História Pregnant by Accident - Camren - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Lucy Vives, Normani Kordei, Norminah, Vercy, Vero Iglesias
Visualizações 181
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey, hey! Eu sei que já estou atolada de fic pra atualizar, e que isso vai ser mais um problema, e eu não vou dar conta... Mas não custa tentar, né? Eu tive essa ideia, e gostei bastante, então espero que gostem tanto quanto eu! Boa leitura, seus lindos <3

Capítulo 1 - Capítulo 1 - A festa


Lauren Jauregui Point of view

Eu estou em uma festa junto com a Veronica, minha melhor amiga... "Junto". Afinal, ela está por aí, agarrando alguém. Essa garota consegue ser pior que eu.

Desculpe a falta de educação. Deixa eu me apresentar. Sou Lauren Jauregui, tenho 25 anos, sou uma advogada muito procurada, e nem por isso sou séria. Continuo agindo como uma adolescente de 18 anos, e se me sinto assim, qual o problema de fugir um pouco das responsabilidades? 

Responsabilidades... Aiai. Eu não namoro. Não gosto de me sentir presa a alguém, então, só fico com algumas garotas quando tenho vontade e depois largo. Um tanto escroto, eu sei, então você pode perceber o porquê de eu ser solteira. Na verdade, posso até ser idiota, mas estiu sozinha por opção. Garotas caem aos meus pés, como acabou de acontecer. Uma garota morena que se apresentou como Keana, estava usando um vestido curto e apertado e veio dançando até minha direção, me provocando e se esfregando em mim.

Senti meu membro dando sinais de vida, e logo uma ereção se formou em minha calça justa de couro. A mulher, provocativa, se afastou mordendo os lábios, e quando eu percebi, ela estava fazendo isso com outra pessoa do outro lado da boate. Vadia. Pensei.

Agora eu tinha algo para lidar dentro daquela calça, então, fui diretamente para o banheiro, e me enfiei dentro de uma das cabines, da mais limpa que encontei. Dava para o gasto. Abri minha calça, e abaixei minha boxer, fazendo meu membro saltar de dentro dela. Segurei em sua base, fazendo um vai e vem, bombeando fortemente, para aquilo acabar logo. Senti pontadas por toda a extensão, indicando que eu iria gozar. Movimentei minha mão mais algumas vezes, e meu líquido sujou toda a privada. Percebi minha sujeita, mas não me dei o trabalho de limpar, afinal, que nojo. Outras pessoas passaram ali.

Me vesti novamente e saí dali, indo direto para o bar tomar algumas doses de Whisky.

Camila Cabello Point of view

Sou a Camila, tenho 23 anos, e estudo medicina. Ser médica sempre foi meu objetivo, desde pequena, meu sonho era esse. E tudo está dando tudo muito certo, logo vou me tornar uma profissional. Mas só porquê eu tenho que estudar bastante, não significa que eu não posso me divertir. Eu faço bastante isso, até porquê eu tenho uma amiga, chamada Dinah, que me arrasta para todas as festas que ela vai, porquê não quer "ficar sozinha". Eu não sei porquê ainda caio nisso, é tão óbvio que ela vai ficar se pegando com a Normani, sua ficante. Ninguém merece. Quem aguenta isso?

-Camila. - Alguém chegou por trás de mim.

-Ai, Dinah! Que susto, porra. - Quase gritei. - Dá para chegar pela frente, em vez de por trás?

-Aff, desculpa, esquentadinha. - Revirou os olhos. - Normani teve que ir embora.

-Desgraçada. - Dei um tapa em seu braço.

-Ouch! O que foi agora? - Reclamou.

-Você só está aqui por que ela foi embora.

-Ué. Óbvio. - Riu, fiz um biquinho. - Qual é, Walz. Você sabe que eu gosto dela. - Fez uma cara de apaixonada.

-Babona. Se declara logo.

-Eu não! Vai que ela não gosta de mim?

-Claro que gosta, Chee. - Falei. - Agora vamos lá no banheiro? Aqueles drinks me deixaram apertada.

-Ok, ok. Vamos lá. - Saiu trombando nas pessoas. Bruta.

Enquanto eu seguia minha amiga, uma garota passou por mim e nesse momento parecia que o tempo havia parado, ou sei lá, ficado em câmera lenta. Ela me olhou com seus olhos verdes e brilhantes, e aquele olhar penetrou minha alma. Meu coração errou uma batida, e eu suspirei forte.

Uau.

Quem será ela?

-Vamos logo, Camila. Sua lerda. - Dinah puxou meu braço.

-Calma, estou indo. - Falei.

Chegando no banheiro, me senti um tanto tonta, as bebidas misturadas me deixaram com a visão embaçada, então, quando fui sentar na privada, escorreguei para o lado e senti algo molhando minha intimidade.

-Que porra... - Olhei para baixo e vi um líquido branco e logo estranhei. - Foda-se. 

  Nada demais. Pensei. Só me endireitei e fiz o que tinha que fazer, para logo levantar, ter que me abaixar na frente do vaso naquele chão sujo e despejar tudo o que havia no meu estômago para fora. Urgh. Me endireitei e voltei para o barulho fritante da balada.

...



Notas Finais


Pobre Camila.
O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...