, sua fraja encostavam em minha testa, nesse momento ele me beija, me abraçando forte, não resisto, eu retribuo o beijo, ele move os lábios, saboreando os meus, nossas línguas se entrelaçam, eu agarro suas costas, ele segura minha nuca e aperta seus lábios nos meus, meu corpo esquentou, soltei um gemido entre nosso beijo, ele foi beijando bem devagar até um estalo separar nossos lábios, ele suava estava corado e levemente ofegante, seus olhos ainda estavam fechados, mais depois de uns segundos se recuperou e os abriu, sorriu se sentando do meu lado, eu me sento também e penso como eu pude sentir uma coisa tão forte ao beijar ele...uma uma atração muito grande. Olho pra ele que pega minha mão, brinca com meus dedos e fala:

 -Gostou da massagem? Eu falo: 

-Amei! Se todas forem com beijo eu quero todo dia pra sempre! Ele abre um sorriso bem grande e fala: 

-H-hai! Eu farei sempre! Eu tive a certeza que íamos acabar namorando, tremi com o pensamento, mergulhei na água pois estava suando, deixei meu corpo boiar emergindo na água, kabuto me olhava sorrindo, se deitou também e acabamos brincamos na água de imobilizar, ele perdeu por que usou um kage-bushin. Curtimos bastante a piscina, saímos pra uma partida de chouji no sofá valendo desafios tipo, ele falou que se ele ganhar, vai querer fazer treinamento comigo por uma semana no dia que formos ficar juntos, eu ri, de contraproposta, falei que se eu ganhasse, ia querer massagem nos pés. Jogamos, peguei uma barca de sushi na geladeira, molho tarê e comemos, eu amo sushi. Terminamos as partidas, era de noite, guardamos tudo, pulamos na piscina de água morna pra mais um banho, brincamos de quem ficasse em pé na piscina ganhava, agitamos a água derrubando um ao outro. Ficamos cansados, ninguém ganhou, saímos da piscina e tomamos banho na ducha, depois disso ele saiu pra eu trocar de roupa, saímos do quarto, entregamos a chave pra recepcionista que anotou as horas que ainda tínhamos no cartão vip e nos deu de volta dando boa noite. Fomos conversando pela rua, tivemos uma longa caminhada e chegamos na minha casa, entramos, fui direto pro meu quarto fechei a porta, como era cedo pra se arrumar pro jantar às 20:30 no Ichiraku ramen com orochimaro e kakashi, eu vesti um sobretudo com uma blusinha sem sutiã só de calcinha por baixo, eu amava dormir assim, ainda faltavam duas horas pro jantar, eram 18:30 ainda. Resolvi fazer brigadeiro com frutas e assistirmos um filme na TV, nos sentamos no sofá e ele fala: 

-Qual filme vamos assistir? Eu falo:

 -Interestelar...conhece? É de ficção científica, o preferido de nós nerds, é como um documentário, mais é filme mesmo. Ele sorri e fala: 

-Eu gosto de ficção científica...e mistérios do Universo, outras civilizações e até outros mundos que nem conhecemos, mais existe e está lá...ouvi boatos que a kaguya pode se mover para milhões de dimensões e que o kakashi tem o kamui...um tipo de kekê-genkai do Óbito e também pode se mover pra uma dimensão. Eu falei surpresa:

 -Eu também ouvi sobre isso, é o olho que ele esconde embaixo da máscara, esse filme fala de dimensões também... fala também, que vc tem que assistir e parar de me manipular pra conseguir informações do filme! Ele coça a nuca e ri falando:

 -Ah não, me desculpa kayna-kun. Nós rimos, pego a panela com brigadeiro e duas colheres, ponho no colo dele encima de uma almofada, apago a luz e aperto o play no controle, o filme começa. Comemos muito brigadeiro, ele amou o filme, raspamos a panela e dividimos a última colher, depois disso, começou a chover muito forte com trovoadas e relâmpagos, corri fechei as janelas, meu celular vibrou e olhei era uma mensagem de kakashi, ele estava na casa do orochimaro, por causa da chuva deixaram o jantar pra outra hora, voltei pro sofá, o frio foi tomando lugar, kabuto se encolheu no sofá e falei: 

-Kabuto-kun está com muito frio? Ele fala:

 -Um pouquinho, kayna-kun. Ele pega minhas mãos e fala:

 -Posso ficar abraçado com vc pra ficar gostoso? Eu fiquei vermelha e falo: 

-Pode sim...estou com frio também. Eu confesso...Não resisti.


Notas Finais


Grandinho mais bem legal esse capítulo^-^ tem muito mais ainda! Não percam o próximo ^-^obrigada!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...