História Premonição 6 - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Premonição
Personagens Personagens Originais
Tags Festa, Morte, Terror
Visualizações 32
Palavras 1.557
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Será que Maraya e Audra vão conseguir salvar Harvey, e Maraya vai conseguir salvar a própria vida, Audra está realmente salva, conheça o destino final de todos neste último capítulo

Capítulo 5 - O destino de tudo


Fanfic / Fanfiction Premonição 6 - Capítulo 5 - O destino de tudo

 Maraya e Audra correm contra o tempo para salvar a vida de Harvey

  ​No carro de Vance

Maraya- Eu nunca vou esquecer está cena, nunca vou esquecer o Vance

Audra- Não posso imaginar a sua dor, se alguma coisa acontecer com o Harvey

Maraya- Nada vai acontecer com ele eu garanto

  Maraya e Audra chegam ao hospital e entram na sala onde Harvey está

Harvey- Aconteceu alguma coisa

Audra- O Vance acabou de morrer

Harvey- Eu sinto muito May

Audra- Era pra ser minha vez de morrer mas Maraya me salvou

Harvey- Então é a minha vez

Maraya- Sim eu não vou sai do seu lado

Enfermeira- Desculpa, mas só pode ficar um acompanhante

Audra- Eu vou lá fora vou tentar assinar sua alta

Harvey- Ela tá salva, isso é sério?

Maraya- Sim falta você depois é minha vez!

Harvey- Eu nem sei porque eu ainda estou aqui

Maraya- Vamos te tirar daqui, não é seguro 

 Harvey entra no carro, junto com Audra e Maraya

Audra- Tom cuidado na direção Maraya, qualquer descuido pode ser fatal, eu vou atrás com Harvey.

Maraya- Vou fazer o possível pra que nada aconteça 

Harvey- Se acontecer alguma coisa saiba que eu te amo e vou te esperar seja onde for

Audra- Eu te amo mais que tudo nesse mundo eu vou cuidar de você, não vamos mais morrer

Maraya- Vamos pra casa é o melhor ficamos trancados e ficamos seguros até isso tudo passar

Harvey- Você contou a ela da nossa decisão causo saímos vivos dessa?

Audra- Estamos pensando em sair do pais, dá um tempo deste lugar, e você vai vim com a gente

Maraya- O que vocês decidirem, só quero que esse pesadelo acabe

Harvey- Tava pensando em ir pra Grécia, o que vocês acham?

Audra- É um bom lugar!

Harvey- Só de saber que você está salva isso me alivia, mesmo em saber que eu possa morrer

Audra- Não pensa nisso 

 Maraya vê um caminhão pelo retrovisor mas quando olha para trás vê apenas carros

Maraya- A meus Deus, Audra poem o cinto, Harvey você também

Audra- Deixa que eu ponha para você Harvey

Harvey- Você viu alguma coisa May

Maraya- Tinha um caminhão no reflexo do caminhão isso não é bom

Audra- Droga meu cinto tá emperrado

Maraya- Esse sinal não abre

Audra- Caramba, eu tô com medo

Maraya- Eu vou ter que atravessar o sinal

Harvey- Você tem certeza!

Maraya- Um caminhão vai bater no nosso carro se ficar aqui esperando esse sinal que não abre

Audra- Faz o que tiver que ser feito

  Maraya ultrapassa o sinal

Audra- Esse a gente tivesse que esperar o sinal

Maraya- É melhor arriscar Audra, merda o carro deu pane

Audra- Tem um caminhão vindo em nossa direção, rápido Maraya

Maraya- Ele não tá ligando, não vai dar tempo

 Audra- Não isso não pode acontecer justo agora

Maraya- Ligou, ótimo

  Quando Maraya sai com o carro o caminhão bate em um sinal, fazendo os carros se deslinharem, uma moto vem em direção ao carro de Maraya, ela desvia mas acaba batendo um outro carro, Audra e lançada pelo parabrisa, Maraya tem um leve desmaio, mas acorda rapidamente o carro começa a pegar fogo, e logo o motorista do outro carro tenta ajudar

Motorista- Está tudo bem moça?

Maraya- Tira o corpo da minha cunhada de perto do carro

Motorista- Tá eu tiro

 Maraya pula para o banco de trás para tentar salvar seu irmão

Maraya- Harvey meu irmão, eu vou te salvar

Harvey- Não vai dar tempo May, você precisa se salvar 

Maraya- Eu nunca vou te deixar irmão nunca

Harvey- Você é a pessoa que mais amo 

Maraya- Vamos, o carro vai explodir

  Após muito esforço Maraya comsegue tirar Harvey do carro prestes a explodir

Maraya- Eu consegui meu irmão eu te salvei, moço liga pra ambulância

Motorista- Eu já estou fazendo isso

Harvey- Agora é a sua vez

 Nesse momento um momento o carro do motorista também explode e uma peça do carro voa em direção a Maraya, Harvey a empurra a salvando

Harvey- Essa foi por pouco

Maraya- Acabou, irmão acabou, a gente tá salvo, Audra Ela ainda tá desacordada, Audra, acorda menina

Harvey- Não diz que ela morreu?

Maraya- Audra- acorda por favor

 Nesse momento a câmera foca para o céu, e ouvimos a voz de Maraya

 Maraya- Como é a vida, ela não é nada a gente pode morrer a qualquer momento, a morte ela tem um destino pra cada pessoa dessa terra, não podemos interferir nos planos dela, e eu sei que não fui a primeira e nem sera a última, isso vai se repetir, vai acontecer de novo com outra pessoa. O peso de todas aquelas vidas quese foram, nunca vai sair das minhas costas, o Phill a gente era muito ligado, estudamos juntos, foi meu primeiro namorado, a vida de todas as pessoas que morreram naquele navio, a vida da Fleur, da Trinity e do Maxwell, do Bailey, do Gavin, do Vance como ele faz falta, não queria criar essa criança sozinha, a Audra a Audra, eu nunca vou esquecer o que você fez por ela você salvou ela, ela tá viva por você!

 Maraya refirindo ao Josh, o motorista que salvou a Audra

Josh- Eu fiz o que qualquer um faria

Maraya- Nunca vou esquecer o que você fez, sabe já meses que tudo aconteceu eu estou prestes a dar a luz, tenho medo que isso volte 

Josh- Não isso não vai volta, acabou

Maraya- To tão feliz, hoje meu irmão tá casando ele esperou tanto por esse momento

Padre- Eu os declaro marido e esposa, vamos podem se beijar

Josh- Eu não te contei mas eu já escapei da morte, também

Maraya- Como assim?

Josh- Além do acidente em que nos envolvemos, eu quase entrei em um caminhão mas consegui desviar por segundos, ae ele entrou em uma delegacia.

Maraya- Não pode ser, essa caminhão matou Gavin! Era pra você ter morrido, a morte nos uniu pra fechar de vez o ciclo

Josh- Você tá querendo dizer, que eu vou morrer é isso

Harvey- Vem aqui fora, a Audra Vai jogar o buquê

Maraya- Eu já vou!

 Nesse momento um helicóptero invade a igreja, e hélice vai em direção ao Josh o triturando.

Todos saem começam a correr, a igreja começa desabar, Maraya fica sem reação

Maraya- De novo não, é o fim 

Harvey- Calma vem vamos sair daqui

Maraya começa a passar mal, a sua bolsa estoura em meio aquela tragédia

Maraya- A bolsa ela estourou, Harvey rapido!

Harvey- Audra faz alguma coisa!

  Audra liga pra emergência, e fica ao lado de Harvey, destroços caem em cima de algumas pessoas que tentam fugir do local

Harvey- Audra, não sai daqui!

Audra- Tudo bem

 Diz Audra em desespero

Maraya- Não vai dar tempo Harvey

Harvey- Quer saber eu vou fazer esse parto

Maraya- Por favor, eu não vou aguentar

Harvey- Respira, vai dar tudo certo, força minha irmã

 O teto começa a rachar, Harvey e Maraya lutam para conseguir fazer o parto a tempo de sair dali. A segundos de tudo vir ao chão, Harvey consegue fazer o parto de sua irmã com sucesso.

O filho de Maraya nasce e por uma forca estranha, as rachaduras param, e a emergência e bombeiros chega ao local, os livrando da morte

Audra e Maraya se abraçam emocionadas, enquanto Harvey chora com seu sobrinho nos braços

  Harvey- É um menino Maraya!!

Fora do local do acidente

Audra- Vai com calma Audra a emergência ta aqui pra te levar ao hospital

William- Vocês tiveram sorte

Audra- Quem é você?

William- A vida dessa criança evitou a morte de vocês, mas a morte nunca esquece quem fica para trás

Maraya- Esse cara quis dizer, a gente só está vivo por esta criança!

Harvey- Não vamos pensar isto agora..

 Anos depois

Em um carro

Maraya- Vou estacionar aqui

Audra- Seu filho é muito esperto Maraya..cadê o bebê da tia

Harvey- Logo logo é o nosso 

Audra- Será kkk

Maraya- Vamos 

Audra- Vai com a mamãe agora

Maraya- Ele é a minha maior alegria

Harvey- Vou ali pegar os tickets pra entrar no aquário 

Audra- Confesso que estou com medo de entrar nesse lugar

Maraya- Não precisa é seguro

  Maraya, e os demais entram no aquário

Maraya- Olha Vance, os peixinhos, olha que bonitinhos

Harvey- Ela nunca esqueceu o Vance

Audra- Eles se amavam demais

Harvey- Não é atoa que essa criança carrega o nome do pai

Audra- Ela tem sorte de ter você, uma figura paterna para ela

Harvey- Eu vou cuidar desta criança como se fosse minha!

Audra- Esse lugar, me dá calafrios

Maraya- Vocês podem segurar ele para mim eu vou ao banheiro

Audra- Claro Maraya, vai lá

 No banheiro do aquário

Maraya lava o rosto, e tem uma sensação estranha, ela olha para o espelho, fica segundos parada com olhar paralisado ao espelho, até ela levar um susto, como se tivesse tido uma premonição.

Maraya- De novo não..

Maraya sai do banheiro, olha para os lados e não encontra os demais, ela para e olha para um tubarão que também para e fica olhando para ela.

Ai ela vira e seu salto quebra, e ela cai no chão

Segurança- Tá tudo bem moça

Maraya- Vaaanceeeee!!!!

E assim se encerra a história, com o grito de desespero de Maraya pelo seu filho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Martelei, para encontrar um final que se encaixe a esta história, mudei algumas coisas em alguns capítulos, mas enfim consegui finalizar a história, espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...