1. Spirit Fanfics >
  2. Princesa dos dragões >
  3. Colocando o plano em prática

História Princesa dos dragões - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


To eu aqui de novo
Com mais um capítulo para vocês 😊
Queria uma vez na vida postar um Cap cedo Mas, por alguma razão so posto a essa hora
Fazer o que
Vou parar de enrolar Boa leitura e beijinhos

Capítulo 7 - Colocando o plano em prática


Fanfic / Fanfiction Princesa dos dragões - Capítulo 7 - Colocando o plano em prática

Na manhã do dia seguinte 

Mirajane estava sentada na cama de Laxus penteado seus cabelos enquanto os dois se encaravam, Laxus estava deitado com metade de seu corpo coberto pelos lençóis 

- alguma ideia para colocar o nosso lado do plano mirabolante de Zeref e Mavis em prática? - perguntou Mirajane 

- só consigo pensar em nossa equeipe para os jogos mágicos está bem próximo, quero ganhar esse ano 

- está bem motivado, meu amor 

As bochechas de ambos ficaram vermelhas 

- você nunca me chama de amor - comentou Laxus 

- não gostou? - perguntou Mira levemente chateada 

- claro que sim 

Laxus a puxou para si a beijando em seguida 

- mas me conta o por que tanta motivação para os jogos mágicos 

- a é meu último ano participando - respondeu ele - quero sair em grande estilo 

- último ano, até parece que você vai morrer 

Mira o olhou com os dois olhar arregalados 

Era bem verdade que todos os órgãos internos de Laxus estavam completamente comprometidos e definitivamente ele só estava vivo por milagre divino ou por ser teimoso o suficiente para se recusar a morrer 

- Laxus - Mira o olhou com uma carinha de choro incrivelmente fofa 

- calma amor, não vai ser dessa vez que vai se livrar de mim - ele rio 

E a consequência de sua risada foi levar um tapa na cabeça dado por Mira 

- o assunto é sério 

- é que a sua carinha foi muito engraçada - respondeu ele se sentando em seguida - e respondendo sua pergunta não vou morrer ok Wendy e Porlyusica com muita ajuda por parte de Mavis descobriram como restaurar todos meus órgãos internos então ainda vai ter de me aturar por muitos anos 

- então não fale de uma maneira tão fúnebre - jogou um travesseiro nele - da próxima vez é a escova 

- não falei de maneira fúnebre 

- falou sim Mas, por que este seria seus últimos jogos mágicos 

- então ainda é uma notícia sigilosa mas, o velho quer que eu seja o mestre da guilda 

- sério? 

Mira sorrio animada 

- isso é realmente maravilhoso, Laxus 

- e os mestres não podem participar dos jogos então essa vai ser minha última vez 

- com certeza vamos ganhar, quem tem em mente para nosso time 

- Eu, você claro se quiser, Erza, Natsu e Gageel e Jellal como reserva 

- e os outros? Gray, Juvia, Lucy, etc 

- Gray e Juvia estão em uma missão onde o vento faz a curva, literalmente - comentou Laxus - corrigindo eles vão para uma missão onde o vento faz a curva 

- tá mais e a Lucy ?

- ela comentou outro dia que não tinha interesse 

Mira se levantou enrolada no lençol 

- de todos os seus vestidos esse com certeza é o meu favorito - comentou Laxus a olhando 

E o que recebeu foi um travesseiro na cara 

Os dois estavam cada vez mais tornando aquela dinâmica de casal uma coisa mais natural 

- estava pensando, você pensa em casar? - perguntou Laxus 

Não é preciso dizer que Mirajanne quase que teve um treco que de todas as pessoas desse mundo Laxus era literalmente uma das últimas na qual ela esperasse ouvir aquela pergunta 

- acho que toda mulher em algum momento da vida pensa em casar, por que? 

- por que eu acho que está na hora da gente começar a pensar em quando nos vamos fazer isso 

- Laxus - Mira colocou a mão na testa dele - está doente? 

- to falando sério

- eu também estou - Mira o encarou - você não me parece o tipo de pessoa que se casa 

- corrigindo eu não sou o tipo de pessoa que se relaciona - a encarou - mas estamos aqui agora não estamos 

- e vamos permanecer aqui por muito tempo 

- Mirajanne Strauss, está dizendo que vai me enrolar, assim na minha cara 

- não seu bobo. Estou dizendo que quando for a hora da gente casar e constituir família nos vamos saber, até pq eu não to afim de ficar para tia 

- do jeito que o Elman e a Ever são "amiguinhos" - faz aspas com os dedos - então não acho que vai demorar muito para você ser tia 

- se eles tiverem um filho antes de nos eu pozo do jeito que vim ao mundo na magos da semana 

- cuidado se não você vai acabar pagando com a língua 

- Laxus, do jeito que nos somos animadinhos quando dormimos na mesma cama quando você menos esperar vai ter uma pessoinha lhe chamando de "papai" 

- Mirajanne, se não aconteceu até agora é sinal quase que divino que vai demorar 

- vai se arrumar pra gente ir pra guilda já ta tarde 

- sim senhora 

Se levantou e foi tomar um banho 

[...]

Semanas mais tarde Laxus estava separando uns documentos no escritório da guilda enquanto Mirajanne estava o ajudando 

- iria ajudar demais se você ficasse lá fora supervisionado a montagem do parquinho para mim 

- Mavis não desistiu mesmo dessa ideia um tanto quanto excêntrica?! - perguntou Mirajanne incrédula 

- não ela convenceu o velho, se bem que ele falou "primeira como nossa fundadora você pode fazer o que der na telha" 

- como ela convenceu o mestre ?

- ela falou as palavras mágicas "pode deixar que o Zeref paga" 

- sério?

- ai foi sim pro parquinho, sim pra piscina infantil, sim para a brinquedoteca. Sendo que a guilda nem tem criança 

- aonde ela vai construir uma brinquedoteca ?

- sabe aquela sala que usamos de depósito que fica em frente aonde vai ser o parquinho?!

-  sei sim 

- então vai ser lá 

- mas lá é muito pequeno 

- ela já tá bolando um feitiço de expansão 

- a Mavis definitivamente está sem nada para fazer 

- notei, a ela pediu um relatório da missão vamos juntar Natsu e Lucy e achar um nome melhor para essa missão 

- ainda tenho que falar com a Lucy, você fica bem aqui sozinho? 

- consigo me virar 

Andou até ele e o beijou 

- então vou lá 

- tchau amor 

Mira desceu até a área que estavam construindo o parquinho que ficava até que próximo da piscina 

- vou ter que adicionar uma cerca ao projeto de Mavis - pensou alto 

- oi Mira - Lucy a cumprimentou - o que é isso que estão construindo 

- um parquinho para as crianças 

- mas na guilda não tem criança 

- foi exatamente o que Laxus falou para Mavis 

- pelo visto isso não a impediu 

- e alguma coisa impede as ideias mirabolantes da Mavis de serem postas em prática 

- Alvares que lute 

As duas riram 

- por falar em Alvares - Mira a olhou - Não sente falta de um certo príncipe ?

- príncipe? - pensou por um tempo - do Natsu ?

- não imagina - revirou os olhos - o que aconteceu entre vocês dois? 

- ah..... bem - Lucy ficou incrivelmente corada - ele falou que gostava de mim e eu fugi para dizer o mínimo 

- sério?! E não tem se falo desde então? 

- mais ou menos isso, eu até cheguei a mandar uma carta mas....

- não sabe se ele recebeu? 

- isso 

- na minha opinião falta a vocês um bom diálogo e de preferência presencialmente 

- você acha? 

- eu tenho certeza! Cartas pode ser uma coisa muito romântica é coisa e tal mas nada substitui uma boa conversa olho no olho 

[...]

O clima em Alvares estava tranquilo ao contrário do Palácio que estava frenético, o motivo?!

Dali a algumas poucas semanas ocorreria o evento do ano, o aniversário de fundação do Império e nossa aquela seria uma senhora festa se Invel soubesse como organiza-la. Desde a fundação do Império era sempre o mago Rei August que planejava cada mínimo detalhe da festa, quando Invel começou a trabalhar como chefe de gabinete de Zeref, mesmo August já estando com uma idade avançada ainda era ele que cuidava de cada mínimo detalhe da festa e Invel só fazia supervisionar uma coisa ou outra então essa seria a primeira festa que o lorde do inverno faria e se a festa já não era um desafio por si só ainda tinha o fato de Mavis querer ajudar mas os spriggan que restaram não confiarem nadinha na Imperatriz o único que falava com ela com a guarda minimamente baixa era Invel e olhe lá o que incomodava demais Mavis, ela era do tipo que queria ser amiga de todo mundo mas com alguns dos spriggan não ia rolar 

- eu tento Zeref mas parece que alguns deles tem medo de mim a Dimaria principalmente ela nunca trocou nem duas palavras comigo - lamentou Mavis 

- Mavis, você tem que entender que a Mary era muito apegada ao August, era praticamente um pai para alguns deles - comentou bebendo um pouco do whisky em seu copo 

- eu sei eu sei, mas bem que ela podia me dar um voto de confiança ne?! 

- tudo a seu tempo minha imperatriz - andou até ela e beijou sua testa - com calma você vai ficar amiga dela e da Brandish você vai ver 

- como posso conquistar a confiança delas? 

- a Dimaria gosta muito de lutar não é atoa que a reverenciam como rainha guerreira 

- você os conhece bem ne?! Afinal são sua família 

- nunca pensei neles como família 

- sempre só os viu como apenas servos leais ne 

- na época estava muito cego para enxergar até o que era óbvio a minha frente mas sim meus spriggan são família, nossas crianças vão crescer os chamando de tios 

- por isso preciso me dar bem com eles 

- Mavis por experiência própria não tem como forçar essas coisas, vai com calma 

- eu sei minha vida mas não quero que quando batizamos nosso primeiro filho eu e seus spriggan ainda estejamos nesse climão 

- Mavis - Zeref a encarou colocando o copo na mesa - você tá gravida? 

- não - respondeu firme 

- ah bom que você falou de um jeito... - suspiro - se quer mesmo se dar bem com as garotas por que não me ajuda a escolher o presente delas?!

- presente? 

- sempre dou uma joia para as meninas no aniversário de Alvares 

- já mandou os convites para Fiore?

- pensei que você ia fazer isso 

No final das contas os dois esqueceram disso e tiveram que resolver juntos essa questão para que ninguém fosse deixado de fora ou simplesmente esquecido 

[...]

Em Fiore todos se preparavam para os jogos mágicos e Hisui na companhia de Lucy tomava um chá admirando a vista da varanda do Palácio 

- então como foi com as reuniões? - perguntou Lucy 

- foi bem interessante, as opiniões dos embaixadores a oeste são muito como posso dizer... agridoce 

- agridoce? 

- na falta de palavra melhor vou definir assim 

- e o Freed? Você sempra chama ele ne?! Vocês se dão super bem 

- os encantamentos dele são discretos e facilmente camuflavens então a escolha ideial para me proteger

- a claro e o fato de você está tendo uma quedinha por ele desde o casamento do Zeref com a Mavis, não tem nenhuma influência 

- exatamente - respondeu com as bochechas levemente vermelhas 

- sabe Hisui, deveria abrir o jogo com ele 

- eu não, deixa eu ter a minha paixonite em paz - as duas riram - e você e o Natsu? Quero dizer agora ele é um príncipe, então nada lhe impede de ser á Cinderela 

- ah não sei Hisui 

- pela Santa fada madrinha ne Lucy, você é linda, inteligente, daria uma ótima princesa para Alvares fora que nos duas sabemos que o príncipe Natsu Dragneel está interessado em você, para de fazer a desentendida e vai agarrar teu homem mulher 

- isso foi um conselho de amiga ou uma ordem da minha Rainha?

- qual dos dois você vai seguir ?

- depende 

- bom se você esperar demais alguma princesa vai aparecer e agarrar seu príncipe, então aproveita essa chance mulher 

- se eu fizer isso você se confessa pro Freed? 

- eu sou Rainha - falou com um falso ar de superioridade - não preciso fazer nada que não queria 

-  cuidado Hisui 

- para não brincar com os sentimentos dele? - perguntou ela 

- não - corrigiu Lucy - para não brincar com os seus próprios sentimentos 

- digo o mesmo sobre você e seu romance com o príncipe de Alvares 

[...]

Por falar em Alvares o clima lá estava esquentando digo esfriando 

A pressão de fazer o baile sair do jeito que sempre foi estava começando a cair com mais força nas costas de Invel que por consequência quanto mais nervoso ficava mais fria a atmosfera em Alvares ficava 

- Zeref você definitivamente precisa falar com o Invel - Natsu falou em tom de ordem 

- realmente, não é por que eu gosto do festival do sorte que tem na semana do aniversário de Alvares que eu quero virar picolé - comentou Brandish - Jarbas mais suco pra mim, por favor 

O café da manhã mais parecia seção de reclame aqui 

- faça por menos Brandish, coitado do Invel está com a responsabilidade de fazer a maior festa do ano sem o August - comentou Neinhart 

- mas o Invel nunca fez essa festa sozinho? - perguntou Zeref admirado

- nunca - responderam seus spriggan 

- coitado, não tem um manual de instruções? - perguntou Natsu 

- e o mago Rei lá precisava de instruções - comentou Dimaria enquanto cortava uns morangos do seu prato - August se foi, Irene se foi, e nos que nos veremos 

- Invel até hoje não chorou a perda deles - comentou Brandish bebendo seu suco 

- O coração de Invel é mais frio que a neve que lhe dar poder - falou Ajeel - enfim temos que provar a roupa pra festa - olhou para Zeref - conversa com ele depois 

- o gente cadê a Mavis? - perguntou Natsu olhando ao redor 

Os spriggan fizeram a egípcia enquanto se retiravam 

- aparentemente ainda estão ignorando a existência de Mavis - comentou Natsu 

- paciência, eles em algum momento vão se entender 

- não sei se viverei tantos anos assim - respondeu Natsu comendo uma torrada - você deveria fazer alguma coisa a respeito disso 

- a Mavis não se mete na minha longa caminhada rumo a uma verdadeira amizade com a guilda de vocês - bebeu seu café - e eu não me meto na construção de amizade entre ela e os meus spriggan, e cá entre nós ela tem bem menos gente para conquistar, que eu 

- bom ponto - o encarou - e como está indo ?

- me responda você, o primeiro passo é ter a confiança do meu irmão - olhou ao redor - e o Happy? 

- ah então o parâmetro sou Eu?!  Então está indo muito bem - bebeu um pouco do suco - o Happy ainda está dormindo, ficamos vendo um filme até tarde ontem então não quis acordar 

- sei e por um acaso esse filme se chama Lucy?! 

Natsu corou 

- sério Natsu um de vocês precisa dar o primeiro passo, você é um príncipe poxa, que garota não quer viver seu cinto de fadas 

- eu dei o primeiro passo a diferença é que a minha Cinderela fugiu e não deixou sapatinho de cristal 

- então está na hora de mudar o conto de fadas 

- o que você quer que eu faça procure outra princesa 

- não Natsu, você ama ela, e da para ver que ela também te ama, você precisa é trocar a perspectiva 

- como assim 

- conquista ela aos pouquinhos 

- possa ser que demore um pouco 

- tudo bem eu espero uns aninhos para ser titio 

- a então esse é seu plano Zeref Dragneel  

- meu Deus fui descoberto - falou rindo - você descobriu meu plano maquiavélico para ser tio 

- a única pessoa que está em posição de exigir sobrinhos aqui sou eu! - afirmou Natsu 

- tá bom tá bom 

Os dois riram 


Enquanto isso Mavis com sua mente genial e seu bom coração foram ao escritório de Invel para ver se poderia ajudar em alguma coisa que dizia respeito a festa Mas, ela mau sabia como o Império funcionava então atrapalhou mais que ajudou, e definitivamente deixou Invel ainda mais nervoso do que ele estava e o resultado disso deu para ser sentindo por todos no Palácio ou melhor em toda a capital de Alvares 

O que aconteceu?! 

Invel se irritou ao ponto de liberar seu poder e mesmo sem intenção colocou a capital de Alvares debaixo de neve 

Quem conhecia o mago e seu perfeito alto controle em relação às tempestades de neve que criava sabia que ele tinha perdido a paciência mesmo 

- Mavis por favor saia - falou calmamente 

E para Mavis dado em vista o que tinha feito era pior que ouvir gritos 


Natsu e Zeref que ainda estavam na mesa tomando seu café sentiram bem o que aconteceu principalmente por o suco de ambos terem virado picolé 

- eu vou falar com o Invel - falou Zeref limpando a neve em seu cabelo 

- acho uma boa ideia - respondeu Natsu 

Zeref se retirou deixando seu irmão sozinho na mesa 

Bateu na porta do escritório de Invel não esperou resposta e entrou 

- o que está acontecendo com você? Você nunca foi assim - o encarou de braços cruzados 

- é muito complicado - respondeu 

- você é um dos meus amigos mais leias, faz parte da minha família cuida do meu império para mim a não sei quantos anos, pode falar 

- sou seu cervo - respondeu de forma fria 

- não Invel - Zeref o encarou - você, Dimaria, Ajeel, Brandish, Jacob e Neinhart são família eu só demorei tempo demais para reconhecer isso 

- a Imperatriz está amolecendo você não é 

- algum dia você vai achar alguém que derreta esse seu coração de gelo 

- relacionamentos não são para mim, enfim melhor descongelar o Reino antes que todos sofram com hipotermia 

- calma, antes você vai me explicar o que está lhe deixando tão irritado 

- essa festa, todos esperam a perfeição do August e eu não faço a mínima ideia de como fazer isso 

- então faça do seu jeito

- sério ?

- sério! O August não iria gostar nada de nos ver chorando as pitangas por ele 

- ele era um verdadeiro pai para nós - comentou Invel

- até para mim, sempre puxava minha orelha quando tinha oportunidade - sorrio ao lembrar - estamos combinados?! 

- sobre o que 

- pare de querer fazer as coisas como o August fazia, quero ver do seu jeito e claro se poder me ensinar 

- eu ensinar você Zeref? 

- tem coisas do Império que só você conhece 

- sempre cuidei de Alvares com a maestria que esse Império merece, afinal este Império você sempre tratou como um filho 

- por que todos falam isso 

- porque é verdade 

- passei essa impressão todos esses anos, também poderá criei isso tudo do zero 

- está na hora de ter filhos humanos, acho que falo por todos os spriggan que não vamos a hora de mini versões suas nos chamando de tios 

- os outros nem trocam duas palavras com Mavis 

- só estão com vergonha pelo que foram capazes de fazer aos amigos dela mas o orgulho é maior que a vergonha, e um pedido de desculpas seria a maior das derrotas 

- então o jeito mesmo é dar tempo para eles 

- tudo a seu tempo. A Dimaria se dá bem com o Natsu e pelo que me consta a Brandish é amiga da Lucy 

- agora Invel descongela o Reino está começando a esfriar demais 

O mesmo não levou mais que dois minutos para fazer isso 

E desse dia Mavis tirou a seguinte lição, não era uma boa ideia cutucar a onça com a vara curta 

Ou melhor 

Não era uma boa ideia perturbar Invel quando este esta estressado com o trabalho 

[...]

Duas semanas mais tarde a guilda fazia o que deveria ser considerado sua maior talento, lutar?! 

Não 

Fofocar!

- o Laxus passa muito tempo no escritório sozinho com a Mirajanne o que será que eles tanto fazem - Evergeen soltou essa pulga na guilda 

- devem estar resolvendo algum assunto muito importante - supôs Juvia 

- é sem dúvida - concluiu Ever - com certeza estão se pegando lá dentro 

Elfman engasgou com aquela suposição atrelada à sua irmã 

- sempre pensando o pior dos outros não é Ever - comentou Erza 

- Ever não preocupe - disse Lisanna rindo - tenho certeza que a minha irmã não tem a intenção de lhe deixar para tia assim tão jovem 

Evergeen ficou vermelha de vergonha 

- vocês definitivamente tem que arrumar o que fazer - comentou Lucy - e Deixar a Mira em paz 

- ah mais você não fica nem um pouquinho curiosa - perguntou Ever 

As garotas se olharam e de fato a curiosidade era maior que qualquer outro sentimento e juntinhas nas pontas dos dedos foram andando até o escritório para que quando abrissem a porta encontrem a cena de um Laxus separando documentos em pé próximo a mesa e Mira arquivando outros no armário 

- oi meninas precisam de alguma coisa? - perguntou Mira as olhando de forma doce 

- não nada - responderam 

Ever parecia decepcionada 

Deixando os dois sem entender muito bem o que as motivações que as moveram até lá 

Laxus então se deparou com um pacote em sua mesa

Pegou o mesmo e o analisou no mínimo duas vezes antes de abrir, quando o fez milhares de convites saíram de dentro 

Laxus então encarou Mirajanne 

- Mavis - os falaram juntos 

Os convites  então saíram voando procurando seus respectivos endereçados não só na guilda mas por toda Fiore

Uma parou de frente para o casal 

Vocês estão cordialmente convidados para o baile em honra ao aniversário de Alvares 

P.S se sair da guilda agora vai ver um navio voador esperando vocês para trazer ao baile 

P.S 2 é aprova de Dragon slayer 

Não deu dois minutos para Makarov chamar Laxus para irem estavam todos muito animados 

Todos com exceção de Lucy 

Que para se mexer da guilda foi preciso Hisui, que também estava convidada para a festa, praticamente lhe arrastar 

[...]

Mavis estava parada frente ao espelho enquanto as criadas a arrumavam seus pensamentos estavam tão longe que quase deu um pulo quando sentiu o frio do colar que Zeref colocava nela tocar sua pele 

- gostou? - perguntou Zeref 

- é lindo - sorrio - muito obrigada mas, pensei que só a Dimaria e a Brandish ganhavam uma joia nova para usar nesse baile, pelo menos foi o que você disse outro dia 

- é por que antes você não estava aqui - a beijou no pescoço - minha imperatriz tem de estar linda para essa noite 

- já te falei que você é o melhor? 

- hoje não - ele deu um sorriso malicioso para ela 

- nem me olhe assim já sei onde iremos acabar e você não quer ir para o baile todo amarrotado não é 

- em um bom ponto - a beijou - mas depois do baile você não me escapa 

Em seu quarto Natsu pensava em como falaria com Lucy 

Não para cobrar uma explicação dela 

Não para saber o que está sentia por ele 

Mas sim para lhe dar um presente para ela 

Presente este que quando o comprou só conseguia pensar em como ela iria amar e no sorriso dela ao ver 

[...]

Era a hora do baile os convidados preenchiam 

Os convidados preenchiam o salão e como mandava a tradição que Zeref tinha acabado de inventar o imperador, ele, deveria entrar junto com a Imperatriz, Mavis, e o depois os membros ilustre da corte, os spriggan e Natsu, cada um com seu respectivo par tirando Dimaria que fez par com Ajeel os demais só não entraram com a vassoura por terem sido impedidos pelos criados que tinham bom senso, graças a Deus. 

Mas não tinha como dançarem sozinhos a primeira dança então Invel e companhia limitada que lutassem para encontrar um par 

- me considera essa dança? - perguntou Invel a Kagura 

Está que foi praticamente jogada nos braços do mesmo por suas amigas 

Natsu por estar vermelho de vergonha para ir falar com Lucy convidou Lisanna e assim numa fração de segundos todos tinham um par para dançar 

Mas ver Natsu com Lisanna não agradou Lucy nem um pouquinho 

- você deveria falar com ela - comentou Lisanna 

- eu sei, Mas acho que ela vai me matar - falou Natsu 

- não acho que não 

Os dois se cumprimentaram e trocaram seus pares agora era vez de Hisui dançar com Natsu 

- a quanto tanto majestade 

- majestade ?! Quem é você e o que fez com o Natsu? - a rainha rio 

- continuo o mesmo 

- claro claro só que agora com uma coroa

- viu não mudei nada 

- venha para os jogos mágicos de guerra 

- claro se o mestre me escolher para equipe 

Os dois se reverenciaram e trocaram de pares agora seria Mavis e Natsu 

- você está mais alta - comentou a girando 

- São os saltos - O encarou - me devolva a Zeref e vá falar com sua Cinderela lá fora príncipe encantado 

- posso até ser um príncipe mas o encanto passou longe 

- humhum sei 

A música acabou o que não impediu Happy de continuar dançando com Carla 

Lucy estava distraída sozinha antes estava com Wendy mas quando está saiu para dançar com um membro da Blue Pegasus, Lucy ficou sozinha 

Que nem notou que vendavam seus olhos 

- que brincadeira é essa? 

- é uma surpresa 

- Natsu? 

- adivinhou uma parte dela 

Natsu a levou até a varanda e tudo que Lucy esculto foi um portão de espírito celestial se abrindo imediatamente pensou que Loke tinha saído pra variar 

- pronto pode olhar 

Natsu tirou a venda dela 

E lá estava a supresa 

Os olhos de Lucy se encheram d'água 

- Aquário - ela falou chorando e correu para abraçar a seria 

- voltei - respondeu o espírito 

- como? - perguntou Lucy incrédula 

Natsu entregou a chave na mão da maga celestial 

- um dia sai com Zeref para passear pelo Império e me deparei com uma loja vendendo a chave não pensei duas vezes antes de compra-la para você 

Lucy então o abraçou 

Seus olhos ainda estavam cheios de lágrimas mas seu sorriso era maior que a boca e era isso que Natsu queria ver o sorriso dela 

- vou deixar vocês duas a sós por um instante 

Natsu começou a se afastar 

- vamos ter muito tempo para por o papo em dia - falou Aquário - agora vai atrás do seu príncipe 

Lucy a obedeceu e correu atrás dele o abraçando por trás 

- eu amo você sussurrou 

Natsu corou e a olhou virando para ela 

- por mais que eu ame nossa amizade e não queira a estragar, sinto que não posso deixar você sair mais uma vez sem saber que eu amo você Natsu 

- eu sou um príncipe agora - a encarou - vai conseguir lidar com isso? 

- preferia você antes mas - Lucy fez a coisa mais ousada que lhe veio a mente 

O beijou 

Em seguida sorrio o olhando 

- vamos achar um novo normal juntos - falou por fim 

Natsu então ficou de joelhos e beijou a mão de sua dama antes de voltarem para o baile 








Notas Finais


E até o próximo capítulo meus amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...