História Prisioneiro do seu Amor - Imagine JongIn - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai
Tags Demonios, Exo, Imagine, Imagine Exo, Kai, Kim Jongin, Universo Alternativo, Violencia, Você
Visualizações 207
Palavras 2.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


UAUUUUUU OLHA QUEM CHEGOU rs
Tudo bem com vocês amores?

Gente, por favor me perdoem pela demora e não desistam da fanfic ok? Eu trouxe um capítulo bem bonitinho e um pouco grande dessa vez rs

Ele está cheio de coisas e também não sei se vão gostar de tudo! Mas espero não decepcionar vocês 🤧❤

Boa leitura =

Capítulo 16 - XV - Capítulo Quinze.


Fanfic / Fanfiction Prisioneiro do seu Amor - Imagine JongIn - Capítulo 16 - XV - Capítulo Quinze.

Deixei minhas coisas em cima da cama e voltei para onde minha mãe estava fazendo a comida. Ela pediu para ajudá-la pois iria sair agora, só não me lembro para onde iria, mas que não ficaria em casa. Pelo que vi só faltava terminar o arroz e então poderia descansar um pouco do trabalho, que acabei de voltar.

Bem, já havia se passado quatro semanas, quase um mês que aquele homem entrou em meus sonhos e me disse coisas estranhas, assim como me beijou também. Eu poderia jurar que era tudo verdade, que não foi apenas um sonho, parecia tão real pra mim, assim como para ele. Também havia se passado um bom tempo desde que vi a tal bruxa que falou comigo, a que disse ser namorada de Jongin. No começo essas coisas não saiam de minha mente, mas agora eu não penso muito sobre a ocasião. Eu sei que no fundo isso tudo é mentira, sei que por trás disso eles querem fazer alguma coisa comigo.

Por mais que pense assim, no fundo eu sabia que o conhecia bem e que ele não era um estranho pra mim, esse Jongin parecia ser estranho, mas tinha um coração tão mole que chegava a me deixar envolvida por ele. Sei que o vi apenas em um sonho, mas parecia ser o suficiente para termos nos vistos a mais tempo. Eu tinha uma leve impressão que o conhecia a algum lugar, mas não me lembrava onde eu possa ter visto fora de meus sonhos, também não sei bem como eu nutri esses sentimentos por ele apenas uma vez vendo o mesmo, e ainda foi através de um sonho que não durou uma hora direito.

— Pare de pensar nessas coisas _____, isso foi apenas um sonho bobo. — comentei baixo enquanto me encostava na bancada. — Aquele homem lindo deve está em outro mundo neste momento. Ele nem deve saber que eu existo de verdade!

Isso era frustrante pois eu me encontrava um tanto quanto confusa. Por um lado não sabia bem se confiava em Cassandra e por outro não sabia se tudo isso era mentiras e sonhos meus. O que me causava raiva era esse fato, o fato de não conseguir mais acreditar nas pessoas como antes. Agora todos se aproveitam dos outros para mentir e dizer coisas que não existe, meu caso está como o de agora. Eu não sabia se isso era mentiras e esteja apenas querendo se aproveitar de mim, ou se é realmente verdade...

— Estou indo filha, até mais. E não deixa a comida queimar dessa vez. — ela disse eu rir um pouco, assenti para minha mãe que deixou a casa em seguida. Voltei a olhar o arroz que por enquanto estava indo muito bem.

Minutos se passaram e então apaguei o fogo quando percebi que estava pronto. Fui até a porta e tranquei a mesma, já que iria dormir agora e minha mãe havia levado a chave com ela. Caminhei para meu quarto e só deu tempo de tirar a bolsa de minha cama para poder me deitar e em questão de minutos pegar no sono profundo…


Eu estava confusa no momento, era como se estivesse em um hospital e em um lugar que eu não conhecia, os nomes que tinham nas paredes estavam todos em chinês, era outra língua que eu nunca irei aprender na vida. Perto de mim havia médicos passando e algumas pessoas sentadas em volta de alguns quartos. O que me chamou a atenção foi na hora que uma maca entrou no quarto onde estava e ficou parado um pouco distante das outras que estavam ali. Foi então quando comecei a olhar para a pessoa que estava deitada, me aproximei da mesma e arregalei meus olhos quando notei ser eu mesma. Eu havia morrido?

Quando me dei conta já estava em outro lugar, na verdade ainda continuava no hospital, mas agora observava eu e outra pessoa se falando. Ainda continuava deitada e conversando com um homem dessa vez, olhei bem a pessoa e prestei atenção em seu rosto que era familiar pra mim. Era o cara do meu sonho, aquele que Cassandra havia me mostrado ser meu namorado. Era Jongin quem estava comigo e sorrindo pra mim. E mais uma vez eu havia ido para outro lugar, mas agora era a área de visitas e quem estava comigo era ele também, porém, estávamos nos beijando agora. Ele me prometia me tirar daqui quando eu estivesse melhor, disse que iríamos morar juntos depois.

Mais uma vez tudo havia passado e eu agora me encontrava em um quarto, e um homem mais velho com um semblante assustador falava comigo e dizia algum ao qual me fazia chorar. Foi no momento que eu senti uma pontada forte em minha cabeça e algumas memórias passavam por minha mente, era como se tudo tivesse voltando e eu estivesse lembrando de tudo aos poucos.

“Ele é um demônio”

“Jongin nunca vai te amar. Foi tudo um feitiço”


JongIn… — gritei alto e levantei da cama em seguida com minha respiração ofegante e meus olhos arregalados, eu lembrei de tudo, a bruxa, o feitiço, de Jongin. Ele é um demônio que estava comigo apenas por um feitiço, nada era real nesses meses todos.

— Você lembrou dele agora não foi? Sabe o que seu namorado é de verdade? — escutei a voz feminina ao meu lado e percebi que era Cassandra parada perto de mim. — Jongin está te esperando por quase dois meses, esperando que você pudesse lembrar de tudo novamente, esperou para você o ama-ló novamente e tentou fazer isso acontecer.

— Onde ele está? Eu preciso vê-lo agora, preciso dizer que o amo da mesma forma que é.

— _______…

— Eu preciso encontrá ele, quero dizer que mesmo assim não desisti de nós dois.

— _______ daqui a algumas horas Jongin se tornará um príncipe e então não poder mais te amar. Ele ficará preso em um mundo completamente diferente do seu. Você lembrou tarde demais, meu amor.

— O que? Não, isso não pode ser verdade. Eu quero me encontrar com ele, dizer que eu preciso que volte pra mim neste momento. Isso não pode ser verdade, o Jongin me ama.

— Isso é verdade! Você passou muito tempo sem lembrar dele, e então a hora de assumir um reinado e nunca mais sair desse submundo chegou para ele. — Ela disse e eu sentei na cama completamente destruída e culpada por tudo ter acontecido rápido demais. Eu não tive tempo de voltar para ele e dizer que aceito da forma que é. — Ele negou tudo é todas por você, mas infelizmente não pode mais esperar por você.

— Eu nunca mais vou ver ele então?

— Bem, eu ainda tenho uma solução mas…

— Por favor me diga qual é. — aproximei dela e segurei seus ombros com certa força.

— Eu posso te colocar nesse submundo onde ele esta até a hora de assumir tudo, mas você precisa impedi-lo de fazer isso. Diga que lembrou de tudo e que o ama do jeito que é.

— Sim, eu posso fazer isso por ele. Eu posso dizer que o amo dessa mesma forma.

— Mas você só terá apenas cinquenta minutos ______. Até ele subir e assumir tudo.

— Como eu vou achar ele? Como eu posso achar ele em um mundo diferente do que vivo?

—Siga o seu coração _____! — suspirei fundo e assenti para a mulher. — Agora feche seus olhos e conte de um até três.

— Um… — fechei meus olhos assim que contei o primeiro e senti um frio por meu corpo. — Dois… — eu estou fazendo isso por você Jongin, espero poder te trazer de volta para mim. — Três…

Quando abri meus olhos novamente, encontrei um local deserto e sem ninguém por perto. Não havia um barulho sequer, e estava ficando escuro aos poucos. Um submundo é dessa maneira ou isso é o inferno para os renegados? Ouvi um barulho ao meu lado esquerdo e decidi seguir por aquele caminho, ficava cada vez mais escuro em meus olhos e isso dificultava minha visão. Mas até um certo tempo, quando eu acabei chegando em uma casa, uma casa muito bonita pelo jeito. Era grande e luxuosa por fora, estava tocando uma música lá dentro, aquelas músicas da dança do ventre. Só não entendi o motivo de algo assim está sendo tocado em um submundo ou inferno tanto faz!

Caminhei para mais perto e aos poucos a casa se abriu sozinha e eu entrei devagar, mas senti uma dor em minha barriga e eu gritei alto demais quando senti a dor aumentar e me fazer ficar no chão por alguns minutos.

— Isso dói demais… — foi quando eu vi o sangue escorrendo por minha blusa, não era um pequeno sangue, era muito e escorria por minhas pernas também. — Alguém me ajuda, por favor. — meus olhos lacrimejaram pela dor e eu só conseguia chorar no momento, até que criei forças para me levantar do chão e caminha até uma escadas perto de mim.

Mas havia sido em vão novamente, outra dor forte partiu em minhas costas agora e foi mais forte que a outra. Dessa vez eu gritei tão alto que ouvi passos longos se aproximado e então consegui me segurar nas escadas e chorar com ainda mais dor do que antes. Eu sabia que havia sangue escorrendo e que agora era muito mais.

— Ora, ora se não temos uma intrusa no Reino. — minha mão foi puxada com tanta força que eu caí no chão e gritei novamente. — Acho que devemos levá-la até o príncipe.

— Não… — eles me levantaram se dor alguma e me arrastaram para outro lugar. Eu sabia que iria morrer pois não estava mais aguentando a dor e o sangue escorrendo por mim, e eles nem sequer me ajudaram em nada. Seus semblantes eram de serem humanos também, mas eu estava em um submundo, aqui todo mundo engana com sua aparência.

— O príncipe Jongin saberá o que devemos fazer com ela. — foi só ao ouvir esse nome que eu me toquei de onde estava. Jongin, era ele quem agora seria o novo príncipe deste mundo. Uma grande porta se abriu e um grande tarde vermelho apareceu em minha vista.

A dor não parava e eu precisava de ajuda, mas ele só sabiam em arrastar com ainda mais força para onde uma música estava ficando cada vez mais perto de mim. Foi quando eu olhei para a frente e avistei duas garotas de frente para uma cadeira e uma pessoa sentada nela, talvez olhando as duas dançarem.

— Desculpa atrapalhar príncipe, mas achamos essas pessoa tentando invadir o castelo. — príncipe? Esse era o Jongin, tinha que ser ele.

— Jongin… sou eu. — foi quando eu disse isso que a cadeira se virou as pressas e então pude admirar seu lindo rosto. Ele estava o mesmo de antes, mas com um rosto melhor, estava tão lindo. — Jongin… eu lembrei de você agora. — minhas mãos foram soltas rapidamente e eu fui direto para o chão sem ter alguma força para continuar em pé, foi quando percebi que os homens que estavam comigo agora estava deitados no chão bem ao meu lado, pareciam ter sido mortos por ele. Meu rosto foi ergido e eu encarei ele que estava bem a minha frente. — Me desculpa Jongin…

— Eu disse que iria te esperar o tempo que precisar. Eu ainda continuo aqui para te amar! — eu sorri meio que forçado pois não tinha forças alguma em meu corpo. — Eu nunca vou te deixar meu amor.

— Essa garota não vai desistir nunca de você? — eu conhecia aquela voz, era a do pai de Jongin. — Uma pena que nesse mundo não existe o oxigênio que ela precisa para viver. Não irei precisar sujar minhas mãos para matá-la. Jongin, vamos, chegou a hora de assumir esse lugar. — ele acariciou meu rosto e sorriu logo beijando minha testa.

— Não se preocupa, eu vou cuidar de você.

— Jongin… — foi a última coisa que eu disse antes do meu corpo ficar completamente mole e meus olhos se fecharem aos poucos.

Não me deixa morrer Jongin, por favor...


Notas Finais


Ain gente, eu vou dizer que fiquei muito insegura com esse capítulo. Não sei se ficou bom ou ruim, não sei se gostaram ou acharam uma 💩
Então, por favor me digam o que acharam e se gostaram de verdade! ❤

Perfil: @Sweetback


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...