História Presa entre dois mundos - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Min Yoongi, Suga
Visualizações 134
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Você pode me ver se quiser


Fanfic / Fanfiction Presa entre dois mundos - Capítulo 3 - Você pode me ver se quiser

- Você ainda não foi me ver? Sério Yoongi levanta desse sofá, sai daí por favor vai lá demonstra que se importa, não larga esse celular, não disca o número dela, não Yoongi, olha pra mim,eu  estou aqui -

Eu gritava mas era inútil ele nunca me escutaria, não se não quisesse, eu realmente esperava mais de você, eu sou uma idiota de achar que você se importaria comigo.

- Alô? oque acha de passar a tarde aqui comigo? Tudo bem,eu entendo - ele desliga o telefone e o joga no sofá -

Sempre tão esquentadinho quando as coisas não acontecem do seu jeito, sabe Yoongi se talvez eu tivesse te deixado a anos atrás hoje eu estaria bem e não em um hospital toda entubada.

Yoongi on ~

Estudando Yang? Me poupe, se não queria vir era só ter falado que não queria vir e eu aceitaria numa boa eu não ia ficar bravo.

Talvez eu devesse visita-lá, sabe só saber como ela tá - me jogo na cama - o mais estranho é que ontem eu senti ela aqui, era como se ela estivesse fazendo os seus carinhos de sempre.

- Flashback - 

- Você é tão lindo sabia - seus olhos brilhavam - Eu poderia te olhar pro resto da minha vida - ela deixa vários selares sobre meu rosto - 

- Eu sei que sou lindo -

- Nossa Yoongi você sabe como acabar  com o clima mesmo eim - ela dá um leve tapa em meu braço e se levanta da cama - 

- Volta aqui amor - a puxo pelo braço fazendo com que ela caisse sobre mim - Você também é linda sabia, e oque eu mais gosto em você é sua bunda - levo minhas mãos até sua bando dando alguns apertões no local - 

- Seu pervertido - ela me beija -

Flashback off -

- Por que você estragou tudo S/n? 

- Eu estraguei, ata - eu queria poder soca-lo-

Me levanto e vou até o banheiro, tomo um banho e me visto.

- Onde fica o quarto da S/n? - a enfermeira me olha sem entender nada - A garota que sofreu o acidente de carro ontem - 

- Ela está naquele quarto ali - ela aponta em direção a primeira porta no corredor -

- Obrigada - 

Por algum motivo eu estava com medo de entrar ali e ter de encara-lá, talvez Chaen-ri esteja certa e aquilo tenha sido culpa minha, eu preciso ser homem e entrar ali, não preciso ter medo dela, ela deve estar dormindo.

Quando abro a porta me deparo com uma situação pela qual eu não esperava, S/n estava coberta de tubos, seu rosto estava coberto de machucados, um de seus olhos estava roxo, e toda aquela alegria que ela costumava radiar havia sumido, seu corpo era como uma massa cinza, sem vida.

- Ela é realmente uma guerreira - olho pra trás e me deparo com o médico - Você é o namorado certo? Sua mãe avisou que viria - 

- Ela esteve aqui? - 

- Sim, ela saio a pouco tempo - ele me entrega uma caderneta com alguns papéis - Preciso que assine isso -

- Oque é isso? - pego a caderneta de sua mão  - 

- Formalidade do hopital, se caso ela não acordar em um mês vamos desligar os equipamentos - 

- Acordar? -

- Ela entrou em coma assim que sofreu o acidente - 

- Ah sim - assino o papel - Eu já vou indo - dou uma última olhada em sua direção -

- Espere - ele pega uma caixa que estava encima ao lado da cama de S/n - Ela estava com isso em seus braços quando tiraram ela do carro, está escrito Yoongi, entregue pra ele, parecia ser algo muito importante pra ela - 

- Claro - 

 Entro no carro e jogo a caixa ali, ela poderia morrer? era isso com ele queria dizer com desligar os aparelhos? 

                                                                          ...

Passei o resto do dia dormindo e tentando ignorar o fato de que a pessoa com quem eu passei os últimos cinco anos estava deitada numa cama feito um vegetal.

- Passa a bola seu idiota - aquele jogo estava sendo uma perca de tempo, nada do que eu fazia estava tirando dos meus pensamentos a imagem de S/n deitada naquela cama - A caixa, oque será que tem lá? -

- Não, não pegue ela, não quero que veja  o quanto eu sou idiota - 

Vou até meu carro e pego do banco uma caixa vermelha  com um laço dourado, tão previsível, como ela podia ser tão clichê assim? Volto pra dentro de casa e me sento no sofá. Abro a caixa e lá dentro havia um envelope com com um pequeno adesivo de coração, rasgo o envelope pelo lado e retiro de lá uma carta, o cheiro dela estava ali. 

Querido Yoongi,

Eu sei que esses anos não tem sido fácil pra nós dois, sei o quanto deve estar cansado de tudo isso... Eu também estou, não sei quando nos tornamos assim, não sei o motivo de termos nos afastados.

Mas eu sei o quanto eu te amo e o quanto vou lutar por você, hoje completamos seis anos juntos, pois é amor passou tão rápido. Você sabe o quanto é especial pra mim e o quanto quero que sinta isso.Espero que possamos voltar a ser como éramos no início.

Me desculpe por tudo, nunca irei desistir de você.

Com todo o amor do mundo, S/n.

Ela não merecia nem 1% do que eu havia feito com ela - sinto uma lágrima escorrer pelo meu rosto - ela realmente se esforçou, durante todo esse tempo eu fui um egoísta e a tratei mal quando podia simplesmente ter terminado inves de ter feito ela sofrer tanto.

Coloco  a carta de lado e percebo que havia um pacote dentro da caixa, rasgo o pacote e vejo aquela jaquete que eu tinha comentado com ela que queria.

- Obrigado - digo olhando pra caixa vazia - 

                                                                      ....

Já havia se passado uma semana em que ela estava naquele estado, eu não tinha mais ido a visitar mas vez por dia mamãe me ligava para dizer como S/n estava, e como o previsto para aquela tarde quando deu 16hrs no relógio meu celular toca.

- Querido está ai? - 

- Sim mãe, oque temos pra hoje? - 

- Ah meu querido trago péssimas noticias, o estado dela piorou, ela está com dificuldades até para respirar pelo aparelho - mamãe tenta abafar o choro para que eu não escutasse - Ele diz que talvez devessemos desligar o aparelho mais cedo, ela pode estar sofrendo -

- A senhora decide isso por mim okay? - 

- Venha ve-lá, ela precisa de você - desligo o telefone - 

- Ela não precisa de mim mãe, ela está praticamente morta -

- Okay, essa doeu - 

Aquele apartamento ficava tão vazio sem a presença de S/n, olho em direção a cozinha e me lembro dela cozinhando enquanto dançava e cantava uma música toda desengolçada, ela costumava alegrar os dias cinzentos como o de hoje, naquele momento me permetir sentir sua falta.

- Sabe se você não fosse tão incensível e se importasse um pouquinho comigo - 

Olho para o meu lado e me deparo com S/n sentada no sofá com suas pernas cruzadas me encarando.

 - AAAAAh - grito me levantando rápidamente do sofá - Você?! - aponto em sua direção - 

- Você pode me ver?  - ela se levanta dando pequenos pulinhos no sofá - Você pode me ver! 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...