1. Spirit Fanfics >
  2. Prisioneiros a solta - Taekook-Vkook >
  3. Capítulo 2

História Prisioneiros a solta - Taekook-Vkook - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Prisioneiros a solta - Taekook-Vkook - Capítulo 3 - Capítulo 2

Acordei e já era de manhã. Ninguém estava nas celas e estava tudo vazio. "pra onde todo mundo foi?"  pensei. Fui para o refeitório e só tinha algumas merendeiras

- Moça ainda tem outra bandeja, é que eu acordei antes da hora e -- ela me interrompe 

- Era para estar aqui as 9:00, já são 10:30! -- ela aumenta o tom -- Você já vai chegando e já quer mandar em tudo guri? 

- Eu só perguntei, não é custo responder -- tento me defender 

Vejo ela levantando a mão, prestes a me bater quando é parada por uma outra merendeira. 

-  Ei, você não vê que ele só perguntou, não é custo responder -- Fala a mulher

- Que seja, só quero trabalhar! -- Fala a outra "velha" se soltando e indo embora

- Menino, desculpa aí por ela, sempre está estressada -- Fala a mulher que estava na minha frente, que bonita aliás -- Mas desculpa mesmo, não tem mais nada sobrando aqui -- Deu pra perceber que ela pareceu ser sincera

- Meu nome é Jungkook senhora, e obrigado, acho que eu devia ter acordado mais cedo -- Falo

- Ah não fique assim, quando for o almoço tente chegar mais cedo, e meu nome é Nayeon e por favor não me chame de senhora, apenas de tia ou de Nayeon, certo? -- Fala ela me encarando

- Certo tia -- Falei e me retirei

Tinha ido para o lado de fora, era um campo e que campo bonito e grande em. Estava observando todas as maravilhas quando meus olhos param em um canto onde estava cheio de pessoas prisioneiros e policiais reunidos naquele fundão. Eu estava olhando aquilo tudo, pensei até em me aproximar mais vejo um garoto loiro olhando para minha direção, com raiva, e logo cochichando sei lá o que no ouvido daquele tal de Taehyung que logo olhou para trás também e ficou lá. Me olhando com raiva como se eu tivesse culpa de tudo. Deu pra perceber que seus olhos estavam sem brilho nenhum, e ele me olhava com puro ódio, assim como o outro amigo dele lá. Eu só fiz olhar bem nos olhos daquele que quase me matou na cela, ele era bonito, seu rosto parecia ser esculpido pelos anjos, em seu pescoço tinha uma tatuagem do lado esquerdo, era uma tatuagem um quanto interessante. Sua pele era bronzeada, seus cabelos eram estilo mullet um pouco cacheados e com a cor preta. Qualquer um que visse acharia que ele era um Deus. Só me dei conta no que estava fazendo quando começou a chuviscar e depois chover, mas eu nem cheguei a correr procurando um abrigo, eu fui andando para dentro da prisão, não tava nem aí se tava todo encharcado ou algo do tipo. Fui caminhando até chegar no refeitório

- Vejo que tenha visto o que fez -- Fala um homem muito bonito por sinal

- E-Eu sei o que eu fiz, mas eu não queria -- Respondi ao homem de cabelos castanhos 

- Sabe, é a primeira vez que eu vejo um prisioneiro lamentando sobre uma pessoa que acabou de matar -- Diz ele -- Esqueci de me apresentar, meu nome é Seokjin mas só me chame de Jin -- Ele fala com um sorriso muito bonito 

- Jungkook, meu nome é Jungkook -- Respondi meio tímido, não é que sou um antisocial ou algo do tipo, é só timidez mesmo -- Acho que você foi o único que não quer me receber na porrada, a maioria me olha com puro ódio e com vontade imensa de me bater -- disse coçando a nuca

- E você acha que eu também não quero fazer isso -- Fala dando um sorriso sarcástico -- Só tô me controlando para não bater nessa sua cara perfeita, bom tão perfeita igual a minha não né, a minha é mais -- Doeu no coração em, meu rosto também é bonitin

- É, sim... -- Falei meio sem graça, não era do tipo de falar MUITO com alguém -- O que eles estão fazendo lá atrás é um enterro? 

- Sim, mas eu não fui -- Fala ele botando as mãos no bolso e olhando pro chão 

- E por que você não foi?  -- Perguntei

- Não gosto de guarda coisas tristes no meu peito -- Na última frase ele aponta para o peito -- Principalmente quando se trata de uma pessoa que todo mundo amava -- Fala ele segurando as lágrimas 

- ......

- Jin finalmente te achei -- Me assusto com a voz rouca de uma certa pessoa que brota atrás de mim -- Ah e você também, tava querendo resolver as contas também -- Fala ele se aproximando até o Jin se por na minha frente 

- Taehyung por favor, o te pedindo para que se controle, ele já te pediu perdão cara -- Fala Jin olhando bem nos olhos do ser que para mim, era um Deus (Tá parei)

- Aí, por que todo mundo tá conspirando contra mim só porque eu quero bater nele?! -- Diz ele olhando para o mais velho e logo apontando para mim -- Sério eu acabei de voltar do enterro que quase todo mundo gostava, só queria que ele merecesse o que era para ser merecido 

- OK -- Os dois me olham -- Se quiser me bater pode fazer isso, se é isso que você quer -- os dois me olham e eu saio de trás do Jin -- VAI 

- Assim não tem graça né -- Outro guri chega, era aquele guri que me viu primeiro no enterro -- Se for pra te bater você não tem que deixar porra -- Ele fala fazendo um bico nos lábio 

- PARK JIMIN eu não te criei assim sua peste -- Fala Jin dando um peteleco na testa do tal Jimin -- Nenhuma cria minha vai falar palavrão mesmo que eu morra 

- Jin isso doeu porra! -- Recebe outro peteleco -- O Taehyung também falou ontem -- Logo o Taehyung tampa a boca do Jimin mais já era tarde de mais. E logo o Jin corre atrás do moreno ksksks

Fico vendo o Jin correndo atrás do Taehyung e não deixo escapar um sorriso 

-  Eu sei tá -- Fala Jimin

- Sabe do que? -- Falei nervoso

- Eu sei que você gosta do Tae -- OQUE!? Voce só pode tá zoando né Jimin

- Oque? Claro que não, eu nem conheço ele e já tá na cara que ele me odeia -- Respondo injustamente 

- Talvez. Vai lá saber hi hi hi -- Ele fala indo embora e no final soltou uma risada que me deu foi medo 



Poise Jungkook, parece que o mundo quer conspirar contra você ksksksks











Continua? 









Notas Finais


Espero que tenham gostado aí em


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...