História Presas e Garras - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Chris Argent, Cora Hale, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kate Argent, Laura Hale, Lydia Martin, Melissa McCall, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Vernon Boyd, Victória Argent
Tags Sterek
Visualizações 162
Palavras 3.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Jantar e Nude


Dentro do carro na estrada a caminho da casa dos tios, Stiles resmungava por que ele não poderia ter ido com seu amado Jeep. Seu pai disse que, já que eles iriam para o mesmo lugar, não valia a pena ir com dois carros, assim economizaria dinheiro para gasolina. “Pão duro” resmungou Stiles que não parava quieto. Depois de um tempo ele decidiu falar.

- Pai... – chamou ele – Lembra quando eu pedi que prometesse não esconder mais nada? – perguntou – Não seria justo que só senhor cumpra essa promessa, então eu me incluo nela agora... – disse Stiles.

- Lá vem bomba! – exclamou Noah.

- Eu to namorando! – disse de uma vez.

- O Jordan finalmente te assumiu? – perguntou o xerife e Stiles arregalou os olhos.

- O que? – preguntou virando a cabeça para olhar para o pai.

- Não precisa fazer essa cara – começou – Eu sei que vocês dois tem... como vocês jovens diz? “Ficado”. – disse sorrindo por se lembrar da palavra. – Stiles o olhava de boca aberta, mudo. – Que foi? Acha que fofoca é coisa só de adolescente? – perguntou. – Na delegacia a fofoca também corre solta, eu que me faço de surdo. – sorriu e continuou - Gosto do Parrish, ele é um bom rapaz. E se você ta namorando com ele eu ... – Stiles o cortou.

- Não é com ele! – disse finalmente. – E a gente ficou apenas uma vez – disse – Tá legal duas, quero dizer uma vez foi só um amasso e na outra nós fizemos ... – Seu pai o cortou.

- Tá legal... informação demais. – franziu a sobrancelha. – Se não ta namorando com ele, com quem então? – perguntou parando num sinal vermelho.

- Derek! – sussurrou baixinho e o xerife não ouviu nada.

- Eu não ouvi Stiles, fale alto! – pediu ele.

- Derek! – disse finalmente e o xerife só não bateu o carro porque estava parado no sinal.

- O QUE? – gritou e Stiles se encolheu no banco do carona. – Não Stiles, ele não. Com tantos para você namorar tinha que ser um lobisomem? Porque não namora o Parrish, acabei de dizer que gosto dele. – perguntou o xerife.

- Isso é preconceito sabia? – disse Stiles.

- Não me importo que você namore garotos, eu não quero que namore um lobisomem. – disse pisando no acelerador quando o sinal abriu.

- É por isso mesmo que é preconceito – respondeu Stiles – O senhor tem uma ideia muito errada dos lobisomens. – disse sério. – Eu to ... apaixonado pai. – disse com a voz baixa.

Noah bufou e ficou em silêncio. Não adiantaria discutir com o filho agora a caminho do jantar, ele queria paz, pois esse jantar poderá alterar os ânimos. Stiles virou a cabeça para a janela e seus pensamentos o levaram a outro lugar, “namorar com o Jordan” essa ideia não parecia ruim a umas semanas atrás. Se lembrou do sexo que tiveram.

Flashback on

Era de noite e Stiles estava escondido dentro do Jeep num canto escuro, os faróis apagados e observando os policiais trabalharem numa cena de crime. Uma velha fábrica abandonada fora cena de um assassinato, e Stiles é claro deu um jeito de ouvir o rádio da polícia e ali estava. O Jeep estava atrás de uns arbustos, do outro lado da cerca de tela de arame que divisava as árvores da floresta. Não fora bem sucedido em manter sua presença longe dos olhares do xerife.

“Toc toc”, batidas no vidro da janela anunciaram que fora pego bisbilhotando. Um xerife muito zangado, com cara de poucos amigos olhava Stiles dentro do carro.

- Eu acho que vou começar a te acorrentar em casa – disse o xerife – Pena que estaria cometendo um crime. Mas do que adianta seguir a lei, se o meu próprio filho se mete sempre no trabalho da polícia? – ralhou esfregando os dedos nas têmporas.

- Oi pai – começou – Nossa que coincidência, eu estava passando por aqui e parei por acaso numa cena de crime. – disse sorrindo tentando convencer seu pai, mas não colou, nem ele mesmo acreditou na mentira.

- Sei! – olhou severamente para Stiles – Parrish, por favor venha até aqui – chamando o policial novo com um aceno de mão – Pode por favor acompanhar esse encrenqueiro aqui até em casa? – pediu – Depois eu te dou uma carona até a sua casa. Garanta que ele não vá sair e se meter em outra cena de crime. – Terminou com o semblante cansado.

- Claro xerife, pode deixar. – disse Jordan.

- Stiles, Jordan vai dirigir, para ter certeza de que não vá desviar do caminho. – mandou seu pai.

- Mas pai... – ia protestar, mas se calou com olhar que recebeu. Escorregou para o banco do passageiro e fechou a cara, Parrish entrou no Jeep e ligou dando partida e saindo com o carro.

Já alguns quilômetros longe dali, Stiles ainda estava frustrado, com a cara fechada e virada para a paisagem na janela. Uma chuva começou a cair, a escuridão lá fora ficou maior graças a chuva que batia na lataria do carro. Stiles olhou de canto para o Parrish, o tinha visto algumas vezes, o achava extremamente atraente. Stiles decidiu iniciar uma conversa.

- Você não tem uma namorada para curtir a noite não? – perguntou Stiles se virando para ele – Ou namorado! - disse sorrindo - Quero dizer, você tá sempre fazendo os turnos noturnos. – se explicou quando Parrish virou o rosto para ele e rapidamente tornou a mirar a estrada, que estava com visibilidade quase zero por causa da chuva.

- Sou bissexual! E não, não tenho ninguém. – respondeu – Eu sou novo na delegacia e por isso pego os piores turnos – respondeu – Mas eu não me importo. – sorriu para Stiles.

O Jeep começou a fazer uns barulhos estranhos e começou a parar, Jordan parou o carro no acostamento. A estrada deserta, a chuva cada vez mais forte e saindo fumaça debaixo do capo do carro. Árvores de um lado e de outro.

- Droga! – resmungou Stiles – Ele vive estragando, meu bebê. – falou acariciando o painel do Jeep.

Jordan saiu na chuva para olhar debaixo do capô, mas voltou em seguida um pouco molhado.

- Eu não sou mecânico, mas eu posso te garantir que não se concerta um carro colando fita adesiva. – deu risada. – Vou ligar para o xerife. – disse pegando o celular do bolso.

- Não precisa – Stiles disse calmo – Dê um tempo a ele, ele vai pegar... só precisa de um descanso. – disse apontando para o capô do carro.

- Tem certeza? – perguntou guardando o celular.

-Tenho! – respondeu – Eu conheço o meu bebê. Ele vai pegar. – sorriu.

- Então tá... o que vamos fazer para passar o tempo? – perguntou Jordan.

- hum deixa eu ver.... você já transou com um homem? – perguntou curioso.

- Já! – respondeu – e mulher também. – Stiles sorriu e continuou o interrogatório.

- Já participou de uma suruba? – perguntou Stiles.

- Não, mas já transei com um homem e uma mulher ao mesmo tempo – respondeu.

Passaram alguns minutos falando sobre sexo e já estavam excitados, os membros duros dentro da calça.

- Já fez sexo dentro de um Jeep debaixo da chuva, com o filho do xerife? – perguntou.

- Ainda não! – respondeu sorrindo.

- Quer experimentar? – perguntou Stiles deixando a excitação falar por ele. Em momentos normais ele não falaria assim.

- Quero! – disse apertando o pau por cima da calça.

Stiles se inclinou e beijou seus lábios e Jordan retribuiu. Stiles levou a mão ao pau dele e acariciou, abriu o botão da calça e desceu o zíper e puxou o pênis dele para fora. Parou o beijo e levou a boca ao membro de Parrish o chupando. Jordan gemia e forçava a cabeça de Stiles contra seu membro que engolia até sentir o pau tocar o fundo da garganta. Jordan abriu os botões da camiseta, e Stiles escorregou a mão pelo abdômen e peitoral dele enquanto se ocupava em chupar o pau com vontade. Subiu os lábios e foi lambendo do abdômen até a boca de Parrish o beijando com desejo.

- Vem! – chamou Stiles para o banco de trás, indo primeiro e retirando a calça junto da cueca, mas deixando a camisa. Parrish foi atrás e abaixou a calça e a cueca até a altura das canelas. Pegou uma camisinha no bolso da calça e se sentou no banco encapando o pênis em seguida. Stiles cuspiu na mão e levou a bunda deixando o cu molhado, subiu no colo de Jordan virado de frente para ele e encaixou o pênis na sua entrada. Desceu lentamente até sentir que estava todo dentro, começou então a subir e descer rapidamente. As mãos no ombro de Parrish, Stiles estava cavalgando no pênis dele e ambos gemendo deixando os vidros embaçados. A chuva ainda batia na lataria do Jeep. Se cansaram dessa posição, Stiles se deitou de frango assado meio sem jeito no banco de trás, Parrish o penetrou novamente. Cinco minutos depois gemendo alto Stiles anunciou que ia gozar, melou seu abdômen enquanto contraía seu cu. Jordan sentiu o aperto em volta do seu pênis e não segurou também gozando, gemendo se inclinando beijando Stiles ofegante.

Minutos depois, o Jeep pegou exatamente como Stiles havia dito. Foram para a casa dele, sorrindo e desejando que o xerife nunca descubra o que aconteceu ali.

Flashback off

- Stiles, Stiles ... STILES! – chamou seu pai, gritando na última parte.

- Que? Eu não fiz nada. – falou assustado olhando para o pai.

- Você ficou como olhos vidrados no nada, eu pesei que estivesse tendo um acesso. – disse Noah. – Chegamos! – concluiu.

Estavam vendo a casa dos Argents ao longe, Stiles tratou logo de melhorar a cara. Teve a impressão de estar babando.

***

 

Uma hora e meia depois, todos sentados à mesa comendo sobremesa. Victória olhou ameaçadora instigando Chris a começar a falar.

- Rum-rum – Chris limpou a garganta chamando a atenção para si – Stiles, nós queríamos te contar uma coisa... uma coisa importante. – disse com cuidado, Allison olhou para o pai balançando a cabeça em positivo – Tem uma tradição de família que passamos de geração em geração... nós, hum – disse tentando escolher as palavras – caçamos criaturas, seres sobrenaturais. – disse observando as feições de Stiles totalmente calmas.

- O que o seu tio está tentando dizer é que protegemos quem não pode se proteger. – disse sua tia Victória. – de lobisomens, vampiros e outras coisas. – finalizou.

- Estão me dizendo – começou dramaticamente seu pai segurou o riso, sabia o teatro que Stiles estava fazendo e deixou rolar para ver o que acontece – que existem monstros de verdade? – perguntou, seus tios afirmaram com a cabeça.

Stiles... – começou Allison e Stiles a cortou.

- NÃO! – gritou Stiles se levantando arrastando a cadeira – E-eu não acredito nisso, não... não é verdade. – fingiu estar tonto e começou a respirar pesado andando pela cozinha.

Todos ficaram preocupados menos o xerife.

- Stiles se acalme... beba um pouco de água querido – pediu Victória. – Noah faça alguma coisa, seu filho está prestes a desmaiar. – pediu ela.

- Já chega Stiles – disse ele com olhar severo – Ele já sabe. – disse a todos à mesa.

- Como assim já sabe? – perguntou Chris.

- Descobri como foi que o Hale fugiu – disse Noah observando Stiles se sentar novamente com a maior cara de pau. – Stiles o soltou.

- O QUE ? – disseram todos olhando espantados para Stiles.

- Não me olhem assim, eu precisei encontrar um lobisomem no meu porão para saber a verdade. – disse levando uma colherada de pudim a boca. – a proposito tia isso está uma delícia. – sorriu.

- Obrigado! – disse Chris e todos ficaram surpresos – Eu não quero minha consciência pesada por tirar a vida de um inocente. Caçamos monstros, seres que não tem alma, que tem prazer em matar e destruir. – disse olhando para Stiles – Mesmo um lobisomem merece ser deixado em paz se ele não fez mal algum. – Stiles sorriu.

- Espere até saber que ele o está namorando. – disse Noah, todos se calaram.

- Namorando? – perguntou Allison ao lado de Stiles.

- Eu vou matar ele – disse Chris bravo.

- Não vai não – disse Stiles rapidamente – Pai! – pediu Stiles desesperado. Olhou para o tio novamente e falou. – Não foi o senhor mesmo que acabou de dizer que um lobisomem merece ser deixado em paz? – perguntou ele.

- Somos caçadores Stiles, não nos relacionamos com.... eles – disse Victória.

- Vocês são caçadores, eu não – respondeu Stiles. – Se vocês o matarem, eu deserdo vocês. – disse sério.

- Você não pode nos deserdar, garoto – riu Chris.

- Posso sim, do meu coração. – respondeu simplesmente, todos se calaram. Vocês só estão sendo preconceituosos. Qual o problema do meu namorado ser um lobisomem? – perguntou.

- Está bem... – começou Chris – Você decide quem você namora, mas que fique bem claro – disse – No primeiro deslize dele, eu arranco a cabeça dele fora. – disse sorrindo.

- Feito! – concordou Stiles e se virou para seu pai – Certo pai? – perguntou ele ansioso.

- Ok! – concordou – Seu tio arranca a cabeça e eu arranco as bolas. – disse Noah sério e sorriu em seguida – quero que seja feliz filho.

- Todos queremos! – disse Chris e o restante concordou.

- A propósito, onde está a Kate? – perguntou Stiles. – Ela não saiu para caçar, saiu?

- Não, ela só está atrasada – disse Allison – Falando nela, olha ela ali. – apontou para o vão da porta onde Kate se aproximava.

- Então família! Desculpe o atraso – pediu ela – Então, ele já sabe? – perguntou.

Todos se entreolharam lembrando da cena de Stiles.

- Sei do que? – perguntou dramático olhando para ela.

- Vocês ainda não contaram? – perguntou e todos caíram na risada.

- Ele já sabe – disse Chris parando de rir – Fez essa mesma brincadeira com a gente.

- Então ele já sabia antes? – perguntou.

- Sabia... – respondeu Chris – Acabamos de descobrir como o lobisomem fugiu. – disse e Kate olhou de um modo estranho para ele. Stiles pode jurar que sentiu fúria nos olhos dela, mas quando ela falou a voz saiu normal.

- Então que bom que o Stiles nos impediu de tirar uma vida inocente. – disse sorrindo, e Stiles percebeu que era falso, acho que ele foi o único.

***

Stiles estava no quarto de Allison conversando animadamente. Fazia meia hora depois do jantar revelador, eles subiram para o quarto e iniciaram um conversa sobre o namoro de Stiles que contou tudo, omitindo os detalhes picantes.

- Scott não sabe... por favor não conta nada pra ele, eu quero contar – pediu para a prima.

- Pode deixar, aposto que a Lydia vai ficar de boca aberta. – disse ela.

- Ela já sabe – disse Stiles.

- Sabe? – perguntou levantando uma sobrancelha.

- Ela praticamente descobriu sozinha. – sorriu – Ela é muito inteligente. – disse e continuou – E ótima com festas. – disse Stiles e Allison concordou.

O celular de Stiles tocou anunciando uma notificação. Era uma mensagem de Derek.

- “Oi, como foi o jantar? Quer que eu te salve?” – leu.

- Hummm aposto que é do namorado – sorriu Allison.

- Ganhou a aposta. – disse sorrindo para a prima.

- Tá apaixonado! – sorriu Allison – tá até com um sorriso bobo.

- Olha só quem fala – brincou Stiles – Como você fica perto do Scott, hein? – perguntou.

Stiles respondeu a mensagem de Derek.

- “Oi, Não precisa me salvar meu gostoso.” – uma carinha piscando em seguida - Tem uma boa e uma má notícia. A boa é que eles aceitaram nosso namoro.” Enviou e esperou a resposta.

- “E a má noticia? – perguntou.

- “A má notícia é que suas bolas foram ameaçadas” – enviou.

- “Ah não! E como eu vou te dar leitinho?” – leu e deu risada.

- “Safado” – enviou Stiles.

- “Mas você gosta”

- Stiles, larga esse celular – Allison deu risada.

Noah apareceu na porta e chamou Stiles.

- Vamos?

- Vamos, tchau Alli! – pediu ele.

- Tchau! – respondeu – Tchau tio Noah! – pediu e recebeu um balanço de cabeça em resposta.

 

***

 

 Já em casa, antes de Stiles subir para o quarto seu pai parou.

- Stiles, diga ao seu .... Namorado – disse Noah tentando usar a palavra “namorado” com dificuldade – Que ele está intimado a apareceu aqui para jantar, na sexta. – disse e Stiles sacudiu a cabeça confirmando.

Stiles chegou ao quarto, digitou uma mensagem a Derek.

- “Meu pai quer conhece-lo” – enviou e em seguida enviou outra.

- “É claro que ele já o conhece, mas não como meu namorado. Está convidado para jantar na sexta.” Enviou e largou o celular na cama e foi para o banheiro escovar os dentes.

Voltou ao quarto um pouco depois trocou de roupa por um pijama que se resumia a sua famosa cueca do Batman e uma blusa com mangas compridas. Leu as mensagens recém recebidas.

- “Jantar na sexta? Beleza! Seu pai gosta de vinho?” perguntou.

- “Sim, vai conquista-lo se trouxer um vinho tinto, extraído da uva Cabernet Sauvignon, é um vinho potente e encorpado.” Enviou e esperou. Deitou-se na cama e leu a mensagem.

- “Obrigado!” leu e em seguida outra mensagem chegou “Queria estar ai, agarradinho com vc.”

- “Eu tbm!” – respondeu apenas.

- “Sábado tem uma festa na casa de uma amiga, tenho direito a levar um acompanhante” – mandou Stiles. “Quer ir comigo? Festa na piscina!” enviou.

- “E eu sou bobo de não ir e perder meu namorado só de sunga?” Derek enviou. “To dentro” leu Stiles e em seguida recebeu outra “Da festa, dentro de você eu vou estar amanhã” – deu risada.

- “Eu to descobrindo que meu namorado é muito safado” – enviou.

- “Olha como eu to!” – Stiles leu e em seguida uma foto carregou, era um nude de Derek, o pênis duro feito pedra saindo um líquido pre gozo na cabeça.

- “Ah que saudade” – respondeu Stiles. Parou e pensou “por que não” ligou a câmera do celular baixou a cueca e tirou uma foto da bunda, apertou enviar. Não tinha problema nenhum, afinal eram namorados mesmo.

- “Meu lugar favorito” leu Stiles em meio ao riso.

Trocaram mensagens até tarde, quase a noite toda. Com mensagens que incluíam um vídeo de Derek se masturbando e outras com fotos de Stiles bem explicitas. Quando decidiram dormir já era quase de manhã. Stiles acordaria no dia seguinte caindo de sono, mas com uma alegria enorme de poder finalmente sair com seu namorado sem ser as escondidas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...