História Príncipe medieval - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Goryeo, Imperador, Jikook, Jimin Curioso, Jimin Provocador, Jimin Virgem, Jimin!bottom, Jungkook!top, Mpreg, Príncipe Herdeiro
Visualizações 14
Palavras 839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Marido desconhecido-parte 1


 

Era ano de 920 na coreia, o sol batia na pele do imperador que olhava as muralhas pensativo. Lá fora, os povos usavam lanças e espadas para adentrar o império, Xanadu deixou o trono e desceu as longas escadas que tinham desenhos do dragão vermelho.

-Chang, onde está o príncipe herdeiro? - O conselheiro tremeu dos pés à cabeça quando o imperador levantou a sobrancelha esquerda.- está no lago Chin, certo?

-Sim imperador, ele está com aquele livro, aquele de desenhos estranhos-  Xanadu colocou as mãos para trás do corpo e sorriu, seu filho era um curioso.

-Entendo. Foi o guarda Jeon que o deu, acredito que isso tenha ativado mais ainda sua curiosidade para entender a linguagem do homem.

-Se o senhor me permite, reparou como as roupas dele são estranhas? - Chang tinha a mão em concha perto do ouvido do outro, esse que soltou o riso pelas palavras de seu conselheiro.

- Ele é um homem criativo, não esperava menos, seu charme encantou o príncipe, notou?

-O imperador acha que...?

-Talvez, velho amigo, talvez.- o homem abraçou o conselheiro de lado e riram juntos.- vamos, Kumiko deve estar explorando as concubinas por sais de banho.

 

O corpo pálido e nu flutuava no lago claro, a noite era clareado pelas estrelas e a pequena lanterna de papel que estava presa em um galho longo da arvore. Em suas mãos, o livro era lido com atenção e fascinação. Os galhos se mexeram, alguém se aproximava do lago. O herdeiro afundou a lanterna na água e jogou o livro entre os matos, correu se escondendo atrás da arvore grande que tinha dentro do lago.

- Príncipe herdeiro? - O homem se aproximou deixando seu rosto amostra. Prendeu a respiração para que o guarda não o notasse e riu quando o outro baixou o olhar confuso.

-É meio estranho ter um guarda de roupas estranhas e uma adaga ao invés de uma espada, tem certeza que está no ano certo? - O herdeiro pegou o pano que estava no galho e cobriu seu corpo se aproximando do outro.

-Já lhe contei essa história...

-Orabeoni, onde você estava? - o outro engasgou pela forma que foi chamado, não lembrava a última vez que alguém se dirigiu assim pra sua pessoa.- está surpreso, Jungkook?

-Não brinca comigo, Jimin!

Jimin riu e negou com a cabeça. Era tão fácil tirar o homem do sério, e mesmo que se conhecessem desde que tinha 14 anos e o outro 21, o homem não se acostumava com seu jeito de sempre o surpreender.

-Estive treinando com os soldados do imperador, estão prontos para seguir sua ordens assim que o trono for seu.- Jungkook tinhas as mão para trás. Seu olhar era sério e duro.

- O senhor acha que poderão tentar me matar? Digo, os moradores estão furiosos por conta das vendas, não chove a dois meses e estou desesperado. O imperador me pressiona para casar-me, mas...

-Casar? - Jimin assentiu.

-Os seguidores dos deuses afirmam que o casamento trará um boa colheita, será a salvação de nossos destino. Mas não quero dar meu corpo para qualquer um, nem direito de escolha terei! O imperador já tem futuro rei em mente e nem ao menos sei quem será meu marido, só de pensar em me deixar ser tomado por alguém que não conheço...

-Será pelo povo, príncipe herdeiro. Não seja egoísta- Jungkook deu as costas ao outro que o encarava pasmo.

-Eu achei...

- Seu achar não me interessa, o imperador deseja que esteja presente para o banquete.

 

 

-Então, o casamento será daqui a três dias! - Xanadu bateu palmas animado. Jimin estava ao lado de Xanadu, em seu trono com a bochecha sendo apoiado em sua mão. Estava entediado.- não está animado para seu casamento?

-Não.

-Tenho certeza de que escolhi bem, aproveite esses três dias! - Xanadu bateu os olhos na mulher de vestes exageradamente vermelhas de cor sangue, Kumiko era seguida por suas quatro madrinhas de companhia.

-Oh meu bebê! - Kumiko correu onde o filho estava, deixando as seguidoras para trás.

-Senhora!- as quatro mulheres correram segurando as barras de seus vestidos longos atrás da mulher que corria alegre onde o herdeiro estava.

- Jimin! Por onde esteve? Estava lendo, ne?!

-Aí mãe, isso dói- suas bochechas eram apertadas pela imperatriz.

-Já conheceu seu esposo? - O garoto negou a cabeça raivoso.- ora, Xanadu! Não acredito que está fazendo o ritual de sua família!

-Que ritual? - O imperador olhou apreensivo para a mulher.

- Você só conhecerá seu esposo no dia do casamento, seus rostos serão cobertos pelo véu branco e na hora da lua de mel…ahhh, não sei o que te dizer, meu filho.- Kumiko suspirou emocionada pela tradição romântica.

- Ai meus deuses! -Jimin escorregou diante dos pés da imperatriz deixando o corpo deitado e estirado no chão.- ele é bonito? -Em um pulo, o garoto juntou as mãos e tinha os olhos brilhantes para o imperador.

-Seu safadinho! - a imperatriz riu alto sendo acompanhada pelas acompanhantes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...