História Presos?! - De Novo?! - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Felps, Matheus Neves, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Ação, Aventura, Calango, Cellbit, Comedia, Felps, Guaxinim, Meiaum, Presos, Saiko, Tawo, Variascoisasaleatorias, Ycaro, Ykuuro
Visualizações 45
Palavras 1.083
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fruta que me feriu

Dois capítulos

Por que? Porque sim :3

Tô inspirada poha XD

SIMBORA

Capítulo 13 - AI DESGRAÇA


Angel Narrando 

Demon estava terminando de mexer em algumas coisas da cura enquanto eu olhava o processo, estava indo tudo muito bem, até ouvirmos o som de tiros e Demon sem querer bater em um frasco que estava com o sangue dos garotos.

- Ah meu... droga. - Murmurou. - Angel, pode pegar mais sangue? Ainda falta um pouco.

- Claro. - Respondi saindo dali e indo para onde os garotos estavam.

Quando estava prestes a passar pela porta senti meu corpo pesado e a visão turva, escorei na parede e respirei fundo, transformação avançando.

Sai dali e vi Hero sentado no chão.

- Hero? 

- Ah, oi Angel. - Sorriu. - Precisa de algo?

- Sim, o frasco do sangue caiu no chão e quebrou, preciso de mais. - Olhei para os garotos. - Eu vou pegar o meu mesmo, eles já perderam muito sangue.

- Precisa de ajuda para tirar? - Perguntou e eu assenti. - Tawo vem me ajudar.

- Tô indo. 

Tawo se aproximou e eu expliquei, o mesmo assentiu com a cabeça e amarrou uma fita no meu braço firmemente, Hero pegou uma seringa e tirou três frascos de sangue. 

- Mais sangue?! - Ycaro chamou nossa atenção e desmaiou em seguida. 

- Ah é, ele é bem fraco pra ver sangue. - Saiko falou segurando o riso. - Não sei como ele não desmaiou antes. 

- Ele bateu a cabeça ao cair? - Pergunto e Saiko logo fica preocupado. - Relaxa, eu vi, ele não bateu. - O moreno ficou aliviado. 

- Oh bixinho preocupado viu. - Tawo falou puxando a voz para fazer o sotaque engraçado. 

- Cala a boca imigrante ilegal. - Saiko murmurou.

- Eu vou é ajudar o bixin do Ycaro em vez de perder meu tempo contigo visse. - Tawo riu e foi ajudar Ycaro.

- Bem, obrigado, estou indo terminar essa coisa agora. - Falei e levantei, mas cai de joelhos em seguida.

- Angel?! - Hero se aproximou de mim e segurou meu ombro. - É a transformação? 

- Yeep. - Fechei os olhos sentindo meu corpo inteiro doer e queimar. - Me prende. Agora.

- Mas...

- Só. Faça. - Falei pausadamente e ele assentiu.

Hero me levantou e me prendeu em uma sala com vidros blindados, já que não haviam mais cadeiras como a dos garotos esse era um ótimo lugar para mim.

Em poucos minutos meu corpo estava coberto por veias negras e minha visão estava escurecendo, eu perdi o controle.

Tawo Narrando 

Fui ajudar Ycaro e o coloquei no canto sentado bonitinho, olhei para trás e vi Hero trancando a Angel na sala estranha.

- Por que tas prendendo ela aí? - Perguntei levantando.

- Ela estava se transformando. - Foi para onde estava os frascos de sangue. - Eu vou ajudar o Demon, não a deixe sair de jeito nenhum. 

- Okay. - Fui para perto do vidro e vi Angel se curvando enquanto gritava. - Eita poxa.

Do nada ela parou e se endireitou, ficou parada por alguns segundos e depois olhou para trás, senti meu coração gelar ao ver seus olhos, frios e brancos, a mesma deu um sorriso macabro e se jogou no vidro batendo nele várias vezes, com o susto eu caí no chão. 

- Meu gzuis cristin.

Demon Narrando 

Estava esperando Angel quando a porta se abriu, quem entrou foi o Hero.

- Hero?

- Eu. - O mesmo colocou os frascos em cima da mesa e suspirou. - Angel pegou do próprio sangue e agora ela está presa, a transformação dela já começou também. 

- Droga. - Murmuro. - Eu vou terminar isso rápido.

- Está bem. 

Voltei a fazer a cura e em meio a isso olhei algumas vezes para Hero, ele parecia um pouco distante. 

- Hero?

- Sim? 

- Aconteceu algo? - Ele deu um sorriso de lado.

- Não. - Veio em minha direção e me deu um selinho. - Nada.

- Sei... - Murmuro e escuto um som estranho vindo dos corredores.

- Eu vou dar uma olhada.

- Certo.

Hero saiu e poucos segundos depois eu terminei. 

- ISSO! - Dei um pequeno grito empolgado, depois me acalmei. - Quer dizer, acabei.

Fui para onde os garotos estavam e apliquei rapidamente com a seringa a cura em seus braços.

- Ah finalmente. - Felps sorriu. 

- Podemos ser soltos agora? - Saiko perguntou com uma sobrancelha arqueada.

- Aham. - Olhei para Cellbit e Tawo. - Soltem eles dois, eu vou dar a cura a Angel.

- Mas ela tá... - Tawo chamou minha atenção e eu apenas sorri, como sempre.

- Eu sei.

Fui em direção a sala e vi que os vidros já estavam rachados, respirei fundo e a procurei com o olhar, mas não a vi.

O telhado.

Não acredito que ela se pendurou ali.

Sorri porque isso era uma coisa que a Angel normal faria para pegar alguma presa, ela ainda estava ali em algum lugar.

Abri a porta, entrei e fechei a mesma em seguida, quando olhei para cima, lá estava ela pronta para pular.

- Oi "Anjinho". - Repeti o apelido que a Lise usava com ela e a mesma pulou em mim.

Hero Narrando 

Fui para os corredores e estranhamente não vi ninguém, continuei andando até encontrar a causa do barulho. 

- Eita, foi mal aí. - Ri olhando Pk soltando Calango.

- V-Você me salvou! - Calango falou ofegante e correu em minha direção se escondendo atrás de mim logo em seguida. - Esse doido quer me estrupar!

- Ata. - Pk deu de ombros e voltou para seu lugar vigiando tudo em seguida como se nada tivesse acontecido.

- Eu vou ficar com vocês lá dentro porque ele e o Xinim devem ter fumado maconha. - O loiro murmurou e voltou para o laboratório.

Ri um pouco e voltei também. 

Quando voltei para lá vi Saiko e Felps soltos, Tawo, MeiaUm e Cellbit abraçando ambos e Demon saindo da sala onde Angel estava presa com vários machucados e carregando Angel nas costas, a mesma estava dormindo.

- O que houve contigo? - Me aproximei de Demon passando a mão em seu rosto e ele sorriu.

- Essa doida é mais rápida e forte do que eu pensei. - Olhou para os presentes. - Ninguém vai acordar o Ycaro não? 

- Eu vou. - Saiko fala e se aproxima lentamente de Ycaro se abaixando na frente do mesmo. - YCARO ACORDA! - Gritou pegando nos ombros do loiro e o empurrando para frente e para trás. 

- AI DESGRAÇA! - Ycaro deu um murro na barriga do Saiko e o mesmo tossiu. - SAIKO SEU ABESTADO! TÁ FICANDO DOIDO?! - E abraçou o moreno.

- Nunca vou entender esses dois. - Tawo murmura.




Notas Finais


Só pra não ficar muito tenso XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...