História Pregnancy - KyungSoo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, D.O, Kai, Sehun
Tags Chankaihun, Chankaisoo, Chansekai, Chansoo, Exo, Exoplanet, Kaisoo, Kyunghun, Kyungsoo!centric, Kyungyeol, Sekaisoo, Sesoo, Uchiha-m
Visualizações 474
Palavras 1.147
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi :)

Minha primeira fic do meu grupo utt, eu não sabia que shipp por daí eu pensei 'pq não, colocar todos os shipps que eu gosto com meu utt, vulgo KyungSoo?'

Boa leitura 💜

Capítulo 1 - Bittersweet


Fanfic / Fanfiction Pregnancy - KyungSoo - Capítulo 1 - Bittersweet


A gravidez do pequeno ômega, Do KyungSoo, já estava em seu quarto mês, os hormônios do baixinho estavam a flor da pele, tendo picos de stress ou doçura, e que sobrava paras os três alfas, ChanYeol, JongIn e SeHun, lidar com o menor alterado.

Insegurança


Já era noite e o pequeno ômega estava deitado sobre a cama, enorme, com um travesseiro em seu rosto, tampando suas lágrimas grossas, e vestia apenas uma peça íntima apertada, deixando a mostra a barriguinha que já tinha forma, simplesmente fofo.


O alfa mais velho, o Park, entrou no quarto, dos quatro, e viu a cena adorável, chamou os outros alfas, que estavam praticando dança, para tentar animar o menor, o maior se sentou ao lado do ômega e acariciou de leve a barriga branquinha e macia.

- Soo, porque está chorando, pequeno? - a voz grave, porém calma, ecoou no quarto grande, o menor apenas negou, com o travesseiro ainda sobre a cabeça.

- Não quer vestir alguma coisa, Hyung? - o mais novo, de todos, perguntou - pode fazer mal para você e os bebês.

- Não quero - a voz chorosa saiu abafada - e nada serve em mim mesmo.

- Vamos, Hyung - o Kim puxou os braços do ômega, sem muita força para não machucar, fazendo com que ele se sentasse na cama e o travesseiro caísse sobre as coxas fartas.

- Mas nada serve em mim, Nini, minhas meias estão apertadas, e nenhuma camisa serve em mim - fungou e os alfas sorriram, era tão fofo ver Do KyungSoo assim - olha minha cueca, está apertada também - puxou a barra da peça citada e deixou o elástico bater na cintura, o biquinho nos lábios cheios era muito fofo.

Os três alfas começaram a andar pelo quarto, cada um procurando algo, o mais alto, e único lúpus, mexia na própria parte do guarda roupas, o Kim fazia o mesmo e o mais novo pegava algo dentro da bolsa que havia trazido do treino.

JongIn, foi o primeiro a chegar perto do baixinho, ele só havia pegado uma cueca mais larguinha para o ômega. O alfa tirou a que o menor usava e vestiu a outra deixando o Do mais confortável.

 O Oh, se aproximou, ele abria um pacote, de onde tirou um par de meiões novinhos, o mais novo vestiu as peças macias na pernas do baixinho, iam até um pouco depois dos joelhos dele, deixando o menor com as pernas quentinhas.

O alfa maior, já havia feito uma bagunça, quando puxou o seu moletom grande para o ômega e deixou outras roupas caírem no chão, mas logo arrumou tudo. Vestiu o ômega com a peça grande que ia até metade das coxas dele, passou o pano grosso com cuidado quando estava perto da barriguinha cheinha, não queria machucar seu ômega.

- Melhor? - o alfa de pele morena perguntou - porquê estava chorando, anjinho? - ele sabia a resposta, mas queria ouvir da boca do ômega.

- Eu... eu não achei nenhuma roupa minha que me servisse - falou sem jeito, maltratava a barra do moletom com a ponta dos dedinhos - minhas roupas estão todas apertadas, eu estou todo gordo - fungou choroso.

- Mas a gente não falou para você vestir as nossas? - o mais alto falou se sentando atrás do ômega e acariciou a barriga grandinha - Hm? - o menor apenas resmungou algo, como um xingo aos alfas, inaudível.

- E você não está gordo,Hyung - o alfa mais novo falou - você está carregando nossos filhotes.



Ódio e ironia

O pequeno ômega encarava o alfa mais velho, como se fosse arrancar um membro dele, a cena era um tanto engraçada, pois o alfa era uns vinte centímetros mais alto que o Do, o menor estava possesso de raiva, motivos? O alfa estava com outro ômega.

- Eu sinto o cheiro dele, ChanYeol, não adianta negar - o baixinho gritou e os olhinhos redondinhos estavam cheio de lágrimas.

- Soo - tentou tocar no rosto do ômega, mas ele recuou, entrou no quarto deles  e trancou a porta.



- É cara, você fez feio com o Soo Hyung - o alfa mais novo falou - com a gente também - cruzou os braços.

- Você sabe muito bem que o Soo não gosta que você fique muito perto do BaekHyun Hyung - o Kim suspirou - e ainda mais voltar para casa com o cheiro dele.

- Vocês falam como se não fizessem a mesma coisa - o ômega entrou, do nada, na cozinha - você na chance que tem vai atrás do TaeMin Hyung - o menor apontou para o Kim - e vocês SeHun - apontou para o mais novo - sempre vai atrás daquele chinês - o ômega fez cara de nojo e pegou algo na geladeira, parecia pudim e maionese.

- Soo, não é assim, ele é meu colega de trabalho - os três alfas falaram ao mesmo tempo.

- Não me importo - deu de ombros - não gosto deles - botou uma colher com o doce na boca - vocês não gostam quando eu fico perdoe do Yixing Gege ou do JongHyun Hyung - saiu do local, sem deixar nenhum dos alfas abrir a boca.



Mas as vezes ele era muito meigo.


O pequeno ômega estava na varanda do quintal de sua casa, via os três alfas correrem pelo gramado e as vezes pulavam na piscina, era verdadeiras crianças, nem pareciam ter mais de vinte e cinco anos cada e que seriam Appas, como o sol estava quente, ele não ia ficar na borda da piscina, para não irritar a pele sensível. KyungSoo acariciava a barriga grandinha com cuidado e sorria sempre que um de seus alfas fazia alguma graça ou mandava um beijo pelo ar, para ele, corava facilmente.


- Estamos ficando com fome - o ômega falou olhando para própria barriga e foi fazer alguns lanches. Depois de preparar tudo o Do foi botar as guloseimas na mesa da varanda, foi botando aos poucos já que não podia carregar muito peso, primeiro um bolo que parecia muito saboroso, depois alguns sanduíches e por último duas jarras de sucos, três alfas e um ômega grávido comem muito se você não sabe.


- Amor - chamou os alfas, era comum o ômega usar o singular para os três, o Kim foi o primeiro a parecer ter escutado e ir até o baixinho, logo o alfa roubou um selinho do menor - Nini, chame os outros para mim? - sempre que podia o pequeno era muito doce.


- ChanYeol Hyung, SeHun, o Soo está chamando vocês - o alfa praticamente berrou para os outros.


- Meus ouvidos, JongIn - o ômega reclamou por o Kim ter gritado.


- Desculpe, Bebê - e o menor recebeu vários beijos, não só do Kim, mas também dos outros alfas quando eles se aproximaram.




Mesmo algumas fases do ômega sendo não tão boas, os alfas sempre estariam ao lado do mesmo, mesmo que fosse para receber beliscões ou carinhos.




Notas Finais


Eu não sei o que esperar daqui.

Meu Twitter: @KimUchiha_K


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...