História Pretty girl - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 34
Palavras 3.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pretty girl já havia sido postada anteriormente em uma conta que eu excluí acidentalmente.

Essa fic é o meu xodózinho e significaria muito ter um feedback positivo de vocês dizendo que o que estão achando nos comentários.

Pretty girl é sempre escrita com muito carinho, eu espero que vocês gostem e não deixem de comentar e favoritar.

xoxo Mia.

Capítulo 1 - Threesome


Fanfic / Fanfiction Pretty girl - Capítulo 1 - Threesome

Nick acordou cedo no sábado, último fim de semana do verão, seus pais estavam em Pittsburg visitando a sua avó doente que havia piorado. Ele estava sentado na sua cama, seus lençois estavam bagunçados como seu cabelo negro, seus pequenos olhos castanhos estavam focados na tela de seu laptop assistindo a um vídeo. O vídeo mostrava uma garota loira e um garoto de cabelo castanhos, eles estavam no vestiário masculino ainda vestidos com seus uniformes. O moreno usava seu uniforme de futebol da escola Horace Mann e a garota usava o uniforme de torcida da mesma escola. Nick Robinson colocou o pênis para fora da cueca samba-canção marrom quadriculado, no vídeo o wive receiver levantava a camisa azul da loira massageando os seus seios grandes. A mão do wive receiver desceu até o bumbum da loira levantando a sua saia fazendo-a arfar, o wive receiver abaixou a calça que usava, a cueca e penetrou a cheerleader. Nick se masturbava assistindo o vídeo gemendo o nome de Paris Cartwright em alto e bom som imaginando-se no lugar de Cameron Dallas. O garoto pálido arfou ao chegar em seu ápice e passou a mão em seu cabelo negro, a ideia veio tão de repente que o garoto escorregou da cama e caiu no chão. Ele fechou o vídeo tocando no rosto da garota tela e suspirou. Ninguém sabia da existência daquele vídeo, exceto Nick, que teve o prazer de flagrá-los no vestiário depois de um jogo e filmar por uma brexa da porta da cabine.

Nick andou até o seu banheiro e lavou o rosto com a água gelada que saía da torneira para se concentrar. O seu reflexo no espelho mostrava um garoto franzino e alto com a pele pálida, olhos pequenos e cabelo bagunçado, ele não parecia nem de longe o tipo de cara que atrai uma multidão de garotas, era só um garoto normal que aparentava ser bobo. Mas Nick fazia parte do time de lacrosse da escola, ele tinha contatos, e durante o café da manhã anunciou aos colegas de time que daria uma festa naquela noite, com esperança de Paris Cartwright aparecer e quem sabe tivesse uma chance de ficar com a cheerleader.

Mais tarde, na noite de sábado, Paris Cartwright entrou na casa grande com decoração vitoriana acompanhada pelos seus meio-irmãos Bryce O'Neil, um garoto alto e musculoso de pele pálida, cabelos loiros e olhos azuis, e Trent O'Neil, mais alto que o irmão mais novo, mais musculoso, com pele bronzeada, cabelos castanhos e olhos azuis. A loira se afastou dos irmãos assim que viu Madison Beer, sua melhor amiga, irônicamente com uma garrafa de cerveja na mão. Madison era uma cheerleader como Paris, ela era a base da pirâmide e uma garota deslumbrante de estatura mediana e corpo bronzeado, seu cabelo era castanho e longo, naquela noite estava liso e constratava perfeitamente com a sua maquiagem, os olhos bem delineados como felinos e o batom nude que davam a impressão de seus lábios serem ainda maiores. Madison estava usando uma calça de couro colada preta que ressaltava o seu bumbum e um cropped preto que apertava os seus seios grandes. As garotas se cumprimentaram com um abraço apertado e Paris bebeu um gole da cerveja de Madison.

Madison e Paris chamavam a atenção da maioria ao redor, elas eram duas das garotas mais desejadas da escola desde o ano passado quando ainda eram freshman e entraram para a equipe de torcida com um teste perfeito. Mas não era só isso que chamava a atenção nas garotas, eram seus corpos definidos por anos de dança e ginástica, eram os seios fartos e redondos, os bumbuns malhados e as cinturas finas. Paris era a flyer da escola, a melhor ginasta da equipe e também a mais baixa enquanto Madison além de base era uma das melhores dançarinas. Cameron Dallas, o wive receiver e melhor amigo de Trent O'Neil, se aproximou das garotas com uma garrafa de cerveja na mão depois de cumprimentar os irmãos O'Neil.

— Vocês tão se divertindo? — perguntou Cameron para as garotas.

Madison não o ouviu, ela olhava para a porta mordendo os lábios ao ver Jack Gilinsky, o running back do time, entrar. Ao seu lado Cameron olhava para Paris da cabeça aos pés observando-a. O cabelo loiro de Paris estava perfeitamente ondulado com a ajuda de uma baby liss, sua maquiagem era suave destacando os seus olhos castanhos com um ar felino como a sua melhor amiga e os lábios rosados com um gloss matte. Ela vestia um mini-vestido preto que marcava o seu corpo por baixo de um casaco cinza e rosa e com a ajuda de um salto alto preto, ela estava próxima da altura de Madison. Cameron colocou a mão livre em sua cintura e beijou a cheerleader loira fazendo vários garotos ao redor reclamarem.

Paris já sentia o efeito de álcool em suas veias poucos minutos depois de ter chegado graças ao seu organismo fraco para bebidas. Cameron segurava a flyer com uma das mãos de pé em frente à escada. Paris colocou uma das mãos no peito musculoso do moreno, ela rebolava na sua frente dançando com uma garrafa de cerveja na mão, as mãos de Cameron sempre tocando o seu corpo.

— Quer ir lá pra cima? — perguntou Cameron ao pé do ouvido de Paris.

A garota o olhou com um pequeno sorriso malocioso no rosto e ficou na ponta dos pés para beijá-lo. Se Paris era uma das garotas mais desejadas de Horace Mann, Cameron era um dos garotos mais desejados.

Cameron segurou a mão de Paris enquanto subiam as escadas. Ele abriu a primeira porta no corredor e se deparou com um casal no banheiro, a segunda porta estava trancada, mas a terceira não tinha ninguém, era o quarto de Nick. O wive receiver colocou as mãos na cintura fina da loira e a conduziu para dentro do quarto fechando a porta com o pé, ele sentou na beira da cama com lençois cinza quadriculados bagunçados e abriu um sorriso malicioso quando Paris jogou o cabelo loiro para o lado dançando com a música fraca que vinha do andar de baixo. Find you de Nick Jonas tocava e a cheerleader movia os quadris acompanhando o ritmo da música e olhar faminto de Cameron Dallas. A garota virou de costas inclinando o corpo para frente e ainda dançando passou as mãos em suas pernas levantando o mini-vestido dando ao wive receiver uma ótima visão de seu bumbum, ela virou de frente e inclinou-se para frente novamente para beijá-lo. Paris Cartwright levantou os braços mexendo em seu cabelo loiro com os olhos fechados como se pudesse de fato sentir a música correndo em suas veias. Ela cantarolava as palavras but I never really know where to find you com a voz doce e aguda tão desafinada que era uma sorte ninguém conseguir ouvir. Cameron Dallas a puxou para o seu colo com as mãos firmes na cintura fina da cheerleader. O moreno a observava mexer a cabeça com a música enquanto se acomodava no seu colo de frente para ele. O vestido de Paris havia subido tanto que o garoto teve uma visão privilegiada de sua calcinha. A música mudou e as mãos de Cameron tocaram o rosto de Paris puxando-a para um beijo intenso e longo cheio de mãos bobas.

A loira suspirou sentindo os lábios do moreno roçarem o seu pescoço, a pele bronzeada de Cameron contrastava com a pele pálida de Paris, os músculos das costas do wive receiver se contraíram sentindo a garota rebolar no seu colo incentivando a sua ereção. As mãos de Cameron deslizaram as alças do mini-vestido da loira deixando seu sutiã preto a mostra e continuou deslizando o vestido até a cintura de Paris. O wive receiver tirou a camisa salmão revelando o abdômen sarado fazendo a garota morder os lábios tocando o seu tanquinho com a ponta dos dedos roçando suas unhas grandes e afiadas cor-de-rosa. Cameron gemeu com o toque de Paris e afagou as costas da loira procurando pelo feixe de seu sutiã.

— Você é tão gostosa, garota. — Cameron grunhiu apertando os seios de Paris.

Oh, Cam. — gemeu.

Cameron sugava os seios de Paris acariciando suas coxas deslizando as suas mãos para dentro da calcinha que a loira estava usando quando de repente ela levantou-se e tirou de vez o seu vestido. A flyer ajoelhou-se no chão em frente ao wive receiver levando suas mãos até o zíper da calça jeans que ele estava usando, ela abaixou a calça do moreno, suas unhas puxavam a cueca boxer verde militar que usava e então, o olhou com os olhos castanhos brilhando e um sorriso malícioso que mesmo assim não tiravam a inocência que o seu rosto aparentava. Paris tocou a ereção de Cameron com as duas mãos acariciando suas bolas enquanto o balançava lentamente, ela encostou os seus lábios na glade e viu Cam jogar a cabeça para trás quando a sua língua lambeu-o, eles fizeram tanto isso no verão que a essa altura Paris se sentia confiante suficiente para chupá-lo arrancando gemidos graves do garoto. Dallas puxou a garota para cima, para o seu colo, depois de gozar e a beijou pela milésima vez na noite.

As mãos de Cameron deslizavam a calcinha de Paris pelas suas pernas enquanto a beijava e quando o beijo acabou ele a empurrou levemente para a cama. O moreno sorriu com a cena, Paris Cartwright, a flyer irmãzinha do seu melhor amigo e a garota que a maioria queria, estava deitada na cama de lado com os braços para cima e as pernas cruzadas; seus olhos castanhos fechados, os lábios entreabertos, o cabelo loiro já não tão perfeito levemente bagunçado e a respiração um tanto descompassada. Ele tirou os próprios tênis e livrou-se de vez das calças olhando para os pés descalsos da cheerleader roçando os lençois, Dallas procurou no bolso traseiro da sua calça jeans um pacote de camisinha e o colocou quando o achou.

— Abre as pernas, P. — sussurrou. Suas mãos tocando as pernas de Paris e seus olhos grudados nas mãos da cheerleader tocando os próprios seios.

— Vai logo. — resmungou.

Cameron subiu em cima da garota encaixando-se, arrancando-lhe um suspiro doce misturado com um gemido agudo, ele começou com estocadas lentas provocando a garota que podia facilmente ser a sua namorada se ele não fosse um fuckboy. As mãos de Cameron apertavam a cintura de Paris a medida que intensificava os movimentos, as veias em seus braços musculosos ficavam mais evidentes com os músculos se contraindo e as primeiras gotículas de suor rolavam pela sua testa vindo do topete de lado em seu cabelo castanho macio e extremamente bem cuidado. Dallas observava o rosto da garota imerso em prazer sem conseguir conter o pensamento de que era o único de tê-la assim só para ele.

No andar debaixo as coisas estavam loucas com os garotos do time de futebol jogando beerpong na mesa da cozinha de Nick Robinson com uma grande platéia ao redor. Nick os observava de longe com a cerveja na mão, seus olhos apertados procurando a cheerleader na multidão, a razão de resolver dar uma festa enquanto os seus pais estavam fora da cidade. O moreno suspirou frustado e andou até a geladeira para pegar mais uma cerveja. Nick subiu as escadas em direção ao seu quarto, mas ao parar em frente a sua porta ele ouviu gemidos, curioso, ele abriu um pouco mais da porta formando uma brexa grande o suficiente para ver o que estava acontecendo e logo sentiu o calor em seu corpo deixando as suas orelhas vermelhas e um incômodo nas calças. Cameron Dallas estava deitado na cama com as mãos no bumbum de Paris Cartwright que cavalgava em seu membro arranhando o seu tórax gemendo alto. Nick mal podia acreditar no que os seus olhos viam, sua obceção pela flyer veio exatamente quando a viu no vestiário dos garotos no último jogo do ano letivo, agora tudo parecia se repetir. O rosto de Nick ficou ainda mais pálido quando notou que havia aberto a porta e entrado no quarto por puro impulso, ele fechou a porta. Foi tudo muito rápido, Cameron sentou e Paris cobriu-se com um lençol ainda no colo do wive receiver.

— Que merda você ta fazendo aqui cara?! — exclamou Dallas irritado.

— É o meu quarto. — respondeu Nick surpreso por rebater tão depressa e então, ele se viu dizendo as palavras. — eu tenho uma proposta.

Paris estava estranhamente calada tentando sair de cima de Cameron o mais rápido possível sem causar mais constragimento.

— Eu vi vocês em maio, no vestiário. O jogo acabou e vocês aproveitaram a comemoração pra foder. — disse Nick. Os olhos de Paris se arregalaram. — eu tenho um vídeo e posso simplesmente postar na internet.

— O que você quer? — perguntou Cameron. Ele parecia firme, mas era possível ver que estava com medo.

Ela. — Paris olhou de Nick para Cameron indignada.

Cameron olhou para Paris nua coberta por um lençol quadriculado com um olhar assustado, ele passou o braços em volta dos ombros da loira.

— Eu não posso me meter em confusão, ano que vem eu não vou pra faculdade se ele postar essa bosta. Você sabe que eu preciso da bolsa de futebol, os meus pais me matariam. — disse Cameron.

— Não acredito nisso. — sussurrou Paris incrédula.

— Ah, não vem dar uma de santa, você é praticamente uma ninfomaníaca.

— Cameron! — exclamou apertando os lençois sobre o seu corpo.

— Você vai gostar, eu prometo. — disse Nick tocando a bochecha da loira que se encolhia com os olhares dos garotos.

— Eu vou ficar aqui, não vai deixar ele te machucar. — Paris bufou e gritou de susto quando Cameron e Nick puxaram o lençol que lhe cobria.

Os lábios de Nick ficaram secos ao ver Paris Cartwright nua em sua cama, mesmo com a garota encolhida lançando-lhe olhares assustados e as mãos tentando inultimente tapar o seu corpo. As mãos de Nick tocaram as pernas de Paris e seus lábios roçaram no pescoço da garota ignorando o incomodo de Cameron e a própria Paris. Ele beijou os lábios da cheerleader acariciando a sua cintura.

P, tudo bem? — perguntou Cameron se sentindo culpado. — se você não quiser a gente dá um jeito, eu dou um jeito.

Paris o encarou com o rosto vermelho de fúria e o ignorou colocando as suas no rosto de Nick e o beijou para que Cameron visse que ela não era o tipo de garota que recebe ordens. Ela se sentia suja com a situação, mas estava com tanta raiva de Cameron que começou a puxar a camisa cinza que Nick usava, ela o conhecia bem o suficiente para saber como ferir o ego de Cameron Dallas e agora era pessoal, ele destuiu a sua dignidade. A cheerleader ficou de pé e empurrou Nick na cama subindo até ele, ela desaboto-ou os botões de sua calça jeans e começou a abaixar as calças de Nick.

— Vai logo, tira logo tudo isso. — disse brava ao levantar da cama, mas o seu olhar era direcionado a Cameron Dallas que assistia a tudo em pé de braços cruzados com o ego ferido.

Nick levantou desengonçado, mas tirou os tênis, as calças e tratou de colocar a camisinha um tanto assustado com o rumo que a situação seguiu. Ele estremeceu sentindo as mãos de Paris tocarem o seu ombro enquanto colocava a camisinha e a olhou. A cheerleader sorriu para ele levando as suas mãos até os seus seios e mal pode acreditar no que estava acontecendo, que ele estava tocando os famosos seios grandes de Paris e muito menos que ela o beijou.

— Vem. — ela o puxou pela mão e o empurrou na cama.

Paris sentou no colo de Nick encaixando-se, ela inclinou o corpo para frente empinando o bumbum e rebolou. Paris começou a quicar com o bumbum empinado sentindo a boca de Nick chupar o seu seio direito, mas o susto veio quando sentiu mais duas mãos em sua cintura e o pênis de Cameron invandindo o seu ânus, a garota gritou gemendo de prazer com a experiência de penetração dupla. Ela rebolava gemendo e mesmo Nick não sendo tão bom quanto Cameron, estava tão gostoso que não conseguia ficar com raiva naquele exato momento. As mãos de Cameron apertavam os seus peitos e ele sussurrava em seu ouvido, Nick parecia em êxtase com as mãos apertando o corpo de Paris sugando os seus peitos.

— Quero que você volte a cavalgar em mim. — sussurrou Cameron.

— Vamos mudar. — disse Nick.

Cameron deitou na cama e Paris subiu em cima dele, ela mal começou a cavalgar quando foi invadida por Nick. A cheerleader gemia tão alto que abafou o rangir da porta do quarto e nenhum dos garotos percebeu o rangir da porta tampouco.

Algum tempo depois, Paris Cartwright estava de pé no quarto de Nick, a loira apertou o seu casaco cinza e rosa com as duas mãos e deixou o quarto sem olhar para os garotos que ainda vestiam-se. A cheerleader parou no topo da escada e levou as mãos trêmulas ao cabelo loiro tentando digerir o que havia acontecido, Paris se sentia uma vadia suja por ter acabado de fazer um menage e se sentia ainda mais confusa por ter gostado de certa forma. Ela fungou e notou que algumas pessoas no segundo andar cochichavam e riam apontando para ela. Havia algo muito errado acontecendo. A próxima coisa que a loira notou foi Madison na metade da escada com uma expressão de preocupação no rosto, Paris mal teve tempo de perguntar o que estava acontecendo quando Madison colocou os braços em volta de seus ombros e duas garotas passaram ao seu lado lançando-lhe olhares de nojo.

— Que nojo, ela tava dando pro Dallas e o Robinson. — disse uma delas.

— Dar pro Dallas é um sonho, mas ew, o Robinson. — disse a outra.

— Eu não teria coragem de fazer um menage nem com o Dallas, que vadia. — disse a primeira.

Os olhares de Madison e Paris se cruzaram, o olhar da loira de absoluto terror e o olhar da morena fulmegando de raiva pelos comentários.

— Vamos embora daqui. — sussurrou Madison.


Notas Finais


Uma perguntinha básica: vocês preferem que os capítulos sejam grandes ou pequenos? Eu particurlamente prefiro grandes por serem mais proveitosos, mas não quero que vocês morram lendo.

Comentem, favoritem, espalhem para os amigos. xx

xoxo Mia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...