História Presos?! - De Novo?! - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Felps, Matheus Neves, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Ação, Aventura, Calango, Cellbit, Comedia, Felps, Guaxinim, Meiaum, Presos, Saiko, Tawo, Variascoisasaleatorias, Ycaro, Ykuuro
Visualizações 38
Palavras 1.324
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pela frase, da pra entender quem vai aparecer né Guaxi? :3

Não na história em si, infelizmente ainda tá cedo, mas vai aparecer :p

Sem mais delongas

SIMBORA

Capítulo 12 - Iae seus viadinhos?


Personagem Desbloqueado  (2)

Lise Narrando 

Respirei fundo soltando um longo suspiro enquanto olhava para as algemas em meus braços, algemas tecnológicas, claro, mas é sério que eles acham que eu não posso me soltar facilmente? As algemas foram criadas por mim, literalmente.

- A gente já chegou? - Pergunto fingindo uma bela empolgação igual a do Burro do Shrek.

- Você sabe que não. - Respondeu friamente o albino de vestes negras de couro olhando para o mar.

Sim, estamos em um barco, na verdade em um navio.

- Não seja tão frio comigo commie. - Sorri olhando para seu rosto que ficou levemente corado e sua expressão meio emburrada.

- Calada 094. - Revirei os olhos pelo meu antigo nome e olhei para o dono da voz grossa, seus cabelos pretos estavam bem maiores do que eu me lembrava.

- Iae Rachel? - Sorri, ele revirou os olhos e andou ficando de frente para mim.

- Você sabe que pela sua fuga e seus atos do passado pode morrer não é? - Rachel perguntou me encarando com uma sobrancelha levemente arqueada. 

- Se eu não soubesse não estaria tão calma. 

- Como consegue ficar calma sabendo de seu destino? - Commie, ou melhor, Honnan, perguntou sem me olhar.

- Ficando ue. - Dei de ombros, mas devido o silêncio acabei respondendo. - Eu ao menos sei o que vai acontecer comigo, pelo menos não ficarei as cegas tentando descobrir meu triste fim. - Ri em um tom de deboche, triste não seria, não morreria aqui de jeito nenhum.

- Por que está rindo? - Honnan se levantou me olhando com as sobrancelhas franzidas. - Por que está tão calma? Por que fugiu de lá  094? - Chegou mais perto de onde eu estava. - Por que fugiu de nossa casa? Por que fugiu de nós?

- Você sabe muito bem o motivo. - Respondi o olhando friamente, o mesmo recuou e eu gargalhei. - Você se assustou? Ai ai... continua um idiota. 

- Sua... - Honnan iria falar algo, mas se assustou quando me viu receber um forte tapa de Rachel. - Rachel!

- Que é? Ela mereceu. 

Passei a língua nos dentes devido ao impacto que me fez cortar a bochecha e cuspi um pouco de sangue, sorri e o olhei. 

- Desculpe majestade, tentarei não ofender seu ego novamente. - E gargalhei novamente.

Talvez eu seja um pouco insana ou maluca, mas precisava me distrair de alguma forma, provoca-los era minha única opção até que eu chegasse em meu destino.

Mas em meio a essas provocações me peguei pensando na Angel e o pessoal, e devido a isso pensei na Polarize também.

O que essa maluca deve estar fazendo?

Polarize Narrando 

- CHEGUEI! - Gritei batendo a porta da casa onde morava com alguns retardados, não deu cinco segundos e encontrei Brian e Rafa se pegando no corredor. - Iae seus viadinhos?

Ambos se soltaram rapidamente e me olharam com os rostos corados, apenas ri.

- Oi Kathy, tava aonde? - Brian, com seus olhinhos azuis de anjo e cabelos cacheados loiros perguntou sorrindo, puta que pariu esse menino é muito lindo.

- Tava comprando meus bebês. - Sorri levantando a sacola com algumas latinhas de cerveja a altura de meu rosto.

- Eu vou querer. - Rafa falou e foi para a cozinha. - Por sorte a Laura fritou umas asinhas, vamos usar de acompanhamento!

- Beleza! - Eu e Brian o seguimos e eu coloquei as cervejas na geladeira ficando com duas, a minha e a de Rafa. - Em falar nessa corna, ela tá aonde?

- Tá assistindo a live da Lise ainda. - Brian respondeu pegando um pouco de suco da geladeira e bebendo.

- Ah sim, me atualizem sobre isso. - Pedi, na verdade mandei e pulei me sentando no balcão da cozinha cruzando as pernas e abrindo a latinha de cerveja bebendo a mesma em seguida.

- Bom, a Angel e o Cellbit se reuniram, foram atacados por zumbis, Felps chegou todo pistola tacando o "foda-se" nos zumbis com seu novo poder adquirido por ter sido mordido, aquele moreno lá, o Demon, falou sobre um problema que a Lise tá tendo e que ela foi raptada, mas na verdade não foi, ela se deixou ser raptada... Saiko quase estrupou o Ycaro e teve mensagem fofa dele e do Felps dizendo como conseguiram se controlar ao lembrar da vida deles sem o Ycaro e o Felps, dizendo que seria uma droga e pah. - Rafa resumiu.

- Esqueceu que a Lise falou que a Kathy vai participar do próximo jogo. - Brian falou.

Mas eu não escutei mais nada apartir da parte "Saiko quase estrupou o Ycaro".

- É O QUÊ VIADO?! - Gritei olhando para Rafa e o mesmo apenas riu.

- Melhor ver tudo depois. - O ruivo sorriu colocando uma mecha de seus cabelos atrás da orelha. 

- Vou fazer isso é agora! - Respirei fundo e ambos taparam os ouvidos. - LAURA CARALHO VEM AQUI E TRÁS O NOTEBOOK! 

- TÔ INDO PORRA! - A loira gritou vindo correndo com o celular em uma mão e o notebook na outra.  - Tu assiste aí que eu vou continuar aqui mesmo. 

- Tá. - Peguei o notebook e coloquei na live.

Hero Narrando 

Demon e Angel estavam terminando de fazer a cura enquanto eu, Cellbit e Tawo olhávamos Saiko e Felps que estavam presos em umas cadeiras de ferro, já os outros estavam andando pelos corredores em frente ao laboratório o  protegendo de qualquer zumbi que ousasse vir para onde estávamos.

- Ei, não é melhor procurar algo pra dor ou algo assim?... - Tawo perguntou olhando para os garotos presos, na mesma hora os dois deram um grito de agonia horrendo.

- Não vai funcionar para eles Tawo. - Cellbit falou sorrindo forçadamente.

- Isso é agonizante. - Murmurei olhando para ambos, Saiko tentava se soltar da cadeira puxando os braços com força e isso só causava machucados nos mesmos. 

Felps começou a balançar as pernas freneticamente para cima e para baixo enquanto rosnava e abaixava a cabeça tremendo.

- Meu Deus eu tenho que ver isso mesmo?! - Cellbit recuou fechando os olhos e respirando fundo.

- Angel e Demon! A cura vai demorar?! - Tawo gritou junto dos garotos. 

- Só mais cinco minutos! - Demon respondeu e eu fechei os olhos, mas os abri de imediato ao ouvir um tiro bem perto de mim.

- AAAII SEU VIADO! - Felps gritou com Pk que apenas deu de ombros e atirou no braço de Saiko também.

- FILHO DA-

- De nada. - Pk sorriu e voltou para os corredores, não deu nem dois minutos e Ycaro apareceu suado e ofegante.

- Quê que foi isso? - O loiro perguntou e olhou para Felps e Saiko. - Vocês voltaram! 

- Por enquanto. - Saiko murmurou.

- Deixa eu pegar as coisas e fazer um curativo em vocês. - Cellbit falou saindo e voltando rapidamente com uma caixa nas mãos. - Ycaro, limpa o machucado do Saiko e tira a bala do braço dele.

- Por que eu?! - O loiro perguntou desesperado. - Tu num viu meu vídeo que eu tinha que salvar os outros não?! 

- Foda-se. - Cellbit murmurou e o entregou os produtos. 

- Mano do céu. - Ycaro choramingou e foi ajudar Saiko. - Tem que deixar ele preso mesmo?...

- Mais seguro Ycaro. - Falei e ele me olhou, depois olhou para Saiko que apenas sorriu para tranquilizar o menor.

Respirei fundo e me escorei na parede, escorreguei até sentar no chão e me perdi em meio a pensamentos.

De tanta coisa acontecendo, tanta coisa podendo dar errado, a única coisa que eu consigo pensar é o que aguarda a mim e o Demon.

Lise nos colocava em seu computador assim que o jogo acabava para que a gente não sumisse, mas agora, ela não estará lá para fazer isso.

Isso quer dizer que eu e o Demon... iremos morrer? Sumir sem deixar rastros?... 

Se isso acontecer, eu não poderei mais ver meu moreno? 

Abaixei a cabeça olhando para as minhas mãos em seguida.

- Eu não quero isso. - Sussurrei. 




Notas Finais


Ih rapaz... mais mistérios em volta da Lise, o Hero demonstrando emoções...

Pk sendo Pk

O que vem agora? :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...