História Prefiro te odiar (Lee Jeno) NCT - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias (G)I-DLE, Neo Culture Technology (NCT), WayV
Visualizações 163
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então, se você não gosta do meu imagine ou da maneira que o escrevo por favor não denuncie, apenas não leia. Tem muitas pessoas que gostam dos meus imagines 💕obrigada pela atenção, desculpe qualquer erro!
⚠️esse capítulo contém conteúdo sexual, se você não goste não leia.

Boa leitura 💕

Capítulo 8 - Eu disse


Fanfic / Fanfiction Prefiro te odiar (Lee Jeno) NCT - Capítulo 8 - Eu disse

Depois que eu voltei para a associação tudo voltou como era antes, menos o fato de que eu ainda não tava olhando para a cara do Jeno. 

— Hendery, preciso que você passe na sala da direção e pega as assinaturas para o acampamento. 

Hendery- pode deixar. 

 E como prometido eu conheci marcar o acampamento na cabana, seria o melhor acampamento de todos. 

Nunca fui de fazer festas mais essa acampamento iria ser a melhor festa que eu já consegui fazer. 

 

 Depois que hoje eu tirei meu tempo para resolver as coisas para o acampamento acabei voltando mais cedo pra casa, então aproveitei e fui tomar banho de piscina. 

 

{Jeno} 

 

Já vai fazer 1 semana que a s/n não olha na minha cara, eu realmente tentei de todas as maneiras falar com ela mais ela fugia. 

 No dia que ela me viu com a yuna não foi porque eu quis. A Yuna chegou na minha sala e avançou em mim e logo depois eu a empurrei, mas acho que essa parte a s/n não viu.  

 Voltei pra casa mais cedo por que a universidade liberou os membros da associação mais cedo. Quando cheguei em casa escutei o barulho da piscina então resolvi me aproximar. Vi a s/n nadando bem tranquila. 

Jeno- está aproveitando enquanto nossos pais estão trabalhando? 

 Ela me encara e volta a nadar de novo. 

Jeno- você não vai conseguir me ignorar por muito tempo, você nem se quer deixou eu explicar! 

Ela sai da piscina e acabo olhando seu corpo que muitas vezes eu o vi mais dessa vez estava mais sexy. 

 Como eu sabia que a mesma passaria por mim e não iria me olhar resolvi a pegar de surpresa. Assim que ela passou por mim eu a puxei pela cintura fazendo nossas intimidade chocarem, ela tentou se soltar mais eu não deixei. 

Jeno- qual é s/n, me escuta pelo menos. 

Ela parou de tentar sair e me encarou. 

Jeno- aquilo foi um mau entendido, quando ela me agarrou logo em seguida eu a empurrei mais você não viu essa parte. 

— ata, agora me solta. 

Jeno- não, estou falando sério. Você mais que ninguém sabe que a Yuna não faz meu tipo. 

— quando você estava a beijando na festa não parecia isso. 

Jeno- eu estava passando ciúmes em você! 

— bom pra você Lee Jeno, agora me solta. 

 

 

{s/n} 

 

Na verdade eu já não estava mais aguentando ter que ignorar o Jeno, ele sempre persistia muito e as vezes me deixa louca. 

 Ele começou a beijar meu pescoço e logo sussurra; 

Jeno- sei que você quer... sei que sente saudade. 

— não sinto saudade de uma coisa que nunca tive. 

Jeno- então vamos ter agora. 

 O mesmo apertava mais e mais minha cintura fazendo nosso contato ser realmente visível. 

Jeno- vamos voltar a ser amigos, quero que você vá comigo no ônibus. 

— amigos de assento. 

Jeno- chame como quiser. 

— tudo bem, agora me solte. 

 O mesmo me soltou e eu segui caminho para meu quarto. Eu não cederia tão fácil para o Jeno, não mesmo. 

 

 Durante a madrugada comecei a sentir calor, não parava quieta na cama e sentia um prazer enorme. Acordei e percebi que não era um sonho, levantei a minha coberta e vi o Jeno no meio das minhas pernas. Ele brincava com a língua na minha intimidade e por diversos momentos ele utilizava os dedos. 

 Tentei segurar os gemidos mais acabei me cortando com meu próprio dente. Estava quase pra fazer ao meu limite e o Jeno sabia disso, ele então acelerou os movimentos e logo eu acabo gozando em sua boca. 

 Ele subiu até o meu rosto e disse; 

Jeno- viu como você não consegue me ignorar. 

O olho e ele passa os dedos na boca. 

(Capa) 

Jeno- nunca tinha sentido seu gosto antes, mas agora que já sei o gosto eu sempre vou querer de novo. 

 Ele se deita ao meu lado enquanto eu recuperava a minha respiração. 

— qual é seu problema? 

Jeno- eu disse que você não ia ficar muito tempo me ignorando. 

Me levantei da cama e fui para o banheiro me limpar. Assim que eu voltei o Jeno já estava dormindo, mas eu queria ter ele então subi na cama e engatinhei até que eu ficasse na sua altura e logo me sento sobre ele. O Jeno abre os olhos e logo que me vê abre um sorriso. 

Jeno- precisamos dormir, amanhã você e eu temos muitas coisas pra fazer. 

— você não pensou nisso quando estava fazendo oral em mim. 

Jeno- pensei, eu fiz como forma de desculpas e pra te relaxar. 

— nem beijo eu ganho então? 

Eu me aproximo e ele me puxa com as mãos, fazendo nossos lábios se encontrarem. Diferente do primeiro beijo esse era mais necessitado, os dois queriam aquele beijo mais do que nunca. A presença da sua língua me deixa cadê vez mais fogosa, mas infelizmente a falta de ar chega e ele para o beijo. 

— agora eu posso dormir. 

Sai do seu colo e me deitei. 

Jeno- vem cá, deita bem pertinho de mim. 

O Jeno me puxa para deitar no seu peito e assim eu faço e logo dormimos. 

 

 Seyeon- você tá brincando com a minha cara? 

— não estou! 

Seyeon- mais foi bom? 

— convenhamos que o Jeno tem uma fama boa em orais mais foi a primeira vez que senti ficar tão quente na minha vida. 

Seyeon- não entendo... e vocês não transaram? 

— não, vou usar a viagem pra cabana pra fazer isso. 

Yuqi- estou ansiosa para o acampamento. 

Jeno- e aí meninas, s/n quero você comigo na sala da associação, vamos ter uma reunião. 

— okay. 

 Me levantei e o segui até a sala da associação. 

Hendery- finalmente! 

— cala boca Hendery. 

Me sentei ao lado do Jeno e do Chenle. 

Jeno- a reunião de hoje é sobre o que vamos fazer pra festa de halloween. 

— sem chance de ter outra festa de halloween. 

Jaemin- por que? 

— ano passado os alunos da unidade 2 pararam no hospital porque consumiram drogas.

Jisung- foi sem querer... 

— a propósito você está no meio, não é Jisung Park? 

O mesmo concorda envergonhado e logo o Jeno começa a negociar. 

Jeno- mais dessa vez você estará aqui, com você aqui não terá drogas. 

— olha, vamos uma coisa de nada vez. Primeiro a cabana depois isso, ok? 

Jeno- ok, como líder da associação eu declaro a festa de halloween em arquivo, quando voltamos da cabana teremos tempo para discutir sobre isso, agora podem ir. 

 Todos saíram da menos eu e o Jeno. 

— eh, vou voltar pra sala. 

Jeno- vou com você. 

 Voltamos pra sala, mas não deu nem 3 minutos eu fui chamada na direção. 

 

— diretora? 

Dr- entre S/n, sente-se por favor. 

 Me sentei na cadeira em sua frente. 

Dr- te chamei aqui para concluímos o acampamento na cabana, já está tudo pronto? 

— sim diretora, não se preocupe. 

Dr- confio em você, sei que não acontecerá nada lá. 

— com toda certeza que não. 

Abri um sorriso confiante, pois sabia que sairia tudo ao meu controle e nada, nada iria estragar o meu acampamento. 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Pra quem tem amigas que gosta do nct e do jeno recomendem minha fanfic ❤️😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...