História Pretty Boy (Taekook) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Hoseok, Jimin, Jungkook, Kook!bottom, Kook!top, Kooktae, Kookv, Lemon, Min Yoongi, Namjoon, Park Jimin, Pretty Woman, Seokjin, Side: Yoonmin, Tae!bottom, Taehyung, Taekook, Taekook Flex, Taekookau!, Taetop, Vkook, Vkook Flex, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 40
Palavras 2.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sentiram minha falta?
Vim pra compensar!
Aproveitem

Capítulo 5 - Caçador


Jungkook não fora tão devagar quanto Taehyung, e isso deixou o rapaz louco ao sentir de forma repentina os lábios do moreno pressionados ao redor de sua glande.

Certo, Jungkook sabia muito bem o que fazia ali. Seus cabelos caíam um pouco em seus olhos devido aos movimentos de desce e sobe com a cabeça, mas ele não se abalava. Taehyung gemeu alto quando sentiu seus testículos serem massageados enquanto era chupado. Aquilo era o paraíso, com certeza ele já havia morrido e estava recebendo uma amostra grátis do céu.

- J-Jungkook, calma... - Taehyung gemeu entre as palavras - Desse jeito, eu vou gozar muito rápido.

- Não vai. - Jungkook o tirou de sua boca, para em seguida lamber vagarosamente toda a extensão do rapaz, de baixo para cima, sem tirar os olhos de Taehyung - Ainda não.

- Você... não está me deixando fazer... o meu trabalho. - Taehyung arfava no meio da frase, alternando entre se contorcer e tentar formar uma linha de raciocínio.

- Seu trabalho é se satisfazer e me satisfazer. Se apenas eu for o satisfeito... - Jungkook chupou a glande novamente, devagar e forte, formando um vinco nas bochechas - Não terá graça. Então relaxa.

Taehyung tentou relaxar, com todo seu ser ele realmente tentou, mas era impossível quando se tinha um semideus grego no meio de suas pernas o chupando como se fosse o último e mais gostoso picolé do mundo.

Chegava a ser ridículo o quanto Jungkook sabia fazer um oral. Quantos paus ele já havia chupado para chegar naquele nível? O profissional era Taehyung, não Jungkook, e provavelmente o boquete do moreno era melhor que o seu. A imagem de Jungkook chupando milhares de homens causou um leve desconforto no âmago de Taehyung, mas que logo foi esquecido pelo barulho de seu pênis saindo da boca do rapaz.

- Coloque as pernas nos meus ombros. - Jungkook ajudou Taehyung a apoiar as pernas em seus ombros, enquanto puxava Taehyung para baixo, mais para a beira do sofá - Abre pra mim, huh?

Exposto.

Era exatamente assim que Taehyung se sentia neste momento. Extremamente exposto e frágil, como quando um rato cai em uma armadilha e é pego pelo gato. E que gato.

Taehyung fechou os olhos, já sabendo o que viria a seguir, escorregou o corpo mais um pouco, abrindo mais as pernas e encostando as coxas no peitoral de Jungkook. O moreno abriu mais as pernas de Taehyung, enquanto descia levemente sua língua pelo interior das coxas bronzeadas do rapaz à sua frente, distribuindo selares e lambidas alternadamente.

Jungkook levou a língua até o buraco de Taehyung, e o circulou devagar, enquanto deixava toda sua saliva escorrer e lubrificar o local. Taehyung gemeu alto quando sentiu a língua do moreno o penetrando, dando estocadas leves. As bochechas de Jungkook já se encontravam totalmente encharcadas, assim como o bumbum de Taehyung que pingava saliva. O moreno fincou as unhas curtas nas coxas do bronzeado, puxando mais o bumbum do rapaz de encontro ao seu rosto, quase se afundando todo ali, e sua língua foi mais fundo, deixando o outro à beira do abismo.

- Ah, Jungkook... E-eu preciso g... - Taehyung iniciou a fala, mas fora cortado por Jungkook, que apertou os labios o redor de seu buraco, chupando com volúpia e vontade.

- Se controla. - Jungkook disse, abafado entre as nádegas de Taehyung - Ainda não terminei com você.

Jungkook deu uma última estocada no local antes de levantar o rosto e encarar Taehyung. O rapaz estava no auge de sua beleza. Os cabelos castanhos espalhados pelo encosto do sofá, os olhos abertos, encarando o teto, os lábios entreabertos, a língua atrevida passando por ali. Taehyung nu e descabelado era o novo conceito de pura arte para Jungkook.

O moreno, ainda com as pernas do rapaz em sseus ombros, iniciou uma masturbação lenta no pênis à sua frente, que estava extremamente duro.

Como Taehyung havia dito, realmente não era tão grande quanto o seu, mas era o suficiente para ser considerado bem acima da média. Era perfeito para as vontades de Jungkook.

O moreno esticou a mão até um pote de lubrificante que estava na mesa de centro da sala, despejando uma generosa quantidade em seus dedos da mão direita. Não queria machucar o rapaz, independente de o mesmo estar acostumado com a dor ou não.

Após colocar o suficiente, com o dedo indicador embebido pelo líquido, o introduziu com certa facilidade em Taehyung, que gemeu lânguido com o leve incômodo e prazer misturados. Jungkook sentiu-se indo ao extremo do inferno e voltando com Taehyung mordendo o lábio inferior, enquanto acariciava o próprio mamilo direito. Céus, que visão. Nenhuma pessoa no mundo deveria ter a permissão de ver algo tão belo e pecaminoso, era extremamente perigoso para a sanidade mental do ser humano.

Jungkook começou a estocar levemente o lugarzinho, embora pouco apertado, que o acolhia com bom grado. Taehyung gemia arrastado pela sensação, então o moreno dobrou o dedo para cima em formato de gancho, atingindo em cheio sua próstata, o que o levou a gritar de prazer e implorar por mais. Jungkook, é claro, atendeu ao pedido prontamente, juntando mais um dedo ao indicador e estocando novamente o rapaz, fazendo questão de escovar o ponto sensível com as pontas dos dedos.

Taehyung estava quase lá. Ele iria gozar. Pela primeira vez, ia gozar durante uma noite de trabalho. Aquilo era demais para o pobre rapaz.

- Goza pra mim, Tae. - Jungkook sussurrou enquanto o masturbava em uma velocidade animalesca que Taehyung jamais pensou ser possível.

Pronto, aquilo havia sido o estopim de tudo, o ponto de explosão de Taehyung. O rapaz sentiu todo o seu baixo ventre contrair, um tremor pelo corpo e lá estava. Ele não fechou os olhos, os manteve bem aberto para ver a cena a seguir.

Jungkook colocou a língua para fora e encaixou a boca bem pertinho da fenda, recebendo todo o líquido despejado por Taehyung e logo o engolindo sem cerimônia. Um pouco ainda tinha respingado em sua bochecha. Ele retirou os dedos de dentro do rapaz, arrastou por seu rosto limpando os resquícios, e os colocou na boca, chupando-os de forma indecente. Taehyung não quebrou o contato visual em nenhum momento, vendo tudo que Jungkook fazia indecentemente.

- Agora é a minha vez. - o moreno disse rouco, com os olhos mais negros que nunca, cheios de desejo escondido.

Taehyung se sentiu prestes a endurecer novamente, mesmo que não tivesse forças suficiente para isso no momento.

Jungkook levantou o corpo e tirou a camisa, a jogando em qualquer lugar do chão. Taehyung gravou cada detalhe e músculo daquele corpo. Contrariando os seus pensamentos de que a pele de Jungkook era pura e intocada, não conseguiu conter a surpresa ao localizar um tigre preto e cinza desenhado em seu corpo. O desenho começava em sua costela na frente e terminava atrás, na mesma direção.

- Gosta do que vê? - o moreno perguntou, capturando o olhar de Taehyung em sua tatuagem.

- Muito. - Taehyung respondeu, dedilhando o desenho na pele leitosa - Mas por quê um tigre?

- Quer mesmo saber?

- Diz.

- Bem, o tigre é um predador. Não existe animal ou pessoa que o faça ter medo ou se sentir acuado. Ele é um caçador nato.

- Você é caçador, Jungkook?

- Com certeza. - o moreno disse, sorrindo de forma maliciosa - E minha presa nesse momento é você.

Jungkook pegou o rapaz no colo, o surpreendendo. Fez seu caminho até a suíte, então colocou o corpo de Taehyung sobre a cama.

Jungkook se arrastou por cima de Taehyung, levando a língua até seu mamilo direito, enquanto dedilhava o outro. A respiração embaixo de si parecia descompassada, Taehyung parecia prestes a explodir novamente, enquanto agarrava os fios de cabelo da nuca de Jungkook, tentando descontar o prazer que sentia em ser cuidado daquele jeito.

Jungkook levantou o olhar para Taehyung, como se pedisse permissão para fazer o que tanto queria.

- Coloca tudo de uma vez, por favor, eu não aguento mais. Quero você todo dentro de mim. - Taehyung pediu quase em desespero. Jungkook teria rido se não estivesse tão desesperado quanto ele.

Jungkook largou os mamilos de Taehyung, se erguendo um pouco para poder olhá-lo. Então, segurou o próprio membro, o encaixando no local certo. Taehyung enlaçou as pernas ao redor da cintura do moreno, pronto para usá-lo para si, porém não foi necessário. Jungkook segurou o rapaz pela cintura e empurrou, de uma vez e fundo.

Taehyung gritou. Merda. Ele sabia que doía, mas não sabia que poderia sentir tanto prazer assim misturado. Se sentiu preenchido pelo pau de Jungkook, sentiu o moreno inchar e crescer um pouquinho mais dentro de si.

Jungkook arfou com a sensação. Taehyung era apertado e quente, incrivelmente gostoso e acolhedor. Sentiu suas costas serem arranhadas pelas unhas curtas do rapaz, acabou por arquear as costas e mexer um pouco o pau dentro dele. Taehyung gemeu arrastado, pois sentiu sua próstata ser escovada pela cabeça do pau de Jungkook.

Obsceno. Era essa a palavra perfeita para descrever o momento. Porém, Taehyung não ligava, ele estava adorando aquilo.

- Pode mexer. - disse simples, sorrindo.

Jungkook obedeceu e se mexeu, colocando e tirando, sem muita pressa de início, mas aumentou a velocidade conforme Taehyung o aceitava bem dentro de si. Logo, ele se movia bem rápido, sentiu Taehyung agarrando seu bumbum com ambas as mãos, o puxando mais ainda para dentro.

O moreno saiu de dentro, agarrou as pernas de Taehyung, as levantando até seus ombros, e sem dar tempo para mais nada, se colocou dentro novamente, mais fundo e muito mais forte. Taehyung gemia alto, quase gritava de prazer. Agarrou os próprios cabelos, os puxando para todos os lados possíveis.

- Você gosta assim, Tae? - Jungkook sussurrou, enquanto segurava com certa força a cintura de Taehyung, conduzindo seu corpo.

Taehyung não respondeu, não conseguia formar qualquer linha de raciocínio.

- Responde, Tae. - Jungkook parou os movimentos rápidos e comecou a estocar devagar fundo, torturando Taehyung.

- Sim... Eu gosto... - o rapaz não sabia se estava gritando ou sussurrando, mas tentou ao máximo falar algo que soasse coerente.

- Quer ficar de quatro pra mim? Huh? - Jungkook se abaixou o suficiente para sussurrar em seu ouvido, mordiscando o lóbulo - Eu quero muito dar um tapa nessa sua bunda.

Taehyung engoliu em seco. Puta merda, ele estava duro de novo, e com certeza poderia gozar só com aquela voz em seu ouvido.

Jungkook saiu de dentro, dando espaço suficiente para Taehyung se virar de costas.

Taehyung ficou de quatro, porém Jungkook o deitou novamente, encostando o peitoral na cama. Com ambas as mãos, ele segurou no bumbum do rapaz, levantando um pouco seu quadril e acertou o primeiro tapa. Taehyung gemeu com a ardência mas aquilo era incrivelmente gostoso. Logo veio o segundo e Taehyung se contorceu, quase enrolando as próprias pernas uma na outra.

Jungkook pegou um travesseiro grande o suficiente e o colocou dobrado embaixo de Taehyung, o posicionando bem no quadril, fazendo com que a bunda de Taehyung ficasse empinada o suficiente para lhe receber.

- Jungkook... - Taehyung podia ser manhoso quando queria algo e, naquele momento, ele queria se sentir preenchido novamente - Por favor.

- Por favor o quê? - perguntou Jungkook, cínico. Era óbvio que ele sabia do que Taehyung estava falando, mas queria ouví-lo dizer, com todas as letras e sons.

- Você sabe do que eu estou falando, anda. - Taehyung o olhou por cima do ombro.

- Hum, não sei.

- Jungkook, eu te quero dentro de mim, porra. Até quando vai me torturar desse jeito?

- Só queria te ouvir... - Jungkook atendeu o pedido, colocando novamente tudo de uma vez, e o estocou com força - Dizer... - de novo - Que me quer... - de novo - Dentro... - de novo - De você. - e de novo. - Eu estou me segurando muito pra não gozar, mas porra você é um absurdo.

Jungkook se sentiu alternando entre céu e inferno enquanto estocava com força. Tudo dentro de si formigava pela sensação que era estar dentro do rapaz à sua frente.

- Porra, Jungkook! - Taehyung gritou de prazer e, assim que conseguiu juntar forças nos braços, levantou do colchão e empurrou o moreno para fora de si, o fazendo cair deitado no colchão - Fica aí quietinho, agora quem vai cuidar de você sou eu. 


Notas Finais


O próximo capítulo é o término do lemon, e mais alguns acontecimentos! Enfim heheheheh, gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...