História Pretty Lies (Imagine Park Jimin - BTS) (EM PAUSA) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Visualizações 83
Palavras 745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOOIIII PESSSOAAAAAXXXXXX VOOORTEI
Era pra eu ter voltado ontem, mas essa semana eu tive um trabalho de escola MUITO chato e grande e ontem so tinha meio capítulo pronto ;-;
Ficou meio pequeno ne maaaaas.... kkkkkk
Me desculpem quaisquer erros, e espero que gostem, seus lindos (/^o^)/

Capítulo 4 - Primeira "amiga"


Já era domingo, e o tempo tinha passado muito rápido, mas consegui me acostumar com a casa. Em meio à alguma conversa aleatória, Seokjin me disse pra chamá-lo apenas de Jin, então o fiz. Amanhã Mirella já vai embora e não sei se estou gostando da ideia de morar apenas com um homem numa casa daquele tamanho, claro, além das empregadas, mas não conta muito, elas não ficam lá o tempo todo, muito menos conversamos.

Arianne já estava se acostumando em morar apenas com a mãe, e nós duas conversamos todos os dias.

Jin disse que um colega de trabalho dele tem uma filha que estuda no mesmo colégio que eu vou estudar, então ele marcou de nós duas nos encontrarmos, pra eu ficar sabendo um pouco mais sobre Seul, já que a pesquisa não é o mesmo que a prática. 

Mandei mensagem para a No Yura (minha provável "nova amiga") e ela disse que me encontraria em casa para irmos almoçar em um restaurante. Me aprontei e fiquei esperando na sala, lendo um livro online.

Por volta de 11:40 a campainha tocou e fui atender.

- Oi! - Yura disse, animada.

- Oi, tudo bem? - nos cumprimentamos.

- Tudo sim, já está pronta?

- Sim, vamos?

Gritei para Jin que estávamos saindo, então só tranquei a porta e fomos andando. O restaurante era perto, Mirella e eu fomos a ele na sexta.

No caminho estávamos conversando sobre coisas comuns, como idade, lugar onde morávamos, escola... Contei a ela um pouco sobre o Brasil, e então ela me perguntou sobre minha família.

- Você vivia com quem lá? - fiquei um pouco tristonha enquanto me vinham as lembranças. - Ah, me desculpe, fui indelicada de mais?

- Não, não, está tudo bem - lhe lancei um sorriso de canto -. Bem, minha mãe morreu quando eu estava quase com um ano. Ela sofreu um acidente de carro enquanto estava indo trabalhar. Ficou muito ferida, não resistiu e morreu no hospital. Desde então eu fui morar com minha tia. Nunca tive contato com meu pai, até o dia em que cheguei aqui.

- Meus sentimentos - ela parecia um pouco arrependida de ter feito aquela pergunta.

- Obrigada.

Ficamos em silêncio por alguns segundos e então voltamos a conversar, dessa vez sobre a vida dela. 

Chegamos no restaurante, nos sentamos e fizemos os pedidos. Assim que chegaram, Yura começou a falar sobre a escola.

- Então, animada para o seu primeiro dia de aula? - ela perguntou.

- Na verdade, mais ou menos - dei um risinho fraco -. Não sei se me sinto nervosa, ou ansiosa, ou calma, ou sei lá o quê - Yura sorriu.

- Não precisa ficar tão nervosa, não é tão ruim assim. Dei uma estudada ao sistema de aula do Brasil e é bem diferente ao daqui, creio que vai ser um pouco difícil para você se acostumar - apenas assenti, já que estava comendo -. No ano passado entrou um grupinho de estudantes que durante o ano inteiro pagaram de marrentos e arranjaram briga com muitos - olhei atenta pra ela -. Ouvi dizer que esse ano eles vão continuar estudando lá, então tome cuidado, eles já bateram até em garotas, não perdoam ninguém.

- Não vou me meter em confusão, quero mais é ficar longe deles - dei de ombros e revirei os olhos.

- Acho bom!

Terminamos de comer, pagamos a conta, nos despedimos e cada uma seguiu seu caminho.

No caminho para casa, em um banquinho debaixo de uma árvore, tinham três garotos que ficaram me olhando e cochichando, dando várias risadinhas, talvez por eu estar usando roupas pretas, como o de costume. Fiquei me perguntando se os encarava, ou passava direto. Resolvi fazer a segunda opção, provavelmente a melhor.


[...]


À noite, após o jantar, eu estava no meu quarto quando Yura me mandou mensagem.

[8:23 PM] No Yura: Boa noite, S/n! Animada para a escola amanhã? Eu estava pensando em irmos juntas, se você não se importar. O que acha?

[8:24 PM] S/n: Boa noite, Yura! Estou animada sim, um pouco nervosa. Acho uma ótima ideia, aliás, não conheço as coisas por aqui direito, então vai ser bom!

[8:24 PM] No Yura: Tudo bem, então. Vamos à pé OK? Não se atrase, por favor.

[8:25 PM] S/n: OK, não irei me atrasar!

Nos despedimos, me levantei da cama, e fui beber água. Jin estava sentado no sofá da sala mechendo no seu computador. Bebi a água, lhe dei boa noite e subi novamente para o meu quarto. Me joguei na cama e fiquei pensando sobre como agir amanhã.

Acho que to nervosa! 


Notas Finais


Então gentiiiee, o que acharam? >.<

Beijocas pessoaaaxx, e até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...