História Princesa Brasileira - CamilaYou - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Cheguei! Vou tentar postar capítulos com mais frequência, mas não prometo nada.
Comentem e favoritem!

Capítulo 18 - No Meu Quarto


P.O.V. Camila

- Camila, eu tô com medo... – S/n fala.

- Calma, S/a. – A faço olhar pra mim. – Eu tô aqui com você. – A puxo pra perto e ela se agarra em mim.

 O avião decola e aos poucos sinto S/n se acalmar.

- Obrigada... – Ela murmura e em resposta eu selo nossos lábios.

~Quebra de Tempo~

P.O.V. S/n

 Depois de algumas horas, chegamos no aeroporto de Miami e eu não preciso dizer que o aeroporto estava lotado de fãs, né.

 Camila segue em direção aos fãs e eu vou atrás dela.

 Sou parada por alguns fãs e tiro algumas fotos.

- Você toca bem pra caralho! – Um garoto diz.

- Obrigada! – Sorrio.

 Saímos do aeroporto e o pessoal da banda seguiu para uma Van que os levaria pra casa.

 Eu e Camila entramos em um carro que vai nos levar até a casa dela. Como Camila não sabe dirigir, um homem estava no volante.

 Bom, se eu estava ansiosa pra conhecer os pais da Camila e a Sofi? Lógico. Imagina eu conhecendo a Sofia? Se brincar ela tá maior que eu.

- Em que você tanto pensa? – Camila interrompe meus devaneios.

- Em como eu vou fugir quando for conhecer sua família. – Ela ri.

- Não me diga que você está nervosa com isso...

- Pois eu estou sim. Vai que o tio Alê não gosta de mim. – Digo.

- Ownt! Tio Alê? Que fofa!

- Ai, me deixa! – Rio.

 O carro estaciona e eu percebo que chegamos.

Descemos do veículo e seguimos em direção à porta. Sabe, aquela ideia de fugir ainda tá de pé?

 A porta é aberta e eu vejo a tia Sinu.

- Mama! – Camila a abraça.

- Jesus me segura que eu tô subindo. – Acabo falando e atraio a atenção da mais velha.

- Então você é a tão falada S/n? – Se aproxima e eu sorrio sem graça. – Seja bem-vinda, meu bem. – Me abraça e eu fico sem reação. Olho pra Camila e não acredito no que vejo. Ela tava rindo de mim!

- O-obrigada, tia Sinu.. – Falo e ela separa o abraço.

- Tia Sinu? Que fofa! – Exclama e eu sinto minhas bochechas esquentarem.

- Mama, você tá deixando ela com vergonha! – Camila fala e ela ri. – Vamos entrar.

 Entramos na casa e avistamos o tio Alê e a Sofi sentados no sofá.

- Hija! – Ele exclama ao ver Camila.

- Papa! Sofi! – Eles levantam e a abraçam. – Eu estava com saudades.

- Nós também. – Sofia diz.

- Bom, eu tenho alguém pra apresentar... – Camila me puxa pela mão. – Essa aqui é a S/n.

- Ah, oi, S/n. Seja bem-vinda. – Tio Alê me abraça.

- Obrigada, tio Alê. – Ele olha pra mim com um sorriso nos lábios.

- Olha como ela nos chama, Alejandro. – Tia Sinu diz.

 Tô entendendo mais nada.

 Enquanto eles estavam ocupados em falar sobre esse assunto estranho, Sofia se aproxima.

- Oi, seja bem-vinda. – Me abraça. Sim, ela tá do meu tamanho. Que vergonha, hein. – Eu sei que você tá ficando com a minha irmã. – Fala no meu ouvido.

- S-sabe? – Pergunto nervosa.

- Sei... E eu shippo. – Suspiro.

- Pensei que você ia querer me matar. – Falo.

- Por que?

- E eu sei lá. – Rimos.

- Já tá me trocando, dona S/n? – Camila diz e eu olho pra ela.

- Claro que tá, eu sou muito mais legal que você. – Sofi diz e eu rio.

- Engraçadinha! – Camila exclama. – Vem, S/n.

 Subimos as escadas e passamos por várias portas. Essa casa não acaba nunca?

- Em qual quarto de hóspedes eu vou ficar? – Pergunto ao ver que já tínhamos passados por vários quartos.

- Quarto de hóspedes? Não, S/n. Você vai ficar comigo. No meu quarto. – Minha morte foi aqui.


Notas Finais


Aiai
Comentem e favoritem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...