História Princesas De Reinos Distantes - Blackpink - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Rosé
Visualizações 7
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui vai mais um capítulo! Boa Leitura.

Capítulo 7 - Fuga - Jennie


Fanfic / Fanfiction Princesas De Reinos Distantes - Blackpink - Capítulo 7 - Fuga - Jennie

“Gosto da adrenalina de roubar.”

“O aniversário da princesa está chegando.”

“A única pessoa que sabe realmente quem sou é Liam.”

“E decidimos, por fim, renunciar ao trono.”

“Isso é loucura!”

“Jennie! Jennie! Você não recebeu autorização para se retirar.”

“Sou uma desconhecida, novamente livre.”

Caminho até a casa de Liam, no subúrbio. A cidade está pronta para celebrar uma festa. Ah meu aniversário, esqueci deste detalhe.

- O que aconteceu? Está fazendo o que aqui? – olha para os lados.

Liam se encontra parado na porta de sua casa me encarando preocupado, este horário é incomum para nossos encontros.

- Posso entrar? – falo baixo com dificuldade.

- Claro – libera a passagem para mim.

[...]

Conto tudo do ocorrido com lágrimas escorrendo pelo meu rosto, ele me oferece um xícara de chá com hortelã, meu preferido.

- Nossa. isso é horrível. Por que fariam uma loucura dessas?

- Dizem eles que é por treinamento – digo – entretanto acho que descobriram minhas escapadas e deste jeito iriam garantir que ficasse no castelo.

- Que maneira radical se castigar o filho – uma tentativa de me confortar.

- Sim, meus pais não são normais – sorrio de lado.

- O que irá fazer a respeito disto, quer dizer manter na cidade é impossível, todos estaria a sua procura.

- Eu sei. Durante todo o caminho pensei em me esconder aqui alguns dias – faço um olhar de súplica.

- Não mesmo, e se começarem a vasculhar as casas?

- Tem razão – concordo - porém é só por um curto período, até decidir no que fazer.

- Ok, pode ficar – cede Liam.

- Obrigada.

[...]

- Você pode dormir no meu quarto, assim se tiver alguma visita surpresa estará escondida –decide Liam.

- Certo – confirmo – muito obrigada, sério. Você não imagina no quanto isto me ajuda – o abraço.

-Imagina, sempre irei lhe ajudar quando precisar – retribuo.

[...]

Estou na praça á procura de alguém em especial.

- Olha olha se não é R.J. – cumprimenta Grace.

- Tudo bem?

- Sim, e a senhorita?

- Na verdade, preciso de ajuda – digo baixo.

- Em que?

- Me envolvi em alguns problemas e agora tenho que fugir do reino – minto.

- Que coisas? – pergunta com um olhar curioso.

- Pessoais – escondo –pode recomendar algum meio?

- Talvez por navio com o destino a Melbourne – hesita – conheço algumas pessoas que podem te oferecer um lugar na próxima embarcação.

- Ótimo! Quanto mais rápido melhor – exclamo animada – obrigada.

- De nada – pausa – você realmente vai partir? Vou sentir sua falta.

- Tenho que ir.

- Certo, direi as informações necessárias amanhã.

[...]

- Como assim vai embora? – grita Liam – eu pensei que ficaria aqui até um tempo.

- Antes, mas agora apareceu esta oportunidade que não posso perder – explico.

- Mas... Eu posso nunca mais a ver.

- É um obstáculo que precisamos superar.

- Não compreende? –questiona inconformado – merda, eu gosto de você Jennie.

- Como?

- Toda a noite eu penso em somente em ti – me encara – imagino quando podemos nos ver novamente, nem tem ideia de quantas maneiras eu planejei te contar isso.

Apenas fico calada, não sei o que falar. Acreditava que ele gostasse de mim da mesma maneira que eu dele, porém hoje percebi que sinto a mesma coisa.

- Liam – me olha – eu também gosto de você – declaro com um sorriso.

Aproximo-me, ficamos nos encarando por alguns segundos até finalmente reunir coragem para beijá-lo. Seus lábios são macios e desejáveis, coloco meus braços ao redor de seu pescoço e ele coloca suas mãos diante de minha cintura. Paro apenas para vê-lo.

- Você também sentia isso por mim? - diz com um leve sorriso.

- Claro – respondo com a voz rouca.

Então ele me beija novamente. Ficamos as carícias e selinhos durante toda a noite, desfrutando da companhia um do outro.

[...]

- Conversei com o pessoal e eles disseram que tem vagas – informa Grace.

- Perfeito, posso levar mais alguém?

- Pode, quem?

- Liam – respondo distraída.

- Estão juntos? – pergunta brincalhona – sempre pensei que aconteceria algo com você dois, tão juntinhos.

Dou uma risada tímida.

- Nem era tão óbvio – digo corada.

Grace revira os olhos.

- Vamos parar, a embarcação sai ao meio dia – adverte – adeus RJ.

- Adeus Grace - despeço - sentirei falta da ladra mais profissional desta cidade.

- Me orgulho muito disso – sussurra.

[...]

Liam e eu estamos no navio esperando-o zarpar. Estamos usando nossas máscaras, somos apenas dois passageiros misteriosos.

- Acho que vou pintar meu cabelo – decido.

- Por quê? Gosto dele castanho – brinca com uma mecha.

- Não é uma questão de aparência e sim de disfarce, se tingi-lo as chances de me reconhecerem é menor – explico.

- Tem razão – analisa – deve ter alguém que saiba fazer isso.

- Vamos procurar.

Pergunto a diversos passageiros a bordo, porém não conhecem nenhuma pessoa indicada para tal serviço. Continuo minha busca quando esbarro com uma mulher alta. Ela é bem diferente para os padrões deste reino, seus olhos são claros e transmitem uma frieza aterrorizante.

- Desculpa pelo incomodo, mas a senhora tem conhecimento de alguma pessoa que saiba tingir cabelo?

- Eu mesma – responde ríspida.

- Ótimo, eu gostaria de pintar o meu. Tudo bem para a senhora?

- Sem problemas, me encontre no porão a meia noite.

- Muito obrigada.

Direciono-me ao outro lado do convés perto de Liam.

- Encontrei – anuncio.

- Sério? Porque até agora pelo jeito só tem marujos que sabem fazer um belo nó – fala cansado – Vamos para nossa cabine estou exausto.

- Tudo bem – confirmo também cansada – o horário que ela marcou comigo é a meia noite.

- Estranho, entretanto deve ser o único momento que está livre – estranha.

[...]

O porão é extremamente escuro, Liam está segurando uma vela, procurando à senhora.

- Você perguntou o nome dela?

- Não.

- Que maravilha, como vamos encontrá-la?

- Desculpa – falo – a única preocupação agora é como ela vai pintar meu cabelo neste breu?

- Provavelmente já é acostumada.

Tingir cabelos é uma atividade certamente ilegal em meu reino, pois a corte acha que é bruxaria conseguir trocar a cor de seus fios da noite para o dia. As moças que querem fazer isto realizam debaixo dos panos, nenhum aldeão se importa o problema maior são os guardas, se lhe verem à probabilidade de serem mortas por este ato é alto.

- Ali, uma luz – aponta para um lugar atrás dos barris.

Aproximamos-nos perto do canto iluminado, porém não tinha ninguém.

- Por que alguém deixaria um lugar aceso sem alguma necessidade? – fala Liam indignado.

Ele se aproxima da vela e a apaga, na mesma hora sinto uma mão sobre minha boca me puxar para longe, tento gritar o nome de Liam, mas nada sai, de repente tudo fica escuro.

E sinto uma pancada em minha cabeça.


Notas Finais


Jennie e Liam casal perfeito? Princesa sequestrada? Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...