1. Spirit Fanfics >
  2. Prisão >
  3. Ciclo

História Prisão - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Perdi o outro perfil.
Algumas histórias eu vou repostar, outras eu vou modificar e umas vou deixar no esquecimento

Capítulo 1 - Ciclo


Sasuke suspirou, afundando a cabeça no travesseiro para abafar os soluços.

Por que tinha que ser assim?

Por que não poderia viver uma vida simples? Feliz? Ao lado da pessoa que mais amava e uma garota legal?

As mesmas perguntas de várias e várias vezes rondavam nos pensamentos do caçula Uchiha enquanto as lágrimas escorriam, em cascata e escandalosas, abafadas por aquele tecido fino que cobria a espuma.

Quantas vezes seu travesseiro foi palco para o espetáculo da sua decadência? Ele perdera a conta.

Seus questionamentos eram apenas para acompanhar o sofrimento, pois ele sabia. Sabia o motivo de tudo.

Estava preso. Preso um círculo de sentimentos cruéis.

Ah, o amor! Aquela maldita faca de dois gumes!

O orgulho? Ficava do lado de fora sempre que Sasuke entrava no seu quarto para se permitir sofrer.

A tristeza. Ela marcava a penúltima parte do seu ciclo. Sempre pontual, mas como poderia atrasar quando sua rotina se concretizava? Como poderia faltar quando Sasuke descobria que seu irmão já estava trepando com a "pessoa da vez"?

Sim. "Pessoa da vez", já que o jovem se recusava a aceitar o termo "namoro".

Sasuke se envolvia com alguém, mesmo já sabendo a quê levaria aquilo. E era apenas uma questão de tempo até seu irmão deixar bem claro quem mandava ali.

Só que, nesse "acidente" em específico, o caçula sofria mais.

Sofria mais porque Sakura parecia ser a pessoa que o salvaria daquilo e Sasuke se agarrou naquela esperança, e também, talvez por saber disso, Itachi fez questão de que ele visse o inevitável.


∆∆∆


Chegou em casa mais cedo, só seu irmão sabia da repentina mudança de horário, e logo ouviu os gemidos. Um tremor percorreu seu corpo, não querendo aceitar o que acontecia, que suas esperanças caíram por terra, embora, lá no fundo, soubesse que aconteceria cedo ou tarde.

Aproximou-se em passos silenciosos. Eles estavam na sala, no sofá. Sakura cavalgava Itachi de costas pra si, só o irmão podia vê-lo naquela posição e, quando os olhos dos consanguíneos se encontraram, o primogênito exibiu um sorriso vitorioso antes de cravar os dentes no pescoço da rosada que soltou outro grito de prazer.

Sasuke correu escada acima, o barulho dos seus pés apressados batendo na madeira fizeram a "pessoa da vez" se assustar enquanto Itachi ria.

Sakura não entendeu a reação do amante, mas o desespero por seu namorado a ter flagrado transando com o irmão dele falou mais alto. Tentou ir atrás do caçula mas foi impedida pelo mais velho.


∆∆∆


Sakura, só mais algumas semanas e nós poderíamos desaparecer no mundo. Por que não contribuiu?

Sasuke em breve poderia receber a sua parte da herança pela morte dos pais. Por enquanto estava sobre o poder de Itachi.

Em vários sentidos.

Depois de algum tempo perdido em pensamentos, ouve uma batida na porta.

-Me deixa entrar -soou mais como uma ordem do que um pedido.

Sasuke levantou, embora não quisesse. Mas algo crescia em si. Acabaria aquilo de uma vez, não ficaria esperando alguém vir salvá-lo. Não mais.

Abriu a tranca, sendo imediatamente empurrado por mãos fortes.

-Vê? Não tem como você fugir disso, otouto, por mais que tente.

-Ita...- tentou rebater, mas foi impedido pela boca do irmão, tomando a sua com desespero.

Itachi já estava de saco cheio da resistência de Sasuke, por que ele simplesmente não admitia que era tão apaixonado pelo irmão quanto este era por ele?

Insistia em se envolver com aquelas pessoas patéticas, que só serviam de escapatória para si e para o divertimento de Itachi.

Mas dessa vez foi diferente, percebeu isso. O mais novo estava realmente determinado a ir adiante com a rosada.

Por isso Itachi teve que...bem, tomar medidas mais drásticas. Sasuke precisava ver com os próprios olhos que sua esperança era ridícula.

Interrompeu o beijo, empurrando o irmão para a cama e deitando por cima dele, prendendo-o enquanto ele se debatia.

-Por favor, eu não quero mais.

Mas como não? Desde pequeno Sasuke desde pequeno adorava os carinhos que recebia do irmão, no auge dos seus hormônios chegara a  implorar por eles.

Então, agora não havia motivo para tentar suprimir seus sentimentos, não tinha nada que poderia separá-los. Por que o caçula se recusava a aceitar o que sentia? Itachi não conseguia entender, mas não deixaria que ele escapasse.

-Já tem tanto tempo que a gente não faz - murmurou entre mordidas na pele do irmão, suas mãos ágeis se livravam das calças de ambos enquanto o peso de seu corpo impedia o mais novo de sair do aperto - eu sei que você quer, otouto, para de tentar fugir de nós dois.

Sasuke parou de resistir, ouvindo os murmúrios de prazer do primogênito quando se viu dentro dele. Itachi estava agressivo dessa vez, o caçula não saberia dizer se o que escorria entre suas pernas era sangue ou esperma.

-Eu te amo, Sasuke - sussurrou enquanto seu quadril batia com força contra o corpo do irmão - eu te quero tanto, tanto. Você me machuca quando traz essas pessoas, não percebe?

Eu também te amo, nii-san. Embora, talvez não da forma que você quer.

Sasuke deixou a mente viajar enquanto o corpo doía por conta dos caprichos do irmão. Lembrou do garoto que havia conhecido no mercado recentemente. Naruto... o loiro parecia ser uma pessoa legal, haviam até trocado os números de telefone.

Sasuke decidiu que o chamaria pra sair qualquer dia desses.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...