História Príncipe dos Lobos - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Chanbaek, Hoseok!bruxo, Hoseok!ômega, Jikook, Jimin Passivo, Jimin Passivo De Busan, Jimin!bottom, Jimin!mpreg, Jimin!ômega, Jungkook Ativo, Jungkook Pax Grande, Jungkook!alfa, Jungkook!paxzudo, Jungkook!top, King!jeon, Kookmin, Minkook, Mochi!bottom, Namjin, Passivamin, Sra_jimin2, Top!taehyung, Vmin, Yoongi!alfa, Yoonseok
Visualizações 1.436
Palavras 2.911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeoe
O capítulo tá bem fraquinho, mas tem umas coisas interessantes rsrs (esse capítulo já foi postado no wattpad)
Obrigada pelos 974 de favoritos amores ♥💕
Boa leitura amore 😍😍

Capítulo 10 - Novos Sentimentos


Jimin resmungou se remexendo na cama.

Seu corpo estava um pouco dolorido pela queda que levara ao pular para atravessar a porta. De repente, recobrando seus pensamentos, Jimin se levantou subitamente olhando para os lados para descobrir onde estava. Se levantou da cama percebendo que a roupa que usava não era sua e que alguém havia lhe dado banho. A camisa era azul bebê quase transparente, grande demais para o seu corpo.

Deixou a cama tremendo quando seus pés tocaram o chão frio, seguiu para a porta abrindo-a com cuidado. A casa parecia velha e Jimin sabia que, de algum modo, ele já estava ali e que o cheiro forte de alfa ele conhecia bem. Ao chegar na sala se deparou com Jungkook apoiado na porta enquanto olhava para a movimentação em frente à sua casa.

Ele estava sem camisa, dando-lhe a visão de suas costas larga e com alguns hematomas. Caminhou apressadamente até ele, o abraçando por trás sentindo seus dedos que não estavam coberto pela manga longa da camisa tocar a pele quente dele. Jungkook suspirou tocando suas mãos e se virando para si, acolhendo-o em seus braços. O Park chorou baixinho quando os braços protetores rodearam seu corpo e o apartou mais.

— Eu tive tanto medo, Jungkook, tanto. — Jeon respirou fundo tentando se controlar, pois tudo que ele queria era ir atrás da pessoa que fez isso. Seu sangue fervia só de imaginar Jimin machucado, seu lobo se recusava a pensar nisso.

— Shh, amor. Está tudo bem agora. — Beijou os fios tingidos de loiro acariciando as costas alheias. — Você está seguro.

O ômega sentiu Jungkook levantar seu rosto com delicadeza para tomar seus lábios. As bocas se grudaram lentamente, as mãos de Jimin escorregaram pelo tórax desnudo enquanto suspirava ao sentir a língua alheia pincelar sobre seus lábios grossos.

— Por que estou com suas roupas? — O Park perguntou ofegante. Sua testa estava encostada na semelhante do moreno, que respirava ofegante em busca de controlar sua respiração e atacar novamente o ômega.

— Eu o banhei novamente. — Respondeu beijando, agora, a bochecha rubra. — Teria deixado você dormir sem roupas, mas Hoseok não permitiu. Ele fez quase uma bíblia falando o quanto você poderia ficar doente e que eu era um pervertido.

— Jungkook!

— Não ria de mim pequeno e também não fique surpreso, você sempre soube da minha sede em vê-lo nu. — O menor socou o peito do alfa, resmungando que ele era um pervertido, mas Jeon apenas se divertia. — Não conseguiria dormir com você fedendo aquele alfa. Tsc.

— Oh! Taehyung? Ele está bem? — O loiro se afastou preocupado com o príncipe, coisa que o alfa não deixou passar. Estreitou os olhos e resmungou um palavrão.

— Defina o bem disso. — Saiu da frente do ômega para que ele tivesse a visão de Kim Taehyung carregando madeiras, enquanto Hoseok estava sentado olhando-o. Viu o Jung se aproximar da realeza para oferecer ajuda, que foi não foi aceita, pois Taehyung disse que ele poderia se machucar.

— Você está fazendo o príncipe de empregado? — Jimin o olhou de boquiaberto, revirando os olhos quando o maior deu de ombros.

— Eu? Isso foi ideia do Hoseok. Se fosse por mim eu teria deixado lá no castelo.

— Por que não gosta do Kim? Você não o conhece.

— Você parece conhecer bastante ele, não é?

— O quê? De onde tirou isso?

— Eu vi vocês juntos no castelo Jimin. — O alfa bufou o soltando e indo para o quarto. O loiro o seguiu rapidamente, fechando a porta atrás de si após entrar no quarto alheio. — Eu vi como ele olhava para você, estavam até próximos. — Falou de costas para Jimin, que ainda estava encostado na porta.

Jimin juntou as sobrancelhas analisando o corpo do alfa se tornar tenso, embora ele estivesse virado para a cômoda. Como Jungkook havia o visto com Taehyung se ele não estava lá quando foi resgatado? Como poderia? Lembrava com clareza que tinha visto o lobo de olhos vermelhos e Hoseok do lado.

— Mas você não estava lá, eu vi- — O Park prontamente parou de falar esquivando seu corpo quando uma flecha vou direcionada sobre seu rosto. Assustado, olhou para a flecha e depois para o atirador dela, Jeon, que ainda estava de costa para si. Ele apenas o olhava por cima dos ombros. — Você está maluco?

Outra flecha foi jogada contra si, que com um pouco de velocidade conseguiu fugir da mesma. O moreno virou o corpo ao atirar a terceira flecha, acertando de raspão a costa da são mão direita, cortando-lhe.

— Se você acha que pode ganhar uma luta contra aquele guarda com essa fraqueza e lentidão, desista. — Ele disse firme, pegando mais uma flecha e apertando-a entre a mão. — Você é fraco e lento. Se não conseguir desviar das suas próprias flechas, não será rápido o bastante para desviar dos socos de um alfa. — O moreno lançou mais uma flecha acertando novamente de raspão o ombro do ômega, que gemeu de dor. — Se não for rápido o bastante ele poderá te encurralar, bem assim como eu estou fazendo agora.

O alfa virou o menor contra a porta, abraçando-o por trás observando o arranhão no ombro dele. Quando o ômega tentou acertá-lo com o cotovelo, Jungkook o fez virar de frente para si segurando forte, mas sem machucá-lo, pelos braços.

— E assim você além de perder, também sairá machucado. — Jeon olhou nos olhos lacrimejados, arrependendo-se da forma dura que falou com o ômega. Contudo, tinha medo de vê-lo machucado e perder outra vez para Yoongi. Ele não sairia só machucado fisicamente, mas psicologicamente. — Me deixe cuidar disso.

O puxou para cama, sentando-o no seu colo para “tentar’’ cuidar da ferida que ele próprio fez. Jimin ainda o olhava atordoado, mas sabia que Jungkook estava certo. Nunca teve um treinamento pesado como Yoongi tinha, com muito homens lutando consigo ou experiência em guerras. Seria facilmente derrotado se não tivesse treinasse e surpreende o Min com uma habilidade nova.

Assustou-se quando sentiu a língua do alfa em contato com sua ferida no ombro, lambendo-a com cuidado, pois ele sabia que a saliva de alfa faria sua ferida sarar, mesmo que não por completo. Suas bochechas enrubesceram imediatamente quando sua mão machucada pelo alfa foi levada até os lábios dele.

— Me desculpe, eu não quis machucá-lo. Fui rude ao tentar dizer o quanto você precisa melhorar para chegar ao nível do guarda, mas acabei sendo bruto. — O alfa confessou de cabeça baixa e a boca ainda perto da mão do ômega, que o olhava com atenção e compreendendo o que ele dizia. — Me desculpa loirinho.

Jimin riu um pouco levantando o queixo do alfa e acariciou a bochecha dele. Oh, sim, ele havia percebido a preocupação para consigo, e até mesmo achava bonitinho. Jeon estava um pouco vermelho de vergonha, o que o deixava mais fofo.

— Eu sei que está preocupado comigo, Jungkook-ah, mas eu vou ficar bem. — Não. Ele sabia que a única coisa era que não ia ficar bem se perdesse mais uma vez para Min Yoongi, com certeza arrasado era o mínimo que se sentiria. — Se não quer que eu me machuque, então me treine. Me ensine a me defender e atacar da melhor forma possível, mesmo que eu não consiga vencê-lo, mas darei uns bons socos nele.

O moreno riu balançando a cabeça antes de puxar o ômega para um beijo afoito e quente, o trazendo pela cintura e acomodando-o melhor no seu colo. Jungkook tinha certeza que um dia aquele ômega o deixaria louco.

[...]

Namjoon encontrou Jin sentando no telhado da pequena casa dos fundos do castelo, o príncipe observava os criados tentarem apagar o fogo que se alastrava pelo local. Seokjin não havia dormido, passou a noite em claro observando cada lugar que ele bem conhecia desde criança ser coberto por chamas. O corpo da realeza já pedia por descanso e Namjoon sabia disso.

Se aproximou cautelosamente dele e sentou ao seu lado, olhando para a face cansada e os olhos com olheiras. O alfa se repreendeu mentalmente quando deixou o príncipe ficar sozinho para ajudar os criados, mas ele não poderia ficar o tempo todo com Jin, ainda tinha que encontrar Taehyung.

— Você precisa descansar, não dormiu durante a noite. Me culparei se você adoecer. — O ômega resmungou sonolento, mas não tirou os olhos das chamas sendo controladas pelos criados e guardas. O Kim, por um ímpeto puxou o outro rapaz para que ele colocasse a cabeça apoiada em seu tórax. — Pode dormir, eu vou protegê-lo.

— Obrigado, de verdade Namjoon. — Embora quase sendo levado pelo inconsciente, Seokjin ainda pôde ouvir o sussurro do outro. Se sentia protegido nos braços do alfa, ele lhe trazia uma paz que só conseguia quando estava com Jimin ou com os criados, mas também sentia uma calmaria quando Yoongi lhe contava histórias sobre reinos.

O guarda olhou para o céu, fechando os olhos e lembrando da conversa de minutos atrás com o guarda Min.

“— Você tem certeza que o viu, guarda Min? Ele estava bem? — Questionou sobre Taehyung, mas o outro tossiu confirmando.

— Eu estava caído no chão junto com outros guardas quando o vi saindo com Jimin e um outro ômega. Os vi seguindo pela floresta e um lobo preto estava com eles. — Namjoon arregalou os olhos se aproximando mais de Yoongi para que ninguém ouvisse aquela conversa. — Se for me perguntar se era a famosa fera, sim, era ele.

— E o que ele queria com Jimin e Taehyung?

— Eu não se Kim, mas não vamos contar ainda para os reis. Faremos isso em total sigilo, apenas eu e você iremos procurá-los assim que controlarmos o fogo. Ninguém mais pode saber sobre isso! —  O guarda assentiu olhando ao redor. — Irei mandar preparar os cavalos e partiremos ao anoitecer, vamos atrás daquela fera.”

Namjoon só esperava encontrar Taehyung vivo e bem.

[...]

Hoseok gargalhava vendo o príncipe Taehyung resmungando de dor ao carregar algumas madeiras. O ômega só observava acompanhando-o ele desde que saíram da mata, apesar de não o ajuda neste momento, na noite anterior havia o banhado e feito trajes novos e o tamanho dele. Já que Jeon havia se recusado banhá-lo e emprestar suas roupas, então o bruxo fez roupas para o rapaz e com muita vergonha o deu banho.

Com muito custo Jungkook havia deixado dormir no sofá, no entanto, não o ajudou carregá-lo para o lugar. Tudo havia sido rápido demais, o Jung só viu quando o moreno rosnou e levou o ômega – vulgo Jimin – para o quarto dele.

— Você não deveria estar rindo de mim, eu sou o futuro rei! Você está me fazendo de escravo. — Taehyung disse arrancando mais risadas do bruxo. Não estava totalmente bravo, apenas resmungava para ouvir mais da risada contagiante o menor, que ainda o seguia.

— Calminha aí, futuro rei. — Falou ao vê-lo quase cair, o segurando pelo ombro para que ele não caísse. Taehyung sorriu de leve como se estivesse agradecendo, o que não passou despercebido pelo bruxo. — Pode deixar as madeiras aí mesmo, se você as carregar por mais um segundo, tenho a total certeza que não teremos mais um príncipe vivo.

O alfa deixou as madeiras do chão, tencionando os braços quando fazia o ato. Jung olhava atentamente para os movimentos do maior, estranhando aquela chama que acendeu dentro do seu corpo ao olhar o quão sexy ele ficava enquanto jogava os fios para trás e limpava o suor com a costa da mão. Não, ele não estava olhando para o príncipe com olhares desejoso.  Talvez só um pouquinho.

Reparando o olhar do ômega, Taehyung sorriu ladino, se aproximando dele e tocando seu ombro, ato que o fez “acordar”. As bochechas do bruxo esquentaram com a proximidade, mas resolveu fingir que nada aconteceu.

— Eu vou preparar o seu banho.

Imediatamente, seu pulso foi segurado para que não se afastasse, mas o aperto não o machucava. Direcionou seus olhos ao encontro dos semelhantes do alfa, que o olhava com serenidade.

— Não precisa me tratar como um rei, aquilo que eu falei foi brincadeira. — Mordeu o lábio, pois estava nervoso. O bruxo olhava-o com atenção, como se estivesse esperando que fosse mais uma de suas brincadeiras, mas felizmente não era. Isso contribuiu para deixar o bruxo envergonhado, sentindo-se extremamente quente como já se sentiu ao lado de Min Yoongi. Almejava vê-lo, seu peito ardia só de pensar em ver o guarda carrancudo, mas não podia negar que o príncipe lhe chamava atenção de algum modo.— Não se preocupe comigo, sim? Eu já tomei banho e pelo que vejo já está começando a escurecer, quem sabe eu posso pegar um resfriado pela frieza que há aqui?

— Posso esquentar a água.

— Você... está tentando me conquistar? Se for esse o caso, creio que não precisa de muito. Só a sua bondade e personalidade é capaz de atrair alguém. — Disse de modo inconscientemente, arregalando os olhos quando se deu conta do que disse. Soltou o pulso alheio antes de deixar um carinho com o dedão, para finalmente se afastar. Coçou a garganta desviando os olhos inexpressivos. — Hm, eu vou ver se o Jimin acordou!

— Oh, sim. — Foi tudo que Hoseok disse quando avistou Razar atrás da realeza, qual não podia enxergar a mulher. E assim que o alfa saiu, Hoseok suspirou pensando percebendo a feição preocupada da Sacerdotisa. — Aconteceu algo?

— Reúna todos a noite. — Falou tocando o colar em seu pescoço. — Eu preciso contar algo.

[...]

Taehyung arrumou os cabelos, jogando para o lado em uma tentativa de arrumá-los. Ao chegar na porta do quarto de Jungkook, quem havia lhe proibido de entrar no cômodo, pode ver o casal na cama pela brecha da porta entreaberta.

Seu corpo ferveu.

Jungkook beijava Jimin tão bem, que o ômega suspirava entre o beijo. O loiro estava sob o alfa, puxando os fios negros entre os dedos, deliciando-se dos beijos no seu pescoço. Jeon por sua vez atacava o pescoço do ômega com beijos e mordidas, contendo-se para não o marcar de verdade. Era de fato um momento íntimo, qual Kim Taehyung queria estar no lugar de Jungkook, saciando sua cedo do corpo de Jimin.

Seus olhos estreitaram quando estranhamente, Jeon, que tinha as pernas do Park presa na sua cintura, rosnou fechando fortemente os olhos. Os dentes afiados passaram a crescer e roçar na pele marcada de vermelho e roxo, como se fosse marcá-lo ali mesmo. Não uma marca qualquer e sim uma ligação de alma. Entretanto, o alfa parecia se controlar e trazer o raciocínio humano de volta e assumir o controle.

—  Hum hum — O príncipe coçou a garganta, fazendo o barulho alto o suficiente para atrapalhá-los e assustar Jimin, que rapidamente se afastou de Jeon. — Espero não está atrapalhando.

Oh, sim. Ele estava fazendo de propósito para provocar o outro alfa, que não teve uma reação muito boa. O moreno logo se levantou da cama, socando o rosto da realeza o fazendo cair no chão.

— O que pensa que está fazendo? Você está na minha casa e sendo cuidado pelo meu amigo, isso não é o suficiente? Precisa espionar meu ômega? — Jungkook gritou irritado, tampando a visão de um Jimin quase sem roupas atrás de si. — Minha casa, minhas regras.

— Alfa de merda. — Resmungou Taehyung se levantando e revidando o soco na face alheia, acertando a bochecha do moreno. Assustando, Jimin vestiu uma camisa jogada na cama, que percebeu ser de Jungkook quando a vestiu, pois ficara maior em si, e correu para tentar apartar os dois. — Não sei como Jimin olhar para alguém sem valor como você!

Céus! Novamente os dois se atracaram pelo chão aos socos, mas graça aos gritos de Jimin e os esforço inútil de tentar separá-los, Hoseok chegou a tempo. Usando seus poderes para jogar o corpo dos dois alfas contra a parede, cada um em um lado diferente, deixando-os pendurados e preso. O Park olha chocado, mas agradecido pela ajuda.

— O que porra está acontecendo aqui? — O bruxo indagou aborrecido, chegando a machucar os dois rapazes pela força que fazia para obter a resposta, mas ambos ficaram calados assim como Jimin. — Enquanto vocês estão aqui brigando, a pessoa que pegou o livro está a solta por aí!

— Que livro Hoseok? — Taehyung perguntou incomodado com o aperto de seu corpo contra a parede.

— O livro sobre a fera. — Revelou soltando Jungkook e o príncipe, mas seu olhar estava focado no alfa moreno, que estava surpreso e preocupado com a notícia. — A pessoa que tocou fogo no castelo queria ferir o Jimin e o Jin, mas o alvo mais importante era o livro...

Antes que Hoseok terminasse de falar, seu coração quase saiu pela boca quando se assustou com a porta sendo aberta e Razar, passar por ela. E isso não foi o pior. Todos conseguia ver a mulher assustada, o colar no pescoço dela brilhava como nunca, assim como seus olhos.

— A três guardas vindo para cá, eu os vi entrar na floresta. — Jungkook rosnou. Havia invadido o seu território, mas ele podia sentir seu lobo agoniado com algo.

— Você parece muito assustada, não quer sentar? — Jimin tentou se aproximar da mulher, contudo, Jeon o segurou pelo ombro quando viu a mulher negar puxar os próprios cabelos longos.

— O rei decretou que achassem Jimin e o príncipe e os levassem de volta, todos no reino estão procurando pelos dois. — A mulher olhou profundamente nos olhos de Jungkook, transmitindo medo e tristeza nos mesmos. — O rei, pai de Taehyung, pediu para que encontrassem a fera e a matasse antes da lua sangrenta, qual será em menos de dois meses.

 


Notas Finais


Espero que tenha gostado ❤
O link fanfic no wattpad: https://my.w.tt/IXz4JHTjhP
Obrigada pelos favoritos e comentários, isso é muito motivante 💋❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...