História Pretty Hurts - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1
Personagens Cl, Sandara Park
Tags 2ne1, Dara, Desabafo? Chaera
Visualizações 4
Palavras 1.217
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, tudo bem gente?

Sou a sembrol, nova por aqui e decidi escrever um desabafo, pelo menos eu acho que é. Sou uma grande fã de 2NE1, pois elas me apresentaram o K-POP e a deusa da CL é minha ultimate. Com os comentários sobre o peso dela, acabei ficando frustrada com os padrões de beleza coreano e do mundo e resolvi escrever algo assim.
Ficou bem simples, talvez um pouco bagunçado, mas o ponto essencial é que eu queria dizer que CL é bonita não importa que peso ela tenha, essa mulher é uma RAINHA ♥


Boa leitura!*-*

Capítulo 1 - I think i'm ugly


Fanfic / Fanfiction Pretty Hurts - Capítulo 1 - I think i'm ugly

 

Quando ligamos a televisão ou até mesmo quando acessamos a internet vemos o temido padrão de beleza se impor em nosso mundo na forma de modelos altas, magras com cabelos bem penteados e rostos bem maquiados. Alegando que são naturais e que a beleza é algo fácil de alcançar. Vejam só, como são lindas! Sigam minha receita da perfeita hidratação dos cabelos ou sigam a receita da melhor dieta e tudo vai ficar bem.

Mas não vai.

A verdade é que a beleza dói.

Em certo ponto, ela se torna uma obsessão e nos deixa doentes.

Ficamos tão dependentes do que a sociedade pensa que ficamos doentes. Eu sabia disso, porque eu vi acontecer bem próximo a mim.

Chae Rin era uma estilista talentosa, um exemplo de corpo perfeito o que era sempre citado pelas revistas famosas. Ela gostava de ser chamada de bonita e se esforçava para sempre estar do jeito que a sociedade gostava.

Alisava seus cabelos, delineava seus olhos, passava um batom, usava truques de maquiagem para deixar seu nariz afinado ou seu rosto mais marcado. Se matava na academia e se privava de comer o que gostava porque lhe dava gordurinhas a mais. Ela era a escrava da beleza, a ponto de não perceber que quanto mais cuidava de seu exterior, seu interior estava se arruinando.

Porque no fundo, mesmo cuidando tanto de si, ouvindo todas as chamando de bonita e exemplo de beleza e estilo, Chae Rin se achava feia e não se aceitava. Mesmo com seu corpo na tendência, maquiagem e cabelos de acordo com a moda que as vezes criava, ao olhar-se ao espelho, ela não se achava bonita.

E isso doía seu coração.

Bem como para sua mente era como uma venenosa poção.

 

ⓁⓄⓋⒺ ❣ ⓎⓄⓊⓇⓈⒺⓁⒻ

 

Quando Chae Rin teve sua primeira crise foram tempos difíceis. Todos a aconselhavam ir a um médico, porém, ela sempre negava. Depois de sua primeira crise, nosso relacionamento tornou-se difícil ao ponto de nos afastarmos como se nunca tivéssemos nos conhecido ou nos amado.

Por tempos ela fugiu de mim. Não machucava somente a si, mas, eu também. Eu sentia meu coração aos pedaços ao vê-la dessa maneira.

Chae Rin virou reclusa e quando percebeu, descontou todas as suas frustrações em comida. Comeu tudo o que sempre desejou, dormiu tudo o que sempre não pode e não se exercitou. Desse modo, quando apareceu novamente em público em um evento de desfile estava mais cheia do que sempre foi.

Os comentários maldosos sobre si as fizeram desmoronar novamente.  Mas, dessa vez, mesmo com ela tentando me afastar, eu não fui para longe. Fiquei de seu lado e a fiz enxergar que precisava de ajuda.

Chae rin estava se afundando em uma depressão e isso eu não queria de modo algum.

 

ⓁⓄⓋⒺ ❣ ⓎⓄⓊⓇⓈⒺⓁⒻ

 

Com algum tempo de terapia as melhoras eram inevitáveis e isso alegrava meu coração. Haviam recaídas, Chae Rin tinha suas crises, porém, eu nunca a deixava passar por isso sozinha. Aos poucos, ela emagreceu novamente, mas não por se preocupar sobre os padrões de beleza. Emagreceu naturalmente com uma alimentação saudável e balanceada, sem todas as ideias neuróticas que tinha antes. Como por exemplo, deixando de comer.

Mas, mesmo tendo tantas melhoras, Chae Rin ainda se olhava no espelho verificando se seu corpo estava de acordo com o que todos acham bonito. E quando via uma gordurinha ali e aqui, sentia-se amargurada.

Foi em uma noite em que dormi em sua casa que a vi antes de dormirmos vestida com seu pijama curtinho analisando as próprias curvas em frente ao grande espelho de seu quarto, que eu decidi que iria fazer algo para mostrar o quanto era bela.

Algo que a deixava feliz, algo que lembrava ao dia em que nos conhecemos na universidade. Ainda me lembro de como ficamos frente a frente uma a outra pela primeira vez.

Escutava meu nome ser chamado de forma insistente até que parei de andar pelos corredores da universidade e virei-me para ver quem me chamava. Era uma garota loira, vestida de forma estilosa.

— Você é Sandara Park não é? Quer ser minha modelo? Sou Chae Rin, uma estudante de moda e eu preciso de seu corpo perfeito!

— Meu corpo perfeito? O seu que é. — meu comentário a fez rir e logo percebemos que isso não acabaria por ali.

 As palavras ditas de forma rápida e o olhar brilhante me surpreenderam.

E eu não soube dizer não.

Depois de aceitar ser sua modelo, eu, uma simples estudante de Administração, virei sua amiga. Nossos gostos em comum foi o ponto principal de tudo. Depois da amizade, não demorou muito para nos apaixonarmos.

Eu me apaixonei por cada detalhe de Chae Rin. E quando digo assim, não falo apenas dos detalhes físicos. Falo de tudo o que ela é, seja em seu ser – personalidade – ou em sua aparência. Não importa se está de cabelos ondulados ou bagunçados, gordinha ou magra, alta ou baixa, fora da moda ou não.

Chae Rin sempre seria bela aos meus olhos. Sempre seria a mais bela do mundo.

E eu sabia como ela gostava de elogios. Ela gostava porque era o que mais precisava. Mas, não os elogios da boca para fora, ela queria os verdadeiros e eu lhe daria.

Chae Rin só queria ser chamada de bonita não sabendo que não necessitava ouvir isso, porque ela já era e a maioria podia ver.

Os doentes da sociedade que querem mandar em quem devemos ser e como devemos aparentar nem devem ser tratados como indivíduos da sociedade, em minha opinião.

Somente me pergunto: o porquê são assim? O que tem de errado com eles? Porque não deixam as pessoas serem felizes como são naturalmente? Ou como querem ser?

Mesmo concordando com o bem, as vezes – quando vejo Chae Rin sofrendo por causa desse tipo de pessoa – desejo que essas pessoas tropecem sobre uma faca.

 

ⓁⓄⓋⒺ ❣ ⓎⓄⓊⓇⓈⒺⓁⒻ

 

Em uma sexta-feira a qual combinamos de apenas assistir alguns filmes, preparei a surpresa para Chae Rin. Seu quarto estava cheio de elogios. Como assim? Eu simplesmente peguei todos os comentários de seus fãs na internet, seja do Instagram, Twitter e outros, dizendo o quanto a achavam bonita.

O quanto a achavam um exemplo de mulher, uma guerreira.

Uma rainha.

Eram prints das postagens espalhados pelas paredes. Pétalas de rosa espalhadas ao chão e sobre a cama.

Naquela noite, eu iria amá-la sussurrando o quanto era linda. Eu iria desejar para sempre, seja em outra vida ou não, conhece-la e me apaixonar.

Estava nervosa pelo que ela iria achar da surpresa. Mas, quando ao chegar de mais uma consulta viu seu quarto dessa maneira e eu por ali a espera-la, seu sorriso em meio a lágrimas me fizeram perceber que havia amado.

Ela me abraçou e me beijou.

Pediu desculpas por ser uma bagunça, mas disse que me amava.

E eu dizia que era somente isso que importava.

Porque eu a amava também. E a achava a mulher mais bonita desse mundo.

— Você pode não acreditar, mas você é tão bela e nem percebe. E eu te amo assim. E eu te venero assim minha Rainha, seja com gordurinhas a mais, seja com cabelos oleosos ou brancos, você é a mais bonita desse mundo. Você é minha vida, Chae RIn.

Para sempre te amarei.

 


Notas Finais


"Os padrões da sociedade que nos são impostos são bem complicados. A chave para isso é não se importar e amar quem você é. Quando você ama quem é, as portas da vida se abrirão sorrindo para ti com felicidade, pois a felicidade e o amor está em você" ~~ sembrol


bjs e até uma próxima♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...