História PRISIONEIRO (Jikook) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Teen Angels
Personagens Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lali Espósito, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Jikook!flex, Jimin!seme, Jimin!uke, Jungkook!seme, Jungkook!uke
Visualizações 531
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse capítulo é a continuação hehe ❤️

Capítulo 22 - Capítulo 21


JUNGKOOK ON

Após taehyung sair eu subo as escadas e vou até o quarto do jimin, chegando na porta dele o vejo deitado na cama e assistindo TV.

– posso entrar? - o pergunto e jimin me encara, tirando sua atenção da tv para me olhar.

– você ainda esta aqui? - ele volta a olhar para a TV - entra tanto faz - diz grosso revirando os olhos.

Adentro o seu quarto e observo que ele é até arrumado, só tinha algumas roupas espalhadas mas deve ser por causa da excursão.

– taehyung teve que sair então fiquei aqui para cuidar de você - digo me sentando na beirada de sua cama.

– eu não preciso de babá jungkook - ele se irrita por saber que eu ficaria aqui com ele.

(Cade o jimin manhoso de antes que me chamava de kookie?)

– você ainda está gripado e mal consegue andar, e eu vou ficar com você apenas por hoje, quando taehyung voltar vai ser ele quem vai te ajudar - explico a jimin de um modo que o convença a me deixar ficar.

– certo só não me irrite, você já me irritou demais hoje.

– não entendo - comento pensativo.

– não entende o que? - jimin me questiona, me encarando novamente.

– o que eu fiz pra te irritar e te deixar tão bravo assim? - grito e jimin fica em silêncio - eu te ajudei ontem e você nem ao menos me agradeceu, e olha que eu não faço isso pra qualquer pessoa. Hoje eu apenas contei uma história um pouco diferente e você me trata mau o resto do dia, a culpa não é minha se você se machucou, já que é você que não quer encarar os problemas de frente e fica fugindo de mim como se isso fosse resolver alguma coisa - eu disse tudo aquilo que eu estava com vontade de falar.

Jimin parecia pensar no que iria dizer, ele demorou tanto pra falar algo que eu achei que ele nem iria me responder de volta.

– é que você mudou tanto de uma hora pra outra, antes você me tratava tão mau que eu achava que você acabaria me matando, ainda mais por causa da sua namorada - seus olhos se enchiam de lágrimas - depois você começa a ficar diferente comigo, começa a me tratar bem e isso me deixa tão confuso - agora as lágrimas já começavam a rolar em seu rosto - então eu penso se você está brincando comigo ou sendo sincero.

Eu não aguentava vê-lo chorando então apenas o abracei, eu queria dar um abraço que mostrasse que ele podia confiar em mim.

– me desculpe eu não sabia, eu até tentava conversar com você mas você só fugia - o aperto mais em meus braços.

– mas porque você insiste tanto? Tem que ter alguma razão para você mudar de uma hora pra outra - diz me afastando minimamente de si.

– porque você é meu jiminie e eu prometi cuidar de você - ele me olha um pouco confuso e eu apenas limpo as lágrimas que haviam em seu rosto - e agora que eu te encontrei eu vou cumprir essa promessa - beijo a testa de jimin, e ele parecia bem mais confuso agora.

– como assim seu jiminie? Você esta me deixando mais confuso ainda jungkook - ele sai do meu abraço.

JIMIN ON

(Depois daquelas palavras de jungkook ele me deixou completamente sem entender nada, como assim sou o jiminie dele?)

– tudo bem você não se lembra de muita coisa - jungkook começa a falar - quando eu tinha 3 anos você nasceu, eu juro pra você que eu fiquei muito feliz, nós eramos inseparáveis, melhor dizer melhores amigos - sorriu - mas quando você tinha 4 anos a sua família teve que ir embora da coreia por um problema familiar - agora as coisas começaram a fazer sentido para mim - quando você foi embora era como se meu mundo tivesse destruído, eu entrei em depressão e só ficava em casa o dia inteiro, mas com o tempo acabei superando. Depois de anos tenho a notícia de que você voltou para a coreia, eu fiquei tão feliz, mas quando soube que era você meu mundo desabou, tudo de ruim que fiz a você me vieram a mente - seus olhos começaram a ficar marejados - eu não podia acreditar que machuquei a pessoa que eu prometi proteger - as lágrimas começam a escorrer em excesso - eu tentei me redimir com você de alguma forma mas eu não percebi o quanto eu estava te deixando confuso - ele me abraça de novo e eu retribuo.

Eu podia sentir que suas palavras eram sinceras, e eu acreditava nelas.

– jimin dessa vez eu quero fazer as coisas do jeito certo, e eu não vou desistir até você me perdoar.

(Quem diria que o maior gangster de Busan estaria me pedindo perdão quase se ajoelhando na minha frente.)

– olha jeon, eu posso até tentar te perdoar, porém talvez possa demorar um pouco, sabe até eu poder confiar 100% em você - ele assenti e dá um sorriso parecido com a de um coelho.

(Bom que se ele me irritar eu posso jogar tudo na cara dele depois.)

Depois de conversarmos mais um pouco ele me prometeu que iria me levar a lugares que íamos quando éramos pequenos. Quando anoiteceu jungkook fez uma sopa para nós dois e depois assistimos a um filme qualquer que passava na TV. Quando o filme acabou nós fomos dormir, mas claro que não juntos, jungkook acabou dormindo no quarto de namjoon.

Acordo com os raios de sol batendo na minha cara, pego o meu celular e vejo que ainda são 08:30, me levanto e vou até o banheiro com um pouco de dificuldade para fazer minhas higiênes. Ao terminar vou até o meu quarto e pego meu notebook pois agora eu tenho um trabalho para fazer.

Como eu machuquei meu pé eu não pude continuar na excursão, então os professores passaram um trabalho para eu fazer em casa e entregá-los na faculdade.

Uma hora depois de que eu comecei a fazer o trabalho, senti minha barriga roncar. Coloco meu notebook em qualquer canto daquela cama e saio em direção a cozinha. Desço cada degrau daquela escada com muito cuidado, até que finalmente consigo chegar até a cozinha, decido fazer um café e panquecas mas o problema era que o jarro de café estava em uma prateleira muito alta, como sou teimoso tentei pegar mesmo assim, isso fez com que o jarro desequilibra-se da prateleira e caísse no chão fazendo um barulho bem alto, pouco tempo depois vejo jungkook vindo correndo em minha direção.

– você esta bem? - ele pergunta me analisando, ele estava bem preocupado.

parecia que ele tinha acabado de acordar, pois seu cabelo estava bagunçado e o rosto um pouco inchado.

– estou, só fui tentar pegar esse jarro - apontei pro jarro no chão - mas ele acabou caindo no chão - explico bufando irritado logo em seguida.

– aish jimin você têm que tomar cuidado - ele fala bravo, parecia até minha mãe me dando bronca - e você também não pode ficar fazendo muito esforço - abaixo a cabeça fitando meus pés.

– eu sei desculpa, mas eu estou com fome - digo em um tom baixo, quase um sussurro.

– você poderia ter me acordado, você não pode se esforçar tanto - assenti de cabeça ainda baixa - vem eu vou fazer alguma coisa para você comer - ele poe suas mãos em minha cintura, me segurando firme e logo ele me levantou e me pôs em cima do balcão da cozinha.

Ficamos ali nos encarando por um tempo, ele ainda mantia suas mãos em minha cintura fazendo um carinho singelo ali com seus dedos. Sem nem percebemos aos poucos estávamos nos aproximando bem devagar um do outro.

(Iriamos nos beijar?)

– CHEGUEI - Taehyung grita fazendo com que eu e jungkook nós afastemos rapidamente.

– que bom tae - jungkook diz ao se abaixar e tirar a jarra do chão e logo começa a inche-la com água.

– eu vou no meu quarto tomar um banho e daqui a pouco desço para tomarmos café juntos - assentimos.

Fiquei olhando jungkook fazer nosso café da manhã que nem percebi o tempo passar.

– o que temos para comer? - Taehyung pergunta se sentando na cadeira e logo fazendo uma careta de dor.

O encaro e faço uma cara maliciosa.

– a noite foi boa em taetae - brinco e ele me olha, seu rosto começa a ficar vermelha na hora.

– foi maravilhosa - tae sorri ladino - pelo jeito vou ficar sem conseguir sentar direito por uns 2 dias - foi desnecessário saber disso - ainda me lembro quando você tava parecido comigo - seria muito pedir para ele calar a boca?

– do que vocês estão falando? - pergunta jungkook se aproximando, ele coloca o café e as panquecas na mesa e em seguida me tira do balcão e se senta ao meu lado na mesa.

– nad... - quando eu ia responder sou interrompido por Taehyung.

– do dia em que o jimin chegou aqui em casa mal conseguindo sentar no sofá, acho que foi naquele dia que você levou ele para sair, ele disse que tinha escorregado - pegou um copo e colocou café no mesmo.

– ah - jungkook me olha com um olhar malicioso - eu me lembro muito bem, ele escorregou bem no meu pa... - chuto sua perna debaixo da mesa - ai - ele resmunga.

– no parque - respondo mais rápido - sabia que no prédio dele tem um parque do lado de trás? - meu rosto devia estar super vermelho.

Tae nos olhou um pouco confuso mas depois deu de ombros.

Após terminarmos de comer e ficar conversando de coisas aleatórias da vida, eu finalmente podia sair daquela mesa e volta para o meu quarto terminar aquele trabalho.

– aonde vai? - kook me pergunta ao ver eu sair de perto da mesa.

– vou terminar meu trabalho da faculdade, tenho que entrega-lo semana que vem - vou em direção as escadas para tentar subi-las.

– espera - ele vem em minha direção - eu te ajudo - jungkook me pega estilo noiva e me leva para o meu quarto. Bem famíliar não?

– obrigado - digo envergonhado.

– não foi nada, tenho que voltar para a minha casa, mas mais tarde passo aqui para te buscar.

– pra que? - pergunto curioso. Achei que agora tae ficaria aqui para cuidar de mim.

– quero te levar a um lugar - assenti um pouco desconfiado.

(Eu sei que ele diz que está tentando mudar, mas parte de mim ainda tenho medo de ele fazer algo comigo.)


Notas Finais


LEIAM MINHAS OUTRAS OBRAS.

MEU HÍBRIDO ALFA: jikook (jk!top)
https://www.spiritfanfiction.com/historia/meu-hibrido-alfa-hiatos-11937959
#Drama #comedia #romance #híbrido


AMIZADE COLORIDA: jikook (jk!top)
https://www.spiritfanfiction.com/historia/amizade-colorida-jikook-13391741
#drama #romance #muitolemon


BE MY ÔMEGA: jikook (jk!top)
https://www.spiritfanfiction.com/historia/be-my-omega-hiatos-13151883
#drama #romance



Até a próxima 👋😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...