1. Spirit Fanfics >
  2. Princesa das trevas - MALVIE >
  3. Os vilões da história

História Princesa das trevas - MALVIE - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Gente tera 2 dessas.

Capítulo 12 - Os vilões da história


Fanfic / Fanfiction Princesa das trevas - MALVIE - Capítulo 12 - Os vilões da história

Pov Evie 



Se eu sabia que tinhaa deixado a Mal feliz?  Sim eu sei , e eu também quis deixar ela feliz , e se eu sei que eu vou me ferra por causa disso ? Sei , mais foi bom ver , o brilho dos seus olhos , com a esperança   , de sair do quarto,eu estava andando , so observando,  as pessoas , Normais,  elas nem se quer imaginao,  oque acontese a seu redor , em cada pessoa eu via , Luxúria, ganância,  inveja,  gula, e outros,  A eu não falei ? Bom podemos ver também,  todas as coisas ruins,  que eles fizeram,  Fazen e Farão,  então era pecados , em todo lugar , não avia uma alma pura, sertamente,  metade ia pro inferno,  dó de mim , se tiver lugar o suficiente, eu agosto de pensar que podemos ver o futuro. 



Foi entao que eu passei por um prédio abandonado,  não um normal,  tinha algo errado ali , algo mais do que apenas um prédio empuerado,  eu não queria ir , mais era meu dever , resmungo, e entro no prédio,  ais olhos de qualquer um , será apena um lugar normal, mais eu via , avia alguem me observando,  fiquei em alerta pra qualquer coisa , foi então que saiu uma gosma preta da parede , formando alguma coisa preta , sem os olhos apenas com sua boca , com dentes afiados e garras nas mãos, ele sorria , um verdadeiro monstro. 



-Ora, Ora , se não é a princesinha,  do papai,como anda seu irmão?  Evie .



Diz com sua voz grossa , ela aprecia vim de todo lugar 



Eu-pensei que tinha falado que não  queria te ver de novo ? Da última vez seu amigo pagou por isso .



Agora eu nao era mais a menina boazinha,  eu tinha que ser ,ruim .


Eu não falei deles?  Pesso perdão ,  Bom ,como toda história tem um Vilão, Esse é o nosso , Fantasmas , Objetivo:  matar e atrapalhar os Pranos , de Anjos e Demônios,  uma dessas formas , é matando Humanos , eles , odeiao estar mortos , então se eles morrerão,  quer que os outros morram também,  eles também acabam  adiquirindo poderes, oque so dificulta as coisas , e é disso que eu protejo a Mal , Pra  me atrapalhar vao tentar me fazer falhar na missão,  matando a minha vítima,  então eu tenho que proteger ela , eu sei que é estúpido,  eu proteger dela morrer,  só pra eu infernizar sua vida , eu sei , mais eu não tenho escolha, como não  se mata algo e ja esta morto,  os banimos,  a uma faca específica pra isso , cada um ganho 2 , Pra que os humanos nao estranhem,  as facas nao podem ser vistas por olhos humanos,  Por isso Mal numca desconfiou .



-ele era fraco. 




Eu-mas não  foi ele que fugiu . De mim , nao é mesmo ? 



Ele então me ataca,  com aqueles dentes , mordendo meu ombro,  retiro minhas facas , ele percebeu que eu iria o acertar e se afastou  .



Eu-Você melhorou é um inimigo ate ....considerável agora .




Memso morrendo de dor ainda falo, ele tenta atacar meu brasso dessa vez,  mais eu ja sabia seu  plano de ataque, então em uma velocidade abisurda vou pra trás dele , o esfaqueado,  ele  Grita e tenta me acertar mais uma vez,  mais , eu envio a faca em sei pescosso  , Pra mata-lo logo .




Eu-mande lembranças por mim .



Retiro a faca , que estava grudada em seu pescosso ,ela estava suja com a gosta preta , ele cai, desaparecendo,  é asim que funciona,  eles apenas desaparecem. 



Meu obro doía,  ageitei a faca na sintura e com o resto de forsa que tinha voltei pra casa da Mal ,meu ombro sangrava muito ,quando ela me vê,  corre , Pra me pra ajudar 



Mal-oque aconteseu? 



Seu tom era de.... preucupassao ? Humanos são estranhos,  ela nem gosta de mim e está s preocupando. 



Mal-eu quero uma resposta .


Ela tentou vou dar de mim mais por instinto  eu neguei. 

Ela então arqueou as sombramselhas 



Mal-e nao vo deixar você sangrando tanto assim ,agora larga de ser á garota "Não Pressiso de ajuda "e fica queta .



Sua voz era de bromca , mais ainda sim  com preocupação,  dessa vez acabei deixando,  ela limpou o ferimento , então fiz um sinal para ela parar  .



Mal-oque foi ? 



Ponho a mao no ferimento e ele se cura , sim eu posso fazer isso , mais exige muita energia , e eu Estava muito fraca .


Ela me olha assustada, mais aliviada 


Mal-vou fazer algo pra você comer , esta muito cansada , durma ,na hora que estiver pronto  eu te acordo , e você vai me contar quem fez isso .



Falou tentando iguinorar o tão estranho era  eu me curar sosinha .



Eu  estava esgotada demais pra contraria- la ,  então deitei e dormi ,mesmo sendo seres do mundo inferior,  não somos de ferro , cansamos , e muitos até morrem se usarem magia demais ,eu não tenho muito controle sobre a magia da cura , ela mais cura ferimentos pequenos,  os grandes , que podem levar a morte , eu nao consigo , eu desmaiaria,  eu posso ser poderossa, mais dar o poder da vida ,exige 99% de você,  é quase impossível,  meu irmão vai me matar por estar mostrando tanta coisa do meu mundo ,Pra Mal , descrição,  é uma das leis,  sem chamar a atenção,  e agora ela vai saber de metade de tudo isso .







Notas Finais


Eu nao aguentei, tinha que ter um vilão se nao , nao teria grassa, queria uma faca dessas pra mim :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...