História Prisioneiro -Yaoi- - Capítulo 5


Escrita por: e SunaArt

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 43
Palavras 1.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura! ♡

Capítulo 5 - Fixas e horários - capítulo 4


 

FIXAS E HORÁRIOS 

~°~

capítulo quatro

 

 

 

 

~°~

- Hero on: - 

 Por pedido do chefe, vou até a sala onde guardamos as fixas dos presos, para guardar algumas de novos prisioneiros que chegaram. Entro na sala e me surpreendo ao ver que Noah estava lá também mexendo em um dos armários.

Hero: Pediram para nós dois fazermos a mesma coisa?  — Pego meus papéis e vou até um armário perto do dele o abrindo.

Vejo ele dando um pequeno pulo, provavelmente assustei ele quando cheguei. Mas ele desvia o olhar do armário me encarando. 

Noah: Eu nem vi você entrando. — Ele me olhou surpreso. — Na verdade eu só estava vendo uma coisa. — Fala voltando seu olhar para o armário.

Depois que guardo minhas fixas no lugar certo. Eu me aproximo de Noah para ver o que ele estava fazendo.

Hero: Tá procurando a fixa de quem? — Coloco minha mão sobre o ombro dele para ver o que ele estava vendo.

Noah: Do... quer dizer, só estou dando uma olhada... 

Noah parecia estar nervoso, nos poucos anos que trabalho aqui, aprendi as manias dele e dos meus outros colegas. E uma das poucas coisa que Noah não sabia fazer, era mentir.

Eu dou um curto sorriso e tiro minha mão de seu ombro me escorando no armário do seu lado.

Hero: Você não sabe mentir, fala logo a fixa de quem está procurando. — Eu cruzo meus braços enquanto o olho risonho. 

Noah: A fixa do Yuri. — Fala direto

Hero: Que? Por que? — Fico surpreso e acabo erguendo uma sobrancelha.

Noah: Não se preocupa não quero roubar seu menino. 

Ele sai da frente do armário, se virando na minha direção colocando uma mão no meu ombro.

Hero: C-como assim m-meu menino? — Fico nervoso com o que ele fala.

Noah ignora o que eu tinha falado tira a mão do meu ombro voltando a procurar a Fixa de Yuri no armário.

Até que ele acaba tirando a fixa com suas informações. Ele parecia olhar atordoado para a foto dele, me aproximo dele e falo:

Hero: Noah, tá tudo bem? — Eu o olho preocupado.

Noah: Tá, tudo bem. — Ele olha sorrindo para mim. — Eu vou indo para minha sala.

Ele fecha o armário e sai da sala levando a fixa de Yuri com ele, eu acabo ficando confuso com a reação dele. 

Hero: Isso, tá estranho. — Eu coloco a mão atrás da nuca dando um suspiro.

 

~°~

 - Yuri on: - 

 

Já estávamos novamente em nossa cela, eu estava sentado em frente às grades, e Naoki estava sentado na parte de baixo do beliche. A rotina era repetitiva já estava cansado daquilo, quando estava quase dormindo a voz de Naoki se tornou presente.

Naoki: Esperando seu guardinha? — Fala tirando sarro da minha cara.

Yuri: Eu só não tô afim de deitar, não quero começar a dormir as 21:30 como você. — Eu viro meu olhar para ele que estava sentado na ponta do beliche.

Naoki: Não exagera!

Yuri: Mais é verdade. — Eu me levanto olhando pelos corredores. 

Naoki: E como tu sabe as horas se não tem relógio aqui?  — Ele se levanta parando do meu lado.

Yuri: Eu decorei o horário do nosso almoço, momento na área e banho, e também a troca de rondas dos guardas. Então é só... — Sou interrompido por Naoki que logo começa a falar.

Naoki: Ah para de exibir sua inteligência isso me irrita. — Ele fala irritado e volta a se deitar no primeiro andar do beliche.

Yuri: Mas foi você que perguntou! — Eu me viro para ele cruzando os braços.

Naoki: Hum. — Logo Naoki pega no sono me ignorando.

Isso é sério? Como é possível alguém conseguir dormir assim tão facilmente? As vezes até queria ter essa facilidade.

Yuri: Ei! Como pode dormir no meio de uma conversa? E ainda na minha cama! 

Eu fico empurrando ele tentando acordar Naoki, mas acabo falhando. Volto a me sentar na frente da cela.

Yuri: Você não vai acordar mesmo?! — Falo irritado encarando Naoki que continuava dormindo.

Hero: Já começou a falar sozinho? 

Eu acabo levando um susto com a chegada de Hero, olho para Hero que logo se abaixa na frente da cela. 

Yuri: Como vocês guardas são silenciosos.— Levo minha mão até meu peito. 

Hero: Por que está sempre aqui na frente? — Hero acaba se sentando no chão colocando seu cotovelo sobre o joelho apoiando sua cabeça em sua mão.

Yuri: É que eu sei já o horário mais ou menos da sua ronda. 

Hero Isso é normal? — Me encara erguendo suas sobrancelhas.

Yuri: Não pense que sou um stalker, é que quando não se tem nada pra fazer em vez de ficar vegetando eu presto atenção nas coisas que acontecem ao redor. — Escuto Hero dando uma risada abafada.

Hero: Então sabe que hora é agora?

Yuri: Você começa a ronda as 21:30. — Levo meu polegar e meu indicador para o meu queixo o segurando, desviando meu olhar para baixo. — levando em conta o tempo até chegar na minha cela uns 12 minutos, mais o tempo que ficamos conversando 7 minutos, e comigo aqui falando exibindo minha inteligência 2 minutos, são 21:51! — Volto a encarar o mesmo.

Hero olha no relógio que estava em seu pulso, dando um sorriso, indicando meu acerto.

Hero: Falar com criança inteligente é chato né? E como sabe o horário dos outros guardas?

Pela primeira vez, alguem parecia interessado em uma coisa que estava explicando, não sei porque mas aquilo me deixou feliz.

Mesmo não sendo nada de mais, dou um curto sorriso e volto a falar:

Yuri: Sempre que passava algum guarda que eu não conhecia eu perguntava de hora era. Eu não sou só um rosto bonito, eu sei usar o cérebro quando quero. — Falo risonho me exibindo.

Hero: E sabe se exibir bastante! — Ele passa sua mão pela grade encostando em meus cabelos o bagunçado.

Yuri: Tá antes que termine o seu horário termina a ronda aí. —  Eu seguro sua mão a tirando de meu cabelo, logo solto a mesma.

Hero: Tá, sim senhor. — Antes de ir embora pelo corredor, Hero faz um sinal de continência para mim.  

Vejo ele indo embora pelo corredor, me levando e vou para o segundo andar do beliche, me deito nele e fico pensando sobre a conversa que tive a pouco com Hero, depois acabo dormindo com dificuldade.

~°~

 - Noah on: - 

 

Eu estava terminando de organizar minhas coisas para iniciar um novo caso onde estava envolvido, quando escuto alguém batendo na porta da minha sala.

Noah: Entra! — Falo em um tom de voz elevado para que a pessoa possa escutar.

Direciono meu olhar para porta para poder ver quem vai entrar. Quando vejo, Hero abre a porta, e rapidamente se senta na cadeira que tinha na frente de minha mesa.

Noah: Oque quer? — Falo ríspido, organizando alguns papéis que estavam espalhados pela minha mesa.

Hero: Por que está com a fixa do Yuri? — Ele apoia suas mãos sobre minha mesa chegando mais perto de mim.

Noah: Eu tava pensando em uma coisa mas, pensei melhor e vi que era impossível, eu já coloquei a fixa no lugar de qualquer jeito. 

Hero: Oque tá acontecendo? Você está estranho. — Hero encosta suas costas na cadeira.

Noah: Nada. — Continuo sério, agora o encarando.

Hero: São 04:30 da manhã, e você está adiantando trabalho sendo que você sempre entrega seus relatórios em cima do prazo! — Ele eleva o tom de voz um pouco mais irritado. — E você já estava estranho desde mais cedo!

Noah: Eu só estou sendo mais responsável. — Eu me levanto da minha mesa, vou até a porta abrindo a mesma. — Agora saí da minha sala.

Hero solta um longo suspiro, mas se levanta passando reto por mim, saindo da sala. Eu a fecho, e volto para minha mesa, sento na cadeira me escorando para trás.

Abro a gaveta da escrivaninha pegando um colar, fico o encarando por um tempo e acabo ficando perdido em meus pensamentos.

Será... não, eu só posso estar ficando louco! Isso é impossível.

Eu acabo guardando o colar no bolso de minha calça, coloco meu braço sobre a mesa, apoiando minha cabeça no mesmo, pelo cansaço acabo dormindo lá mesmo.

 

~°~

- Dia seguinte: -

- Yuri on -

 

No meio do meu sono, acabo me acordando pois tinha caído do segundo andar do beliche, estava processando ainda o que tinha acontecido mas logo me sento no chão.

Yuri: Humm velho maldito porque foi dormir na minha cama!? — Falo murmurando, me levanto passando a mão por meu cabelo.

Naoki: Nem foi uma queda alta, não exagera! 

Yuri: Não tô reclamando da minha queda, tô reclamando porque tu dormiu na minha cama! — O puxo para se levantar da minha cama.

Naoki logo se senta no beliche, eu acabo me sentando do lado dele, escorando minha cabeça na parede.

Naoki: Então porque não me acordou ontem para sair da cama?

Yuri: É... não sei. 

Naoki: Então para de reclamar logo cedo! — Naoki fala nervoso.

Yuri: Mais são 10:26. — O informei.

Naoki: Como sabe?

Yuri: Por causa dos guardinhas que estão andando por aí, e eles já estão saindo então... — Novamente sou interrompido por Naoki:

Naoki: Tá agora pode parar de mostrar sua inteligência. — Ele parecia entediado com o que eu estava falando.

Yuri: Mais... ah deixa!

Cansei de tentar explicar para ele sobre isso, não entendo, ele me pergunta como sei dessas coisas, mas nunca quer ouvir a explicação, esse cara ainda vai me enlouquecer. 

[...]

Depois de longas horas entediantes, os guardas abriram as celas, pois tinha chegado a hora do almoço. 

Todos foram até o refeitório, eu sinto que acabo pisando em alguma coisa, então tiro meu pé  de cima e vejo que é um colar.

Ele me parecia familiar então me abaixo para o pegar, eu acabo o reconhecendo. Era o colar que minha mãe tinha feito, lembro que ela havia feito três desses. Um para mim, outro para ela e um para minha irmã.

Yuri: ~ Mas, como que meu colar veio parar aqui. ~ — Eu o aperto segurando contra o meu peito.

Guarda(3): Ei! Isso é meu! — Sua voz se tornou presente. 

 

 

 


Notas Finais


Esse capítulo foi uma junção de três capítulos, alguns capítulos vão ser assim para serem maiores e para desenrolar mais rápido a história.

Espero que estejam gostando!

Beijos, _park_mochi e SunaArt


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...