História Presa Nos Meus Pensamentos Suicidas - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Suícidio Anjo Salvação
Visualizações 27
Palavras 1.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Konichiwa

Capítulo 24 - O Importante Que Ela Está Feliz... Eu Acho...


Fanfic / Fanfiction Presa Nos Meus Pensamentos Suicidas - Capítulo 24 - O Importante Que Ela Está Feliz... Eu Acho...

Capitulo anterior

Ela me olha com um olhar indecifrável 
            - Ela se suicidou Emma

Agora

Arregalo os olhos com aquela notícia, Anna voltou a olhar para o horizonte com um olhar meio triste.

- C-como assim? –Gaguejei ainda surpresa por causa daquele belo tapa que levei

- Bem –Suspirou- Ela tinha as melhores notas até que as mesmas foram caindo –Abraçou as pernas que estavam dobradas- Junto com, isso veio o afastamento dela, ela não brincava mais comigo, não falava mais comigo, não comia, não saía do quarto, resumindo, ela não queria mais saber de si mesma e de mais ninguém –Suspirou mais uma vez- Eu me sentia solitária, eu queria minha irmã de volta –Aperto sua mão de leve chamando sua atenção para mim, ela olha para as nossas mãos e me olha de novo devolvendo o gesto –Eu vi o sangue dela, eu vi o corpo dela, eu vi a faca, eu vi tudo –Deita a cabeça no meu ombro- Ela deixou uma carta que eu guardo até hoje –Respirou fundo. Ela parecia que relaxou depois de contar tudo aquilo

Ficamos em silêncio, não aquele silêncio constrangedor, era um silêncio confortável.

- Ela teria muito orgulho de você –Digo baixo

- Por que? –Me olhou confusa

- Porque você é uma ótima pessoa e sempre deixa o ambiente mais alegre –Digo e sorrio ao ver seu piercing novamente naquele dia, como eu amo esse piercing 

- Obrigada por ser a melhor saeng do mundo Emma –Ela sorri e me aperta em seus braços

- Eu que tenho que agradecer por ter me salvado Anna –Rio meio sufocada e ela se afasta  

- Então, você me agradece por ter te salvado e eu te agradeço por ser a melhor saeng, combinado? –Ela estende a mão 

- Combinado –Aperto sua mão

- Bom, eu começo-Diz e se senta virada para mim, ela pega minhas mãos- Obrigada por me aguentar todos esses meses e por ser a melhor e a mais fofa saeng do mundo –Ela diz fazendo eu rir baixo

- De nada –Digo- Obrigada por ter me salvado e por ter conseguido mudar quem eu sou-Digo vendo ela sorrir

- De nada –Ela diz e rimos

- Melhor você ir para casa –Digo vendo que já escurecia

- Bem, Emma...-Ela coça a nuca- Eu falei para a minha mãe que eu ia dormir na sua casa hoje, algum problema –Pergunta

- Por que você não me disse? Ai eu ia deixar tudo pronto –Digo vendo ela se surpreender 

- Você não vai ligar se eu passar a noite aqui –Pergunta surpresa 

- Nop, e vamos que o jantar já deve tá pronto –Digo me levantando com cuidado e andando para a janela que dá o sótão- Vem Anna! -Grito já abrindo a janela e entrando no sótão.

- To indo! –Ela se levanta e anda até a mesma janela e entra, descemos do sótão com cuidado para ninguém nos ver ali. Andamos até a sala de jantar dando de cara com meus pais sentados na mesa.

- O-o que vocês estão fazendo aqui? Vocês não deviam estar trabalhando? –Pergunto atraindo a atenção deles

- Nós decidimos tirar uma folga para passar o resto da semana com você –Disse minha mãe se levantando e vindo na minha direção, a mesma me surpreendeu quando me abraçou

- Desculpe por ter brigado com você no hospital –Sossurrou- Eu estava estressada com o trabalho, com seu pai e um monte de coisas –Me apertou- Eu não devia ter despejado tudo em você, principalmente com você nesse estado.

- Tudo bem, eu que tenho eu pedir desculpas por ter sido péssima filha, omma –Digo a apertando 

- E quem é essa? –Perguntou logo depois que se separou do abraço

- Ah, omma, appa -Puxo Anna pelo braço até ficar do meu lado- Essa é a Anna a minha unnie –Digo

- O-oi –Disse Anna aparentemente nervosa

Meu pai se levantou e andou até Anna ficando frente a frente com ela a encarando sério

- Appa, foi ela que me salvou e me ajudou –Digo olhando aquela cena com receio do que pode acontecer

A cena a seguir me surpreendeu e surpreendeu Anna

- Obrigado por ter salvado minha filhinha -Meu appa disse enquanto mantinha Anna em seus braços em um abraço

- De nada...? –Respondeu Anna confusa tirando uma risadinha minha.

- Garotas vão tomar banho que logo os empregados vão servir o jantar –Disse minha omma, eu e Anna nos curvamos e saímos da sala de jantar conversando e brincando 

 

Depois do banho tomado e de roupas colocadas, eu e Anna voltamos para a sala de jantar sentindo o cheiro gostoso de comida. Nos sentamos na mesa.

- Nossa, quanta comida –Exclamou Anna tirando algumas risadas minhas e dos meus pais 
Logo começamos a comer.

-Então Anna, me conte sobre você –Falou meu pai limpando a boca com um guardanapo e olhando para Anna que estava do meu lado, a mesma para de comer, olha para o meu pai de depois para mim, a cutuco com o cotovelo

- Bem –Ela disse se ajeitando na cadeira- Eu sou um ano mais velhaque a Emma e estudo na mesma escola que ela –Disse 

- Interessante, come se conheceram? –Pergunta fazendo Anna me olhar

- Nos conhecemos em uma cafeteria que fica na esquina do colégio –Disse

- Essa louca foi me perturbar –Digo levando um soquinho no ombro- Hey!

Depois que meu pai fez perguntas, até demais, para Anna, veio a sobremesa. Eu me deliciava com a torta quando quase engasgo com a seguinte pergunta

- Vocês duas tem uma relação além de só amigas? –Perguntou a minha linda e maravilhosa omma, me fazendo tossir que nem uma condenada e Anna desesperada bater nas minhas costas.

- C-como assim omma?! –Perguntei assustada sentindo o meu rosto queimar

- Qual é minha filha? Eu e seu pai sempre soubemos que você gosta de meninas –Ela disse cruzando os braços e se encostando na cadeira, olho para a Anna que parecia confusa

- Meu Deus omma –Digo batendo minha testa na mesa vermelha. 

 

Por que minha mãe disse isso meu senhor?

Olha eu não seu o “seu senhor”
Mas eu tenho a resposta da sua pergunta

 

Bufo me levantando

- Já tá tarde, vem Anna –Puxo a mais velha a levantando

- Mas eu nem terminei a torta –Ela diz e eu a olho com o olhar “Vamo logo” fazendo ela entender- É mesmo, tá muito tarde –Finge um bocejo- E eu estou morrendo de sono –Ela diz fazendo uma voz sonolenta

A puxo e gritamos um boa noite antes de saímos da sala de jantar. Corremos para o meu quarto.

- Vamos ter que dormir na mesma cama –Digo meio vermelha que sorte que o quarto estava com a luz apagada

- Ok –Diz ela se jogando na cama

Fui para o banheiro e escovei meus dentes voltando para o quarto me deitando na cama

Ficamos alguns minutos quietas

- Sabe Emma? –Anna quebra o silêncio 

- Sim? –Me viro para ela e a mesma estava de costas para mim

- Você é tipo... –Ela da uma pausa fazendo eu morder o lábio- Uma irmã para mim, saca? Eu gosto muito de você, eu me mataria se você pulasse daquele prédio –Ela termina de falar ficando quieta, parecia que ela queria que eu falasse alguma coisa, só que... Eu não consigo dizer nada. Fiquei em pleno silêncio 

Meu  coração está doendo, mas o importante é que ela está feliz...

Eu acho...


Notas Finais


bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...