História Pretty Woman - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Ashley Benson, Cole Sprouse, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Jelena, Justin Bieber, Selena Gomez
Visualizações 235
Palavras 1.977
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi filhas, passem nas notas finais.

Capítulo 12 - Meu coração bate apenas por você


Fanfic / Fanfiction Pretty Woman - Capítulo 12 - Meu coração bate apenas por você

 

Cinco anos depois 

Selena Gomez point of view. 

Nunca havia visto minha melhor amiga com um sorriso tão imenso no rosto como agora. Está tão radiante que quase brilha mais que a luz do sol que já está para se pôr. Na verdade, desde que decidimos que iriamos mesmo vir para o Texas fazer essa viagem, ela pareceu um pouco mais feliz para mim. 

Seu corpo parece mais bronzeado agora, e eu não ficaria surpresa, ela saiu diversas vezes com o Ryan para conhecer a cidade e alguns lugares que ele dizia ser especial para ele. Nós duas tivemos poucos momentos a sós durante a semana que passamos, mas neles nós sempre estivemos falando sobre todas as coisas que estavam acontecendo. 

— Você acha que ele irá querer algo mais do que isso comigo? — a loira pergunta. Estou terminando de secar o cabelo. Olho para ela e nesse momento um filme de todas as coisas que já passamos juntas começa a rodar em minha mente. 

— Acho que sim. — sorrio. — Ryan gosta bastante de você, se não gostasse porque te levaria a todos estes lugares? São lugares especiais para ele. 

— Fiquei especulando hoje mais cedo e Ryan disse que talvez ele tenha preparado uma surpresa para você — meu coração bate mais forte e sinto minhas pernas tremerem um pouco. — Vocês são lindos juntos. Parece que nasceram um para o outro. 

— Às vezes eu paro para pensar — faço uma pausa rápida esperando que a loira me olhe — Talvez tudo aquilo com o Cole tenha acontecido por um motivo. 

— Você não pensa que talvez tenha feito a coisa errada em não se casar? — a pergunta sai meio desajeitada e eu imagino que ela se sinta desconfortável em me perguntar isso. — Não precisa responder se não estiver confortável. 

— Não estou desconfortável — penso um pouco sobre a pergunta e só me toco agora que nunca parei para pensar sobre isso. — Eu nunca parei para pensar em como teria sido, para ser sincera. É estranho ter em mente que eu abandonei o meu casamento e sequer penso nisso. 

A loira concorda olhando para mim. Termina de dar alguns poucos toques em seu brilho labial avermelhado e nos cabelos. Hoje, eles parecem estar ainda mais brilhantes e claros. Como se de algum modo, toda essa situação tenha alguma coisa a ver com isso. Analiso a roupa que ela está usando, e devo admitir, Ashley é uma mulher linda. Não tem nada nela que não seja lindo, tanto por dentro quanto por fora. 

— Vou indo — avisa antes de pegar a bolsa e guardar os pertences nela. — Não se esqueça que ele vai estar te esperando quando escurecer, o que é logo. Tente não demorar. 

— Tudo bem — vou até ela e beijo sua bochecha. — Tenha um bom passeio, eu te amo. 

Então ela sai pela porta. Agora que estou sozinha, paro para analisar melhor a pergunta que Ashley fez para mim e noto que, desde o momento em que eu deixei a igreja com o vestido brando, eu nunca tinha tirado sequer um tempo para pensar sobre as coisas que aconteceram naquele dia. 

Não demoro muito pensando nisso, já que no momento em que eu olho para a janela, vejo que o sol já está quase sumido por completo. Pego o casaquinho cinza que ganhei de minha mãe antes da viagem. Passo um pouco de brilho nos lábios também, mas não tenho a preocupação de guardá-lo na bolsinha que peguei para levar. Volto a olhar pela janela e ouço o som da buzina. Pontual como sempre. 

O céu já está escuro quando saio de casa. Olho para as estrelas e percebo a maneira como elas brilham tanto nesta noite. Parece que tudo por aqui é mais intenso do que onde moro. Seguro o casaquinho fino nas mãos quando entro no carro. Relaxo o meu corpo no encosto quando o carro da partida. Meu rosto está colado a janela, admiro as estrelas novamente e volta a pensar no quão brilhantes elas são. 

— Os seus olhos brilham muito mais que elas — viro o rosto para encara-lo ao meu lado. Seu rosto parece iluminado, mesmo que a estrada por onde estamos indo esteja completamente escura. 

— Você não cansa de me falar essas coisas bonitas? 

— Na verdade, não — solta uma risada fraca. Sinto-o pousar sua mão em minha coxa coberta só até a metade. Alisa aquela região calmamente, sem nenhuma maldade. — Nem um elogio é demais para você. Merece todos eles. 

Ele já esta com os olhos em cima de mim quando viro meu rosto. Impulsiono o meu corpo para frente e deixo meus lábios tocarem sua bochecha. Sem nenhuma pressa para me afastar. Mantenho os lábios em seu rosto e fecho os olhos quando sinto seu sorriso se abrir. Não há uma maneira para não ficar caidinha por ele, a verdade é essa. 

— Posso saber para onde está me levando? — olho para a estrada que é iluminada apenas pela luz que sai dos faróis do carro. Só agora percebo que o rádio está ligado e que uma música conhecida por mim está tocando. — Essa música não é a mesma que você cantou para mim quando viajamos para a casa do lago? 

— É ela mesmo. 

— Como se chama mesmo? 

— Three Times a Lady, é do Lionel Richie. — aumento o som um pouco e deixo com que a letra e a melodia da música penetrem fundo em meus ouvidos e presto atenção em cada palavra. 

— Poderia cantar para mim outra vez? — peço, virando novamente para olhá-lo. Seu rosto parece ter se iluminado no momento em que eu fiz o pedido e ele sorri. 

— Você compartilhou meus sonhos, minhas alegrias, minhas dores. Você fez minha vida valer a pena. E se eu tivesse que viver minha vida toda novamente, eu gastaria cada e todo momento com você — faz uma pequena pausa junto com a música no rádio. — Você é uma, duas, três vezes uma dama e eu te amo. 

Meu corpo todo entra em êxtase quando ele termina. Pouso a mão em seu rosto e acaricio o mesmo, pensando no quanto estou apaixonada e no quanto eu quero passar o resto dos meus dias com ele. No entanto, antes que eu possa falar alguma coisa para ele, nós entramos em um campo iluminado. Logo em frente, tem uma tela grande que me lembra um cinema. 

O carro para e eu viro o rosto para encará-lo. Ele também está me olhando e sorri assim que nossos olhos se encontram. Aproximo o rosto do dele e sinto sua respiração calma batendo em minha pele e arrepiando a mesma. Suas mãos vão até meus cabelos e nesse momento ele está puxando meu corpo para ele. Beija minha bochecha antes de, finalmente, pousar seus lábios nos meus. 

Em todos os segundos que seguem aquele momento, eu imagino que existimos apenas nós dois ali agora. Imagino que não há mais nada além do nosso amor e da nossa vontade de ficarmos grudados um ao outro em todos os momentos que pudermos. Porém, antes que eu tenha chance de acreditar que tudo é real, a claridade acaba e a tela grande é acesa. 

— Me trouxe em um cinema ao ar livre? 

— Achei que seria uma coisa diferente e romântica. 

— Você não cansa de me surpreender, Justin? — nega. 

— A cada dia que passa eu fico pensando em coisas para fazer para você — beija o meu nariz. — Eu te amo além do que posso explicar, Selena. Nada nunca vai ser demais quando se tratar de você. 

Em minutos, algumas imagens começam a aparecer na tela e no momento em que consigo perceber qual é o filme, viro meu rosto quase que automático para olhar meu namorado e ele está sorrindo. Ele me trouxe para ver ‘Uma Linda Mulher’. Sabe que é o meu filme favorito pois já o obriguei a assistir esse filme um milhão de vezes. 

A tela apaga um pouco antes de uma das minhas cenas favoritas. Fico brava no início, mas vejo que a tela volta a acender. Mas não é o filme que está passando, são vídeos caseiros que Justin fez de nós dois. Olho para ele, que está olhando para mim agora e me pergunto o que está acontecendo. 

Quando olho novamente para a tela tem fotos nossas aparecendo e a música que toca no fundo é ‘Pretty Woman’. No momento em que penso em perguntar alguma coisa, a porta ao meu lado se abre e Ashley aparece ali. Puxa minha mão, fazendo com que eu deixe o carro e a siga até em frente ao telão. Contudo, no minuto seguinte, eu ouço a voz doce de Justin fluir e penetrar meus ouvidos novamente. 

Parece que nós voltamos a nossa primeira viagem juntos, quando demos nosso primeiro beijo. Mas dessa vez parece ainda mais bonito e melhor. Tudo a nossa volta está sumindo para mim e estamos apenas eu e ele. Olhando fundo nos olhos um do outro e podendo ver a nossa alma. E eu não trocaria esse momento por nada no mundo. Não trocaria o que tenho agora com Justin por nada no mundo. 

Assim que a música termina ele vem até mim. Para em minha frente e seus olhos brilham. E eu lembro da conversa que tive com ele sobre a maneira como os olhos dele brilhavam. Eu sei que os meus olhos também brilham e eu me sinto imensamente completa sabendo que isso acontece quando olho para Justin. 

— Seus olhos são tão brilhantes, como se alguém tivesse pegado todas as estrelas existentes no universo e as colocado neles. — faz uma pequena pausa, sorrindo para mim. — O seu sorrio é como se fosse aquela luz no fim do túnel mais escuro. E toda vez que olho para ele sinto todo o meu caminho iluminado. — toca meu rosto e beija minha mão em seguida. — Sua pele é macia como um pêssego. Sempre que olho para você, penso que até mesmo a flor mais bonita do mundo sente inveja da sua beleza — Justin parece um pouco nervosa agora, mas não deixa de continua. — Sua doçura e a maneira como é carinhosa. Você é como um poço onde só existem as qualidades, como se nada pudesse ser tão lindo, natural ou inocente como você. — meu coração bate cada vez mais forte agora. — Eu juro que me apaixonaria todos os dias por você se tivesse amnésia. Se a perfeição realmente existe, ela tem seu nome e sobrenome, lembro de já ter dito isso para você. 

Assim que diz isso, coloca a mão dentro do bolso da calça e tira dali uma caixinha preta. Os movimentos dele ficam em câmera lenta para mim e quando percebo, ele já está ajoelhado na minha frente. Abre a caixa devagar e quando percebo do que se trata, as lágrimas escorrem rápidas dos meus olhos. 

— Selena, não há nenhuma outra mulher no mundo com quem eu queira passar o resto dos meus dias. E eu soube disso no momento em que vi você descendo daquelas escadas no aeroporto — sei que estou soluçando, pois, meus ombros se mexem sem pudor. — Eu te amei desde o primeiro minuto e sei que vou te amar até o último deles — sussurro um eu te amo para ele saber que eu o amo. — Não posso mais imaginar viver a vida sem você e eu acho que é por isso que quero dar esse passo. Você não imagina o quanto eu te amo, Lena. Então, você aceita casar comigo? 

Levo cerca de dois minutos para conseguir fazer algo além de chorar. Justin me olha com os olhos vidrados em mim e eu percebo que espera por uma resposta e que eu demorei demais para responder. Abaixo o meu corpo até estar ajoelhada em sua frente e o beijo. Beijo tão intensamente que volto a ter a sensação que estamos só nós dois ali agora. 

— Meu coração bate apenas por você — falo. E ele entende o que quero dizer. 


Notas Finais


Olá meus amores, é isto. O fim.

Vocês não imaginam o quanto eu estou feliz, aliviada e triste por ter finalmente finalizado essa história. Não por não gostar dela, mas porque ela era um projeto para o ano de 2016, se não me engano, mas acabou se estendendo um pouco mais que o planejado. Mas, de qualquer forma, eu nunca vou deixar de amar essa história e pensar no quanto eu sou apaixonada por ela. É uma das minhas histórias prediletas, se não for a única. Então, só para vocês saberem, eu tenho um apego emocional fortíssimo com essa história e dói no meu coração saber que ela acabou. Mas é isso.

Espero que vocês tenham gostado do final. É importante que deixem a opinião de vocês aqui, eu iria ficar muito grata. Não tenho muito mais o que falar, é isso. Vou deixar meu twitter e meu curious cat, caso queiram entrar em contato comigo. Não hesitem em me chamar, eu adoro interagir com vocês. Beijos meus amores, até a próxima história.

twitter: https://twitter.com/onlytstark
curious cat: https://curiouscat.me/itmarvel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...