História Preliminary sweet - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance, Sexo
Visualizações 31
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi oi, aqui tá o REAL capítulo inicial! estava esperando a minha capa para postar ele, e aí está ela, maravilhosa!!
boa leitura meu anjinhos💕

Capítulo 1 - A little about everthing


Narrador. 

 

O sol forte passou pelas janelas, de vidro adentrando o quarto. A garota mexeu-se na cama, inquieta e sentiu um peso em seus quadris. Abriu os olhos, e viu o loiro dormindo tranquilamente como um anjo. Menos para Alexia, que bufou e tirou seu braço de cima de seu corpo. Ela balançou os braços do loiro, quando viu que já eram nove horas da manhã. 

 

— Justin, mas que merda já são nove horas.– irritada ela aumentou seu tom, quase gritando. 

 

— foda-se.– resmungou. 

 

— eu espero que quando eu voltar, você já esteja pronto.– rosnou e levantou-se da cama, apenas de calcinhas e sutiã cobrindo suas belas curvas. 

 

Alexia era um garota incrivelmente linda, seus olhos azuis chamativos, cabelos castanhos claros, um corpo escultural, e delicada. Apenas por fora, ela era uma bomba, irritada e dona de si. Ela tinha o amor própria de dar inveja, achava-se linda. Mas não era uma patricinha. O relacionamento, que nem poderia ser chamado assim. Era um pouco complicado entre ela é Justin Bieber. 

 

Sexo, definia. Essa era a relação deles, transar noites e noites, depois se despedirem, após uma briga boba provocada por motivos infantis. Seria complicado mostrar algo assim paras câmeras, sendo então. Secreto.

 

Alexia sentou-se na bancada gélida da cozinha, com uma xícara de café em suas mãos. Ela analisou a vista das grandes janelas de vidro do seu apartamento. Quieta, e fria ela tentava colocar as coisas no lugar em sua cabeça. Alexia era bem complicada, ela nunca havia sentido amor. Nem mesmo pelo homem que ela transava todos os dias, era algo comum é apenas por prazer. Ambos, haviam essa regra. Quando sentir, acabará. Ela sempre temeu isso, traumatizada por uma infância sem amor. 

 

Ela se assustou a ser puxada pela cintura, quase fazendo com que o café em suas mãos, derrama-se, irritada como sempre, empurrou Bieber, e se levantou, colocando a xícara branca na pia. 

 

— maldito.– resmungou, com um bico engraçado em seus lábios rosados. Fazendo com que Bieber gargalha-se. Deixando ainda mais irritada a garota dos olhos azuis.– qual é a graça? 

 

— você, gata.– ele se aproximou dela, agarrando sua cintura.– tenho vinte e dois minutos. 

 

— legal.– provocando, mordeu o lábio inferior de um jeito sexy.– tem café aí. 

 

Ela tentou se afastar, mas Bieber não deixou. Colando seu corpo. Ele colou seus lábios antes que ela saísse novamente, em um beijo feroz e sem nenhum sentimento. Alexia entrelaçou suas pernas em volta da cintura de Bieber, que já andava em direção ao quarto. Ela arranhava sua nuca, devagar. E desceu suas mãos para sua calça, tocando sua ereção já visível. 

 

Bieber a jogou na cama e tirou sua camisa com rapidez, indo para cima do corpo da garota. Ele beijou seu pescoço, e deixou um chupão no local, voltando a sua boca. Suas mãos foram para o sutiã de renda preta de Alexia, e os apertaram, a garota mordeu o lábio de Justin, sentindo sua calcinhas ficar encharcada. Excitada. Ela trocou as posições, colocando seu corpo por cima do loiro, rebolando sobre o jeans escuro, sentindo o membro completamente duro roçar em sua entrada. 

 

As mãos grandes do homem passearam por todo o corpo da mulher parando em sua calcinha. Ele cessou os beijos e sorriu sacana, beijando todo seu corpo. Até a barra de sua calcinha, a tirando com os dentes. Sem quebrar o contato visual e provocador. Alexia contraiu-se, ao sentir a respiração quente do loiro bater em sua vagina rosada. Bieber beijou sua coxa, e lambeu toda e extensão de sua vagina. A garota agarrou as mãos nos cabelos do loiro, soltando um gemido baixo. 

 

Justin chupou seu ponto de prazer, fazendo com que a garota agarra-se os lençóis se contorcendo sobre a cama. Sexo era viciante. Seus olhos rodaram de um lado para o outro de prazer, quando os dedos ágeis de Justin a penetraram. Fazendo movimentos, desistindo logo em seguida de segurar os sons roucos e agudos que saiam de sua boca. Ela mordeu os lábios e contraiu ainda mais sua vagina, sentindo seu líquido quente sair. Bieber e engoliu, satisfeito com seu trabalho. 

 

Com o fogo que se tinham entre o ar e os corpos de cada um deles, Alexia ficou por cima de Justin. E beijou todo seu abdômen, tirando sua calça lentamente, jogando em algum lugar do quarto, ela passou suas mãos delicadas, sobre a cueca preta do Justin. Ele jogou sua cabeça para trás, suspirando. 

 

— você é má, sua vadia.– Bieber segurou os cabelos da garota forte, quando sua língua lambeu a cabeça de seu pau. Lentamente, e logo depois toda e extensão. Bieber gemeu baixo, aprovando o que ela tinham feito. Alexia colocou em sua boca, o que conseguia. Chupando forte, tentando não se engasgar. Ela masturbava com a mão o que não estava em sua boca. 

 

Bieber liberou todo seu liquido para fora, e a garota engoliu tudo. Satisfazendo-o, Bieber agarrou sua cintura e sem avisos prévios a penetrou forte. Alexia soltou um grito de prazer sentindo cada parte de seu corpo sendo anestesiado pelo imenso prazer de sentir Justin dentro de si, suas estocadas ficavam ainda mais fortes. Alexia apertou seu seio a proporcionando ainda mais prazer, gravou suas unhas nas costas de Justin arranhando, e rebolou sobre seu pau mordendo os lábios. 

 

Eles chegaram ao seu ápice do prazer, e se desmancharam um dentro do outro. Justin caiu ao lado da garota com a respiração ofegante, e corpo suado. Eles se olharam e sorriram, mas logo levantaram rápido. 

 

Com algumas brincadeiras no banho, eles finalmente acabaram sua manhã de sexo. 

 

— você é grudento.– reclamou a garota empurrando Justin para longe de si. 

 

— você é extremamente irritante e sensata. 

 

— não querido, eu sou a gostosa e você é irritante. 

 

— gostosa e irritante.– ele beijou seu pescoço, e mordeu o lóbulo de sua orelha. Fazendo todo seu corpo se arrepiar. 

 

— desgraçado. Você só tinha vinte minutos. 

 

— o tempo pode esperar. 

 

— não, mais que merda Justin Bieber!– Alexia o empurrou de novo perdendo a paciência.– minha amiga está vindo para cá, vai embora. 

 

— ridícula. 

 

— seu cu. 

 

— meu pau no seu cu.– corrigiu. 

 

— você é uma criança, idiota. 

 

— Alexia, já percebeu o quão indelicada e estressada você é?– ironizou Justin, irritando cada partícula do corpo de Alexia. 

 

— sai da minha casa ou eu te expulso. 

 

— tá bom senhorita dona da verdade.– ele saiu rápido antes que Alexia acertasse o vaso de plantas, que estava em suas mãos, nele. 

 

A relação deles era um pouco complicada, tento todos os dias uma briga por coisas bobas. Alexia era muito temperamental é explosiva, coisa que Justin também era. Mas a bomba principal era a garota dos olhos azuis cristalinos como um mar do Caribe. Alexia era completamente dona de si e não gostava de ser contrariada, chantageada e principalmente, ter alguém ao seu lado que conseguisse fazer tudo isso. 

 

Esse alguém era Justin Bieber, mas os dois conseguiam se completar mesmo sendo iguais. É difícil entender isso, eles são difíceis e fáceis. Dependia apenas do humor, que raramente estava a favor deles. Causando depois de algumas horas de sexo, horas de briga. 

O que mais contava nessa relação, era o fato de ser escondido, e secreto. Se a mídia descobrisse, o "relacionamento" e o humor de Alexia entrariam em jogo mais uma vez. Ela nunca quis ser figura pública. 

 

E a única pessoa que conseguia a deixar mas calma, era Dinah. Que abriu a porta como um furacão, e jogou-se ao lado de Alexia no sofá.


Notas Finais


Anjinhos, espero que tenham gostado desse capítulo super esclarecedor e que da pra entender BASTANTE de como será a fic, mas não se acomode, sempre vai ter muitas surpresas e dramas!
espero vocês no próximo, prometo não demorar!
beijoss❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...