História Princesa das Cinzas - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Hinata, Hyuuga, Naruto, Romance, Sasuhina, Sasuke, Uchiha
Visualizações 137
Palavras 6.480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha quem voltou? Toda atrasadinha, mas tá bem linda! Eu!

PRIMEIRO! MANO, OS COMENTÁRIOS DO CAPÍTULO ANTERIOR, SASUKE É BURRO! FOI ALGO QUE TODOS NÓS CONCORDAMOS! kKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Eu fiquei rindo tanto da indignação de vocês, olha, sem comentários.

OUTRA COISA: Mayuumii, a leitora que deixa comentários enormes em cada capítulo, na quarta, meu aniversário, me parabenizou, e é a primeira vez que isso me acontece gente. Quero agradecer direito e por aqui, para que ela saiba que fez o dia de uma autora, ser o melhor de todos!

E, ANTES QUE EU ME ESQUEÇA: 110 FAVORITOS! Obrigada mesmo, vocês são demais!

Apreciem esse cap amorzinho, porque sinto em dizer, que os dois próximos (os que eu aguardem muito para que chegassem) Serão só tiro, porrada e bomba! E eu fugindo para as montanhas, é claro.

BEIJÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Capítulo 12 - Chapter Eleven


Fanfic / Fanfiction Princesa das Cinzas - Capítulo 12 - Chapter Eleven


SUNAGAKURE

 

Itachi encontrava-se incrivelmente calmo naquela manhã, ter sido chamado pelo Kazekage de Suna, o deu uma nova esperança, tinham encontrado Temari. Não se importava com o fato de tê-la procurado até por dias sem um sinal da mesma. Só de saber que tinha retornado, era um alivio.

Caminhou entre os habitantes, recebendo saudações amistosas, todos sabiam da aliança entre Suna e Konoha, então, os shinobis já eram habituados com a visita uns dos outros. Apressou o passo até a casa principal, era um ninja, e sabia, que a Sabaku, em quase 15 dias, pôde ter sofrido na mão de seus sequestradores, ah, todos pagariam por tê-la pego. Isso, o líder Uchiha podia confirmar.

Recebeu instruções para seguir até Gaara, e, o fez, a confiança nele era tanta, que não precisou de escolta. E ao menos via shinobis de plantão, apenas para vigiá-lo, as pessoas andavam de um lado para o outro, não prestando atenção nele. 

Um estalo em sua mente o fez para, a centímetros da porta do escritório do governante da vila, sentia a presença de Temari. Contudo, sua presença não era aquela de uma kunoichi tremendamente tempestuosa, e, sim, algo mais raivoso. E com rapidez adentrou a sala, encontrando o Kazekage e seu irmão Kankuro, com expressões inquietas.

- Tenho certeza que já notou que tem algo errado, com ela._Kankuro foi o primeiro a dizer, indicando para que o mesmo se sentasse. Mas, o líder dos Uchihas, preferiu ficar de pé, e cruzou os braços junto ao corpo.

- Cadê ela?_Perguntou diretamente.

- Aprisionada em uma barreira de segurança no subsolo dessa casa, acho mesmo que você deveria sentar, Uchiha-dono._O Kazekage pediu, e Itachi o fez, mesmo que tivesse incrédulo com tais palavras.

- Antes que tire suas próprias conclusões entenda. Tem algo muito grande vindo por ai._Kankuro soltou com a voz temerosa.

- Tão ruim assim?_O moreno perguntou.

- Sim. Infelizmente, sim. Meus subordinados encontraram Temari dentro de um rio, próximo a Ilíria._O Kazekage começou.

- Ferida?_Itachi quis saber.

- Não. Escute, restante._O ruivo pediu com calma. - Ela ficou desacordada boa parte do tempo, mas, quando abriu os olhos, não é ela. Temari não se lembra de nada, parece que a dor que causaram a minha irmã não foi física, e, sim, mental. Mexeram tanto com a cabeça dela, que Temari não sabe quem é, toda vez que tenta entender, sua raiva, volta a crescer. E nossa inteligência, depois de analisá-la, disseram-nos, que há um bloqueio na mente dela e um comando._Explicitou.

- Que seria?_O shinobi de Konoha perguntou, temendo a resposta.

- Matar a Princesa de Konoha._Kankuro quem respondeu. 

Por um momento os três homens se entreolharam, como se buscassem uma resposta, como se tudo não fosse uma loucura da cabeça deles, mas, não era. E, com um suspiro alto, organizando seus pensamentos, Itachi percebeu que tinha de agir. Seus sentimentos conflituosos, insistiam em bater de frente com sua lógica, porém, sua lealdade era com a Princesa, com Hinata, e por isso, tinha de agir, independente do que sentia.

- Se a deixaram tão perto daquela prisão, é porque querem que os combatemos, se Sunagakure acusar Ilíria do estado e do sequestro da estrategista e irmã do Kazekage, pode haver um grande conflito._Iniciou.

- Porém, quando a deixaram para que a achássemos, tenho certeza que esse é o principal objetivo. Causar o caos, afastando o principal alvo. Sua princesa._Kankuro continuou.

- Entretanto, minha irmã é só uma pontinha, apenas uma das pessoas que podem mexer com o controle da princesa, correto?_O Kazekage questionou.

- Correto._Itachi respondeu, ordenando cada uma daquelas informações.

-  Mesmo assim, não há um motivo explicito para isso. Ela viveu em Ilíria, serviu todos esses anos, então, quem poderia armar contra ela, as outras vilas? Alguém que guarde tanto rancor da princesa que queira prejudicá-la?_Kankuro perguntou exasperado. - E usando minha irmã? A Temari!

- Querem mostrar que Hinata é um tipo de mal._itachi soltou, surpreso consigo e com aquele pensamento. Conseguiu entender tudo, diante dos questionamentos do outro shinobi. - No mundo ninja, tudo o que importa, é quem tem a maior força e armamento, influência e poder._Começou. - Tudo é perfeitamente equilibrado, Suna tem a força e o armamento. As outras vilas, dispõe de cada um desses itens. E, Konoha, tem o poder e a influência, além de ter consigo os ninjas mais habilidosos e fortes do mundo._Explicitou. - Mas, Hinata, é algo diferente, ela nasceu dos dois Clãs Supremos da Aldeia, duas famílias, que junto ao Hokage, comandam a vila._Expôs, ambos sabiam daquela história, mas precisava desenvolver seus pensamentos. - Há algum tempo, um antigo companheiro de Ilíria ameaçou-a, ele é o Príncipe da Lua, o homem que deveria ser a pessoa mais influente no mundo ninja, e, mais forte. Toneri é aquele tipo de pessoa que quer o poder somente para si._Continuou tentando ser claro.

- Mas, se ele fosse obtiver todo esse poder, como diz, quebraria o equilíbrio entre as vilas._Kankuro afirmou.

- Exato. E, tem mais. Hinata e ele nunca conseguem se encontrar sem lutar, ele nutre por ela, um ódio genuíno, algo que não consigo entender. Porém, a princesa, é uma força significativa. E com ela fora de Ilíra, aumenta a força de Konoha, mesmo que tentemos a esconder. Sendo, que tem a nosso problema interno._Salientou. - Os Hyuuga a toleram, e, os Uchihas a odeiam, e eu não duvido nem por um segundo, que não aja ou possa haver uma união, entre ele e meu Clã._Confessou.

- Mas, Uchiha-dono. Ir contra a própria vila? A própria princesa? Seria traição. Eu vejo sentido em tudo o que nos falou, mesmo assim é completamente difícil de acreditar._O Kazekage disse com sinceridade.

- Há alguns anos meus pais morreram em uma invasão, disseram-nos que foram mortos por traidores. Porém, meus pais foram mortos por outros Uchihas. Eu como líder os mantenho na linha, controlo os anciões como posso. Mesmo assim, todos sabem de quem e com quem está minha lealdade. Os Uchihas menosprezam e querem vê-la fora do mapa, preferem-na morta, do que como uma mancha na linhagem intacta do Clã Supremo. Assim, acontece com os Hyuuga, mas, Hinata ainda é filha e primogênita do líder deles. Então, é intocada. Sem provas, são apenas suposições...

- Mas, eles podem agir por baixo dos planos e prejudicá-la sem serem culpados. Entendo, e caso aja uma união de interesses, sua princesa correrá perigo. Ou, as pessoas de sua confiança._Kankuro constatou.

- Temos de estar preparados para tudo, mas, por hora, Uchiha-dono, vá ver Temari. Convocarei o Hokage, nada oficial, pedirei que o teletransportem, quero esclarecer e ligar algumas informações._O ruivo decretou.

- Entendido, Kazekage-sama._Itachi soltou já se levantando.

- Você retornará a Konoha em alguns dias, quero me certificar de que tenha alguém de olho nos Uchihas, se é que me entende._O governante voltou a dizer.

- Certo._itahci assentiu respeitosamente.

- E cara, não se assuste com o que verá, aquela lá embaixo, não é a Tema._Kankuro o alertou e com um assentir o homem se retirou do escritório com a cabeça a mil.

Sem precisar ser guiado, seguiu o chakra que emanava da Sabaku, e abriu a porta com cuidado encontrando uma barreira roxa, com quatro Anbus em cada ponta, e sentada no meio, sem seu leque e com roupas comuns, com os cabelos bagunçados e expressão de puro ódio. Estava a dona de seu coração. 

- Deixem-nos sozinhos._Pediu para os quatro shinobis que não se moveram.

- Não podemos, ela é incontrolável, foi complicado prendê-la. Uchiha-san._Um dos homens explicou.

- Entendo, pretendo ficar algumas horas aqui, então, podem ir descansar, não a deixarei escapar. Podem confiar em mim._Disse encarando o olhar de desconfiança da kunoichi.

- Tem certeza, Uchiha-san?_O outro shinobi perguntou e Itachi assentiu.

- Podem ir._Afirmou e viu os quatro homens desfazerem a barreira, um sorriso diabólico se apoderar da mulher. O alerta de Kankuro, não fazia jus, ao rosto assombroso da loira, nada poderia fazê-lo ver aquilo como se não fosse sua Temari. E, no momento em que a barreira foi desfeita, e cada um dos ninjas se afastaram, temendo-a, Itachi avançou parando de frente para a mesma. Dispensando-os. 

- Nós iremos conversar._Falou com a voz dura.

- Eu não sei quem é você._A loira soltou com raiva. - Acho melhor que me deixe passar!_Ameaçou-o diretamente.

- Tente passar por mim, prometo não te machucar, loirinha problemática._Itachi soltou o apelido que era dito somente entre os dois, e por um só segundo, pode visualizar a pupila da mulher dilatar, diante de suas palavras. Porém, logo, ela o esmurrou, e com um pequeno e triste sorriso. O Uchiha soube, que mesmo que a mulher que ama estivesse ali dentro, ele levaria muitos golpes, até que ela se lembrasse. Porque, faria Temari lembrar de quem é, não importando o que tivesse de fazer.

 

O°O°O°O

 

E sabendo que teria pouco tempo, vasculhou a área, só tinha os dois naquela parte do corredor. Prendendo a mulher contra a parede, respirava alto, assim como a perolada. Precisava dela. Seu corpo implorava por ela. 

-Ei._Soltou ao ser encarado pela kunoichi, que o olhava como se pudesse ver todos os seus segredos. 

- Que foi, Uchiha?_Hinata, que respirava descompassadamente, sentindo-se acender, incendiando-se por inteira, por causa dele e por ele, indagou.

- Eu só queria olhar para você mais uma vez._O Uchiha respondeu encostando a testa na dela. Aproximando-se.

- Só olhar?_Hinata soltou arteira, com um sorriso provocativo, e sexy, que Sasuke poderia dizer que era seu próprio inferno, só com aquilo ela poderia acabar com ele. - Pois, eu pensei em algo mais interessante._Completou, com coragem. Queria provocá-lo, mas, foi desarmada, pelo grande sorriso e o remexer da cabeça do homem que não conseguia acreditar nas palavras dela. 

- Se quer me matar, faça logo, Hyuuga._O moreno retrucou, olhando-a dentro dos olhos, esquecendo-se de tudo, e estando ali somente por ela, e para ela. Sem se preocupar com mais nada.

- Hoje meu objetivo não é esse._Hinata murmurou baixinho, a proximidade e o contato de seus corpos eram para ambos algo alucinante. Tudo o que precisavam era manter-se junto, alucinados no próprio desejo.

- Tive se me segurar, para não querer tocá-la naquela sala._Sasuke sussurrou no ouvido da mulher, beijando-lhe o lóbulo com carinho.

- Não foi você mesmo que disse, que não é atraído por mim?_A perolada soltou como um murmúrio, sem deixar de olhá-lo.

- Quando se trata de você, não tenho certeza de nada._O Uchiha confessou, com a voz aveludada. Prendendo-a com mais força contra a parede. Poderia atravessa-la se fosse para se agarrar ainda mais naquela kunoichi.

- Não podemos nos beijar aqui._Hinata apressou-se em dizer. Mesmo que o quisesse fazer.

- Oh, não?!_Sasuke indagou, segundos antes de colar sua boca ao da guarda costas, segurando firmemente em sua cintura, enquanto, Hinata, que retribuía com ardor, segurava-lhe pelo cabelo. Era surreal o modo que  seguiam o ritmo um do outro, Hinata sentia-se devorada, apenas pelo beijo do homem que chupava sua língua e mordia seus lábios com força, muito mais quente e voraz que na noite anterior. Mais possessivo e dominante, ainda assim, aquilo, aquele ato, a deixava tonta, quente e excitada. 

Todo o corpo do moreno estava aceso e entregue a ela, todo o seu ser ao ser tocado, beijado e acariciado pela kunoichi, implorava por mais. Sua pele se arrepiava e queimava diante dela e por ela. Levantou-a agarrando com força de sua bunda, sem pestanejar, a mulher retribuiu segurando com firmeza em seu queixo, fazendo-o abrir os olhos, e se encantar, com o bico que brincava nos lábios da guarda costa, que passando a língua nos lábios inchados do homem, o provocando, incitando-o. 

Hinata gemeu contida para o líder da força policial que a apertava ainda mais junto ao seu corpo, deixando beijos quentes e excitantes pela extensão do pescoço da mulher. Marcando-a firmemente, levando-a loucura. Não aguentando mais a perolada, tomou novamente os lábios do homem, ainda mais faminta, desta vez, circundando sua língua dentro da boca do homem, ditando o ritmo do beijo, o devorou, arranhando o pescoço do moreno, mostrou quem tinha o controle ali, chupando o lábio superior dele, mostrou que poderia ser mais dominadora que ele. 

Ambos se provocavam, tocavam e suspiravam descompassadamente entre o beijo, desligando-se de tudo em volta. A volúpia, o tremor de seus corpos mostrava o quanto precisavam de mais. Era  impossível dizer, que ambos não se atraiam loucamente. Era sobrenatural a maneira com quem ambos, ao se afastarem, continuavam a se devorar com o olhar, sem nada dizer, ou gesticular. Apenas, olhando-se com as pupilas dilatadas, os lábios vermelhos e a expressão de desejo, os dois sabiam que não tinha nada a ser explicado, era somente aquilo, queriam-se e não tinham mais controle. 

- Eu, hã... caramba._E com um pigarreou e após sentirem dois chakra se afastaram. Naruto quem se pronunciou, olhando-os espantado.

- Eu vim avisar que o Kakashi-sensei está te esperando Hina._Sakura falou diretamente, mesmo que estivesse vermelha. 

Os quatro shinobis se entreolharam, ninguém sabia como preceder. O loiro ficou calado sob o olhar duro e inquieto do melhor amigo, enquanto, Hinata, séria, encarava a médica, que parecia querer rir, mesmo que de puro desespero diante do que havia presenciado.

- Acho melhor vocês irem, já está tarde._Hinata foi a primeira a quebrar o silêncio constrangedor entre eles. 

- Acho que sim, Hina, amanhã a tarde será a disputa dos gennins, não se esqueça._O Uzumaki informou tentando puxar algum assunto. Mesmo que os quatro não houvessem se motivo.

- Estarei lá, sem fato._A guarda costas respondeu diretamente. 

- Agora, vocês dois, venham comigo, antes que a Hina desmaie._Sakura ordenou, puxando ambos os homens e recebendo um olhar agradecido de Hinata. - E, nós duas, temos que conversar._Soltou e a guarda costas riu baixinho, do estardalhaço que os dois faziam, diante dos gritos de sua amiga, os viu sumir no corredor. E apoiando o corpo na parede suspirou alto, tinha de se recompor, se não Kakashi, a infernizaria. E por Deus? Quando tudo tinha ficado tão quente naquele lugar?

 

O°O°O°O

 

Na manhã seguinte Hinata estava bem disposta, agradecia por ter sido liberada no período da manhã. Kakashi se recolheria afastando-se de seus afazeres e ela, apenas o buscaria para ir na disputa dos gennins. Não entendia o porque do Hokage comparecer. Mas, não tiraria aquele gosto de seu protegido. 

Espreguiçou-se, fez rapidamente sua higiene matinal e após o banho. Colocou um kimono. Sempre gostou de usá-los, e como ficaria aquele tempo dentro de casa, estaria confortável. Olhou-se no espelho, o kimono azulado com pequenas rosas, presente de seu pai, era realmente lindo. Trançou o cabelo, colocando-o de lado. E desceu, já reconhecendo o chakra de seus familiares, encontrando-os diante da  mesa de café da manhã.

- Ohayo!_Saudou-os.

- Bom dia, neessan!_Hanabi foi a primeira a dizer ao ver a irmã mais velha.

- Bom dia, Hinata. Você está muito estonteante nessa manhã._Neji se fez presente, indicando que a primogênita dos Hyuugas se sentasse junto a eles.

- Bom dia, filha. Realmente, hoje você está belíssima._O mais velho dos Hyuugas a elogiou, e sorriu, observando toda a sua família unida.

- Obrigada._Hinata agradeceu com um sorriso singelo. - Hana, está preparada para a disputa de hoje?!_Perguntou enquanto pegava algumas guloseimas.

- Sim. Sou uma Hyuuga, estou preparada para tudo!_A garota vangloriou-se.

-Essa é minha filha._Hiashi disse com orgulho.

- Irá ao centro de treinamento hoje, otousãn?_Hinata perguntou por alto.

- Não, infelizmente, estou atolado com regulamentações sobre o Clã passar para Neji sem que aja uma disputa pela liderança._O mais velho confessou.

- Tudo seria mais fácil, se você apenas aceita-se lutar comigo._Neji provocou a prima.

- Segundo as regras desse clã, quem perder a disputa, fica sem o byakugan, quer mesmo lutar comigo?_Ela retrucou altiva e com uma piscadela fez em negativa. - Não lutarei contigo, Neji, desista. A liderança, é sua._Afirmou com firmeza em sua voz.

- Neessan, e quando for a minha vez? Eu herdarei ou terá uma disputa?_Hanabi perguntou com interesse.

- Provavelmente haverá uma disputa caso o Neji tenha filhos. Ou, que tenha um prodígio Hyuuga em sua geração._A perolada respondeu diretamente a pequena Hyuuga assentiu.

- Que você tenha muitos filhos, irmão Neji, eu quero uma boa luta._E com um enorme sorriso, a mais nova comeu bebeu um longo gole de seu suco. Fugindo do olhar direto de sua irmã.

- Pois bem, antes que eu me esqueça, Neji me falou sobre a missão de vocês, e neste mesmo tempo, creio que terei de sair da vila._O mais velho soltou repentinamente, pegando os três de surpresa.

- Você não pode simplesmente sair, eu não estarei na vila, tio._O prodígio dos Hyuugas foi o primeiro a falar.

- Pai, porque irá sair da vila?_Hanabi indagou.

- Acalmem-se, pelo o que me disseram, caso Hanabi ganhe, partirá em missão com o Uzumaki, e, pelas minhas informações, será logo na manhã seguinte. E Neji partirá no mínimo em uma semana. Tentarei retornar antes que se ausente, de qualquer maneira, tenho data de regresso, e sairei para resolver pendências do Clã com Ilíria, desde a saída de Hinata, não houve um representante dos Hyuuga, e pediram-me para que comparece e explique o motivo desta situação, assim como, descrever a estádia dela aqui na vila._Hiashi explicitou.

- Então, é algo rápido mesmo, otousãn, leve alguns guardas, de qualquer forma, você é o líder Hyuuga._Hinata que tocou de leve seu colar, disse diretamente ao mais velho.

- O farei, filha. Mas, infelizmente não estarei aqui para sua prova, não a verei pegando o título de guarda costas._O homem lamentou.

- Tudo bem, otousãn. E, quem colocará como representante do Clã Hyuuga?_A perolada questionou. 

- Um dos Anbus e Hyuuga de confiança, e, ele é forte, conseguirá te substituir bem, minha filha._O líder dos Hyuugas respondeu.

- Bom, acho que pelos próximos dias, não conseguiremos nos reunir desta maneira. Não como toda a família reunida._Neji lamentou. E todos concordaram cabisbaixos.

- Mas, nada de ficarem para baixo. A minha neessan, irá participar de uma grande missão, assim, como você, Ne, e o pai irá sair em missão para o Clã, a Hina ganhará o título de guarda costas oficial, e eu vou na missão com o Naruto-sensei, somos a família mais poderosa dessa vila, é normal ficarmos tão ocupados. Somos do Clã supremo de Konoha!_Hanabi falou com alegria e confiança, digna de uma Hyuuga.

- Ela ao menos lutou e já canta vitória._Neji provocou rindo para a mais nova.

- Deixe-a, Hanabi sabe que pode vencer qualquer oponente._Hiashi saiu em defesa de sua caçula.

- Mas, sem esquecer que também tem oponentes bem forte, o que foi que lhe ensinei?_Hinata perguntou para a irmã.

- A não subestimar meus adversários, o Sasuke-sensei, diz o mesmo. Pessoal, se eu cair, cairei lutando._E com um mexer de ombros e um sorriso vencedor, a mais nova contagiou a todos com sua confiança.

- Sasuke deveria mesmo, parar de te treinar._Neji implicou e Hinata riu abertamente, ao lembrar de como sua irmã e o Uchiha eram parecidos e orgulhosos. Crispou os lábios e dispersou seus pensamentos, que quando se tratava dele, vinham com força total.

- Oh, filha. Outra coisa, fique atenta em relação ao Uchiha._Hiashi falou sério, e a primogênita viu a irmã mais nova baixar o olhar. - Hanabi viu na mesa de Sasuke um enigma, e afirmar ser sobre você. Porém, temos certeza de que ele não entendeu._O mais velho afirmou.

- Eu não entendo como um estrategista tão bom, pode ser tão burro._Hanabi explicitou.

- Olha a boca._Neji a repreendeu.

- Dite o enigma, neessa._Hinata pediu calmamente. Sabendo que sua irmã com certeza havia decorado cada palavra.

- Uma Hyuuga injustiçada, que tão jovem foi afastada de sua família. Um alguém que  carregará consigo a honra e a força dos dois Clãs Supremos. Ache a Uchiha exilada._A mais nova disse com orgulho cada uma das palavras.

- Oh, ele encontrou a carta de Mikoto para Itachi._Hinata ponderou seriamente.

- A carta que ela escreveu antes da invasão, certo?_Neji perguntou.

- Isso, e que o fez encontrar sua prima._Hiashi respondeu.

- Fiquei preocupada dele ter te descoberto, neessan._Hanabi exclamou.

- Ele com certeza não descobriu._Hinata respondeu, pensando no olhar de Sasuke na noite anterior, e nada mostrava quaisquer descobertas sobre sua identidade.

- Entendo. Sabe, filha, você pode falar sobre suas origens para as pessoas que mais confiar na vila._Hiashi a incentivou.

- Acho que seja cedo demais, e de qualquer for,a primeiro contarei para Sakura. Depois, Naruto, antes que ele descubra por si só._A guada costas soltou.

- E por que não, para o Uchiha-sensei?_Hanabi perguntou atenta.

- Não confio nele._E com prontidão a mais velha respondeu.

- Ele é de confiança minha filha, e tem um grande sentimento por você._Hiashi afirmou, e com os olhos arregalados foi fulminado pela primogênita.

- Verdade, Naruto sempre fala que Sasuke fica diferente com você. Ontem mesmo tentou me enrolar para que vocês dois pudessem conversar._O prodígio Hyuuga disse com sinceridade.

- Ele até ensinou um jutsu para que eu os deixasse conversar._Hanabi continuou.

- Podem parar!_Hinata pediu encarecidamente.

- Só estamos dizendo, que Sasuke é aprovador por nós, minha filha._Hiashi respondeu, e vendo Hanabi e Neji provocando sua primogênita, sentiu o peito aquecer e abriu  um sorriso diante daquela cena. Toda sua família ali, era como um sonho que se realizava, ele por um momento quis chorar, e um homem tão vivido como ele, e que não expressa nenhum sentimento, apenas agradeceu em pensamentos. Era a cena mais bonita de toda a sua vida, tudo se encaixando perfeitamente. Ele tinha errado, mas, aquilo, eles em sua frente, era o seu bom trabalho, a recompensa pelas coisas boas que tinha feito.

- Eu acho que estou sentindo falta de Kakashi._Hinata retrucou rindo da provocação de seu primo.

- Nós somos a melhor família do mundo inteiro!_Hanabi exclamou jogando-se no colo do mais velho, e Neji puxou a perolada pelo braço, e bagunçando o cabelo dela. 

- Eu não gosto mesmo de você, Neji!_Hinata soltou ameaçadora, mas, ao receber cócegas, começou a rir.

- Não minta, sou o melhor primo do mundo._O prodígio vangloriou-se. Quem os visse naquele momento, não diriam que eram a família de alto renome da vila, apenas uma família normal.

- E eu a irmã mais legal do mundo todinho!_Hanabi com ciúmes continuou. E Hinata fez que não rindo do bico da irmã.

- E você é o melhor pai do mundo, otousãn._Hinata confessou, fazendo o mais velho sorrir contido. - Eu também amo vocês dois, só um pouquinho._Disse com sinceridade e nenhum destes soube o que dizer, pois, Hinata não era de dizer o que sentia, apenas mostrava com atitudes que os amava, mas, finalmente havia dito. E evitando mais coisas daquele tipo, a guarda costa se levantou, beijando a testa de cada um e parou do lado de Hiashi. - Cuidado em Ilíria, lá não é tão seguro quanto parece, é uma prisão com algumas falhas em sua estrutura. Entenderá no momento em que ativar o Byakugan dentro do Palácio._Hinata falou e o homem concordou.

- Entendido, farei isto. E, princesinha._Hiashi soltou baixo. - Deveria repensar sua decisão, eu gostaria de que o Clã ficasse com os dois, Neji pode fazer com que aconteça, você seria uma ótima líder. Mudaria os Hyuugas._O homem confessou e a guarda costas concordou. 

- Conversaremos sobre isso, quando você retornar, otousãn._E com mais um beijo na testa do mais velha, Hinata foi puxada pela irmã mais nova, que pediu ajuda para escolher uma roupa para a disputa.

- A liderança é dela, caso Hinata aceite, sabe disso, certo tio? Eu não dividirei o cargo, serei seu conselheiro. Liderança em conjunto condiz ao matrimônio._Sério o prodígio dos Hyuugas falou, assim que percebeu que estavam a sós.

- Sei disso, meu  filho. Só quis que ela pensasse na possibilidade. Acredito que ela possa mudar os Hyuugas._Hiashi afirmou mais uma vez.

- E, também, os Uchihas._Neji confessou, retirando-se.

- Minha filhinha, pode mudar tudo._Murmurou para si mesmo, antes de levantar-se e seguir para os afazeres daquele dia. Sabendo que Hinata realmente poderia mudar tudo, caso quisesse.

 

O°O°O°O

 

- Então, você e a Hina, estão juntos?_Naruto questionou pela décima vez, e o atual líder dos Uchihas, revirou os olhos. Desde o momento em que foram pegos de surpresa, na realidade, foi por pura desatenção, mas, deixaria aquilo para lá. O Uzumaki insistia e falava o nome da Hyuuga repetidamente. Insistindo em provocá-lo.

- Já disse que não, e pare de me amolar, dobe._Rosnou em direção do melhor amigo. Ambos estavam no centro de treinamento dos gennins, quase todos os alunos haviam chegado. Assim como ele, Yamato, líder Anbu, tinha aparecido para ver o desempenho de seu pupilo. 

O local era completamente aberto, e tinha mais pessoas do que em um dia normal. Soube pelos aldeões que a notícia de que teria uma disputa dos pupilos de  ninjas de alto escalão, e, como era algo bastante incomum, os habitantes animaram-se com a ideia, e aos poucos, aglomeravam-se para assistir as lutas.

- Não foi isso o que vi ontem, vocês estavam beeem íntimos!_O loiro disse mais uma vez com um pequeno sorriso. - Eu gosto da Hina, ela é assustadora como você, parece te odiar, gosta de mim, e é forte._Naruto continuou falando pelos cotovelos, irritando de propósito o líder da força policial.

- Some da minha frente, dobe!_Sasuke salientou ameaçando partir para cima do outro shinobi.

- Hina e Sasuke estão namorando, na-mo-ran-do! Bem juntinhos, do jeitinho que o Narutinho gosta, u.u. Dattebayo!_O Uzumaki continuou, e agora fazendo uma dancinha.

- Acho melhor você calar a boca, Naruto. Ou, fecho todos os seus pontos de chakra._E como se fosse um filme, como se a vida dele dependesse daquilo. O loiro virou-se com cuidado, encontrando o olhar duro da kunoichi. Pode ver mais afastado o Hokage, e assim, como suas duas alunas, Moegi e Hanabi. Mas, apenas a Hyuuga tinha se aproximado, e o homem que tremia diante daquele olhar, deu alguns passos para trás.

- Eu não te impedirei, fique a vontade, Hyuuga._Sasuke que também ficou surpreso com o aparecimento inesperado da mulher, soltou cúmplice. Sorriu ladino para a morena, que respondeu com uma piscadela, sinais que mostravam que tudo estava bem entre os dois. As lembranças de seus corpos se tocando parecia inundá-los, porém, os dois ninjas disfarçaram, focando no loiro que os observava em silêncio, por medo e curiosidade.

- Quero dizer em minha defesa, que tenho muitos alunos que sentiriam minha falta caso me matassem._O futuro líder da vila iniciou dramaticamente.

- Are, já estão ameaçando-o?_Kakashi que aproximou-se com calma, questionou olhando diretamente para o trio. 

- Tsc. Eu não sei de nada._O Uchiha foi o primeiro a dizer.

- Naruto é extremamente dramático, Rukodaime._A guarda costas adicionou.

- Se unindo contra mim._O loiro exclamou. - Tenho de ir, só faltava as duas. Boa sorte para os pupilos de vocês. Mas, o meu irá vencer.

- Veremos._Os dois Uchihas soltaram ao mesmo tempo. 

Rapidamente o Uzumaki chamou os quatro gennins, explicando que as duas primeiras disputas seriam por meio de um sorteiro e a última diria quem é o vencedor. Que a missão, lado a lado da equipe dele, seria na manhã seguinte. E que para nenhum deles esgotar todas as suas forças, e que poderiam desistir a qualquer momento. 

Kakashi se colocou próximo de sua guarda costas, observando tudo com cuidado. Pode ver que enquanto o seu ex-aluno falava e ditava, expondo cada informação. Os Uchihas ao seu lado, trocavam olhavam-se de maneira intensa e significativa, e volta e meia, provocavam-se. Mas, manteve-se em silêncio, muito lhe agradava aquela interação. Fez certo em ir até ali, sabia que alimentaria sua mente curiosa. 

Hinata acenou levemente para sua pupila desejando-lhe sorte, assim, como pode ver Sasuke fazendo o mesmo com sua irmã. Era grande a expectativa e ambos estavam atentos. 

- A primeira luta será entre, Moegi-chan e Udon-chan!_Naruto exclamou e os outros dois retiraram-se do meio. Deixando apenas os dois combatentes. Hinata respirou com calma, confiava nas habilidades de sua pequena. E só de ver o olhar confiante da gennin, sabia que daria tudo certo.

Quando o sinal foi dado, e o Uzumaki deixou-os só. Todavia, em uma distância segura. O Uchiha ficou surpreso, com a graciosidade em que a pupila da Hyuuga avançou sobre o seu adversário, não dando tempo para que o outro gennin respirasse, saltando e atingindo golpes certeiros no colega de turma. Porém, o garoto que dominava o elemento água tentou por várias vezes atingi-la. mas, a menina, ainda sem usar nenhum jutsu  limitava-se a usar toda e qualquer arma desviando e atacando, correndo e movendo-se a todo momento, esgotando com êxito o chakra do adversário. Olhou de esgrelha para  a guarda costas, analisava tudo com um sorriso singelo e de puro orgulho, ficando ainda mais linda. Como se fosse possível. Hinata vestida seu uniforme jounnin sem as katanas, estava como qualquer ninja da vila, as madeixas azuladas, caindo de em seu ombro, destacava ainda mais sua beleza. 

E vendo que era observada, a morena retribuiu, entrelaçando os dedos no do Uchiha, permitindo que um pequeno bico brincasse em seus lábios, mordendo-os levemente. Sendo retribuída com o aperto forte do homem em sua mão, antes de soltarem-se, não objetivando chamar atenção. A kunoichi sorriu abertamente quando Naruto gritou que a vencedora da disputa foi sua pequena, pois o pupilo do líder Anbu, estava impossibilitado de lutar.  Viu sua pequena saltar de alegria, contagiando-a. 

- Aproximem-se, Hanabi-chan e Konohamaru-chan!_O loiro chamou-os e rapidamente, os pupilos dos dois shinobis mais fortes do país do fogo se aproximaram. Confiantes e despreocupados.

- Essa será uma boa luta, are._Kakashi indagou olhando para os dois. Pareciam duas cópias de seus alunos mais conflituosos.

- Mas, a pirralha vence._Sasuke vangloriou-se, sem esconder seu orgulho.

- Ela vence._Hinata afirmou, torcendo pela irmã. 

 

O°O°O°O

 

- Comecem!_Naruto exclamou afastando-se dos dois.

- Pegarei leve com você, Hana-chan!_o pupilo do Uzumaki disse, saldando para trás.

- E eu tentarei não te machucar... muito. Kona-chan!_A pupila Do Uchiha devolveu sarcástica, não tendo tempo de dizer mais nada, pelo fato de seu adversário já estar preparando um jutsu.

Lançando shurikens em direção do Sarutobi, Hanabi usou seu jutsu de transformação para desviar do ataque centralizado do mesmo. Permitiu que as veias de seu byakugan criassem vida, expostos majestosamente em seu rosto, saltando e bloqueando-o. Konohamaru avançou com destreza, acertando a gennin com metade de sua força, tentando não machucá-la, e a Hyuuga que notou, não se deteve ao fechar o ponto de chakra do braço esquerdo do menino, impossibilitando-o de usá-lo temporariamente, viu-o grunhir e atingi-la com labaredas de fogo, como em tão pouco tempo ele tinha dominado seu elemento?

Surpresa, ela retrucou com raiva, moldando seu elemento, e não teve piedade ao usar a água para sufocar o outro gennin. Konohamaru livrando-se do ataque, com um clone das sombras avançou mais uma vez contra a Hyugga que no estilo de seu clã, atacava e defendia, fechando-se e tendo uma proteção impenetrável. Digna de uma exímia Hyuuga, e quando ele abriu uma brecha, Hanabi o derrubou, finalizando com a kunai no peito do garoto que rosnou frustado.

- Desisto!_Gritou e sorrindo contido, a menina o ajudou a levantar.

- Nada mal, para um bobão._Exaltou para o seu amigo, e ele riu, enquanto se afastava.

Buscando o olhar de seu mestre, Hanabi encontrou-o com um sorrio quase que imperceptível para ela. Gesticulando sem permitir que saísse som de seus lábios "Falta só uma.", e ela assentiu. Diferente dele, sua irmã, sorriu de maneira que a jovem Hyuuga sentiu-se abraçada. 

Logo, Naruto aproximou-se com a vencedora da primeira partida. Colocando-as frente a frente.

- Boa sorte meninas._Falou para as duas que concordaram. - Comecem!_Disse afastando-se mais uma vez. 

Moegi era sua amiga mais próxima, e sorriu ao estar na final com ela, a pupila de sua irmã. Sabia que sua amiga era forte, ninguém acreditava na força dela. Mas, Hanabi sempre acreditou,.

- Boa sorte, Hana-chan!

- Boa sorte Moegi._Hanabi respondeu singelamente.

 

O°O°O°O

 

No momento em que Hanabi fez uma expressão feroz, a guarda costas soube que diferente de como foi com o pupilo de Naruto, sua irmã não abriria nenhuma brecha, tinha o intuito de vencer.

Moegi rapidamente fez cinco clones, um em cada ponta, cercando a jovem Hyuuga, que usando a rotação, exibindo uma quantidade exagerada de seu chakra, evitava que fosse acertada por qualquer ataque de sua pequena.

Todavia, Moegi não parou em nenhum momento, cada um dos clones diferenciavam-se em seus ataques, estrategicamente, como havia feito na primeira luta, fazendo que seu oponente chegasse ao limite. Estudando uma forma de penetrar a tão dura defesa de Hanabi.

Sasuke assim como a guarda costas, analisava a luta. Entendia a estratégia da pupila, da mulher ao seu lado, mas, conhecia a força e a rapidez com que a pirralha se movia e pensava durante a luta. E, suspirou alto, parando seu giro, a Hyuuga avançou ligeiramente até o corpo principal. Contudo, assim como ele, e todos, que ficaram surpresos, Hanabi se assustou ao perceber que era mais um clone. O Uchiha olhou para a guarda costas, que exibia uma expressão prepotente e convencida.

- Como ela fez isso?_Perguntou sem tirar os olhos da luta.

- Ela apenas se escondeu entre os buushin, simples._A ouviu explicitar. Sem lhe dar tanta atenção.

- Na verdade, Moegi, ao menos está na luta._Escutou seu ex-mentor dizer. E varrendo todo o campo de treinamento, encontrou a menina atrás da árvore mais afastada daquele lugar.

- Como?_Questionou.

- Ela é um clone desde o começo Uchiha, ou, não escutou, que eles deveriam poupar chakra?_Hinata sibilou petulante.

- A ensinou bem, Hinata._O Hokage soltou. - Será uma boa chunnin, e líder de quipe._Continuou e a perolada assentiu, assim, como Sasuke.

O Uchiha percebeu que sua pupila, pensava, enquanto neste momento travava uma batalhas árdua contra três clones, tendo acertado em cheio dois, fazendo-os desaparecer. 

Hanabi parecia mais atenta e usando de seu mais novo jutsu, destruiu o restante dos clones, ferozmente e decidida correu até onde a sua oponente se escondia, fazendo a jovem gennin aparecer, e quando o chão começou a tremular, Sasuke entendeu que a luta começaria de verdade. Moegi era usuário da elemento terra. 

A cada passo dado pela Hyuuga, uma rachadura era feita, impossibilitando-a de seguir. E, teve seu pulso segurado, no momento em que quis socorrer a sua pupila. Seu ex-mentor. Premeditou, assim como ele, o que viria a seguir, e quando a aluna de Hinata fez Hanabi afundar uma das pernas e  fechou o buraco, prendendo a perna da pirralha, não desviou o olhar. Ela venceria. Hanabi sempre se levanta. Não pensou que seria tão ligado a ela, mas, o grito da menina, o fez prender a respiração. Então, o corpo dela desapareceu. 

Sua oponente correu para o centro do campo, procurando pela Hyuuga, e Sasuke a viu, dentro de uma das aberturas feitas pela pupila da guarda costa, tremendo, tentando curar sua perna, que provavelmente tinha sido torcida. 

Mas, não teve tempo suficiente, pois, foi encontrada pela outra jovem, que a fez voltar a lutar, e Hanabi piscou diversas vezes, enquanto se defendida dos golpes, gritando de dor. Sasuke queria que parasse a luta. Porém, manteve-se em silêncio. O byakugan tão expressivo da pirralha desapareceu. Por um momento, pensou que ela desistiria. Contudo, saltou para o lado usando só uma das pernas, e não teve pena ou prudência, ao reativar o byakugan tão raivosamente. Usando a emissão de chakra, fazendo-o aparecer como fumaça para aqueles que a observavam. Indo em direção da sua adversária evitando todos os golpes, ambas lutavam e cada um dos presentes gritavam o nome das duas gennins. Elas tinham ultrapassado toda e qualquer expectativa.

- Punho gentil._Ouviu a jovem Hyuuga dizer, e, observou a pupila da guarda costas ser lançada para longe, caindo no chão.

- Eu desisto._A menina disse. - Estou ficando sem chakra. Desculpe sensei._Continuou dizer com um pequeno e triste sorriso. E como ele, que foi em direção da sua pupila, Hinata viu seu ato, e foi até a jovem que estava caída.

- Como Hokage, posso dizer, que teremos ótimos chunnins esse ano!_O Hokage anunciou, e todos bateram palmas parabenizando-as.
Hinata ajudou sua pupila a se levantar e ficou ao lado da mesma, mesmo que mantive-se sua atenção na localização do líder da vila.

- Você foi muito bem, pequena._Ela disse com sinceridade beijando a testa de sua pupila.

- Mas, não venci._A menina resmungou.

- Porém, me deixou muito orgulhosa._Hinata confessou, deixando-a entre os amigos, e pode ver o sorriso tímido da pequena. Seguiu até sua irmã que era amparada pelo Uchiha, tendo o Uzumaki junto dos dois.

- Fico feliz por você, onessan._Disse bagunçando as madeixas da mais nova.

- Hinata pode explicar para ela, que precisa ir ao médico?_Naruto pediu encarecidamente.

- A pirralha irá, a deixarei com Sakura. Amanhã você tem uma missão, nada de ser imprudente._O Uchiha indagou, pegando a jovem em seu colo.

- E logo mais passo para buscá-la. Nada de sair sozinha do hospital, mocinha._A guada costa completou. 

- Eu disse que iria vencer, não disse?_A pequena Hyuuga murmurou fechando os olhos.

- E venceu, pirralha. Venceu._Sasuke repetiu com orgulho.

- Cuide dela._Hinata pediu, enquanto Naruto se afastava, acalmando a multidão, no canto do olho, a guarda costas, visualizou o Hokage em uma conversa animada com o líder Anbu, deixando-a um pouco livre.

- Não é preciso que peça._Devolveu com a voz baixa. - Te verei hoje?_Perguntou diretamente, olhando-a nos olhos.

- Caso queira._Hinata respondeu provocante.

- Sabe que o que estamos fazendo... é loucura, certo?_O Uchiha perguntou.

- Gosto de quebrar um pouco as regras._A kunoichi retrucou caminhando até seu protegido, dando uma visão esplêndida de sua bunda para Sasuke, que não conseguiu desviar o olhar.

- Se sua baba cair em mim, ficarei brava._Ouviu a pirralha dizer, e revirou os olhos.

- Tsc. Calada!_Soltou, perdendo a kunoichi de vista, assim como ela, o Hokage também havia desaparecido. Aquele seria um longo dia, mais um que não conseguiria tirar a perolada de seus pensamentos.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...