1. Spirit Fanfics >
  2. Pretense >
  3. Minha garotinha

História Pretense - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Minha garotinha


Adrien morde os lábios ao ouvir aquela ideia absurda, era um cúmulo ouvir aquilo ainda mais sendo de uma bêbada. Riu baixo tentando entender oque ela realmente queria, deveria estar fora de si era a única explicação.


-Você está alterada...-Comenta vendo a azulada fazer um não com a cabeça, ele sabia que seria perda de tempo manter uma conversa civilizada com ela. Por isso tentou sair daquele local e atender outros clientes, mas foi impossível, sentiu as mãos delicadas da jovem segurando sua vestimenta de trabalho.


-Eu estou sóbria o suficiente para saber oque eu digo.-Confronta fazendo um bico em seus lábios avermelhados.


-Você não consegue ficar em pé.-Avisa vendo a azulada tentar se levantar da cadeira, mas não conseguiu.-Não tente se esforça muito, você pode cair.


-Isso não importa, oque importa é que você será meu namorado.-Afirma convicta vendo um olhar intenso dele para si.


Pera? Aquele olhar não era o tipo de olhar que um homem gay daria para uma garota. Era efeito do álcool? Pensou assim que as mãos cobertas de tatuagens roçaram deliciosamente na sua, se arrepiou com o mísero toque vendo um sorriso nos lábios de Adrien.


-E porque pensas que eu irei namorar com você?-Pergunta.


-Não precisa ser necessariamente meu namorado, apenas tenho que te apresentar para meus pais e assim eles iram viajar sozinhos.-Informa vendo um olhar relutante do loiro.


-E porque eles não te deixam em Paris? 


-Vamos se dizer que eles são bem rígidos e não confiam em mim para ficar em Paris sozinha.Eu te pago! 


-Irei cobrar caro...-Informa.


-Isso não importa.-Afirma.-Resolveremos a questão de quanto custa depois, amanhã está livre? 


-Livre? 


-Sim, podemos nos encontrar num café...


Adrien parou um pouco pensando que se daria bem com aquilo ou não, no entanto, precisava de dinheiro e como barmen, mal conseguia ter dinheiro suficiente para si, olhou para a azulada tentando entender o porque dele com milhares de homens ali. Era uma balada aquilo! 


-Sim, eu estou disponível.


———————————————


As mãos de Dupain tremiam a cada minuto que se passava, estava com medo de leva um bolo do barmen gay e ainda por cima se lembrou de como tratou ele na festa o chamando de um puta de um gostoso, não era mentira, mas o álcool ajudou aquilo que se tornou mais audível do que ela pensara.


Portanto, tomou um gole de café ainda com a dor de cabeça, aliás os comprimidos não ajudaram em nada, sabia bem que aquela ideia era estúpida, aliás ele era gay! No entanto, sorriu com a ideia de aquilo dar certo no final e ficar aqui em Paris.


Ouviu o sino tocar na porta e seu olhar foi em direção a mesma podendo vê a figura masculina entrar no cômodo, não era nada pecável, aliás Adrien estava coberto com um roupão de frio, mas como a mente de Marinette não era nada limpa, imaginou ele sem aquelas vestimentas e porra! Como podes existir um ser humano tão atraente quanto ele? 


Lambeu os lábios ao vê os olhos esverdeados se encontrarem com os dela, era normal desejar um homem gay? No entanto, Adrien não mostrava aquilo. Seu olhar era de pura atração por aquela mulher de lábios avermelhados. De fato ser gay não estava na lista dele. Caminhou vagarosamente até o lugar que Marinette estava e retirou o casaco de frio colocando atrás da cadeira. 


Cada movimento de Adrien era minimamente admirado por Dupain, aqueles músculos eram a perfeição em pessoa e suas tatuagens ajudavam ainda mais.


No final das contas ela não iria perder com aquilo e sim, ganhar.


-Boa tarde.-Cumprimenta Agreste que puxou os cabelos loiros para trás oferecendo a mão a cumprimentando.


-Boa tarde, senhorita Dupain.-Dita extremamente rouco como se estivesse acabado de acordar oque era verdade.


Às vezes a balada fechava quando era cinco da manhã, então Adrien trocava os turnos, dormia a maior parte do tempo de dia e passava o resto da noite trabalhando.


-Está com sono?-Pergunta vendo ele confirma. A sua feição estava cansada e bem abatida, parecia que ela marcara no pior horário para o loiro.


-Sim, à balada fechou tarde ontem.-Informa pegando o menu e escolhendo algum café que seja do agrado. 


-Entendo...-Comenta bebericando o café.-Bom, sobre meus pais. Eles são bem rígidos...


-Rígidos? Do tipo?-Pergunta um pouco confuso.-Eles te deixam sair para a balada no meio da madrugada, não vejo rigidez nisso.


-Estou dizendo em relação a homem.-Informa.-Nunca tive um namorado.-Aquilo fez Adrien ficar surpresa tanto que os olhos arregalaram minimamente.-E sempre dei a desculpa que o suposto namorado estava ocupado. Sempre não tendo tempo devido ao trabalho e tudo mais...


-E então?


-Bom, julgo que eles inventaram essa viaje para eu apresentar esse suposto namorado. Eles gostam do tipo de homem exemplar...


-Está dizendo sem tatuagens?-Riu alto se inclinando para frente tendo uma visão mais ampla da azulada.-Amor.-Provoca.-Eu sou cheio de tatuagens, tenho piercings e você ainda quer que eu me torne um homem exemplar com a boca suja que eu tenho?-Ditou tão rouco e sedutor que Marinette julgou que aquilo foi uma puta de uma indireta para ela.-Não sou o tipo de homem que seus pais iria desejar...


-Então não irá aceitar?-Estava de certa forma magoada. Porra! Queria aquele barmen para si mesmo que seja gay.


-Claro que eu vou.-Cruza as pernas voltando sua posição inicial.-Eu preciso da grana.-Suspira frustrado.-Só tenho uma pergunta...


-Diga.


-Teremos que nos beijar?-Aquele foi o auge para Marinette ficar surpresa.


-Eu farei o máximo possível para que isso não aconteça, sei que não gosta de mulher.-Adrien tentou conter um sorriso de sua boca mais foi quase impossível, queria dizer a verdade, mas estava adorando o fato daquele olhar desejoso dela sobre si.


Aliás, Marinette era linda, e era quase impossível não desejar aquela mulher, no entanto o fato de Adrien se sentir tão desejado era a melhor coisa, e mesmo não querendo dizer a verdade agora estava gostando da diversão que aquilo estava dando.


Ah! Minha garotinha, mal ela sabe que Adrien era viciado por mulher ainda mais nela.



Notas Finais


NÃO se esqueçam de curtir e comentar ❤️✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...