História Presos?! - De Novo?! - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Felps, Matheus Neves, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Ação, Aventura, Calango, Cellbit, Comedia, Felps, Guaxinim, Meiaum, Presos, Saiko, Tawo, Variascoisasaleatorias, Ycaro, Ykuuro
Visualizações 39
Palavras 1.132
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EU TAVA SEM INTERNET FOI MAL

VOLTEI, COM TUDO XD

SIMBORA POXA

(O moreno é o Demon)

Capítulo 15 - Te amo


Fanfic / Fanfiction Presos?! - De Novo?! - Capítulo 15 - Te amo

Saiko Narrando 

Após Hero explicar seu plano, ter outra DR com o Demon na nossa frente e explicar o plano de novo, resolvemos coloca-lo em ação.

- Prontos? - Hero perguntou e todos assentimos. - Então vamos começar. 

Nos separamos e nos espalhamos ao redor do prédio, eu fiquei atrás de um caminhão quebrado perto da entrada tendo um campo de visão favorável para o que iria acontecer.

De repente Tawo apareceu indo calmamente para dentro do shopping, os zumbis pareciam confusos mas logo trataram de o seguir, foi aí que ele jogou aquela maleta bem alto e uma flecha a acertou fazendo a mesma explodir.

- Agora! - O moreno gritou e correu para uma área protegida do prédio já que o segundo andar quase todo estava desabando por cima dos zumbis.

Sai do meu lugar e corri em direção ao prédio, vi os zumbis sendo esmagados pelos destroços e alguns dos meus amigos acabando com os que escaparam.

Respirei fundo e sai batendo com o taco nos vidros das lojas chamando a atenção dos zumbis que estavam nelas.

- YCARO, MEIAUM! - Gritei e ambos vieram para onde eu estava.

Ficamos cercados por alguns zumbis mas juntos daríamos um jeito. 

- VAI HERO! - Ycaro gritou e vi Hero, Angel, Demon, Felps, Cellbit e Pk subindo para os outros andares pelos escombros.

Cellbit Narrando 

Saiko, Ycaro, MeiaUm, Guaxinim e Calango estavam em seus lugares do plano distraindo os zumbis dos andares mais baixos e eu, Felps, Pk e o trio colors (nomeados assim pelo Saiko) seguimos o plano para subirmos em direção a antena.

Mas nos vimos com um pouco de problemas ao encararmos vários zumbis.

- Eu, Felps e Pk ficamos, vão! 

O trio colors assentiu e correram novamente para o próximo andar.

Ficamos lutando contra os zumbis até Pk fazer uma pergunta realmente aleatória.

- Dar o cu doi? 

Travei por alguns segundos virando alvo fácil de um zumbi, mas Felps protegeu minha retaguarda, olhei para Pk tentando entender o porquê da pergunta. 

- E eu lá sei. - Respondi. - Por que?

- Sei lá, fiquei curioso com isso. - Deu de ombros.

- E por que você perguntou logo pra gente? - Felps riu ao perguntar.

- É que vocês parecem um casal. 

- Não somos. - Falamos ao mesmo tempo.

- Quebrou meu coração de shipper. - Pk fez um coração com as mãos e o separou no meio.

- Palhaço. - Falei e me concentrei na luta.

Angel Narrando

Eu, Demon e Hero continuamos correndo para o terraço do shopping quando nos deparamos com outra orda de zumbis, resolvemos desviar deles subindo pelos escombros do lugar e conseguimos chegar nas escadas de emergência.

- Isso, falta pouco. - Murmurei, mas me arrependi quando senti mãos em meus pés. - Ah que inferno.

Fui puxada para baixo e vi alguns zumbis, Demon desceu para me ajudar e Hero continuou.

Acabamos com os zumbis em menos de cinco minutos, eram apenas quatro, e logo voltamos a subir as escadas.

- Demon.

- Hm?

- Por que você não corre pro Hero logo? - O olhei.

- ...Ele não precisa e não quer. - Murmurou.

- Será? - Arqueei uma sobrancelha. 

- ... 

- Oh meu filho, eu não tô aqui pra consertar DR o tempo todo não, vai logo. - Falei cruzando os braços, eu nem sei porque me importo. 

Demon olhou para baixo por alguns segundos depois sorriu. 

- Okay. Valeu Angel.

Apenas fiz o sinal de cumprimento do Cellbit com a mão direita e ele correu atrás do loirinho, respirei fundo e olhei para baixo onde vários zumbis se encontravam vindo em minha direção devagar.

- Vamos nessa.

Hero Narrando 

Eu não quero morrer. 

Não quero perder o Demon.

Mas também não quero que o pessoal morra.

Arg! Por que tive que ficar confuso logo agora?! 

- Ignore seus desejos Hero, apenas ignore. - Murmurei passando pelos últimos degraus. 

Vi a porta, respirei fundo e a abri, lá estava a máquina que a Lise falou.

Me aproximei da mesma e coloquei a garrafa nela, mas quando estava prestes a liga-la, meu corpo travou e minha visão ficou embaçada.

- Que?...

Senti algo quente escorrer pelo meu rosto e passei a mão por ali.

- Lágrimas? Brincadeira...

Tentei enxugar as lágrimas que escorriam sem minha permissão e conter os soluços, mas não conseguia.

- AH DROGA! - Gritei ficando em pé. - POR QUE AGORA? POR QUE COMIGO?! - Pela primeira vez estava bravo, e era comigo mesmo.

Dei um chute em uma pedra que estava ali, provavelmente fazia parte dos escombros, mas eu não ligava, eu só queria sumir naquele momento.

- Hero?... 

Senti meu corpo travar e meu coração dar um pulo a mais ao escutar a voz de Demon, não virei para o olhar.

- O que faz aqui? - Perguntei.

- Eu vim ver se precisava de ajuda. - Escutei seus passos se aproximarem de onde eu estava e prendi a respiração. - Tem algo errado? Por que não ativou a máquina ainda?

Rangi os dentes e respirei fundo, só preciso manter a calma... 

- Eu não consigo. - Calma Hero...

- Por que? 

- Porque... - Por que? Não pensei nisso. - Eh...

- Hero, fala a verdade.

- Eu não consigo! Eu não quero ativar! - Pronto, agora lascou. 

- Quê? Por que?

- Eu não quero que você morra Demon! - Me virei para a sua direção, ele pareceu surpreso ao ver que eu estava chorando. - Porque se eu ativar aquilo nós vamos sumir, vamos morrer, e eu não vou poder mais te ver ou te abraçar! 

Demon ficou parado por alguns segundos depois sorriu, fiquei confuso, mais ainda quando ele se aproximou e segurou meu rosto com as duas mãos. 

- Mostrando egoísmo agora? - Riu e eu revirei os olhos. - Logo agora meu amor?

Okay, meu ponto fraco. 

- Não fica assim. - Me abraçou. - Tenho certeza que a Lise preparou algo para isso...

Notei que havia certa incerteza em sua voz.

- E se ela não tiver preparado? - Perguntei e ele me apertou mais.

- Então vamos sumir. - Foi sincero. - Mas eu não ligaria de sumir agora, ligaria se ainda fosse o primeiro jogo, quando fiz aquelas coisas por não conseguir falar que te amava. - Sorriu. - Mas agora eu estou bem e feliz, porque eu tenho você ao meu lado. E você? 

Abracei-o firme.

- Eu também.

Nos separou segurando meus ombros. 

- Então vamos ativar, juntos, okay? - Perguntou me olhando nos olhos, assenti e fomos para a máquina. 

Virei o primeiro interruptor, Demon virou o segundo, respirei fundo e coloquei a mão no terceiro, Demon colocou a mão sobre a minha e viramos juntos.

Vimos a máquina subir para o topo e começar a espalhar a cura como um gás, formando uma nuvem gigante azul no céu e espalhando-se como chuva.

Demon me abraçou e sussurrou em meu ouvido.

- Te amo.

- Também te amo.

Sorrimos e aos poucos nossos corpos começaram a sumir, como se estivéssemos saindo do jogo.

Mas não estávamos.



Notas Finais


Ai ;-;

*corrigi a parte do coração, só tava "Me coração" '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...